.

.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

CSN registra lucro de R$ 109 milhões



A CSN anunciou hoje (31) um lucro líquido de R$ 109 milhões no terceiro trimestre de 2012. O resultado marca a volta de empresa aos resultados positivos, depois do prejuízo de R$ 1 bilhão apresentado no segundo trimestre, quando a empresa contabilizou as perdas devido à desvalorização das ações de sua concorrente Usiminas.
Neste último trimestre, a empresa registrou uma perda referente a operações financeiras da ordem de R$ 497 milhões. Esse resultado indica que, sem as perdas financeiras, o ganho líquido da siderúrgica se aproximaria dos R$ 600 milhões no período.
No terceiro trimestre de 2012, a CSN apresentou receita líquida consolidada de R$4.267 milhões, um crescimento de 3% em relação à registrada no segundo trimestre de 2012, sendo que no mercado interno, o crescimento da receita líquida foi de 14%.
Este desempenho reflete, principalmente, o aumento do volume vendido de produtos siderúrgicos, principalmente no mercado interno, parcialmente compensado pela redução nos preços do minério de ferro.
Siderurgia volta a liderar geração de caixa
No terceiro trimestre de 2012, a siderurgia voltou a ser a atividade mais significativa para a CSN, em termos de geração de caixa, superando a mineração, que nos últimos períodos vinha tendo participação maior, apesar de ter uma receita líquida menor.
No terceiro trimestre de 2012, a siderurgia gerou R$ 2,9 bilhões de receita líquida (67,2% do total) e R$ 567 milhões de Ebtida (50,2%) do total. Já a mineração teve receita líquida de R$ 937 milhões (21,6% do total) e Ebtida de R$ 398 milhões (35,2%) do total.
Dos outros negócios da CSN, logística teve receita de R$ 325 milhões e Ebtida de R$ 128 milhões (respectivamente 7,4% e 11,3% do total da empresa), enquanto cimento teve R$ 109 milhões de receita e R$ 24 milhões de Ebitda (2,5% e 2,0%, respectivamente) e energia teve R$ 56 milhões de receita e R$ 14 milhões de Ebitda (1,3% do total, nos dois casos).
Ebitda
O Ebitda (Earnings Before Interests, Taxes, Depreciation and Amortization - Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado do terceiro trimestre de 2012, de R$1.076 milhões,  apresentou redução de 4% em relação aos R$1.120 milhões registrados no segundo trimestre de 2012, basicamente pelos menores preços de minério de ferro, parcialmente compensados pelas maiores vendas de aço. Já a margem Ebitda ajustada do terceiro trimestre de 2012 atingiu 25%, uma redução de 2 pontos percentuais. em relação àquela registrada no segundo trimestre de 2012.
Custo dos Produtos Vendidos
No terceiro trimestre de 2012, o custo consolidado dos produtos vendidos atingiu R$3.103 milhões, 4% superior ao CPV do segundo trimestre de 2012, basicamente em função do maior volume vendido pelo segmento de siderurgia.
Despesas
No terceiro trimestre de 2012, as despesas com vendas, gerais e administrativas somaram R$391 milhões, um aumento de 20% em relação ao segundo trimestre de 2012 Em "Outras Receitas e Despesas", a Companhia registrou um resultado negativo de R$115 milhões no terceiro trimestre de 2012, frente a um resultado negativo de R$2.283 milhões no segundo trimestre de 2012, principalmente pelo efeito no segundo trimestre de 2012 da reclassificação das perdas acumuladas em seus investimentos em ações ordinárias e preferenciais da Usiminas, anteriormente registradas em outros resultados abrangentes no patrimônio líquido para o resultado do exercício.


Governo assina 20 parcerias para produzir 19 remédios e duas vacinas


Medicamentos são contra Aids, câncer, asma, hemofilia e outras doenças.

Os ministérios da Saúde, da Ciência, Tecnologia e Inovação e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior firmaram nesta quarta-feira (31), em Brasília, 20 parcerias para a produção nacional de medicamentos e vacinas que devem ser oferecidos no Sistema Único de Saúde (SUS).
Os acordos de transferência de tecnologia envolvem 17 laboratórios privados, como Baxter e Merck, e 12 públicos – todos no Nordeste –, que vão fabricar 19 remédios para 11 tratamentos diferentes, como câncer, asma, mal de Parkinson, doenças psiquiátricas, imunológicas (como a Aids) e sanguíneas (como a hemofilia, que dificulta a coagulação).
Em cinco anos, a Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) espera beneficiar dez mil pessoas hemofílicas com os novos medicamentos.
Além desses remédios, as parcerias preveem a produção de produtos biológicos, usados para combater problemas crônicos, quando os tratamentos convencionais já não funcionam.
Os acordos também incluem duas vacinas: a tetraviral (contra sarampo, caxumba, rubeola e catapora) e outra de hepatite A – esta teve a tecnologia transferida pelo laboratório Merck e deve ser fabricada pelo Instituto Butantan, em São Paulo.
O anúncio foi feito durante a 3ª Reunião do Comitê Executivo e Conselho de Competitividade do Complexo da Saúde (Gecis), da qual participaram o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel. Também estiveram presentes representantes de laboratórios públicos, como Bio-Manguinhos, do SUS e da indústria farmacêutica.
Segundo o Ministério da Saúde, o objetivo é fortalecer as áreas de pesquisa, desenvolvimento e inovação, reduzir a dependência do país em produtos importados e aumentar a capacidade de exportação de medicamentos e vacinas.
Já Pimentel destacou que esse é um avanço "muito significativo" para consolidar o país como um polo de desenvolvimento industrial de fármacos e saúde em geral.
"O Brasil tem um potencial enorme nessa área, e pode ser mais bem aproveitado", disse o ministro durante a assinatura das parcerias.
Padilha também se pronunciou e destacou que 30% dos esforços de inovação tecnológica no país estão concentrados na área da saúde. No mundo, a média é de 28%. Além disso, de acordo com o ministro, 33% das publicações científicas brasileiras são relacionadas à saúde.
Com os acordos, poderá haver uma redução de quase cinco vezes no preço dos remédios praticado hoje pelo mercado, afirmou Padilha.
"Queremos entrar na produção de tratamentos contra o câncer e de produtos biotecnológicos. Certamente, isso garantirá o desenvolvimento de outros produtos, gerando emprego e renda", ressaltou.
O ministro falou também sobre o papel "decisivo" da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para antecipar o processo de registro de medicamentos. Segundo ele, o que antes levaria de três a quatro anos, agora pode ser acelerado tanto para o setor público quanto para o privado.
Vacina contra HPV
Na reunião desta quarta-feira, Padilha também falou que o Ministério da Saúde está analisando a possibilidade de incluir a vacina contra o vírus do papiloma humano (HPV) no SUS. O ministro desafiou laboratórios públicos a apresentarem, até dezembro, propostas de parceria ao comitê do Gecis.

O HPV é transmitido principalmente por relações sexuais sem camisinha e pode causar verrugas genitais e câncer do colo do útero, de cabeça e pescoço, vagina, pênis e do canal anal.
Além da necessidade de usar camisinha, existe vacina contra o HPV, que está disponível apenas na rede privada. Segundo o ginecologista José Bento, existem dois tipos de doses: a bivalente (contra os vírus 16 e 18) e quadrivalente (6, 11, 16 e 18). A primeira custa R$ 1.000 e a segunda, R$ 1.200, e ambas são aplicadas em três vezes (a segunda após dois meses da primeira e a terceira depois de seis meses da primeira).
Em todo o mundo, estima-se que 600 milhões de pessoas estejam contaminadas pelo HPV. Cerca de 10 milhões já têm uma lesão pré-cancerígena, e entre 2 e 3 milhões de mulheres foram diagnosticadas com câncer do colo do útero.

publicado em 31/10/2012 às 18h49: Texto: Douglas diz que recusaria convocação para seleção brasileira

Meia afirmou que não tem vontade de voltar a vestir a camisa da equipe nacional


Douglas 450

A passagem de Douglas pela seleção brasileira deixou marcas profundas no atleta. Uma bola perdida pelo meia originou o gol de Messi em um amistoso vencido pela Argentina. Depois disso, o jogador foi muito cobrado e depois esquecido por Mano Menezes. Nesta quarta-feira (31), o jogador revelou que se fosse convocado novamente, recusaria o convite para defender o Brasil. 

- Se eu fosse convocado, simplesmente recusaria. Para falar a verdade, seleção nunca me seduziu. Nunca tive esse objetivo. Não tenho objetivo nenhum de voltar à seleção, até porque minha passagem por lá não foi boa. Nunca forcei para ir para a seleção. Estando bem no Corinthians está ótimo pra mim. 
Douglas negou que tenha qualquer problema pessoal com Mano, técnico com quem teve um trabalho muito vitorioso no Corinthians em 2009. Questionado se forçar uma convocação seria aproveitar de algum contato anterior com o comandante da equipe nacional, o camisa 10 do Timão explicou que existem jogadores que não aceitam ficar de fora, mas em dar nomes. 

- Tem jogador que cobra convocação, acha que está no direito. Nunca cheguei aqui e disse que tinha condição de jogar na seleção, nunca busquei isso. Sei que minha passagem não foi legal, na época fui muito cobrado por isso. Nada contra o Mano, eu simplesmente não quero, não tenho vontade. 

Douglas ficou marcado após perder uma bola que resultou em um gol de Messi em um amistoso contra a Argentina, em novembro de 2010. A falha decretou a derrota da seleção naquela partida por 1 a 0. 

Assim, o meia descarta completamente qualquer possibilidade de disputar a Copa das Confederações e a Copa do Mundo no Brasil, em 2013 e 2014, respectivamente. Se suas chances já eram muito remotas, agora elas definitivamente não existem mais. No entanto, ele garante que não se preocupa com isso. Outros jogadores do time têm sido convocados pelo treinador, como o volante Paulinho e o lateral-esquerdo Fabio Santos, presentes na última lista. 

- Só quero saber do Corinthians. Daqui não saio mais, quero ficar aqui, encerrar aqui. Espero cumprir meu contrato e renovar mais uns quatro anos.

Lucro da Ambev chega a R$ 2,5 bilhões no 3º trimestre


A Ambev (Companhia de Bebidas das Américas) registroulucro líquido de R$ 2,508 bilhões no terceiro trimestre deste, um aumento de 48,7% na comparação com o resultado de igual período de 2011, que foi de R$ 1,687 bilhão. 
O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) teve alta de 26,6%, para R$ 3,791 bilhões, com margem Ebitda de 47,2%, expansão de 0,2 ponto porcentual ante a de 47% no terceiro trimestre de 2011. A receita líquida do terceiro trimestre somou R$ 8,036 bilhões, expansão de 26,1% sobre os R$ 6,374 bilhões registrados nos meses de julho a setembro de 2011.
volume vendido foi de 40,530 milhões de hectolitros de bebidas no terceiro trimestre do ano, aumento de 1,5% ante igual período de 2011. Somente de cerveja foram vendidos 29,371 milhões de hectolitros, avanço de 2,7% na mesma base de comparação. Já em refrigerantes e bebidas não alcoólicas houve queda de 1,4%, para 11,158 milhões de hectolitros.
No acumulado dos nove primeiros meses do ano, a Ambev registrou lucro líquido - atribuído à controladora, excluindo participações dos minoritários - de R$ 6,787 bilhões. O resultado representa uma expansão de 21%, com relação aos R$ 5,608 bilhões apresentados no mesmo período do ano passado. O Ebitda nesse período teve alta de 16,8%, para R$ 10,131 bilhões.

Lula se mantém saudável e sem tumor, de acordo com médicos


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mantém saudável e sem o tumor na laringe devido ao qual teve que passar por um tratamento no ano passado, anunciaram seus médicos nesta quarta-feira.
Lula, de 67 anos, se submeteu nesta quarta a uma bateria de exames de rotina que confirmou sua recuperação total, da mesma forma como foi constatado nos exames anteriores, informou um porta-voz do hospital Sírio Libanês, em São Paulo.
Os médicos descobriram o câncer há um ano, no dia 29 de outubro de 2011. Dois meses depois, Lula iniciou o tratamento com quimioterapia e radioterapia.
Em março deste ano, os médicos anunciaram a eliminação do tumor e o ex-presidente foi liberado para retomar tranquilamente sua vida política.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Estudo aponta semelhanças entre o cérebro de tubarões e o humano


Conhecimento pode gerar novos métodos para repelir o animal.
Pesquisa foi feita na Austrália, onde ataques de tubarões são um problema.


Um estudo australiano mostrou que o cérebro dos tubarões apresenta semelhanças com o dos seres humanos. Com este conhecimento, os cientistas acreditam que seja possível conceber novos métodos para repeli-los e, assim, proteger os banhistas.
Tubarão branco na costa da Austrália (Foto: Reinhard Dirscherl / Bilderberg / AFP / Arquivo)Tubarão branco na costa da Austrália (Foto: Reinhard Dirscherl / Bilderberg / AFP / Arquivo)
Os tubarões brancos, que podem chegar a medir seis metros, são responsáveis pela maioria dos ataques mortais na Austrália. Cinco pessoas morreram em ataques de tubarões na Costa Oeste australiana nos últimos 12 meses.
Atualmente, os repelentes mais utilizados são ondas eletromagnéticas que se dirigem aos captores sensoriais que existem no focinho do tubarão. De um modo geral, a técnica é eficaz, mas não funciona em todas as situações.
De acordo com a equipe de Kara Yopak, pesquisadora da Universidade da Austrália Ocidental, o cérebro dos tubarões é mais complexo do que se pensava.
A semelhança com o cérebro humano indica também que o peixe tem boa percepção visual, e que esse tipo de estratégia deveria ser incluído na proteção aos banhistas.
"Os grandes tubarões brancos possuem um cérebro que, em grande parte, está associado à percepção visual, o que significa que eles seriam muito mais suscetíveis aos meios repelentes visuais que outras espécies", explicou Yopak.
Os resultados do estudo foram publicados em uma edição especial da revista científica “Brain, Behaviour and Evolution”.

Fungo já matou quase 7 milhões de morcegos nos EUA e Canadá


Doença chamada de 'síndrome do nariz branco' foi descoberta em 2006.
Especialistas afirmam que ainda não existe cura para fungo.


Quase sete milhões de morcegos morreram na América do Norte desde 2006 devido a um fungo conhecido como “Síndrome do nariz branco” (WNS, na sigla em inglês), indicaram autoridades ambientais nesta semana. Estudo publicado no fim do ano passado revelou que a doença é causada pelo fungo Geomyxes destructans, mas os especialistas não sabem como detê-lo.
Desde 2009, quando foi realizado o último levantamento, houve aumento de mais de um milhão de mortes de animais, sendo que em algumas áreas isto significa quase a todalidade da população de morcegos, disse o especialista em vida selvagem Jeremy Coleman, do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos.
“Em estados como Nova York, Vermont (nos Estados Unidos) e o sul de Ontário (no Canadá), cerca de 90% da população foi provavelmente impactada”, disse Coleman, que coordena campanha contra o fungo. A quantidade foi copilada a partir de dados de biólogos e modelos matemáticos que projetam a perda em áreas onde a enfermidade se propagou.
“Esta nova informação surpreendente ilustra a ameaça que a síndrome do nariz branco representa aos morcegos e o tamanho do problema que enfrenta nossa nação”, disse Dan Ashe, diretor do Serviço de Pesca e Vida Selvagem.
morcegos saem da caverna no entardecer (Foto: Eric Gay/AP)Morcegos saem de caverna durante entardecer no estado do Texas, nos Estados Unidos. (Foto: Eric Gay/AP)
Valor intangível
“Os morcegos têm um grande valor na economia dos Estados Unidos porque são considerados controladores naturais de pestes em fazendas e florestas, além de ter um papel essencial no combate a insetos que podem transmitir doenças aos humanos”, complementou.

Um estudo recente indicou que os morcegos são um importante pesticida natural. Se fossem taxados, o serviço deles equivaleria a US$ 3,7 bilhões anuais.
O primeiro local onde o WNS foi registrado é em uma colônia de morcegos no estado de Nova York. Depois, a doença se expandiu por mais 15 estados dos EUA e quatro províncias do Canadá. A síndrome é particularmente letal para as espécies que hibernam durante o inverno, como o morcego-marrom.

Após 21 anos, raro exemplar de lince aparece em floresta dos EUA


Um exemplar de lince-do-canadá (Lynx canadensis) foi visto na última semana, pela primeira vez em 21 anos, em uma região de floresta de Idaho, nos Estados Unidos.
O animal, que corre perigo de extinção, foi capturado em uma armadilha na Floresta Nacional Salmon-Challis.
A última vez que um exemplar desta espécie havia sido observado na região, que tem 43 mil km² de área de floresta, foi em 1991, quando um animal ficou preso acidentalmente em outra armadilha. Em 1996, o estado registrou o aparecimento do lince, mas em outra região.
Segundo Tom Keegan, gerente regional do Departamento de Caça e Pesca de Idaho, a ocorrência foi muito rara. Ele disse que um homem passeando com seu cão viu o felino preso na última quinta-feira (26), que foi libertado em seguida, sem ferimentos.
Imagem de arquivo do Departamento de Pesca e Caça dos EUA mostra exemplar do lince-do-canadá em floresta do país. Na última semana, depois de 15 anos, um espécime apareceu em parque florestal estado Idaho. (Foto: Governo dos EUA/Reuters)Imagem de arquivo do Departamento de Pesca e Caça dos EUA mostra exemplar do lince-do-canadá em floresta do país. Na última semana, depois de 15 anos, um espécime apareceu em parque florestal estado Idaho. (Foto: Governo dos EUA/Reuters)
Acredita-se que existam cerca cem espécimes de lince-do-canadá nas florestas de Idaho. Na década de 1990, a captura do lince foi proibida em 48 estados do país. Já em 2000, esta espécie foi considerada ameaçada de extinção. Raramente avistados, biólogos utilizam rastros e fezes para documentar sua presença.
Uma amostra de DNA foi coletada do animal para analisar se ele é um lince selvagem e adquirir conhecimentos sobre suas possíveis origens. Estes mamíferos podem viajar longas distâncias (centenas de quilômetros às vezes) em busca de comida.

FIMETAL REGIONAL NORTE

Jarlis Adelino, Presidente do STIMA e Secretario Geral da FIMETAL confirma participação, de Dirigentes Sindicais do STIMA em reunião de planejamento da Federação Nordeste dos Metalúrgicos em Fortaleza-CE.
Em Novembro! Essa reunião e 
importante para a região nordeste, estaremos com as principais lideranças da Região em prol de melhorias para a classe operaria. a reunião acontecerá em Berberibe no HOTEL PARQUE DAS FONTES, alem de Jarlis Adelino, Samuel Carneiro, Pedro Neto e Gibran Vieira representarão os Metalúrgicos Maranhenses nesse encontro.



A FIMETAL REGIONAL NORTE com sub-sede em Açailândia-MA, vem trabalhando forte dês que foi fundada a sub-sede no primeiro trimestre de 2012, resgatamos o Sindicato de Imperatriz e devolvemos aos trabalhadores, temos tidos conversas com os sindicatos metalúrgicos maranhenses como o de Rosário  Bacabeira e São Luís, a Nossa Regional tem uma responsabilidade muito grande, além do Estado do Maranhão Cobrimos também os Estados do Piaui e Ceará finalizou Jarlis Adelino 

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Tocantins fica com 60% dos recursos da hidrelétrica de Estreito


O senador João Ribeiro (PR) comemorou os benefícios para o Tocantins a partir da inauguração da Usina Hidrelétrica de Estreito realizada hoje pela presidente Dilma Rousseff. “São 1.087 Megawatts que entrarão no sistema nacional. Importante também é que as prefeituras do Tocantins e do Maranhão serão diretamente beneficiadas com os recursos compensatórios da Usina. Uma espécie de royalties que serão investidos em benefício da nossa população”, afirmou.

João Ribeiro discursou com o Relatório Oficial de Monitoramento da UHE do Ministério de Minas e Energia em mãos. De improviso, explicou que a Compensação Financeira pela Utilização dos Recursos Hídricos (CFURH), com base na tarifa vigente de R$ 72,87 por megawatt, totalizará aproximadamente R$ 27,3 milhões anuais.

Deste total, o Tocantins ficará com maior parte, de acordo com o senador. A divisão dos R$ 27,3 milhões anuais, conforme determinação constitucional, obedecerá o seguinte cálculo: 10% (R$2,7 milhões anuais) pertencem à União; 45% (R$ 12,3 milhões anuais) aos estados, sendo 4,9 milhões anuais ao Maranhão e R$ 7,3 milhões ao Tocantins, e os 45% (R$ 12,3 milhões) restantes para os municípios afetados.

Maior parte com Tocantins

Os municípios tocantinenses atingidos pelo alagamento para a construção da barragem também receberão compensação financeira da UHE do Estreito. Da Tribuna do Senado Federal o senador João Ribeiro esclareceu que “segundo Márcio Zimmermann (secretário executivo do Ministério de Minas e Energia) a compensação seria de acordo com as áreas atingidas, e as cidades do Tocantins receberão a maior parte porque o território foi mais atingido”, disse o senador.

Municípios Beneficiados 

A UHE Estreito abrange no Tocantins os municípios de Babaçulândia, Tupiratins, Palmeiras do Tocantins, Palmeirante, Itapiratins, Goiatins, Filadélfia, Darcinópolis, Barra do Ouro e Aguiarnópolis.

Jarlis Adelino acompanha Secretários em Açailândia



A Convite do Secretario Estadual da Agricultura, Pecuária e Pesca, e Chefe Deliberativo do SEBRAE/MA Dr. Cláudio Azevedo e do Sr. Ricardo Nascimento Diretor do Grupo Ferroeste.
O secretário-chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva, cumpriu extensa agenda de trabalho, nos municípios de Imperatriz e Açailândia, na Região Tocantina, onde manteve encontro com lideranças políticas, empresariais e sindicalistas, visitou órgãos de atendimento ao cidadão e unidades regionais da administração estadual.
Em Imperatriz, ele representou o Governo do Estado na abertura do X Encontro Nordestino do setor de Leite e Derivados (Enel). Na cidade de Açailândia, Luis Fernando Silva, vistoriou as instalações do Viva Cidadão, dos serviços oferecidos pelo Programa Viva Oportunidades.
Encerrando a agenda de compromissos em Açailândia, secretário-chefe da Casa Civil, visitou as obras de implantação da primeira Aciaria do Maranhão, localizada no Distrito Industrial de Pequiá. Também visitaram as obras além de Jarlis Adelino, a Prefeita Eleita Gleide Santos os secretários Hildo Rocha (Assuntos Políticos), Cláudio Azevedo (Agricultura, Pecuária e Pesca) e Fernando Fialho (Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar).
Atualmente, cerca de 1.000 pessoas trabalham nos serviços de conclusão da Aciaria, que já tem 60% dos trabalhos de implantação da unidade prontos. Quando estiver em operação a partir de outubro de 2013, o projeto está dimensionado para produzir na primeira fase, 600 mil toneladas/ano de Tarugo de Aço (Billet – semi-acabado utilizado como matéria-prima para a laminação de aços longos, como vergalhões, fio máquina, etc), que tem tanto uso industrial e doméstico como para exportação.
O presidente da Aciaria informou aos secretários que a unidade de Açailândia será a primeira do mundo a produzir o aço verde, graças a sua forma de produção advinda da utilização de energia renovável e por ser 100% sustentável. “Esta será a primeira usina do mundo em que não utilizaremos combustível fóssil. Para cada tonelada de aço que iremos produzir aqui, iremos retirar da camada de ozônio uma tonelada de gás carbônico, enquanto que no resto da siderurgia mundial, para cada tonelada de aço que são produzidas, existe a emissão de duas toneladas de gás carbônico”.
Investimento- Na aciaria (unidade de uma usina siderúrgica que transforma o ferro-gusa em diferentes tipos de aço), estão sendo investidos atualmente cerca R$ 400 milhões apenas na primeira fase. Até 2014, já terão sidos aplicados R$ 700 milhões no empreendimento, que servirá de suporte para a siderúrgica Gusa Nordeste, instalada em Açailândia e com capacidade para produzir 360 mil toneladas de ferro-gusa/ano.

Robinho e Pato podem deixar o Milan em 2013



Os atacantes Robinho e Alexandre Pato podem estar com seus dias contados no Milan. Segundo a edição desta sexta-feira do “Corriere dello Sport”, a permanência da dupla na cidade italiana não deverá passar da janela de transferências de janeiro. O diário diz que o clube tem em mente um grande projeto de reformulação em seu elenco, e a venda dos brasileiros e de Kevin-Prince Boateng abriria espaço nos cofres para esta “revolução”, palavra esta usada na manchete do próprio jornal.

Além do valor da venda dos três, o que nas contas do diário renderia € 50 milhões (R$ 130 milhões) aos cofres do clube, o Milan economizaria ainda outros € 30 milhões (R$ 78,5 milhões) em salários. Isso sem falar nas recentes saídas de Ibrahimovic e Thiago Silva, que – apesar da queda técnica – aliviou um pouco as finanças rossoneri.

Interessados, segundo a versão do jornal, não faltariam. O Bayern de Munique seria um possível destino para Boateng. Já os brasileiros poderiam se mudar para velhos conhecidos. No caso de Robinho, o Santos seria a opção mais provável, enquanto Alexandro Pato, antigo sonho de Roman Abramovich, poderia parar no Chelsea.

No caso do ex-colorado, um fator pode pesar contra, além das constantes lesões que o brasileiro vem enfrentando. O Chelsea está interessado em Falcão García para a mesma posição, e a imprensa europeia tem especulado que a mudança deva acontecer já em janeiro.

Resta saber se a namorada de Alexandre Pato, Barbara Berlusconi, não vai criar problemas para uma eventual transferência. Diretora administrativa do clube e filha do presidente Silvio Berlusconi, ela foi alvo de rumores na imprensa italiana de que poderia ter vetado a transferência do atacante para o PSG, notícia à época negada pela dirigente.

Confirmado! Jarlis Adelino Participará da Conferência Nacional da Negociação Coletiva CNM/CUT e Seminário Nacional do Macrossetor da Indústria 06 a 10 de novembro de 2012



Jarlis Adelino confirmou junto ao Presidente da CNM/CUT Paulo Cayres a participação no Seminário Nacional do Macrossetor da Indústria – que será realizado no Estado de São Paulo na Transamérica Expo Center em Santo Amaro, na Capital paulista, Jarlis Adelino confirmou também a traves do Secretario Geral da CNM/CUT João Cayres, a  presença do vice-presidente do STIMA Pedro Neto. onde será tratado e discutido  a ideia e a busca pelo desenvolvimento econômico e social, tão importante quanto formular propostas e participar dos debates em torno dos rumos da indústria nacional, é assegurar a melhoria no nível e qualidade do emprego. A CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos da Central Única dos Trabalhadores, promoverá a Conferência Nacional da Negociação Coletiva e do Seminário do Macrossetor da Indústria, a realizar-se de 06 a 10/11/2012, para juntos darmos mais um passo no sentido de diminuir as desigualdades regionais no que se refere ao emprego, condições de trabalho e distribuição de renda na indústria metalúrgica. 

 Transamérica Expo Center

Essa iniciativa da CNM/CUT de globalização a nível nacional do ramo metalúrgico a todas regioes do país, traz pra nos do nordeste principalmente ao Maranhão experiencias de acordos coletivos que deram certos em outras regioes e que podem nos ajudar aqui no maranhão, trazendo mais igualdade para os trabalhadores do ramo alem de proporcionar uma maior qualificação dos dirigentes sindicais que estão geograficamente mais longe do eixo industrial do pais que fica na região sul e suldeste do Brasil disse Jarlis Adelino Presidente do STIMA

Lei Maria da Penha




A Lei Maria da Penha cria mecanismo para combater a violência domestica e familiar contra a mulher, dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Domestica e Familiar contra a mulher. Altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; e dá outras providencias. 
Vamos conhecer trechos da Lei:
Art. 1º 
Esta Lei cria mecanismo para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do inciso 8º do Art 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de  Violência contra a Mulher, da Convenção  Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher e de outros tratados internacionais ratificados pela Republica Federativa do Brasil; dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência domestica e familiar contra a mulher; estabelece medidas de assistência e proteção às mulheres em situação de violência domestica e familiar.

Ai vai a dica!

fique atento(a)! estaremos no decorrer dos dias postando um a um todos os artigos da Lei Maria da Penha, neste blog, seja uma pessoa informada!         

Exame mais barato pode ajudar na detecção de aids e câncer


Foto: Divulgação
Pesquisadores britânicos desenvolveram um exame de custo mais baixo para a detecção de diferentes vírus - entre eles o da aids - e de alguns tipos de câncer. A pesquisa é do Imperial College de Londres, e foi publicada na revista especializada "Nature Nanotechnology".

"O exame pode ser significativamente mais barato, o que pode abrir caminho para um uso maior de exames de HIV em regiões mais pobres do mundo", afirmou Roberto de la Rica, pesquisador participante do desenvolvimento do teste.
No exame, um reagente químico muda de cor quando entra em contato com o sangue do paciente. Em caso de infecção do organismo por algum vírus, o reagente fica azul. Mas, caso o corpo do paciente não esteja infectado, o líquido fica vermelho.
* Com informações da Agência Brasil

Palmeiras tenta reunir provas sobre interferência externa na anulação do gol de Barcos


Argentino fez um gol de mão durante derrota para o Inter no último sábado

Com um prazo de até terça-feira (30) para apresentar jusificativa para a anulação da partida contra o Inter, o Palmeiras corre nos bastidores na tentativa de reunir provas que evidenciem uma interferência externa na anulação do gol de mão do argentino Hernán Barcos. O Verdão saiu de campo no Beira-Rio derrotado por 2 a 1, no último sábado, em jogo válido pela 33ª rodada do Brasileirão. A diretoria afirma que a decisão foi tomada pelo delegado da partida, Gerson Baluta, e não pelo quarto árbitro, Jean Pierre Gonçalves Lima, que assumiu a autoria da anulação.  
O levantamento de provas está a cargo do diretor jurídico Piraci Oliveira, mas a decisão só será tomada com o aval do presidente Arnaldo Tirone.

- Até o momento, só temos provas testemunhais, que considero fracas. Mas devemos entrar com esse pedido, é uma decisão colegiada e que será tomada após o posicionamento do presidente – afirmou Piraci - Temos convicção de que foi o delegado que anulou o gol. Ele vai negar, claro, mas vamos buscar imagens que provam essa interferência. Está muito claro que houve interferência externa – completou.

Valor de mercado de Vale, Petrobras, Itau e OGX despenca R$ 100 bilhões no ano


Quatro empresas brasileiras figuram na lista das que mais perderam valor de mercado na América Latina e nos EUA em 2012. As ações da OGX, petrolífera de Eike Batista, tiveram o maior recúo percentual do relatório, elaborado pela consultoria Economática: a queda foi de 69,5%, o que reduziu o valor da companhia em US$ 16,3 bilhões.

Os papéis da Vale caíram 11,7% em 2012, o que resultou em queda no valor de mercado de US$ 12,4 bilhões. ItauUnibanco perdeu US$ 10,5 bilhões, após desvalorização de 14,4% nos papéis. Na Petrobras, o tombo foi de 6,6%, resultando em perdas de US$ 10,2 bilhões. Somadas, as quatro tiveram desvalorização de US$ 49,5 bilhões (equivalentes a R$ 100 bilhões, no câmbio atual).
A bolsa de São Paulo teve um bom início de ano, acumulando forte valorização nos primeiros meses. Mas, após quedas nos períodos seguintes, chega ao final de outubro próxima do zero em termos de valorização  – ou seja, em média, as ações mais importantes do país tiveram perdas e ganhos que se equivaleram no ano.
O levantamento da Economática analisou dados de 1948 empresas da América Latina e dos EUA entre 31 de dezembro de 2011 e 26 de outubro de 2012. A companhia com maior queda nominal da amostra é a americana Conocophillips, do setor de petróleo e carvão, com queda de US$ 27,1 bilhões (ou R$ 55 bilhões).

Fifa divulga os 23 candidatos à Bola de Ouro, apenas um brasileiro aparece na lista


A Espanha é o país mais representado com sete jogadores. Na América do Sul, além de Neymar, Agüero e Messi, há também o colombiano Falcao Garcia, do Atlético de Madrid.



Confira a lista com os 23 candidatos ao prêmio de Melhor Jogador do Mundo:

Sergio Aguero (Argentina) - Manchester City 
Mario Balotelli (Itália) - Manchester City
Karim Benzema (França/) - Real Madrid 
Gianluigi Buffon (Itália) - Juventus
Sergio Busquets (Espanha) - Barcelona 
Iker Casillas (Espanha) - Real Madrid
Didier Drogba (Costa do Marfim) - Chelsea e Shanghai Shenhua
Radamel Falcao (Colômbia) - Atlético de Madrid
Zlatan Ibrahimovic (Suécia) - Milan e PSG
Andrés Iniesta (Espanha) - Barcelona
Lionel Messi (Argentina) - Barcelona
Manuel Neuer (Alemanha) - Bayern de Munich 
Neymar (Brasil) - Santos
Mesut Özil (Alemanha) - Real Madrid 
Gerard Piqué (Espanha) - Barcelona 
Andrea Pirlo (Itália) - Juventus
Sergio Ramos (Espanha) - Real Madrid 
Cristiano Ronaldo (Portugal) - Real Madrid 
Wayne Rooney (Inglaterra) - Manchester United 
Yaya Touré (Costa do Marfim) - Manchester City 
Robin van Persie (Holand) - Arsenal e Manchester United 
Xabi Alonso (Espanha) - Real Madrid
Xavi Hernandez (Espanha) - Barcelona

sábado, 27 de outubro de 2012

BMW anuncia investimentos de R$ 500 milhões em fábrica no Brasil


A primeira fábrica da BMW na América Latina será construída no Brasil, com investimentos superiores a R$ 500 milhões, anunciou o vice-presidente da BMW, Ian Robertson, após reunião com a presidenta Dilma Rousseff e os ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e da Fazenda, Guido Mantega, hoje, no Palácio do Planalto. Segundo Robertson, a produção estará de acordo com o novo regime automotivo implementado pelo governo brasileiro. Também participou do encontro o governador de Santa Catarina (SC), Raimundo Colombo.
A nova fábrica será construída em Araquari (SC) e deve gerar 1.300 empregos diretos. O início da produção está previsto para junho de 2014 e a capacidade de produção prevista é de até 30 mil veículos por ano. A princípio, a empresa vai produzir utilitários pequenos, mas, segundo o vice-presidente, “a produção vai seguir a demanda” e as perspectivas são boas. Segundo ele, o mercado de carros de luxo no Brasil hoje significa apenas 1% do total, mas há grande potencial de crescimento nos próximos anos.
“Hoje tivemos a oportunidade de nos reunir com a presidenta e sua equipe de ministros, e nosso plano de investimento recebeu um forte apoio do governo. Nossa expectativa é de que os primeiros carros sejam produzidos no fim de 2014 (…) Nosso plano de investimentos chega a 200 milhões de euros e isso inclui o desenvolvimento de toda a instalação para a produção da carenagem, pintura e montagem no Brasil. Acreditamos que a chegada do primeiro fabricante de automóveis de luxo é um marco para o desenvolvimento da indústria automotiva no país”, afirmou Robertson.
Para o ministro Fernando Pimentel, o Inovar-Auto contribui para a fabricação de veículos mais econômicos e seguros, além de ajudadr no aumento da concorrência, uma vez que incentiva novos investimentos como o da BMW. Ele destaca outros aportes já anunciados, como os das empresas chinesas JAC Motors e Chery, que também anunciaram a construção de unidades no país.
Regime automotivo
A BMW é uma das empresas que já protocolou, no MDIC, o pedido e habilitação no novo regime automotivo do governo brasileiro, o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores (Inovar-Auto), criado no âmbito do Plano Brasil Maior. O programa tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento tecnológico, a inovação, a segurança, a proteção ao meio ambiente, a eficiência energética e a qualidade dos veículos e das autopeças.
A habilitação da BMW possibilitará à empresa os benefícios fiscais previstos no regime automotivo, como cotas de importação com direito a crédito presumido, até a construção da fábrica. Após o início da produção, para ter direito aos benefícios fiscais relacionados na lei, a empresa terá que cumprir um mínimo de etapas produtivas em seu processo industrial e comprovar, por exemplo, dispêndios em pesquisa e desenvolvimento.
Fonte: Blog do Planalto

Família de Lampião entra com ação contra juiz


A filha de Lampião, Expedita Ferreira Nunes, decidiu entrar com Ação de Indenização por Danos Morais, contra o juiz aposentado, Pedro de Moraes, autor do livro Lampião e o Mata Sete [impedido judicialmente de ser lançado, doado ou vendido].
Como, mesmo com a proibição mantida pelo Tribunal de Justiça de Sergipe, o livro que retrata a sexualidade de Virgulino Ferreira e Maria Bonita, inclusive enfatizando que ele era gay e que ela era adúltera, está sendo vendido em Salvador (BA), o que levou a família a entrar com mais uma ação cobrando multa de R$ 20 mil diários em virtude do descumprimento da decisão.
O advogado da família, Wilson Wain, explicou que tão logo o juiz Pedro Moraes concedeu entrevista ano passado a um semanário sobre o conteúdo do livro Lampião e o Mata Sete, entrou com uma Ação de Obrigação de Não Fazer, com a finalidade de proibir a venda do livro. “Nós agimos fundamentados no Direito Constitucional da inviolabilidade da privacidade da intimidade. O juiz em primeiro grau proferiu uma liminar proibindo, ele foi intimado pessoalmente para que não lançasse o livro enquanto aguardava o julgamento. Ele fez o primeiro recurso no Tribunal de Justiça, e o desembargador Cezário Siqueira manteve a proibição. Mais uma vez ele recorreu e o segundo recurso ainda não foi julgado”, esclarece.
Ações
Ele lembrou que a única intenção da família era de fazer com que o livro que enfatiza a sexualidade de Lampião e Maria Bonita, não fosse divulgado, como determina a decisão judicial de dezembro de 2011.
História de Lampião e Maria Bonita ganhou o mundo (Foto: Divulgação)
“Mas, com a nota fiscal em mãos, partimos para esse segundo processo [que é a cobrança da multa] que também tramita na 7ª Vara Cível. Paralelo a isso, a primeira intenção da família era apenas sustar o livro que tocasse a intimidade e achávamos que Dr. Pedro fosse cumprir. Executamos a multa e ele continua vendendo o livro aí a família entendeu que ofensa passa a ser pessoal e nos autorizou a ingressar com uma Ação de Indenização por Danos Morais”, destaca.
Wilson Wain acrescentou que em uma Ação de Indenização por Danos Morais, o valor fica a critério do juiz, que pode arbitrar R$ 1, R$ 2, R$ 1 milhão, R$ 10 milhões, ou, nada. “O que foi veiculado na mídia nacional foi que a neta de Lampião, Vera Ferreira pede dois milhões de reais de indenização. Não existe isso, primeiro que a ação é da filha de Lampião, Expedita, Dr. Pedro sabe disso e ninguém entende porque esse ataque a Vera Ferreira”, lembra.
Intimidade
O advogado deixou claro que a família insiste em relação a violação da privacidade. “A família não quer discutir se Lampião era homossexual, mas a história, que sempre destacou se ele era herói ou bandido até porque a quem interessa se ele era gay ou não? Eu tenho absoluta certeza que a decisão vai continuar sendo cumprida porque o livro agride por demais afirmando que Lampião era Gay, que Maria Bonita era adúltera e até que Expedita não é filha dos dois. Isso causou transtornos a toda a família, aos netos, aos bisnetos na escola. Isso por causa de um livro escrito sem a menor preocupação, sem o menor cuidado, sem verdade”, acrescenta.
Ele lembrou que existem mais de 400 obras sobre Lampião e Maria Bonita. “São os maiores ícones do cangaço: livros, revistas, panfletos, filmes miniseries, novelas e nunca a família se insulgiu contra a liberdade de imprensa. A família entende que o livro chega a ser inclusive homofóbico. Tem passagens que Dr. Pedro destaca que Lampião e o cangaceiro fulano de tal entra no mato para fazer nojeiras. Que Lampião era um fascínora, um bandido, um marginal e gay”, diz.
Outros processos
O advogado explicou que existem dois processos no escritório, um contra um motel de Recife que lançou outdoors com Lampião e Maria Bonita enaltecendo o lado hetero dele, mesmo assim nós proibimos. E uma revista da promoter sergipana Licia Fábio, lançada na Bahia em que mostra uma estátua de lampião com uma suposta miss que estaria fazendo sexo oral. “A família não permitiu justamente por invadir a privacidade”, finaliza.
Bienal
O juiz aposentado Pedro Moraes, informou que já foi notificado, mas que está tranqüilo porque os livros foram vendidos antes da decisão judicial. “Eu vendi os livros no dia 4 de novembro de 2011, na Bienal realizada em Salvador (BA) e a decisão judicial é de 24 de dezembro. Já fui notificado, mas estou tranqüilo porque meu livro foi vendido na Bienal, antes da proibição”, explica.
Dr. Pedro Moraes disse ainda que nunca usou o termo gay no livro Lampião e o Mata Sete. O que está sendo utilizado é em cima da reportagem publicada no semanário. Não existe nenhum capítulo sobre a sexualidade de Lampião. Estão cerceando a liberdade de expressão”, entende.
“Em 1978, o autor de novelas Aguinaldo Silva lançou um jornal para a comunidade gay denominado O Lampião e na cidade de Lampião [Serra Talhada (PE)] tem um bloco carnavalesco chamado Canga Gay, em alusão ao cangaço. E quanto à Maria Bonita, escrevi com base no livro de Estácio de Lima, médico renomado que cita que Maria Bonita botava ‘gaia’,  complementa o juiz aposentado.
Por Aldaci de Souza

Dilma: o governo investirá R$ 91 bi para modernizar ferrovias


Pela primeira vez em décadas o governo lança um programa de investimentos na área de logística em que a ferrovia prevalece sobre a rodovia. "Tanto que no recente pacote lançado pelo Planalto, o trem fica com quase 70% do total a ser investido e o caminhão com pouco mais de 30%", diz Vicente Abate, presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), referindo-se ao novo programa de concessões de ferrovias e rodovias anunciado em agosto último pela presidenta Dilma Rousseff.
O programa de modernização e ampliação das malhas ferroviária e rodoviária prevê investimento total de R$ 133 bilhões, dos quais R$ 91 bilhões vão para 10 mil quilômetros de trechos de ferrovias. Os investimentos previstos em rodovias somam R$ 42,5 bilhões, distribuídos por 7,5 mil quilômetros de estradas.
Do total de R$ 133 bilhões, R$ 79,5 bilhões serão aplicados nos próximos cinco anos e o restante no horizonte de 20 anos. Dos R$ 91 bilhões que cabem ao modal ferroviário, R$ 56 bilhões serão aplicados até 2017. O presidente da Abifer acha animador que o plano pretenda estimular o investimento no setor logístico por meio, inclusive, de parcerias público privadas (PPPs).
Não por acaso, foi criada, também em agosto passado, a estatal Empresa de Planejamento e Logística (EPL), vinculada ao Ministério dos Transportes, e comandada por Bernardo Figueiredo, ex-diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), profissional bem articulado com ambos os setores.
No caso das ferrovias, a intenção do governo é que as atuais concessionárias devolvam trechos considerados estratégicos à União para que eles sejam licitados em seguida sob um novo formato de concessão. Na visão de Abate, o plano representa uma injeção de ânimo tanto para embarcadores como para a indústria porque aponta para um futuro equilíbrio da matriz brasileira dos transportes, preconizado pelo Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT).
O dirigente diz que até 2025 o PNLT pretende reduzir a fatia do modal rodoviário dos atuais 58% para 30% da matriz de transporte e, ao mesmo tempo, elevar a participação das ferrovias para o patamar de 35%. "O governo mira agora concretamente a multimodalidade e pretende dotar o Brasil de malhas compatíveis com o potencial de crescimento do país, hoje limitado, em meio a outros fatores, pela falta de integração entre os modais".
De seu lado, o presidente da Associação Brasileira de Logística e Transporte de Carga (ABTC), Newton Gibson Duarte, aprova a proposta do governo, mas acha que "não há mais tempo a perder". "Para tanto, nossa entidade vai monitorar o andamento do plano com todo o cuidado e cobrar possíveis retardamentos de agenda, ainda que eu aposte que desta vez a coisa anda, em função do comando exercido por alguém que sabe tudo em matéria de logística", diz, referindo-se a Bernardo Figueiredo.
Na visão de Carlos Cavalcanti, diretor de Infraestrutura da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o programa do governo vem em boa hora. Segundo ele, houve muita incompetência na forma como foi conduzido o processo de concessão ferroviária há 15 anos, o que resultou em 28 mil quilômetros de trilhos concedidos, dos quais apenas 12 mil quilômetros são plenamente utilizados. "O resto está ocioso, com o mato tomando conta ou sub-utilizado".
Além dos trechos sub-utilizados, a ANTT identificou que 5,5 mil quilômetros estavam abandonados. Como diz Luiz Baldez, presidente executivo da Associação Nacional dos Usuários de Carga (Anut), a pior falha cometida nas concessões ferroviárias de meados dos anos 90 foi a adoção de um modelo em que o detentor da malha seria também o operador e teria seus trens exclusivos, o que criou um monopólio nos trechos concedidos. "Agora o governo quer acabar com isso e tem toda razão porque não é possível que todos fiquem reféns de concessionárias que impõem os trens que vão rodar, a tarifa a ser cobrada e a qualidade do serviço que vai ser prestado".
No total, o governo vai fazer 12 novas concessões de ferrovias. Boa parte dos trechos está concedida tanto à MRS Logística como à ALL. A maioria dos trilhos está velha e sem uso e terão de ser refeitos pelos vencedores dos leilões. A previsão é de que o leilão de concessão dos primeiros 2,6 mil quilômetros de ferrovia - do total de 10 mil quilômetros - seja feito em abril de 2013.
Esses trechos, que incluem o Ferroanel de São Paulo e a ligação ao porto de Santos, estão com estudos adiantados. Quanto aos outros 7,4 mil quilômetros, o governo pretende licitar até a metade do próximo ano. O plano é que os trilhos sejam compartilhados, com garantia de passagem para várias empresas. Como o modelo para contratação das obras será a PPP, o consórcio que oferecer a menor tarifa vence a concessão. Mas a Valec, estatal do setor ferroviário, vai comprar toda a capacidade de transporte de cargas que passarão por esses trechos e depois revender, por meio de ofertas públicas, aos usuários.
Fonte: Portal Vermelho