.

.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Vereador Jarlis Adelino, Apresenta Proposta de Lei que proíbe soltar pipas e similares em Açailândia



O Vereador Jarlis Adelino (PMN) de Açailândia, apresentou proposta de Lei Municipal que proíbe a prática de soltar pipas, papagaios e similares em áreas públicas da cidade de Açailândia-MA, exceto em locais pré-determinados pelo Poder Executivo, como clubes, campos esportivos e localidades na zona rural.
O objetivo da norma é evitar acidentes entre os participantes da brincadeira e evitar acidentes.
São comuns pequenos cortes nas mãos, em dedos e outras partes do corpo por causa da prática de passar cerol (mistura de cola com vidro moído) nas linhas das pipas. Outro agravante, segundo o autor do projeto é a ocorrência de ferimentos em ciclistas, motociclistas e transeuntes.
Dados da Associação Brasileira de Motociclistas (Abram) mostram que por ano no Brasil acontecem 100 casos de acidentes envolvendo as linhas de pipa entre motociclistas. Desses, 25% são fatais. 

Conforme proposta de projeto de Lei uma vez aprovada pelos vereadores e sancionada pelo prefeito, o texto classifica "os brinquedos que consistem em uma armação de varetas de bambu, de madeira leve ou outro material, coberto de papel fino, filmes sintéticos, telas de tecido ou assemelhado, e que se empinam por meio de uma linha, mantendo-se no ar".
O descumprimento da lei resultará em uma multa que vai de ½ (meio) a 01 (um) salário mínimo nacional vigente, cuja multa varia de R$ 468,50 a R$ 937,00, por cada conjunto de material apreendido e pode ser acrescentada de 50% a 100% a titulo de agravante.
Se o infrator for menor de idade, a multa será exigida de seus pais ou responsáveis. A infração será considerada gravíssima quando for utilizada linha de cerol em localidades de trânsito intenso de pedestre e veículos, vizinhança de escolas, hospitais, instalações públicas, redes expostas de eletricidade e de telecomunicações.
A lei proíbe também vender, expor e manter em estoque substâncias cortantes, como o cerol, em estabelecimentos comerciais. Com o descumprimento será aplicada uma multa ao proprietário do estabelecimento e a cassação do alvará de funcionamento.
As pipas também são responsáveis em grande parte pela queda de energia elétrica. O material (papel, madeira e linha com cola) em contato com os fios da rede pode provocar curto circuito e até conduzir descarga elétrica ao seu praticante.
Segundo o vereador Jarlis Adelino, parte dos valores arrecadados com a aplicação das multas resultantes desta lei municipal será revertida ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, em percentual a ser definido pelo Poder Executivo. A fiscalização será feita por órgãos indicados pelo poder executivo.
O projeto será apresentado e lido na próxima sessão ordinária da Câmara Municipal de Açailândia-MA, que acontecerá na quarta-feira 29 de março do corrente ano, em seguida seguira sua tramitação normal pelas comissões permanentes da Casa de Lei. 
Fonte: Assessoria do Vereador Jarlis Adelino

sábado, 25 de março de 2017

Ser Corno Agora pode dar indenização por dano moral. o famoso corno!

Lei que a principio traz tom de graça, depende apenas de votação em duas comissões da Câmara dos Deputados uma mudança no Código Civil para tornar lei uma regra que, na prática, já foi aplicada em algumas decisões judiciais: a traição no casamento pode passar a dar direito ao parceiro traído a uma indenização financeira por dano moral.
É o que prevê projeto de lei (PL 5716/16) em tramitação na Câmara dos Deputados que modifica o Código Civil, incluindo punição para descumprimento do artigo que coloca a “fidelidade recíproca” como um “dever” no casamento.
De acordo com o texto, “o cônjuge que pratica conduta em evidente descumprimento do dever de fidelidade recíproca no casamento responde pelo dano moral provocado ao outro cônjuge”.

Crise do Google por conteúdo de ódio no YouTube se aprofunda

A polêmica em torno da colocação de anúncios está se espalhando por todo o planeta a um ritmo que a reação do Google não consegue acompanhar

Londres – Propagandas de grandes anunciantes da Europa e da Ásia continuam aparecendo ao lado de vídeos extremistas no YouTube dias após o gigante do setor tecnológico Google ter afirmado que estava tomando medidas para evitar que seus clientes respaldem inadvertidamente conteúdos de ódio.
Um vídeo antissemita que alega a existência de uma “ordem mundial judaica” apareceu junto com propagandas da seguradora Axa na Alemanha, da companhia de petróleo Total na França, de veículos Range Rover na África do Sul, da loja de calçados Skopunkten e do site Tradera na Suécia, de acordo com pesquisas realizadas pela Bloomberg no YouTube em cada um desses países na quinta-feira.
O vídeo também foi vinculado a marcas na Ásia — lubrificantes Castrol na Índia e fórmula infantil Cow & Gate em Hong Kong.
Um outro sermão do pastor Ahmad Musa Jibril, que, de acordo com promotores dos EUA uma vez atribuiu-se o mérito de um atentado terrorista com bomba na Arábia Saudita, pode ser visto ao lado de propagandas da Nissan na Suécia e da operadora wireless MTN Group na África do Sul.
Por sua vez, a English Defence League, islamofóbica, conta com o respaldo de anúncios de Total, Netflix, IBM e Tag Heuer International na França.
A polêmica em torno da colocação de anúncios, agora em sua segunda semana, está se espalhando por todo o planeta a um ritmo que a reação do Google, da Alphabet, não está conseguindo acompanhar.
Na quinta-feira, enquanto o presidente do conselho da Alphabet, Eric Schmidt, dizia que o Google poderia “chegar bem perto” de garantir que as propagandas das empresas não seriam colocadas perto de materiais com conteúdo de ódio, anunciantes em toda a Europa encontravam mais de uma dúzia de novos exemplos e lutavam para proteger suas marcas.
“Não sabíamos que nossas propagandas eram veiculadas nesse contexto”, disse a porta-voz da Axa, Anja Kroll, por e-mail.
“Nós tomamos providências imediatas para atualizar os filtros e acabar com a veiculação” dos anúncios junto com esses vídeos porque “diversidade, tolerância e receptividade são valores de importância fundamental para nós e os praticamos diariamente”.

Polêmica global

Embora a Axa não tenha retirado suas propagandas do YouTube, a unidade alemã está usando filtros de “lista negra” para evitar que seus anúncios apareçam perto de conteúdos extremistas, racistas ou de caráter não desejável, disse Kroll.
Neste caso, disse ela, os filtros aparentemente falharam.
“Não fazemos comentários sobre vídeos individuais, mas, conforme anunciado, iniciamos uma análise ampla de nossas políticas de publicidade e nos comprometemos publicamente a implementar mudanças que darão às marcas mais controle sobre onde suas propagandas aparecem”, disse um porta-voz do Google.
“Também estamos aumentando as exigências a nossas políticas de publicidade para proteger melhor as marcas de nossos anunciantes.”
O leque global de companhias envolvidas na polêmica ilustra a magnitude do problema para o Google, que corre o risco de sofrer danos em suas finanças e em sua reputação.
A companhia já é acusada em um processo judicial aberto pela família de uma vítima de um ataque terrorista de lucrar com anúncios vinculados à propaganda terrorista que fomenta a violência.
A crise recente eclodiu depois que uma investigação do jornal The Times, de Londres, revelou na semana passada que propagandas estavam sendo veiculadas junto com conteúdos ofensivos.
O valor de mercado da Alphabet diminuiu cerca de US$ 24 bilhões nesta semana.

Vereador morre após fazer cirurgia bariátrica

Jaime Ferreira, parlamentar de Senador Canedo, ficou 15 dias em UTI após procedimento e sofreu parada cardiorrespiratória 
Após ficar 15 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o vereador Jaime Ferreira, do município de Senador Canedo (GO),  morreu na noite desta sexta-feira (24), vítima de uma parada cardiorrespiratória. A causa do óbito foram complicações em decorrência de  uma cirurgia bariátrica realizada no Hospital Samaritano, em Goiânia. 
Após bariátrica, o vereador Jaime Ferreira não resistiu à parada cardíaca
Aos 28 anos, Jaime estava em seu primeiro mandato. Ele foi eleito como suplente do vereador Sérgio Bravo Jr (PROS), que assumiu a Secretaria de Esporte e Lazer. Nascido em São Paulo, Jaime se mudou para Senador Canedo em 2002. 

sexta-feira, 24 de março de 2017

R$ 9 milhões x R$ 690 mil: quartas da Copa do Nordeste opõem 'ricos' e 'pobres' em cada lado

Campinense superou o favoritismo do Sport e venceu nos pênaltis
Em 2016, Campinense superou o favoritismo do Sport na semifinal e venceu nos pênaltis
As quartas de final da Copa do Nordeste começam na próxima semana, e os confrontos prometem ser bastante equilibrados, pelo menos dentro de campo. Bahia x Sergipe, Vitória x River-PI, Sport x Campinense e Santa Cruz x Itabaiana-SE decidirão quem serão os quatro melhores da competição, que podem ditar uma tendência bem comum no torneio: a disparidade de folhas salariais. De um lado, são R$ 9,65 milhões de orçamento mensal com os times; do outro, modestos R$ 690 mil. Significa que, por exemplo, os salários de Diego Souza, Cleiton Xavier e Renato Cajá, somados, poderiam pagar a folha de quatro quadrifinalistas do Nordestão, com sobras.
Bahia (R$ 3 milhões) x Sergipe (R$ 150 mil)
O Bahia possui duas vantagens consideráveis para o confronto. A primeira é a manutenção da espinha dorsal do time desde o ano passado, e que chegou a um padrão tático próximo do ideal na visão de seu treinador, Guto Ferreira. Os zagueiros Tiago e Jackson, o volante Juninho, o meia Régis e o atacante Hernane são os pilares do tricolor desde a Série B de 2016. A segunda é o retrospecto como mandante: o Bahia acumula, desde que Guto foi contratado em junho passado, apenas uma derrota. Decidirá na Fonte Nova seu futuro na Copa do Nordeste. O tricolor terminou a primeira fase com a melhor campanha e foi a primeira equipe a não sofrer gol nos seis primeiros jogos do torneio.
O Sergipe fez uma campanha equilibrada na primeira fase, perdendo a liderança do Grupo E apenas na última rodada, diante do Vitória. No entanto, não conseguiu se impor diante dos grandes do Nordeste - perdeu as duas partidas para rubro-negro baiano, além de ter sido derrotado pelo Bahia na Copa do Brasil. Tem no atacante Hiago a sua principal arma, já que o atacante marcou cinco gols e é o artilheiro do Nordestão.
Felipe Oliveira/EC Bahia
Bahia e Sergipe se enfrentaram pela Copa do Brasil em 2017
Bahia e Sergipe se enfrentaram pela Copa do Brasil em 2017; tricolor levou vantagem
Vitória (R$ 3 milhões) x River-PI (R$ 150 mil)
Dos clubes do Nordeste, o Vitória foi o que mais investiu em jogadores na atual temporada. Saltou a folha de R$ 2,3 para R$ 3 milhões em 2017, contratando atletas como o zagueiro Fred, os meias Dátolo e Cleiton Xavier, e o atacante André Lima. Com Argel Fucks no comando, é o time com segundo melhor aproveitamento de pontos entre os clubes que disputarão a Série A. Apesar do desempenho muitas vezes contestável, mostra força para bater seus adversários nas três competições que tem disputado até agora.
Já o River-PI foi o time mais ousado da primeira fase. Num grupo onde os favoritos eram Sport e Sampaio Corrêa, conseguiu brigar pela liderança da chave até a última rodada. Fora de casa, acumulou dois triunfos e um empate na Ilha do Retiro. O atacante Viola, com quatro gols, é o destaque do time piauiense. O outro trunfo do River é o estádio Lindolfo Monteiro, que tem gramado muito irregular e dificulta o toque de bola de equipes mais técnicas.
Sport (R$ 3 milhões) x Campinense-PB (R$ 270 mil)
Sob o comando do técnico Daniel Paulista, o Sport ainda não engrenou. Vivendo de atuações inconstantes, sofre com a descontinuidade da equipe titular e a falta de rivais de boas referências técnicas dentro do Campeonato Pernambucano, com exceção de Santa e Náutico. Apesar disso, tem valores individuais que desequilibram jogos, a exemplo do meia Diego Souza, convocado por Tite para os últimos jogos nas Eliminatórias. Na Copa do Nordeste, quem tem feito a diferença é o rápido atacante Rogério.
O Campinense é um dos times mais perigosos da competição. Não à toa, foi campeão em 2013 eliminando o Sport nas quartas, e chegou à decisão em 2016 passando pelo Leão da Ilha na semifinal. Vice-líder do Grupo A, perdeu a primeira posição na última rodada, quando foi derrotado pelo Santa Cruz. O time paraibano chega à segunda fase sem o técnico Sérgio China que, apesar de ter classificado a Raposa, foi demitido na semana passada.
Santa Cruz (R$ 650 mil) x Itabaiana-SE (R$ 120 mil)
Com o rebaixamento à Série B do Brasileiro, a diretoria do Santa Cruz resolveu reduzir a folha salarial e fazer investimentos mais modestos. Atual campeão do Nordeste, o time pernambucano conseguiu ser o melhor do Grupo A, que tinha também o eliminado Náutico. O técnico Vinícius Eutrópio prega o discurso de que a equipe ainda está em formação, e por isso ainda não encontrou a formação ideal para a temporada. O destaque do time é o goleiro Júlio César, líder de uma defesa que sofreu apenas dois gols na competição.
O Itabaiana, que terminou como líder do Grupo D, deu azar ao ser o último dos primeiros colocados e decidirá a vaga nas quartas fora de casa. Com um equilíbrio refletido nos números (seis gols marcados e seis sofridos), o time sergipano tem no conjunto a sua maior virtude. A dupla formada pelo meia Igor Alves e o atacante Diego Neves é responsável por 66% dos gols do Itabaiana na Copa do Nordeste - cada um marcou dois gols.

O que muda com o projeto de lei sobre trabalho temporário e terceirização

Dentre as notícias trabalhistas que estão tomando conta das preocupações de todos está a recente aprovação do Projeto de Lei 4.302, de 1998, do Poder Executivo. Este projeto se caracteriza pelo tratamento, em um só texto, de trabalho temporário e da prestação de serviços a terceiros.
O projeto, na sua origem, preserva os conceitos da natureza jurídica de trabalho temporário na forma da Lei 6.019/1974 e estende o prazo de três para seis meses relativamente à possibilidade de permanência de um mesmo trabalhador na execução de trabalho de natureza temporária.  Portanto, mantém a previsão anterior de que o prazo do contrato está vinculado ao tempo de execução do trabalho e não, como equivocadamente se pratica, de inserir na contratação de trabalhadores o prazo da execução do trabalho.
A ampliação do prazo já se pratica perante o Ministério do Trabalho, por meio de justificativa da empresa fornecedora de mão-de-obra. Dadas as condições em que ocorre a necessidade da contratação de fornecimento de mão de obra temporária, seria dispensável a previsão legal de que o trabalho temporário poderá ocorrer em atividade fim e atividade meio.
Entretanto, como o tema pode sugerir interpretações contrárias ao modelo jurídico especialíssimo e excepcional, melhor esclarecer do que deixar livre o solto, ainda mais em momento de avanços conceituais em torno da subordinação.
O trabalhador inserido nesta relação jurídica de trabalho não mantém condição jurídica de empregado, mas recebe direitos trabalhistas semelhantes àqueles atribuídos ao trabalhador com vínculo de emprego. Por esta razão não se confunde com contrato a termo e não há reconhecimento de garantia provisória de emprego, conforme decidiu o Tribunal Superior do Trabalho (RR-1163-28c.2014.5.09.0655).
O outro aspecto do projeto de lei aprovado faz referência às empresas prestadoras de serviços, regulamentando a forma pela qual poderia ocorrer a prestação de serviços especializados. Neste sentido, não se distingue entre a atividade fim e atividade meio que, no nosso sentir podem conviver desde que não seja utilizada a prestação de serviços como forma de exclusão de direitos e desde que não submeta o empregado da empresa prestadora de serviços à condição de subordinado pessoalmente ao tomador. Não se trata, com a aprovação do projeto de lei, de transformar os atuais empregados em pessoas jurídicas.
Terceirização pressupõe especialização nos serviços e autonomia na sua execução. A diferença fundamental entre o regime jurídico do trabalho temporário e a prestação de serviços é que no primeiro caso há cessão de mão de obra e, no segundo, o objeto é a prestação de serviços especializados a cargo e responsabilidade da empresa prestadora.
Todavia, em épocas de crise, falar em legalização da terceirização como necessária a fim de alavancar o desenvolvimento econômico tende ao aguçamento de radicalizações dos prós e contras.
A terceirização sempre envolve três aspectos relevantes: (i) o risco da relação jurídica; (ii) o conteúdo da relação jurídica; e, (iii) os direitos atribuídos aos empregados da empresa prestadora de serviços.
A questão da relação jurídica quanto ao risco está resolvida porque a tomadora de serviços será sempre responsável subsidiária pelos direitos não satisfeitos pela prestadora, mantendo a orientação da jurisprudência do TST.
O conteúdo da relação jurídica parece também já ter sido resolvido pela Súmula 331 do TST, impedindo que a terceirização sirva como forma de marchandage, ou seja, não poderá o trabalhador vinculado formalmente à empresa prestadora de serviços permanecer subordinado às ordens do tomador de serviços.
Finalmente, quanto aos direitos a serem atribuídos aos empregados de empresa prestadora de serviços terceirizados, não podem ser inferiores àqueles que já são reconhecidos pela lei acrescidos daqueles direitos decorrentes de negociações coletivas.
O que preocupa os sindicatos, organizados no modelo de categorias profissionais, ao que parece, é, de um lado, o deslocamento de trabalhadores para categorias diversas da preponderante e com isto ter prejudicado a receita sindical e, de outro lado, a mudança de negociações coletivas previstas na Reforma Trabalhista encaminhado em final de 2016 e que ainda está em andamento e que sugere negociações no âmbito das empresas com representante eleito pelos trabalhadores, deslocando as reivindicações e controvérsias para o ambiente da empresa e, desta forma, beneficiando todos os trabalhadores, sem distinção de categorias, com fortalecimento dos grupos nos locais de trabalho.
Enfim, na essência, o projeto de lei aprovado não traz grandes alterações porque preserva a proteção da relação de emprego e os desvios fraudulentos e ilícitos, quando constatados, serão coibidos.

Europa ameaça ampliar embargo e anuncia devolução de cargas ao Brasil

A União Europeia ameaça impor novas barreiras contra a carne nacional se as autoridades brasileiras não adotarem "medidas decisivas" e anuncia que devolverá ao Brasil carregamentos das empresas envolvidas na fraude e que estejam em pleno oceano.

Num comunicado emitido nesta sexta-feira, 24, Bruxelas anunciou que vai examinar as amostras colhidas nos diferentes pontos de entrada da Europa para tomar uma decisão sobre uma ampliação do embargo contra os produtos nacionais. A UE ainda indicou que vai enviar ao Brasil uma missão para realizar uma auditoria na produção nacional de carne.
A resposta dada pelas autoridades brasileiras não tem sido considerada como satisfatórias e, nos bastidores, diplomatas em Bruxelas não escondem a irritação diante da insistência do governo em minimizar o caso.

No início da semana, a Comissão Europeia havia anunciado que havia solicitado ao Brasil para que retirasse da lista de exportadores as empresas envolvidas na Operação Carne Fraca. Das 21 suspeitas, quatro vendiam no mercado europeu. De acordo com o comunicado, porém, esse embargo não se limitaria a essas companhias, mas a "qualquer estabelecimento no Brasil que pudesse representar um risco" para os padrões europeus.
Agora, a decisão foi ampliada por parte do segundo maior comprador de carnes nacionais. "Todos os carregamentos de estabelecimentos implicados na fraude em rota para a Europa serão rejeitados e retornados ao Brasil", disse o porta-voz da Comissão Europeia, Enrico Brivio.

Conforme o jornal O Estado de S. Paulo antecipou em sua edição de quarta-feira, a Europa não descarta novas ações e barreiras. Uma delas será o envio de uma missão para realizar uma auditoria na produção brasileira. "Isso será feito assim que possível", indicou Brivio, que acredita que os resultados estariam concluídos até meados de maio.

Também nesta sexta-feira, os chefes de escritórios de Veterinária da Europa se reuniram e optaram por aumentar os controles em todas as fronteiras. Não se descarta ainda um embargo ainda maior.

Uma reunião entre a Comissão Europeia e estados-membros foi convocada para o dia 29 de março para examinar como esses novos controles foram implementados e "harmonizar" os padrões de verificação. "Isso incluirá Estados, regiões e produtos, além de critérios microbiológicos e outros parâmetros relevantes que devem ser alvos", disse.

"À luz do resultado desses controles reforçados e da evolução da crise, e da resposta das autoridades brasileiras aos pedidos de medidas corretoras, a Comissão e os estados-membros vão concluir se futuras medidas são necessárias", afirmou Brivio.

Os veterinários, porém, alertaram que "contam com uma ação forte e decisiva por parte das autoridades brasileiras para atender suas obrigações". O recado foi interpretado como uma ameaça de que, se o comportamento do governo for mantido, novas barreiras serão estabelecidas.

"A importância dos controles sobre importações nos pontos de entrada da Europa é agora fundamental", disse Brivio. Segundo ele, assim que foi revelada "as deficiências do licenciamento no Brasil, os estados-membros introduziram controles físicos reforçados para garantir a segurança das importações do Brasil, focando em exigências higiênicas", disse. 

Mãe e filha morrem em intervalo de meia hora em dois acidentes na mesma via

Mãe e filha morreram na hora em dois acidentes, nos EUA
Mãe e filha morreram na hora em dois acidentes, nos EUA
Mãe e filha morreram num intervalo de apenas 30 minutos em diferentes acidentes de carro na mesma estrada, nos Estados Unidos. Julia Yates Patterson, de 39 anos, bateu enquanto dirigia perto de sua casa, no estado do Alabama, e teve morte instantânea, às 15h do horário local. Meia hora depois, sua filha Elizabeth, de 8 anos, atravessava a via e foi atropelada por um carro. A menina havia acabado de descer do ônibus escolar.
Segundo a polícia do Condado de Dekalb, os acidentes foram registrados na terça-feira, nas proximidades da residência da família, na Estrada Alabama.
Kevin Patterson, viúvo Julia e pai da criança, registrou a dor da perda dupla — e da infeliz coincidência — em relato no Facebook.
“Eu não posso acreditar que isso seja real… Eu realmente não sei como me sentir. Qualquer um que me conhece, sabe o quanto eu amava Elizabeth (…) E com todos os nossos problemas, eu ainda estava profundamente apaixonado por Julie. Diga-me isso é apenas um sonho ruim, por favor, Deus!”, escreveu Kevin. 
Depois das mortes, o pai critou uma página e uma campanha que angariasse dinheiro para ajudar no custeio dos funerais.
Fonte: Extra

O mistério sobre a identidade do militar autorizado a fazer ‘cavalinho’ no líder da Coreia do Norte

Acredita-se que ele seja um oficial de patente intermediária que teve papel importante no teste de um motor de foguete, ocorrido no último fim de semana.

O teste de um motor de foguete da Coreia do Norte no último fim de semana foi seguido pela usual propaganda estatal. Mas uma imagem do líder do país comemorando o feito, reproduzida acima, chamou atenção. Afinal, quem ousaria pular nas costas de Kim Jong-un - e por quê?
Realizado no último domingo, o teste foi considerado um sucesso, um "renascimento" da indústria de foguetes norte-coreana. E uma coisa é certa: Kim Jong-un estava feliz.
Nas fotos divulgadas pela agência de notícias estatal KCNA ele aparece contemplando um míssil ao longe, sorrindo numa sala de controle, cumprimentando militares radiantes e, ainda, com um militar fazendo "cavalinho" nele.
 
Observadores dizem que o homem misterioso não é uma figura política conhecida. Acredita-se que ele teve um papel importante no teste do motor e já havia interagido anteriormente com o líder norte-coreano, como mostraram outras fotos da sequência.
Michael Madden, analista especializado em assuntos norte-coreanos, diz que o uniforme indica se tratar de um oficial de patente intermediária da Força Estratégica do Exército do Povo da Coreia, a KPA, responsável pelos mísseis ofensivos do país.
Quase certamente a imagem é uma encenação, "mas não foi totalmente maquinada ou fabricada", disse Madden, que trabalha no Instituto EUA-Coreia da Universidade Johns Hopkin, em Washington.
 
 Clima de festa: Kim Jong-un com o mesmo militar que pôde subir nas suas costas  (Foto: KCNA/Uriminzokkiri)
"Foi mais um sinal de permissão e encorajamento do que um momento completamente planejado por um assessor de imagem."
Em outras ocasiões, filmes de propaganda norte-coreana mostraram cidadãos comuns sendo autorizados a se aproximar de Kim.

'Amigável e jovial'

O principal objetivo da foto seria reforçar a imagem - para o público interno - de Kim como um jovial homem do povo.
Enquanto ele tenta passar uma imagem internacional de "intransigência", em casa "a história é diferente", observa o professor Jae-Cheon Lim, da Universidade de Seul, na Coreia do Sul.

terça-feira, 21 de março de 2017

Michael Jackson - Billie Jean - Live Wembley 1988 - HD AO VIVO

Michael Jackson - Ben HD Audio

Supermercado terá que indenizar cliente por causa de preço errado de mercadoria


Ilustração

A diferença entre o preço exposto na gôndola e na hora de passar a mercadoria no caixa é passível de indenização.

A diferença entre o preço exposto na gôndola e na hora de passar a mercadoria no caixa é passível de indenização. O entendimento é da 3ª Vara Cível de Imperatriz, que condenou o “Mateus Supermercados” ao pagamento de uma indenização por dano moral no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) ao cliente R. P. S. De acordo com a ação movida pelo consumidor, em maio de 2016, ele teria se dirigido ao estabelecimento para efetuar algumas compras. Sustenta que um dos itens seria o tomate, com preço exposto no valor de R$ 2,88 o quilo. Ao chegar em casa e conferir a compra constatou que foi enganado pelo requerido, já que este cobrou o valor de R$ 5,68 pelo quilo do produto.
Na ação, alega que retornou ao supermercado e solicitou à operadora de caixa que passasse novamente os produtos para averiguar o que havia de errado, pois estava certo que o valor da compra seria menor. Informa que diante do ocorrido, a fila do caixa foi crescendo, ao passo que ouvia alguns comentários constrangedores, e piadas pelos que estavam ali. Ele afirmou ter sido mal atendido pela operadora de caixa que disse que o requerente deveria ter se atentado para o valor na hora da compra. “Sustenta que ainda tentou chamar o gerente, contudo não teve êxito. Diz, por fim, que sofreu constrangimento de ordem moral, com toda a situação vergonhosa que foi submetida diante de vários clientes”, destaca a ação.
A requerida apresentou contestação, se opondo à pretensão autoral, pugnando pela total improcedência do pedido do autor. “O pedido deve ser julgado de forma antecipada, uma vez que não há necessidade de produção de outras provas, na forma de artigo do Novo Código de Processo Civil”, relata a sentença. E segue: “No mérito, trata a presente lide acerca da cobrança indevida de produtos que foram passados a mais pela operadora do caixa do requerido, o que gerou constrangimento de ordem moral para a requerente. Restou incontroverso que o autor sofreu cobrança indevida, na medida em que o requerido cobrou o valor de R$ 5,68 pelo quilo do produto, de forma diferente do que expôs aos consumidores”.
A sentença relata que o supermercado não provou nos autos que tenha sido oferecida alternativa à parte autora, que não o recebimento do valor indevidamente pago através de uma nota de crédito a ser gasto no próprio supermercado. Cabia à ré comprovar que ofereceu o ressarcimento da quantia em dinheiro, ônus do qual não se desincumbiu. “Desta forma, comprovada a falha na prestação dos serviços, o dano moral mostra-se configurado, diante do constrangimento e da frustração experimentada pela autora, os quais excedem o mero dissabor”, relata o Judiciário.
“O pedido da requerente, quanto a indenização por danos morais, encontra guarida no art. 5º da Constituição Federal, que versa que são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação. Já o Código de Defesa do Consumidor relata que, na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça (…) O consumidor cobrado em quantia indevida tem direito à repetição do indébito, por valor igual ao dobro do que pagou em excesso, acrescido de correção monetária e juros legais, salvo hipótese de engano justificável”, cita a sentença.
Por fim, o Judiciário julgou procedente o pedido, em parte, e decidiu condenar o requerido a pagar ao autor o valor de R$ 2.000,00(dois mil reais), a título de indenização pelos danos morais sofridos, corrigidos monetariamente pelo INPC a partir da data da sentença (Súmula 362 do Superior Tribunal de Justiça) – e acrescidos de juros legais na proporção de 1% ao mês a partir do dia do atendimento (Evento danoso, Súmula 54 do STJ), eis que se trata de relação extracontratual.
(CGJ)

Anvisa interdita todos os lotes de marcas de papinha para bebês

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o alimento para bebês é comercializado por fabricante desconhecido e não possui registro na agência

O registro sanitário de alimentos de transição para lactentes e crianças de primeira infância é obrigatório
O registro sanitário de alimentos de transição para lactentes e crianças de primeira infância é obrigatório
Foto: Reprodução
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a fabricação, comercialização e divulgação, em todo o território nacional, de todos os lotes dos produtos Papá no Prato. De acordo com a Anvisa, a papinha é comercializada pela internet por fabricante desconhecido e nenhum deles possuíam registro na agência.
Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o registro sanitário de alimentos de transição para lactentes e crianças de primeira infância é obrigatório.
A Anvisa também proibiu distribuição e comercialização de oito lotes do produto Alimento Nutricionalmente Completo para Nutrição Enteral ou Oral, da marca Trophic Bio. A empresa deve recolher todo o estoque existente no mercado. Os produtos apresentaram informações nutricionais de vitaminas divergentes daquelas informadas nos rótulos.
Nesta segunda-feira (21), a Anvisa já havia interditado o lote 0027 do doce de amendoim Paçoca Rolha da marca Dicel, que excedeu limite do teor de aflatoxinas, substâncias que são tóxicas e cancerígenas.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Países restringem importação de carne do Brasil após Carne Fraca

As consequências da Operação Carne Fraca já chegaram à comercialização do produto. Desde que a investigação foi deflagrada, na sexta-feira, China, Coreia do Sul, Chile e União Europeia anunciaram que devem barrar importações do Brasil.
No caso da China, os embarques programados para lá foram suspensos por uma semana. Segundo o jornal O Globo, o país asiático solicitou informações sobre a operação e até receber isso não desembarcará as carnes retidas.
A Coreia do Sul bloqueou apenas os embarques de frango da BRF, mas a empresa avisa que não recebeu notificação oficial sobre o assunto (leia a nota ao fim deste texto).
As informações de restrições foram confirmadas nesta segunda-feira pelo Ministério da Agricultura. Na tentativa de acalmar o mercado nacional e internacional, o órgão vai criar uma força-tarefa para investigar suspeitas de irregularidades nos frigoríficos alvos da operação. O anúncio foi feito neste domingo, durante uma coletiva de imprensa, dois dias depois de virem à tona as denúncias de fraude na carne brasileira.
Na abertura de uma reunião com cerca de 40 representantes de países importadores de carne brasileira, o presidente Michel Temer prometeu maior rigor na fiscalização dos frigoríficos do país. Temer ressaltou que problemas descobertos pela PF são pontuais, que a carne produzida e exportada pelo país é de qualidade. O governo determinou celeridade nas auditorias que serão feitas nos estabelecimentos envolvidos no esquema criminoso.
Na coletiva, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse que a pasta está fazendo os levantamentos necessários para ter informações mais precisas e tranquilizar brasileiros e consumidores de outro países de que os problemas apontados pela Operação Carne Fraca não são generalizados.
— Temos um sistema muito forte, robusto e reconhecido no mercado internacional. Ao chegar aos países de destino, todas as mercadorias são novamente fiscalizadas —, afirmou.
De acordo com o ministro, o sistema não é infalível porque é composto por pessoas. Ele ressaltou que das 4.837 unidades de abate animal, apenas 21 estão sob suspeita, das quais três foram interditadas preventivamente e as outras estão em um regime especial de fiscalização.
— Isso significa que qualquer expedição dessas plantas só sairá com a presença de fiscais do Ministério da Agricultura.
Ele ressaltou que o governo está priorizando a transparência. Segundo Maggi, as associações pediram rapidez nas punições.
— Ninguém quer passar a mão na cabeça de quem fez coisa errada —, completou.
Confira, na íntegra, a nota da BRF:
Diferentemente do que vem sendo noticiado, a BRF informa que não recebeu nenhuma notificação oficial das autoridades brasileiras ou estrangeiras a respeito da suspensão de suas fábricas por países com os quais mantém relações comerciais, incluindo Coreia do Sul e União Europeia.

Bill Gates é o homem mais rico do mundo pelo 4º ano seguido

O empresário Bill Gates, cofundador da Microsoft, segue no topo da lista da revista Forbes dos bilionários mais ricos do mundo, anunciou a publicação nesta segunda-feira (20/03). Gates, cuja riqueza é estimada em 86 bilhões de dólares, encabeça o ranking pelo quarto ano consecutivo. Em contrapartida, o presidente dos EUA, Donald Trump, caiu mais de 200 posições. 
Entre as dez personalidades mais ricas do mundo, oito são americanas. As exceções são o espanhol Amancio Ortega (4º), com uma fortuna estimada de 71,3 bilhões de dólares, e o mexicano Carlos Slim Helu (6º), com patrimônio de 54,5 bilhões de dólares.
Completam o Top 10 o investidor Warren Buffet (75,6 bilhões); o chefe do Amazon.com Jeff Bezos (72,8 bilhões); o cofundador do Facebook Mark Zuckerberg (56 bilhões); o cofundador da Oracle Larry Ellison (52,2 bilhões); o presidente, Charles Koch (48,3 bilhões), e o acionista majoritário das Indústrias Koch, David Koch (48,3 bilhões); e o magnata Michael Bloomberg (47,5 bilhões).
Donald Trump, o primeiro bilionário eleito presidente dos EUA, despencou 220 posições e ocupa a 544ª colocação no ranking de 2017 da revista Forbes. Após trocar os negócios na Trump Tower pela carreira política na Casa Branca, a fortuna de Trump se limita aos 3,5 bilhões de dólares.
A Forbes atribuiu a queda de Trump à morosidade no mercado imobiliário de Manhattan, que é responsável por uma quantidade considerável de sua riqueza. "Quarenta por cento da fortuna de Donald Trump estão ligados ao Trump Tower e outros oito edifícios próximos", escreve a Forbes. "Ultimamente, o bairro tem enfrentado dificuldades."
O título de mulher mais rica do mundo ficou com a francesa Liliane Bettencourt, principal acionista física do grupo de cosméticos L'Oréal. Aos 94 anos de idade, Bettencourt ocupa a 14ª posição no ranking mundial e tem uma fortuna avaliada em 39,5 bilhões de dólares.
O brasileiro mais rico do mundo é investidor Jorge Paulo Lemann, com uma fortuna estimada em 29,2 bilhões, que ocupa a 22ª posição na lista da Forbes . Em segundo lugar no ranking nacional está o banqueiro Joseph Safra (37º no mundo), com um patrimônio avaliado em 20,5 bilhões de dólares, seguido por Marcel Herrmann Telles (73º do mundo), um dos acionistas majoritários da Anheuser-Busch InBev, com 14,8 bilhões de dólares.
A revista informou que a lista deste ano, em sua 31ª edição, inclui 2.043 pessoas com uma fortuna superior a 1 bilhão de dólares, 233 a mais que na lista do ano anterior. Por regiões, Ásia-Pacífico é a que mais tem representantes (720), seguida por Estados Unidos (565) e Europa (530). Por países, os Estados Unidos (565 bilionários) são o primeiro, e a China (319), o segundo.

50 mil no #OcupaCuritiba pelo #ForaMoro


O k-suco vai ferver no dia 3 de maio, em Curitiba, quando o juiz Sérgio Moro irá interrogar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Pelo menos 50 mil pessoas de todo o país são esperadas no #OcupaCuritiba cuja palavra de ordem principal será #ForaMoro.
A Lava Jato tenta imputar a propriedade de um tríplex no Guarujá (SP) a Lula, mas, até agora, nunca conseguiu provar nada.
‘Não me deixem só’
Moro tem receio de ficar sozinho nessa caminhada, pois, após o golpe de Estado, é nítida a pauperização da sociedade brasileira. Não é à toa que ele gravou um vídeo pedindo apoio da opinião pública, ou seja, o magistrado trocou a Constituição pela plateia.
Neste domingo, 26 de março, grupos de extrema-direita e anti-Lula programam uma nova manifestação em apoio à força-tarefa e ao juiz Moro. Há quem aposte num novo fiasco.
A disparada do número de desempregados, a quebra de empresas, o aumento na inadimplência, a perda do poder de compra dos salários, o ataque do ilegítimo Michel Temer (PMDB) a direitos como o da aposentadoria, tudo isso e mais um pouco, depõem contra a Lava Jato.
O golpe de Estado só foi possível graças à Lava Jato.

Operação Carne Fraca tem impacto mundial

A Operação Carne Fraca já teve impacto mundial. A União Europeia exige que autoridades brasileiras suspendam as exportações para o bloco de todos os estabelecimentos envolvidos na investigação.
Os porta-vozes da comissão Europeia se pronunciaram na manhã dessa segunda-feira (20) sobre o que chamaram de "crise da carne brasileira" e afirmaram que a União Europeia está em processo de se certificar de que "todas as empresas implicadas na fraude tenham suas exportações para a União Europeia suspensas". O porta-voz não especificou quais são essas empresas.
Os representantes da comissão que cuida do comércio internacional da Europa afirmaram que os 28 países-membro receberam alerta para ficarem mais rigorosos na fiscalização de qualquer tipo de carne que chegue do Brasil. Explicaram que é um procedimento padrão e que as autoridades europeias estão em contato direto com as autoridades brasileiras para acompanhar o desenvolvimento da crise.
Por coincidência, começou nessa segunda, em Buenos Aires, uma rodada de negociações entre autoridades do Merscosul e da União Europeia para um acordo de comércio entre os dois blocos. O assunto "carne fraca" tomou conta das discussões, mas antes mesmo que essas fraudes viessem à tona, produtores europeus, sempre muito preocupados com a concorrência brasileira, já acusavam o Brasil de não ter segurança na produção de alimentos. A comissão europeia afirmou que um acordo com o Mercosul terá que reforçar os altos padrões de segurança alimentar exigidos pela Europa.
É importante dizer que, em resposta a um questionamento da TV Globo, o escritório da comissão europeia em Berlim informou que desde 2015 não encontra nenhuma irregularidade com relação à carne importada do Brasil.
A União Europeia é um dos maiores consumidores de carne de boi e frango do Brasil e só no ano passado importou US$ 2,5 bilhões. Agora, esse número deve diminuir, pelo menos, até que seja tudo esclarecido.
A Operação Carne Fraca também já teve impacto na Ásia. A China e a Coreia do Sul suspenderam, temporariamente, a importação de produtos brasileiros. A China é o maior comprador da carne bovina brasileira e o impacto disso leva preocupação ao Brasil. Sites especializados em mercado de carne dão a notícia de que a China suspendeu a importação. Brasília confirmou que o desembarque de carne brasileira em solo chinês está suspenso, por enquanto.
A Coreia do Sul também anunciou uma suspensão temporária da compra de frangos, especificamente da BRF Foods, uma das envolvidas na investigação da Polícia Federal. Mais de 80% do frango consumido pelos sul-coreanos vem do Brasil e quase metade é fornecida pela BRF. Autoridades da Coreia do Sul dizem que futuros carregamentos precisarão de um certificado emitido pelo governo brasileiro. 
Singapura disse que reforçou a fiscalização das carnes que chegam do Brasil, mas não houve anúncio porque os frigoríficos denunciados não exportam para o país. O Japão é um mercado importante para a carne de frango – 70% do frango consumido no país sai do Brasil. Os japoneses não fizeram nenhum anúncio oficial, mas essa segunda foi feriado no Japão e representantes da embaixada em Tóquio dizem que vão ficar atentos ao que pode ocorrer já na terça-feira (21).
Em nota, a BRF informou que não recebeu nenhuma notificação oficial das autoridades brasileiras ou estrangeiras a respeito da suspensão de suas fábricas por países com os quais mantém relações comerciais, incluindo coreia do sul e união europeia.
O Brasil já começou a responder os questionamentos feitos pela União Europeia e pela Coreia. A estratégia do Governo é restringir o problema aos 21 frigoríficos objetos da denúncia. A força-tarefa para fiscalizar esses estabelecimentos já está em campo. Dos investigados, apenas seis exportaram carne nos últimos dois meses, mas segundo o Ministério da Agricultura, a auditoria especial vai ser feita tanto nos lotes que vão para fora do país quanto nos que abasteceram o mercado interno.

Viagem de Lula e Dilma ao São Francisco se transforma em comício

Tanto o ex-presidente quanto Dilma Rousseff e o governador da Paraíba falaram das eleições em seus discursos


São Paulo – A cerimônia popular de inauguração das obras de transposição das águas do Rio São Francisco realizada em Monteiro (PB), na tarde deste domingo, 19, transformou-se em um comício pela candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência em 2018.
A ex-presidente Dilma Rousseff, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), e o próprio Lula fizeram referências às eleições de 2018 em seus discursos.
Além dos discursos, a praça lotada de pessoas aos gritos de “Lula, Lula, olê, olê, olá” e “Fora, Temer”, a caravana de políticos e autoridades que contou com 15 senadores, dezenas de deputados, os presidentes do PT e do PCdoB, entre outros, e até os camelôs que já vendiam camisetas com a inscrição “Lula 2018” também remetiam a cenas típicas de campanha eleitoral.
Dilma, a primeira a falar, alertou para a possibilidade de Lula ser impedido de participar das eleições. O ex-presidente é réu em 5 processos referentes à Lava Jatoe seus desdobramentos e, se for condenado em primeira e segunda instâncias, pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa.
“Não vamos permitir um segundo golpe. O objetivo deles é impedir que candidatos populares sejam colocados à disposição do povo. O lula é esse candidato”, afirmou Dilma.
“No tapetão, não”, completou a ex-presidente dizendo que os brasileiros têm um encontro marcado com a democracia em outubro de 2018.
No discurso feito a uma multidão na cidade de Monteiro, Dilma afirmou que o projeto da construção foi de Lula para contrapor ao discurso do presidente Michel Temer de “paternidade” da obra.
“Eu tenho a honra de ter dado prosseguimento ao projeto que Lula deixou pronto. E este País assistiu a mais uma mentira depois do meu impeachment. Vejam vocês a cara de pau em dizerem que uma obra de transposição desse tamanho podia ser feita em seis meses. Esses que deram o golpe baseado numa mentira. Essa obra não é só um canal, é trazer a água lá de baixo por seis estações que correspondem a 92 andares. Alguém já viu um prédio de 92 andares ser construído em seis meses? Ninguém porque é mentira”, disse Dilma respondendo ao ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco.
Na sexta-feira, Moreira Franco usou o Twitter para rebater a entrevista de Dilma ao jornal Valor Econômico. A ex-presidente afirmou que impediu o ministro de “roubar” em seu mandato.
Na rede social, o ministro escreveu: “Em 6 anos, Dilma não conseguiu entregar as obras de transposição do Rio São Francisco. Nós entregamos em 6 meses”.
Temer esteve na semana passada na inauguração da obra e, na ocasião, afirmou que não queria ter a paternidade da transposição do Rio São Francisco. “Não quero a paternidade desta obra, ninguém pode tê-la. A paternidade é do povo brasileiro e do povo nordestino”, disse, em uma indireta ao ex-presidente Lula, em cujo governo foi iniciada a construção do canal.
Embora seja do PSB, partido que apoiou o impeachment de Dilma, o governador Ricardo Coutinho – que sempre se posicionou pessoalmente contra o afastamento da petista – citou trecho da música Divino Maravilhoso, composta por Caetano Veloso em 1969, para falar sobre a possibilidade de Lula ser impedido de disputar a eleição de 2018.
“É preciso estarmos atentos e fortes. É preciso dar condições para o povo expressar o que realmente ele quer. E eu sei o que o povo quer”, disse o governador, se voltando para Lula.
Em seu discurso o próprio ex-presidente se referiu à possibilidade de ser candidato em 2018. “Vocês sabem o que eles (adversários) estão tentando fazer com a esquerda neste País, fizeram com a Dilma e querem fazer comigo. Se eles quiserem brigar comigo, que venham brigar nas ruas”, desafiou o petista.
Animado com a presença de milhares de pessoas na praça de Monteiro, Lula disse que se for candidato vai entrar na disputa para ganhar. “Eles peçam a Deus para eu não ser candidato. Porque se eu for é para ganhar e trazer de volta a alegria deste País. Eu sei colocar o povo para sonhar com emprego e salário”, afirmou.
A exemplo do que havia feito quarta-feira diante de dezenas de milhares de pessoas que participaram de um ato contra a reforma da Previdência na Avenida Paulista, em São Paulo, Lula usou a cerimônia deste domingo, no agreste nordestino, para encaixar trechos de seu discurso de pré-candidato.
Ele lembrou dos pontos positivos de seus oito anos de governo, do bom desempenho da economia, e fustigou as políticas impopulares de ajuste fiscal adotadas pelo governo Michel Temer.
Lula voltou a dizer que a melhor forma para combater o déficit da Previdência é aumentar a base de contribuintes através da criação e formalização de empregos e do aumento de salários.
O ex-presidente, que desde o final do ano tem trabalhado ao lado de economistas petistas em um programa para contrapor o governo atual, explorou o fato de já ter governado para criticar a gestão Temer.
“Se eles, diplomados, não sabem fazer isso, peçam um conselho porque eu sei como é que faz”, provocou Lula.
O ex-presidente fez questão de destacar a presença do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no evento e o papel de Ciro Gomes (PDT), possível candidato à Presidência, na execução da transposição.
Dias depois de Temer ter dito, na cerimônia oficial de inauguração, que não queria a “paternidade” do projeto, Lula, ao lado de Dilma, capitalizou para si a obra.
“Dilma e eu, Ricardo e outros governadores temos o orgulho de dizer que somos pai, mãe, irmão, tio, primo e sobrinho da transposição das águas do Rio São Francisco.”

Passageiros sobrevivem a acidente aéreo no Sudão do Sul

Ao tentar pousar, aeronave cai na pista do aeroporto de Wau e entra em chamas. Todas as cerca de 50 pessoas a bordo sobrevivem. Segundo fonte oficial, acidente deixou 37 feridos, sendo que a maioria já recebeu alta.Um avião comercial que transportava cerca de 50 pessoas sofreu um acidente em um aeroporto do Sudão do Sul nesta segunda-feira (30/03). Todos a bordo sobreviveram, segundo fontes oficiais.
O voo partiu da capital Juba em direção à cidade de Wau, no noroeste do país. O acidente ocorreu já durante a tentativa de aterrissagem, quando o avião sofreu uma queda e acabou pegando fogo.
"A aeronave chegou a encostar na pista, mas subiu novamente. O piloto não conseguiu controlar", explicou um funcionário do aeroporto de Wau, Stephen Youngule, à agência de notícias AP. Ele disse ter testemunhado todo o acidente, até o momento em que o fogo consumiu a aeronave.
Youngule afirmou ainda que as portas do avião se abriram no momento da queda. Isso permitiu uma retirada rápida de todos os passageiros, que, segundo ele, eram 44, além de cinco tripulantes.
Já um funcionário da companhia aérea responsável pelo voo, a South Supreme Airlines, informou à agência de notícias AFP que o avião, um Antonov An-26, levava 40 passageiros e cinco tripulantes.
Segundo o ministro da Informação sul-sudanês Bona Gaudensio, 37 feridos foram levados a um hospital em Wau, sendo que a maioria já foi liberada. "Após receberem os primeiros socorros, 31 deles tiveram alta, e os restantes devem deixar o hospital nesta terça-feira", disse ele à AFP.
Gaudensio não deu detalhes sobre as outras pessoas que estavam a bordo, mas confirmou que o acidente não deixou mortos. Os veículos de imprensa locais, bem como um funcionário do aeroporto citado por agências de notícias, relatam que há passageiros que saíram completamente ilesos.
"Algumas pessoas deixaram a aeronave por conta própria, enquanto outras foram puxadas para fora", disse Paul Charles, engenheiro no aeroporto de Wau, à agência AFP. "Apenas a traseira do avião ainda existe, o resto foi queimado." Fotos em redes sociais mostram a cauda ainda intacta.
Charles acredita que o mau tempo contribuiu para o acidente. "A visibilidade não era boa (...) e o avião acabou caindo. Acho que o piloto não estava vendo bem a pista", afirmou o funcionário.

segunda-feira, 13 de março de 2017

A micose que provoca morte de gatos atinge humanos

Uma doença que atinge os gatos e pode ser transmitida aos humanos vem se espalhando pelo país. A esporotricose, um tipo de micose provoca lesões sérias e potencialmente fatais quando não tratadas em tempo hábil.
A doença é causada por um fungo que vive naturalmente no solo, o Sporothrix e é transmitida a outros felinos, a cães e aos donos por meio dos arranhões.
Não se conhece a razão pela qual os gatos são tão suscetíveis ao fungo nem porque neles a doença é tão grave. Um gato com lesões pode ter o fungo em suas garras. Ao brigar com outro gato, um cão ou perseguir um rato, ele passa o fungo por meio das unhas.
Gato infectado  (Crédito: Reprodução)
Gato infectado (Crédito: Reprodução)
Desde julho de 2013, devido ao status hiperendêmico da esporotricose no Rio de Janeiro, a doença se tornou de notificação obrigatória no estado. Apenas no INI/Fiocruz, unidade de referência no Rio de Janeiro, mais de 5 mil casos
Apenas naquele ano, segundo dados da Vigilância Sanitária do município do Rio de Janeiro, foram 3.253 casos felinos. Já em 2016, verificou-se um aumento de 400% no número de animais diagnosticados. Ao todo, o órgão fez 13.536 atendimentosno ano passado, seja nos institutos públicos veterinários, em assistência domiciliar ou comunitária. Em pessoas, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro registrou no ano passado 580 casos.
De acordo com a veterinária Isabella Dib Gremião, do Laboratório de Pesquisa Clínica em Dermatozoonoses em Animais Domésticos do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas da Fundação Oswaldo Cruz (INI/Fiocruz), no Brasil, a esporotricose humana não é uma doença de notificação compulsória e, por isso, a sua exata prevalência é desconhecida.
Gremião é a primeira autora de um trabalho que acaba de ser publicado na revista PLOS Pathogens sobre a transmissão da esporotricose entre gatos e humanos. 
As lesões em humanos e cães geralmente não são tão severas como nos felinos e não tem risco de morte. Mesmo em gatos, que são mais afetados, a doença tem cura, mas o tratamento é caro e demorado. A doença costuma se concentrar em animais da periferia, o que dificulta o tratamento devido principalmente ao custo.
O fungo presente nas lesões destrói progressivamente a epiderme, a derme, o colágeno, os músculos e até ossos. Além disso, a doença pode acometer os órgãos internos, agravando o quadro clínico.
O biólogo Anderson Rodrigues, professor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), um dos autores do artigo, afirma que não se sabe como o fungo começou a infectar os gatos. Até o aumento no número de casos no Rio de Janeiro,a esporotricose era considerada uma doença muito esporádica.
De acordo com os pesquisadores, quando o animal chega a essas condições, é comum ele ser abandonado pelos donos. Na rua, ele continua transmitido e ao ser enterrado em um quintal ou lixão, o solo também é infectado.
Segundo a pesquisadora, além da capacidade de diagnosticar todos os casos e do acesso ao medicamento, o combate ao surto de esporotricose exige que os governos realizem campanhas educativas sobre a guarda responsável do animal. 
Fonte: Com informações do Uol