.

.

sábado, 31 de maio de 2014

ACIARIA GUSA NORDESTE A PRIMEIRA DO ESTADO MARANHÃO


ACIARIA GUSA NORDESTE A PRIMEIRA DO ESTADO MARANHÃO.
Sindicato dos Metalúrgicos Fiscaliza Obras 
Encontra-se em fase final de construção uma moderna indústria de aço, localizada no município de Açailândia, na região sudoeste do Estado do Maranhão. Com instalações no Pólo Siderúrgico de Açailândia-MA, no distrito industrial de Pequiá, a Aciaria terá a capacidade de produção de 600 mil toneladas por ano de tarugo, representando, sem dúvida, um grande potencial de comercialização interna e de exportação, e, como conseqüência, proporcionando o desenvolvimento da cidade e da região. Como princípio estabelecido pela empresa empreendedora, a valorização da mão de obra local fortalece a cidade de Açailândia, seja no aspecto econômico, seja no aspecto técnico-educacional, já que na construção da indústria estão sendo treinados trabalhadores que estarão seguramente capacitados no ramo de construções industriais, tornando-se profissionais especializados bem requisitados num futuro próximo. O projeto também dispensa especial atenção ao aspecto ambiental, pois agrega valor ao ferro-gusa com baixíssimo impacto ambiental adicional, utilizando o parque industrial de redução já instalado em Açailândia/MA. A certeza de que o empreendimento será um sucesso para a região fez com que a empresa já lançasse mão da ampliação do projeto, com o início da construção da fase de laminação. Isso quer dizer que além dos tarugos, a aciaria produzirá o aço em barras e em bobinas, agregando ainda mais valor ao produto. 

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Silvio Santos fala sobre sua crença em Deus em 1988 - Fantástica Entrevi...

(NOVO) Silvio Santos - Razão e Bem sempre vencem o Mal - 2013

O QUE É CAT? Cadastro da Comunicação de Acidente de Trabalho

O QUE É CAT?
Cadastro da Comunicação de Acidente de Trabalho. A Comunicação de Acidente do Trabalho – CAT foi prevista inicialmente na Lei nº 5.316/67, com todas as alterações ocorridas posteriormente até a Lei nº 9.032/95, regulamentada pelo Decreto nº 2.172/97. A Leinº 8.213/91 determina no seu artigo 22 que todo acidente do trabalho ou doença profissional deverá ser comunicado pela empresa ao INSS, sob pena de multa em caso de omissão. Cabe ressaltar a importância da comunicação, principalmente o completo e exato preenchimento do formulário, tendo em vista as informações nele contidas, não apenas do ponto de vista previdenciário, estatístico e epidemiológico, mas também trabalhista e social.
QUEM PODE PREENCHER A CAT? A CAT deve ser preenchida pela Empresa Empregadora, mais tambem pode ser prenchida pelo Sindicato, Medico, Autoridade Pública, Segurado ou Dedendente. E muito importante que o trabalhador após receber copia da CAT entregue uma copia tambem ao sindicato, para acompanhamento sindical.
QUAL A DIFERENÇA ENTRE AUXILIO DOENÇA E AUXILIO ACIDENTE?
Auxilio Acidente: Benefício pago ao trabalhador que sofre um acidente e fica com seqüelas que reduzem sua capacidade de trabalho. É concedido para segurados que recebiam auxílio-doença. Têm direito ao auxílio-acidente o trabalhador empregado, o trabalhador avulso e o segurador especial. O empregado doméstico, o contribuinte individual e o facultativo não recebem o benefício. Para concessão do auxílio-acidente não é exigido tempo mínimo de contribuição, mas o trabalhador deve ter qualidade de segurado e comprovar a impossibilidade de continuar desempenhando suas atividades, por meio de exame da perícia médica da Previdência Social. O auxílio-acidente, por ter caráter de indenização, pode ser acumulado com outros benefícios pagos pela Previdência Social exceto aposentadoria. O benefício deixa de ser pago quando o trabalhador se aposenta.

AUXILIO DOENÇA: Benefício concedido ao segurado impedido de trabalhar por doença ou acidente por mais de 15 dias consecutivos. No caso dos trabalhadores com carteira assinada, os primeiros 15 dias são pagos pelo empregador, exceto o doméstico, e a Previdência Social paga a partir do 16º dia de afastamento do trabalho. Para os demais segurados inclusive o doméstico, a Previdência paga o auxílio desde o início da incapacidade e enquanto a mesma perdurar. Em ambos os casos, deverá ter ocorrido o requerimento do benefício. Para concessão de auxílio-doença é necessária a comprovação da incapacidade em exame realizado pela perícia médica da Previdência Social. Para ter direito ao benefício, o trabalhador tem de contribuir para a Previdência Social por, no mínimo, 12 meses (carência). Esse prazo não será exigido em caso de acidente de qualquer natureza (por acidente de trabalho ou fora do trabalho) ou de doença profissional ou do trabalho. Terá direito ao benefício sem a necessidade de cumprir o prazo mínimo de contribuição e  desde que tenha qualidade de segurado quando do início da incapacidade, o trabalhador acometido de tuberculose ativa, hanseníase, alienação mental, neoplasia maligna, cegueira, paralisia irreversível e incapacitante, cardiopatia grave, doença de Parkinson, espondiloartrose anquilosante, nefropatia grave, doença de Paget em estágio avançado (osteíte deformante), síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS), contaminação por radiação (comprovada em laudo médico) ou hepatopatia grave. Não tem direito ao auxílio-doença quem, ao se filiar à Previdência Social, já tiver doença ou lesão que geraria o benefício, a não ser quando a incapacidade resulta do agravamento da enfermidade. Nota: A Previdência Social processará de ofício o benefício, quando tiver conhecimento, por meio de documentos que comprovem essa situação, de que o segurado encontra-se incapacitado para o trabalho e impossibilitado de se comunicar com o INSS. Nesse caso, será obrigatória a realização de exame médico-pericial pelo INSS para comprovação da alegada incapacidade. Mais informações: www.previdenciasocial.gov.br    

Açailândia Faltou Gás? Ligue para a Real Gás


quinta-feira, 29 de maio de 2014

Seja Sócio do STIMA é Veja as Vantagens para Você Além de Contribuir para o Fortalecimento da Classe Trabalhadora. Confira nossas parcerias!!!


Parceria que proporciona bonificação em compra de cimento. Os associados do STIMA serão contemplados com a bonificação oferecida pela META, com a apresentação da carteirinha de sócio no ato da compra. META A BASE DA SUA CONSTRUÇÃO, Av. Bernardo Sayão nº 1676 – Centro Açailândia. Fone: (99) 3538-1689. 

Maiores Informações: 99 3538-3786

Seja Sócio do STIMA é Veja as Vantagens para Você Além de Contribuir para o Fortalecimento da Classe Trabalhadora. Confira nossas parcerias!!!


Atenção Metalúrgicos de Açailândia-MA que utilizam o CARTÃO VALECARD precisou de Gás é só ligar que o gás chega já!!! preços especiais para os metalúrgicos que utilizarem o cartão Valecard.

Informações: 99 3538-3786

Seja Sócio do STIMA é Veja as Vantagens para Você Além de Contribuir para o Fortalecimento da Classe Trabalhadora. Confira nossas parcerias!!!

AUTO-ESCOLA ATITUDE oferece a você ótima oportunidade Para Fazer Um Bom Negócio, com segurança e competência. 
A preocupação constante de todos os colaboradores da Empresa é com a qualidade do Ensino/Aprendizagem de seus alunos, isso dá a Você conforto e tranqüilidade de um negócio prazeroso, além de dá a Você a certeza de que no final de todo seu processo de habilitação Você nunca esteve sozinho..., Faz Toda Diferença!!! Lá é assim, a satisfação da empresa é a realização do seu sonho. Por isso não tenha dúvidas, Tenha Atitude. Confira e Parcele sua CNH categoria A/B em até 06 vezes sem juros.Rua Ceará, 684-Centro – Próx. a Câmara de Vereadores. Fone: 3538-3749.  Habilite-se Já!

Você associado ao STIMA solicite sua guia na sede do Sindicato é obtenha descontos especias para você e sua familía.
Maires Informações: 99 3538-3786

Vírus Ameaça Máquinas De Cartões Magnéticos

Postado em 29/05/2014 às 11:57 por InotcíciaMA
MUNDO – Uma empresa de inteligência de ciber-ameaças, com sede em Los Angeles, emitiu uma alerta global sobre um novo vírus capaz de infectar máquinas de pontos de venda, as populares ‘máquinas de cartão’.
De acordo com a nota, a operação criminosa infectou em média 1.500 terminais de pontos de venda, ferramentas de gestão contábil para varejo e plataformas de gestão de compras (back-office) em 36 países, incluindo Brasil, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Reino Unido, China e Rússia.
O malware (software destinado a infiltrar-se em um sistema de computador alheio de forma ilícita) foi apelidado de Nemanja. O vírus foi idealizado para trabalhar em múltiplas plataformas, maximizando o potencial de infecção.
A empresa identificou e divulgou, uma lista de 25 diferentes programas usados nesses sistemas.
Como ele age?
Além da capacidade de recolher dados de cartão de crédito, o Nemanja pode gravar as informações inseridas pelo teclado e contidas nos cartões, como senhas e credenciais. Com essas informações, os criminosos podem atacar as finanças pessoais dos usuários.
Segundo a consultoria, a expectativa é de que os ataques a sistemas de gerenciamento do varejo de países em desenvolvimento cresçam exponencialmente, em especial pela conectividade constante dos terminais, que facilitam a captura das máquinas em redes zumbis, sob o controle de cibercriminosos.

Com informações do Imirante 

Calculo Descanso semanal remunerado

Descanso semanal remunerado
A integração das horas extras no descanso semanal remunerado, calcula-se da seguinte forma:
  • somam-se as horas extras do mês;
  • divide-se o total de horas pelo número de dias úteis do mês;
  • multiplica-se pelo número de domingos e feriados do mês;
  • multiplica-se pelo valor da hora extra com acréscimo.
Fórmula:

DSR = (valor total das horas extras do mês ) x domingos e feriados do mês x valor da hora extra com acréscimo
número de dias úteis
Reflexo do dsr
Exemplo1:
I) Salário de R$ 900,00 por mês, jornada mensal 220 horas (=) R$ 4,09 por hora (+) 50% de adicional de horas extras (=) R$ 6,13 por hora
II) Empregado fez 10 horas extras = R$ 61,30 ( R$ 6,13 x 10)
III) R$ 61,30 / 26 x 4 = R$ 9,43 é o reflexo no DSR è ( 26 representa os dias úteis do mês ) ; ( 4 representa os domingos do mês ). O raciocínio pode ser entendido como 30 dias do mês – não considerar o dia 31 – diminuir os domingos e feriados, o saldo é dia útil.
Exemplo 2:
I) Resultado de 15 horas extras calculadas no mês – R$ 91,95 ( R$ 6,13 X 15)
II) R$ 91,95 / 25 x 5 = R$ 18,39 é o reflexo no DSR è ( 25 representa os dias úteis do mês ) ( 5 representa os domingos e feriados do mês ). O raciocínio pode ser entendido como 30 dias do mês – não considerar o dia 31 – diminuir os domingos e feriados, o saldo é dia útil.
Dessa forma temos o excedente de trabalho no mês devidamente complementado pelo reflexo no cálculo de DSR.


Resultado Mega Sena Concurso 1603


Concurso n. 1603

SORTEIO REALIZADO EM ESTÚDIO DE TV.
Acumulou

Estimativa de Prêmio
R$ 7.000.000,00
*para o próximo concurso, a ser realizado 31/05/2014

Valor acumulado: 
R$ 3.004.689,56
Valor acumulado para o próximo concurso de final cinco (1605):
R$ 9.758.862,25
Valor acumulado para o sorteio da Mega da Virada :
R$ 30.987.026,93
  • 13
  • 20
  • 27
  • 31
  • 53
  • 60

Faixa de premiaçãoNº de ganhadoresValor do Prêmio (R$)
Sena00,00
Quina6425.486,21
Quadra4.652500,89
Arrecadação Total: R$ 27.860.697,50
  • Você pode receber prêmios de até R$ 1.787,77 em qualquer casa lotérica credenciada ou nas agências da CAIXA. Acima desse valor, somente nas agências da CAIXA.
    Valores iguais ou acima de R$ 10.000,00 serão pagos após 2 dias de sua apresentação na Agência da CAIXA.
  • A programação das loterias está sujeita a alterações.
  • Confira o bilhete impresso pelo terminal. Ele é o único comprovante para o recebimento do prêmio.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Como Saber se Tenho Direito ao PIS 2013?


Pis 1 Como Saber se Tenho Direito ao PIS 2013?
Saiba as regras para saber se você tem direito ao recebimento do PIS no ano de 2013.

Mas há um tempo determinado para que este valor do PIS seja sacado. De acordo com a Caixa Econômica Federal, banco que faz o pagamento do benefício, é de acordo com o mês de aniversário do beneficiário que pode ser feito o saque da quantia. No site www.mte.gov.br  vai estar explicado com detalhe toda a tabela, a qual vai lhe indicar quando estará disponível em sua conta o valor.
No portal oficial do banco também vai estar informações de como o trabalhador pode se cadastrar no PIS de forma prática, através até mesmo do próprio canal digital, evitando filas e idas às agências da Caixa. A internet é uma das ferramentas que mais tem revolucionado o acesso do trabalhador aos seus direitos, uma vez que a agilidade neste acesso tem feito milhares de pessoas receberem a cada ano o seu abono salarial.
No dia agendado pela Caixa, você pode receber o seu pagamento do abono também nas casas lotéricas, dos caixas eletrônicos ou sacar mesmo na boca do caixa em qualquer agência espalhada por todo o Brasil. Se a opção for ir à agência, deve ser apresentado o documento original do RG. Para maiores informações acesse o site http://www.caixa.gov.br/voce/social/beneficios/pis/index.asp
O PIS foi criado em 1970 como uma lei complemento equiparada com a legislação da Receita Federal, um modo de dar ao trabalhador alíquotas sobre o seu salário que serão recolhidas mensalmente pelo empregador. Para quem tem o cartão cidadão é ainda mais simples sacar o PIS 2013. O instrumento dá o direito a saque rápido do benefício, bastando apenas que você tenha a senha para ter a sua quantia.
Pis 4 Como Saber se Tenho Direito ao PIS 2013?
Bom salientar que apesar de haver um cronograma estabelecido para ter o PIS, o beneficiário tem até um ano para fazer o saque. Esta informação também está no site da Caixa. Importante que este prazo não seja perdido porque vai implicar na perda do valor, o que deve lhe manter atento para que você não perca de receber uma quantia que é seu direito garantido por lei. Fique atento ao prazo e receba seu abono.

Governo já pagou 91% do abono salarial PIS/Pasep

Até o momento, mais de 91% dos trabalhadores que têm direito ao Abono Salarial PIS/Pasep 2014, já sacaram o benefício de R$ 724. Cerca de 20,7 milhões de trabalhadores receberam o auxílio, pago a todos que trabalharam pelo menos 30 dias com carteira assinada em 2013.
Dos R$ 17 bilhões destinados anualmente aos beneficiários, R$ 15,4 bilhões foram pagos. Até agora, cerca de 1,8 milhão de trabalhadores não reclamaram o direito. Eles têm até 30 de junho para dar entrada na documentação. Basta procurar agências da Caixa Econômica Federal, no caso do PIS, e do Banco do Brasil para o Pasep.
Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, os beneficiários foram avisados sobre os pagamentos por meio de correspondências.
No dia 16 deste mês, o jornal O Globo publicou matéria na qual afirma que governo reteve os recursos dos trabalhadores para “cumprir a meta de superávit do ano”. O material tem sido usado nas redes sociais para confundir a população.
Em nota, os ministérios do Trabalho e Emprego e da Fazenda desmentiram a publicação. As pastas informaram que não há qualquer retenção no recurso e que os trabalhadores podem retirar seus benefícios normalmente.
Para a Fazenda, os valores que o jornal diz que seriam retidos pelo governo são “irrisórios” para o cálculo do superávit.
Os trabalhadores podem ficar tranquilos. De acordo com o MTE, os abonos que não forem pagos neste ano poderão ser resgatados em 2015. Neste caso, os recursos irão para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).
Para mais informações, os trabalhadores podem ligar para a Caixa (08007260207) ou Banco do Brasil (08007290722).

3,2 milhões ficarão sem emprego no mundo em 2014, diz OIT

Cerca de 3,2 milhões de pessoas devem ficar desempregadas em todo o mundo em 2014, fazendo com que o número acumulado de indivíduos sem trabalho no planeta suba para 203 milhões, segundo cálculos divulgados na segunda-feira (26) pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).
Este ano, cerca de 3,2 milhões de pessoas devem ficar sem emprego no mundo (Foto: Arquivo AFP)Este ano, cerca de 3,2 milhões de pessoas devem
ficar sem emprego no mundo (Foto: Arquivo AFP)
Apesar disso, o relatório “O mundo do trabalho 2014: Desenvolvimento com empregos” prevê que este ano haverá um aumento do desemprego inferior ao de anos anteriores. As estatísticas mostram que, em 2013, o desemprego mundial se situou em “pouco menos de 200 milhões de pessoas”. “Para 2019, considerando as atuais tendências, o desemprego alcançará 213 milhões”, aponta o texto.
Em relação ao percentual de pessoas desempregadas, a OIT estima que ele se mantenha estável até 2017, em torno de 6% da população economicamente ativa.
Nos próximos cinco anos, 90% dos empregos devem ser criados em países emergentes e em desenvolvimento, o que é positivo, pois a OIT considera que essas economias necessitarão gerar 200 milhões de novos empregos – dos 213 milhões que serão necessários no mundo todo – “para fazer frente a uma população economicamente ativa cada vez mais numerosa”.
Isso significa que os países em desenvolvimento deverão criar 40 milhões de empregos por ano, o que, de acordo com a organização, terá um impacto significativo sobre os fluxos migratórios. Isso ocorrerá devido a um aumento no fluxo de imigração no eixo Sul-Sul, mas também se acentuará a incipiente tendência de mais emigrantes de países ricos em nações em desenvolvimento, com economias em ebulição. Em relação a esses dados, o relatório da OIT mostra que, no ano passado, 231,5 milhões de pessoas viviam em um país diferente do seu de origem.
Um dos aspectos positivos destacados pela organização é que o processo de convergência econômica entre os países em desenvolvimento e as economias desenvolvidas “ganhou impulso”. Entre 1980 e 2011, a renda per capita nos países em desenvolvimento aumentou em média 3,3% ao ano, um número muito superior ao aumento médio de 1,8% registrado nas economias desenvolvidas.
Os países que alcançaram mais progressos são os que investem em “empregos de qualidade”, segundo a OIT, que destacou que “as nações que tiveram especial sucesso em reduzir o efeito do emprego vulnerável no início da década de 2000 apresentaram um notável crescimento econômico após 2007″.
Os economistas da OIT destacaram que, nos países em que o número de trabalhadores pobres diminuiu mais fortemente desde o início da década de 2000, a renda por habitante aumentou em média 3,5% entre 2007 e 2012. No caso das nações em que, desde o começo da década de 2000, a redução de trabalhadores pobres foi menor, a renda per capita aumentou apenas 2,4%.
Apesar dessas tendências positivas, mais da metade dos trabalhadores do mundo em desenvolvimento – cerca de 1,5 bilhões de pessoas – se encontra em situação trabalhista vulnerável.
A OIT calcula que cerca de 839 milhões de trabalhadores nos países em desenvolvimento ganham menos de US$ 2 (R$ 4,4) por dia. Diante dessa realidade, para a OIT é fundamental promover uma capacidade produtiva diversificada, “ao invés de se limitar à liberalização do comércio”.
A organização também acredita que “é preciso fortalecer as instituições do mercado de trabalho, ao invés de ignorar as normas aplicáveis”, e que se deve usar a proteção social para promover o emprego de qualidade e o desenvolvimento, “não unicamente como rede de segurança para a população mais desfavorecida”. Além disso, deve-se garantir uma “evolução equilibrada da renda para evitar os prejuízos que acarretam as desigualdades”, reivindicou a OIT em seu relatório.
A organização destacou, ainda, que a desigualdade de renda cada vez maior “é um fato” que não afeta somente as nações em desenvolvimento, mas também os países desenvolvidos.

TCE julgará hoje 28 de maio prestação de contas da governadora do estado

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE) julgará hoje, 28/05, a prestação de contas anual de governo do Estado do Maranhão, relativa ao exercício financeiro de 2012, sob a responsabilidade da governadora Roseana Sarney Murad. O julgamento acontecerá em Sessão Extraordinária do Pleno TCE, convocada especificamente para essa finalidade.
O relator do processo é o conselheiro decano do TCE, Raimundo Oliveira Filho. O parecer do Ministério Público de Contas (MPC) no processo de julgamento foi dado pelo procurador Paulo Henrique Araújo dos Reis. O conselheiro-presidente do TCE, Edmar Serra Cutrim, destaca a importância do julgamento que acontecerá amanhã. “Ao julgar as contas de governo do Estado, analisamos em detalhes como os recursos públicos foram aplicados no desenvolvimento de ações que tem por finalidade melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. É a prestação de contas que envolve o maior volume de recursos julgada por nosso tribunal e temos, a cada ano, procurado aprimorar nossa metodologia de trabalho de forma a oferecermos sugestões concretas que possam contribuir para a melhoria das políticas públicas que são implementadas no Maranhão”, afirma.

Psicóloga tem registro cassado por demonstrar sua fé nas redes sociais

marisa-lobo-2
O Conselho Regional de Psicologia (CRP) do Paraná cassou o registro profissional da psicóloga cristã, Dra. Marisa Lobo, por suposta quebra de ética profissional. O julgamento realizado na última sexta-feira (16) aconteceu após a pré-candidata a deputada federal não ter acatado intimações do CRP com a ordem de retirar de seus sites e redes sociais todo o conteúdo que vincule sua profissão a posicionamentos religiosos.

Marisa Lobo foi intimada após ser denunciada por ativistas homossexuais e ateus a acusarem de ter usado seu local de trabalho para supostamente promover suas crenças cristãs.
Em entrevista ao site Gospel Prime, a psicóloga informou que não houve chance de defesa. “Ninguém prestou atenção” afirmou quando o relator do caso falava a seu favor. “Ninguém pode ser cassado sem denuncia de paciente, mas eu posso porque sou cristã”, disse.
Cura Gay
Marisa Lobo enfrentou o Conselho Federal de Psicologia (CFP) ao participar de audiências públicas em favor do Projeto de Decreto Legislativo 234 que torna sem efeito parte do Artigo 3º e o Artigo 4ª da Resolução nº 1 do Conselho Federal de Psicologia.
O projeto foi apelidado pela imprensa de “Cura Gay”, por tentar reverter a invasão do CFP na relação psicólogo-paciente impedindo com que os profissionais tratem homossexuais que procurarem seus consultórios pedindo ajuda.
“Mesmo admitindo no relatório que eu não curei gay, ou ofereci tratamento, mesmo o relator afirmando que não foram encontradas provas de tal ato, ainda assim, me cassaram por eu dizer na mídia que conheço ex gay”, afirmou.
Fonte: jornalpequeno

Cemar é condenada a indenizar pais de vítima de choque elétrico

m_27052014_0956Kleber Carvalho disse que a empresa não comprovou a alegada responsabilidade exclusiva do consumidor. (Foto:Ribamar Pinheiro)
A Companhia Energética do Maranhão (Cemar) foi condenada a pagar indenização de R$ 200 mil, por danos morais, além de pensão mensal, por danos materiais, aos pais de um rapaz que morreu vítima de choque elétrico. A decisão unânime foi da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA).
Segundo os autos, os três estavam em casa, no dia 12 de março de 2005, quando foram atingidos por um choque elétrico depois de o transformador da empresa, instalado em frente à residência, entrar em curto-circuito. Os pais afirmaram que o fato provocou repercussão da energia elétrica no interior do imóvel, causando a morte do filho, de 18 anos, e lesões corporais neles.
A sentença de primeira instância determinou o pagamento de danos materiais no valor de R$ 141.476,00, além dos R$ 200 mil por danos morais.
A Cemar apelou ao TJMA, alegando prescrição da pretensão dos pais. Sobre o mérito, destacou que a responsabilidade seria do proprietário, já que o sinistro teria ocorrido por conta de problemas com as instalações elétricas do imóvel.
RELAÇÃO DE CONSUMO – O desembargador Kleber Carvalho (relator) rejeitou a alegada prescrição, por entender que o caso se trata de relação de consumo, não se aplicando o Código Civil. Explicou que o Código de Defesa do Consumidor (CDC) estabelece prazo prescricional de cinco anos para casos de defeito de produto ou serviço. Destacou que o fato ocorreu em março de 2005, enquanto a ação foi proposta em outubro de 2008.
No mérito, disse que a empresa não comprovou a alegada responsabilidade exclusiva do consumidor, enquanto os pais do rapaz apresentaram fotos e testemunhas para demonstrar que o fato se deu por conta de uma explosão no transformador da Cemar, que provocou descarga elétrica na casa dos consumidores.
O relator citou jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre o dano material. Seguindo o mesmo entendimento da Corte superior, ele reformou apenas a forma de pagamento, para que seja feita mensalmente, no valor correspondente a 2/3 do salário mínimo, até a data em que o filho completaria 25 anos, e 1/3, até a data em que completaria 65 anos. Manteve a indenização por danos morais em R$ 200 mil, a ser paga de uma só vez.
Os desembargadores Angela Salazar (revisora) e Jorge Rachid também deram provimento parcial ao recurso da Cemar, apenas modificando a forma de pagamento dos danos materiais. (Processo nº 133402014)
Fonte: Jornalpequeno

Futebol Maranhense Apesar da goleada do Sampaio em cima da Portuguesa, Rodrigo Ramos pede foco

Ramos-640x359
O placar de 4 a 1 sobre a equipe da Portuguesa nesta terça-feira (27) refletiu a superioridade do Sampaio na partida. Entretanto o goleiro Rodrigo Ramos foi ponderado em sua declaração: “O resultado nos dá muita confiança. Vinhamos jogando bem há alguns jogos, mas hoje o bom futebol foi refletido em campo. Vamos continuar trabalhando forte para finalizar a primeira etapa do campeonato entre os primeiros colocados, sempre com os pés no chão.”
“Claro que um resultado desses, principalmente conquistado fora de casa, enche o grupo de moral, mas não podemos nos iludir e achar que está tudo certo. O campeonato é longo e a equipe precisa manter a regularidade”, completou o paredão tricolor.

Mega-Sena pode pagar R$ 3 milhões nesta quarta-feira

Ganhador poderá comprar uma frota de 120 carros populares.
Apostas devem ser feitas até as 19h nas lotéricas do país.

O sorteio do concurso 1.603 da Mega-Sena, que será realizado nesta quarta-feira (28), pode pagar R$ 3 milhões para a aposta que acertar as seis dezenas. O sorteio será feito em Osasco (SP) às 20h25 (horário de Brasília).
De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), com o valor do prêmio, o ganhador poderá comprar uma frota de 120 carros populares. Se quiser investir, aplicando o prêmio integral na poupança, poderá receber mensalmente cerca de R$ 16,3 mil por mês.
Para apostar A Caixa Econômica Federal faz os sorteios da Mega-Sena duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos sábados. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 2,50.

Felipe é esquecido é Ídolo de volta? Fla faz contato com Julio César por retorno

A busca do Flamengo por uma nova cara após a Copa do Mundo não fica apenas a cargo de um novo diretor de futebol, Montillo e Fernandinho. Para completar a espinha dorsal, o clube procurou contato com o goleiro Julio César, titular da seleção brasileira que vai disputar a Copa do Mundo e ídolo da torcida rubro-negra. A receptividade foi considerada boa e as conversas acontecem.
O receio da diretoria rubro-negra, que trata o assunto com sigilo, reside em um ponto: o alto salário recebido pelo jogador no Queens Park Rangers, que acaba de voltar à Primeira Divisão do futebol inglês. O contrato do camisa 12 da seleção é válido até meados de 2016 e uma redução seria necessária para voltar ao clube que o criou. Julio é ídolo da torcida rubro-negra deixou o clube, no fim de 2004, rumo à Inter de Milão. A ideia seria uma por uma volta à casa por um período mais longo, em que servisse com um dos expoentes do elenco rubro-negro.
As recentes falhas de Felipe e sua falta em um treino na última semana aceleraram o processo. Julio César, de 34 anos, enfrentava resistências internas inicialmente, também por conta do alto salário. Apesar de boas exibições, Paulo Victor não é visto como um jogador que assumiria o gol rubro-negro sem sobressaltos. César, por sua vez, é avaliado como promissor, mas novo para a vaga de titular.
O relacionamento pouco amistoso entre Julio César e o QPR é avaliado como um estímulo à negociação. Por ter poucas chances no clube, ele foi liberado sem ônus ao Toronto, da Major League Soccer, dos Estados Unidos, onde foi titular e atuou por sete jogos para estar com ritmo de jogo para a Copa do Mundo. Ele é homem de confiança de Felipão.
Formado pelo Flamengo, Julio César, de 34 anos, estreou nos profissionais em 1997, aos 17 anos, em um jogo contra o Palmeiras, pela semifinal da Copa do Brasil. Em 2000 assumiu a vaga de titular da equipe, deixando o veterano Clemer no banco de reservas. Por suas defesas importantes tornou-se ídolo da torcida do Flamengo. Pelo clube, conquistou quatro Cariocas, uma Mercosul e a Copa dos Campeões, em 2001. Já na Europa, fez fama com a camisa da Inter de Milão, onde conquistou a Champions League, em 2010, e foi alçado ao posto de melhor goleiro do mundo.

Bahia tem o 2º maior crescimento nas taxas de homicídios e suicídios

Em 2002, foram 1.735 homicídios no estado. Já em 2012, o número chegou a 5.936 — uma variação percentual, nos anos considerados, de 221,6%
A Bahia é o estado com o segundo maior crescimento nas taxas de homicídios e suicídios por 100 mil habitantes do país, entre 2002 e 2012, conforme prévia do Mapa da Violência 2014: Os Jovens do Brasil, divulgada ontem. Em 2002, foram 1.735 homicídios no estado. Já em 2012, o número chegou a 5.936 — uma variação percentual, nos anos considerados, de 221,6%.
No mesmo período, o estado perde apenas para o Rio Grande do Norte — que registrou 301 homicídios em 2002 contra 1.121, em 2012, e variação de 229,1%. A variação nacional de assassinatos foi de 2,1%.
 A assessoria de comunicação da Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que vai analisar o estudo, bem como a sua metodologia, para só então se pronunciar a respeito. No caso de suicídio, a variação percentual na década foi de 92 na Bahia e 20,3 em todo o país. Na Bahia, em números absolutos, foram 233 suicídios em 2002, contra 476, em 2012.  
No último ano do levantamento,  a Bahia figurou  na quinta posição na taxa de homicídios, atrás de Alagoas, Espírito Santo, Ceará e Goiás. Mesmo assim, a evolução ainda em relação aos demais estados, indica que não houve decréscimo da violência.
O documento se baseia no Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde (MS) e é assinado pelo coordenador  da Área de Estudos da Violência, da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), Julio Jacobo Waiselfisz.
Publicado desde 1998, o trabalho mostra que, em termos absolutos, houve um crescimento em todo o país,  de 49.695, em 2002,  para 56.337, em 2012, em  casos de homicídios - em relação a 2011, o acréscimo no número de homicídios foi de 7%.
A prévia também inclui o  número de vítimas nos acidentes de transporte - houve crescimento em termos gerais de 38,3%.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Grande SP e Brasília têm os maiores custos de vida do país

Comparando o custo de vida com o restante do País, a capital paulista tem preços 9% maiores que a média nacional e a federal, 15% superiores.
São Paulo e Brasília disputam o posto de cidade mais cara do Brasil. Comparando o custo de vida com o restante do País, a capital paulista tem preços 9% maiores que a média nacional e a federal, 15% superiores.
Os cálculos são parte de um estudo do Banco Central (BC) que projeta que serão necessários 25 anos para a região metropolitana de São Paulo recuar para o preço médio verificado na média do País.
O Nordeste, em contraponto, tem o menor custo de vida, 14% inferior ao da média nacional. No entanto, essa diferença começa a diminuir.
Com o avanço econômico da região Nordeste nos últimos anos e a maior demanda por produtos e serviços, os preços desses itens passaram a subir, mas o processo ainda é lento: serão necessários 89 anos para que a região atinja o custo de vida médio do Brasil.
No Norte, esse prazo de convergência é ainda maior, e chega a 119 anos. O estudo do BC destaca ainda que, das cinco grandes regiões brasileiras, três estão ficando mais caras (Norte, Nordeste e Sul), uma está ficando mais barata (Sudeste) e uma está estável (Centro-Oeste), sem perspectiva de cair para a média nacional.
Para economistas ouvidos pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, os dados do Banco Central evidenciam, além das diferenças regionais de níveis de preço, que as desigualdades brasileiras persistem.
A despeito de avanços, sobretudo depois da expansão do grupo que se convencionou chamar de nova classe média, e de programas de distribuição de renda, as regiões onde são verificados os menores custos de vida ainda estão associadas com os menores salários e os piores níveis de bem estar social, com exceção do Sul.
“Essa diferença de preços se explica pelas diferenças históricas e pelo mercado de trabalho regional”, afirma Vagner Alves, economista da gestora de recursos Franklin Templeton. “No caso de São Paulo, o custo da mão de obra é o que puxa os níveis de preço, assim como em Brasília.”
Disparidade
Segundo a pesquisa, o maior nível de qualidade de vida está no Sul. Para Alves, isso se explica porque a região tem patamar de preços 4% menor que a média nacional e, ao mesmo tempo, baixa taxa de desemprego.
“Consequentemente o Sul também detém uma das rendas mais elevadas”, observa o economista Alves. “Se comparar São Paulo com Porto Alegre, não há diferença no preço de serviços; essa disparidade pode ser observada, no entanto, nos preços de bens e nos preços administrados, segmentos nos quais a inflação paulista é maior”, argumenta.
O Norte e o Nordeste, em contraponto, têm os menores níveis de bem estar, mas se aproximam gradualmente das outras áreas do País.
Para Fábio Bentes, economista da Confederação Nacional do Comércio (CNC), houve um processo entre 2003 e 2012 no qual o custo de vida mais baixo ajudou a impulsionar a renda e o poder aquisitivo.
Na visão de Bentes, porém, esse processo perdeu força a partir de 2013. “Nas regiões mais pobres, a pressão maior vem dos preços dos alimentos”, afirma ele.
Tabelas
Sérgio de Souza Carvalho Júnior, diretor do Grupo 5 sec Brasil, explica que a rede de franquias de lavanderias trabalha com quatro tabelas diferentes para que os preços se adéquem à realidade local.
“Em Alagoas o pessoal trabalha com tabela zero, a mais barata. Isso porque a concorrência lá ainda é contra a lavadeira de rio”, relata Carvalho.
“A gente tem de estar antenado para respeitar as necessidades de cada micro região. Dentro da Grande São Paulo, eu tenho cinco grupos de lojas e o pessoal trabalha nas tabelas 1, 2 e 3″, explica o diretor do Grupo 5àsec Brasil.
Segundo ele, a diferença de preços entre uma tabela e outra é de 12% a 15%.”Varia de acordo com o poder aquisitivo da população de cada cidade e local.”
Na opinião de André Braz, economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV),”a política de salário mínimo fez com que o consumidor, sobretudo em regiões pobres como Norte e Nordeste, incorporasse hábitos no cotidiano que passaram a estimular a inflação.
“A gente observa, quando faz os indicadores de preço, que os custos são maiores em regiões como Sudeste e Centro-Oeste, mas os índices não mostram tão claramente, como faz essa pesquisa do Banco Central, as diferenças regionais de preço”, pondera Braz.
Carestia
Um levantamento informal feito pela reportagem sobre o custo da alimentação nas proximidades de prédios do Banco Central, em diferentes regiões, ilustra os dados da pesquisa da própria entidade.
Nas proximidades da sede do BC, em Brasília, o preço do prato feito, por exemplo, que é um produto comum a todas as regiões brasileiras, é R$ 12, o mais elevado entre as cidades observadas. Entre o ano passado e 2014, o preço desse prato foi reajustado em 20%.
Já em Recife, o custo do prato feito – conhecido em várias regiões como PF – foi reajustado em 28,57% entre um ano e outro, mas, mesmo assim, na cidade ele sai por R$ 9. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.