.

.

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Em estudo internacional, Brasil avalia casais gays em que um tem HIV

Estudo internacional com participação do Brasil avaliou casais de homens gays em que um dos dois tinha HIV (Foto: Gary John Norman/Cultura Creative)
Um estudo internacional do qual o Brasil faz parte está avaliando como se dá a transmissão de HIV em casais formados por homens gays sorodiscordantes, ou seja, em que um tem HIV e o outro não.  A pesquisa, financiada pela Fundação para a Pesquisa da Aids (amfAR), é especialmente importante no Brasil na medida em que a epidemia no país é concentrada em populações-chave, entre elas a de homens que fazem sexo com homens.
saiba mais
Uma pílula antes e outra depois do sexo podem evitar a Aids, diz estudo
OMS recomenda antirretrovirais para gays como prevenção ao HIV
Estudo avaliará adoção de uso preventivo de pílula anti-HIV no país
Resultados preliminares da pesquisa, apresentados esta semana na Conferência de Retrovírus e Infecções Oportunistas, em Seattle, nos Estados Unidos, mostram que em pacientes em tratamento e com carga viral considerada indetectável (aqueles que têm no sangue menos de 200 cópias do vírus por ml), o risco de transmissão do vírus para o parceiro, mesmo em caso de sexo anal sem camisinha, pode variar de zero a apenas 4,2% ao ano.
"Este é um resultado empolgante e fornece mais evidências para adicionar às de estudos anteriores de que a transmissão de HIV, quando a carga viral de alguém é indetectável, é bastante improvável", diz o texto divulgado pelos pesquisadores no evento.
Opostos se atraem
A pesquisa, chamada “Os Opostos se Atraem”, é liderada pelo Instituto Kirby, da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália. No Brasil, o estudo está sendo conduzido pelo Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas (Ipec). Dos 234 casais recrutados até dezembro, 135 são da Austrália, 52 são de Bangkok e 47 do Rio de Janeiro.

Concepção artística do vírus HIV: em casos em que o HIV estava indetectável no organismo do soropositivo, risco de infectar o parceiro variou de zero a 4,2% (Foto: SKU/Science Photo Library) Segundo a pesquisadora Beatriz Grinsztejn, diretora do Laboratório de Pesquisa Clínica DST/Aids do Ipec, que lidera o estudo no país, voluntários ainda estão sendo recrutados. O objetivo é que até 70 casais brasileiros participem do estudo.
Além de verificar como se dá a transmissão de HIV nesses casais, a pesquisa pretende avaliar como os homens lidam com a situação da carga viral indetectável em relação ao uso do preservativo (se eles abrem mão ou mantém o uso da camisinha nessa situação), segundo Beatriz. E também analisar se a presença de outras doenças sexualmente transmissíveis impacta na transmissão do HIV.
Durante o período de um ano no qual os casais participantes foram acompanhados, nenhum soronegativo contraiu HIV de seu parceiro soropositivo. Entre os soropositivos, 84% estava tomando antirretrovirais e 83% tinham carga viral indetectável. 58% dos casais relataram fazer sexo anal sem camisinha às vezes ou sempre.
Os pesquisadores destacam que os resultados ainda são preliminares e que a recomendação é que o preservativo seja usado em todas as relações sexuais.
Em casais heterossexuais
Um estudo anterior, feito em casais heterossexuais sorodiscordantes, mostrou que quando o parceiro soropositivo está tomando antirretrovirais, o risco de transmitir HIV para o parceiro soronegativo é reduzido em 96%. 

O estudo é particularmente importante para o Brasil porque o país tem uma epidemia que não é generalizada, é concentrada em populações-chave para as quais se precisa avaliar novas medidas de prevenção"
Beatriz Grinsztejn, Instituto Evandro Chagas
Segundo Beatriz, avaliar essa relação em casais de homens gays “é extremamente importante porque a transmissão através da mucosa anal é muito mais eficiente do que transmissão pela mucosa vaginal”. Por isso havia o temor de que o impacto do tratamento na transmissão da doença fosse diferente entre os homossexuais.
A pesquisadora destaca que este é o primeiro projeto de pesquisa financiado pela amfAR no Brasil. Para o presidente-executivo e diretor da amfAR, Kevin Robert Frost, os resultados do estudo podem levar a ações de combate à doença mais eficazes no Brasil.
"A epidemia de Aids no Brasil está desproporcionalmente concentrada entre homens gays e outros homens que fazem sexo com homens, e a redução da propagação e do impacto do HIV nessa população chave exigirá que programemos intervenções que são verdadeiramente eficazes", diz Frost.
Casais gays sorodiscordantes que vivam no Rio de Janeiro e que tenham interesse em se informar sobre como participar do estudo podem ligar grátis para 9090 (21) 2260-6700.

Google desiste de plano para bloquear pornografia no Blogger

O Google abandonou plano de proibir a publicação de conteúdo adulto em sua plataforma de blogs Blogger depois de receber comentários negativos dos usuários sobre a ideia.

A companhia vai em vez disso "ampliar a fiscalização" de sua política atual que proíbe a presença de pornografia comercial no Blogger, disse a diretora de suporte de produtos sociais do Google, Jessica Pelegio.

Usuários do Blogger poderão continuar a etiquetar qualquer blog com conteúdo sexualmente explícito como "adulto".

O Google afirmou no início desta semana que os usuários do Blogger não poderiam mais publicar fotos ou vídeos sexualmente explícitos no Blogger a partir de 23 de março.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Juiz do Piauí determina suspensão do WhatsApp no Brasil

Um juiz do Piauí determinou o bloqueio do WhatsApp no Brasil, em razão de a empresa supostamente ter descumprido decisões anteriores relacionadas a investigações realizadas pela Polícia Civil do Estado. O motivo seriam crimes envolvendo crianças e adolescentes.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Piauí, a ordem judicial, emitida no dia 11 de fevereiro, foi encaminhada aos provedores de internet e de conexão, como as operadoras de telefonia, e não aos donos das lojas de apps, como o Google e a Apple. O magistrado é da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina.
De acordo com Katia Esteves, delegada titular a DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), houve o pedido de bloqueio à Justiça em razão de, desde 2013, a companhia não ter atendido a pedidos envolvendo as investigações do órgão. "Não posso me manifestar sobre o assunto, porque ele é sigiloso. Mas envolve a delegacia em que eu trabalho", disse Esteves.

http://www.correiodoestado.com.br

Menino de 7 anos fica com graves queimaduras na língua ao chupar pirulito azedo

 Lachlan Canak, uma criança de 7 anos, pegou um pirulito escondido de sua mãe antes do café da manhã, mas não tinha ideia do que poderia lhe acontecer: sua língua começou a queimar enquanto ele chupava a guloseima.
Isso aconteceu devido a presença do ‘ácido málico’ encontrado em doces extremamente azedos. O garoto chupava o pirulito antes de ir para a escola, quando teve a sensação de queimação na boca e, então, foi obrigado a procurar ajuda de sua mãe, Hayley.
“Ele me gritou e entrou na cozinha dizendo que a língua estava machucada e me mostrou”, contou Hayley.
Lachlan Canak queimou sua língua após chupar pirulito escondido da mãe. Mulher ficou irritada com fato da guloseima causar tal reação.

Esse tipo de doce feito nos Estados Unidos possui um aviso dizendo que “comer vários pedaços dentro de um curto período de tempo pode causar uma irritação temporária nas línguas sensíveis e bocas”, mas o que Hayley observou na língua do filho parecia pior que uma simplesmente ‘irritação’.
Surpresa com o que aconteceu, ela comentou que a língua do filho ficou muito inflamada e que acredita que um pirulito não deva ser capaz de causar tais ferimentos, porque são consumidos principalmente por crianças.
Ela garantiu também que o filho não vai mais pegar quaisquer doces sem antes pedi-la.

Estudante estupra colega após assistir filme Cinquenta tons de cinza


Um estudante universitário foi acusado de estupro a uma colega após supostamente se inspirar no filme Cinquenta Tons de Cinza.
Mohammad Hossain, de 19 anos, alegou à polícia que ele e sua vítima reencenaram cenas do filme em seu dormitório.
Segundo informações, o acusado amarrou e cobriu os olhos da mulher, tirou sua roupa e colocou uma gravata em sua boca antes de começar a lhe bater com um cinto. A vítima pediu para que ele parasse, mas ele se negou a cumprir.
Quando ela conseguiu libertar os braços, Hossain a segurou pelas costas e a agrediu sexualmente.
Um estudante universitário foi acusado de estupro a uma colega após supostamente se inspirar no filme Cinquenta Tons de Cinza.
Sandra Bennewitz, advogada de Hossain, afirmou que seu cliente pertence a diversos programas de liderança na Universidade de Illinois, em Chicago, nos EUA. Ela ainda comentou que o ato íntimo era consensual.
O acusado foi detido sob fiança de 500 mil dólares.
O filme Cinquenta Tons de Cinza é uma adaptação da trilogia de El James sobre uma relação sadomasoquista. Ele tem sido sucesso nas bilheterias desde o seu lançamento.

Fonte: Metro

Canadense cria creme capaz de remover tatuagens sem dor

O estudante canadense Alec Falkenham criou um creme capaz de remover tatuagens sem a dor dos tratamentos a laser. Batizada com o nome científico de Bisphosphonate Liposomal Tattoo Removal (BLTR), a invenção também promete ter custo baixo – aproximadamente US$4,50 para a remoção de 10 cm² de tatuagem. Os tratamentos atuais disponíveis nos EUA variam numa média de preço entre US$75 a US$300.

Falkenham cursa patologia na Universidade de Dalhousie, no Canadá. Ele conta que teve a ideia logo após fazer sua primeira tatuagem. Seu grande medo era de se arrepender dessa escolha no futuro e então tentou criar uma forma de eliminar esse problema sem que houvesse algum tipo de sofrimento.

O BLTR age diretamente em células chamadas de Macrófagos, que são as responsáveis por absorverem o pigmento das tintas. O creme estimula o corpo a produzir novos Macrófagos no lugar dos que estavam na região da tatuagem, deixando a pele novamente “limpa” e sem sofrer danos no processo.

Ainda em fase de testes, não há previsão de quando o BLTR estará disponível para ser comercializado.

Saúde recruta jovens para fiscalizar ações de controle do HIV no país

O Ministério da Saúde está selecionando 50 jovens com idade entre 18 e 26 anos para acompanhar e fiscalizar as políticas públicas de saúde voltadas para o combate ao HIV e à aids. De acordo com a pasta, serão priorizados jovens de populações consideradas chave, como pessoas que vivem com HIV, gays, travestis, transexuais, profissionais do sexo e pessoas que usam drogas.

A ideia é formar uma turma para participar do Curso de Formação de Novas Lideranças das Populações-Chave Visando o Controle Social do Sistema Único de Saúde no âmbito do HIV/aids, que será realizado em Brasília de 7 a 11 de maio deste ano. As informações completas podem ser acessadas no edital publicado pelo ministério.

Pessoas interessadas em participar da iniciativa podem fazer a inscrição no curso por meio de formulário eletrônico até o dia 8 de março. O curso terá carga-horária de 36 horas e será realizado pelo Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais em parceria com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

“A razão para a escolha das populações-chave para a capacitação deve-se ao fato de que esses segmentos da população possuem comportamentos específicos que os colocam em maior risco de infecção pelo HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis”, detalhou o ministério.

Dados divulgados pela pasta indicam que, desde os anos 80, foram notificados 757 mil casos de aids no Brasil. A epidemia no país é considerada pelo governo como estabilizada, com taxa de detecção em torno de 20,4 casos para cada 100 mil habitantes. O número representa cerca de 39 mil novos casos de aids ao ano. A faixa etária em que a epidemia mais cresceu nos últimos dez anos abrangeu jovens de 15 a 24 anos de idade.

Faturamento do setor de máquinas e equipamentos cresce 3,1% em janeiro

O faturamento da indústria de máquinas e equipamentos cresceu 3,1% em janeiro em comparação ao mesmo mês do ano passado, somando R$ 5,557 bilhões. Em relação a dezembro, houve aumento de 0,1%, informou hoje (25) a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

De acordo com a Abimaq, as exportações do setor somaram US$ 785 milhões em janeiro, queda de 30,6% na comparação com o mesmo mês de 2014 e 31,9% em relação a dezembro. As importações totalizaram US$ 2,616 bilhões. O valor representa recuo de 12,7% em relação a janeiro de 2014. Na comparação com dezembro, no entanto, houve crescimento de 19,2%. Com isso, o déficit do setor cresceu 75,8% sobre o do mês de dezembro de 2014, alcançando US$ 1,831 bilhão. Em relação a janeiro do ano passado, a queda chega a 2%.

Quanto ao pessoal ocupado, o setor iniciou o ano com 243.046 pessoas empregadas, crescimento de 0,3% em relação a dezembro e queda de 4,8% na comparação com janeiro do ano passado.

Governo apresenta proposta a caminhoneiros condicionada a desbloqueios de rodovias

O governo apresentou, no início da noite desta quarta-feira (25) uma proposta de acordo ao movimento de caminhoneiros que bloqueia as rodovias de diversos estados brasileiros. Com a condição de que os bloqueios sejam suspensos, o governo promete sancionar a Lei dos Caminhoneiros, a prorrogação por 12 meses do pagamento de caminhões por meio do Programa Procaminhoneiro e a negociação conjunta entre caminhoneiros e empresários para que seja estabelecida uma tabela referencial de frete.

De acordo com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, essa discussão poderá ser feita por meio da instalação imediata de uma mesa de negociação permanente para discutir a tabala do frete e outros assuntos. Ainda segundo ele, a Petrobras informou que durante os próximos seis meses não haverá reajuste do diesel, segundo os referenciais e indicadores da estatal.

“Estamos informando [o movimento sobre a proposta], divulgando, vamos aguardar essas manifestações, a suspensão do movimento. Estamos confiantes, pela qualidade e pelo esforço do governo, numa resposta positiva”, avaliou Rossetto. O ministro acredita que, após as diversas reuniões desta quarta-feira (25), foi possível compor uma proposta que reflete “grande parte” das expectativas dos caminhoneiros. “Estamos seguros de que [a proposta] tem base forte positiva para que possamos sair dessa situação que estamos vivendo, recuperar o ambiente de normalidade e preservarmos toda uma agenda”.

Como exemplo, Rossetto citou as Lei dos Caminhoneiros, que altera a regulamentação da profissão e foi aprovada há duas semanas pelo Congresso, que vai beneficiar os caminhoneiros e vai ser sancionada integralmente por Dilma. “Um dos temas importantes que está na lei é que os caminhões que trafegam vazios, estarão suspensos do pagamento de pedágio por eixo suspenso”. No entanto, o ministro afirmou que essa e as demais propostas, serão mantidas “desde que haja a suspensão das manifestações”.

A principal queixa dos manifestantes são os recentes aumentos dos combustíveis, em especial do óleo diesel, mais usado em veículos de transporte de cargas. O aumento de R$ 0,15 por litro do diesel e de R$ 0,22 por litro da gasolina, fixado no início do ano para garantir o aumento do superávit primário do governo, foi repassado ao consumidor em 1º de fevereiro. As manifestações, que ontem (24) tiveram reflexo em mais de dez estados, já provocam desabastecimento, especialmente de combustível, em algumas cidades.

Saiba mais...
Dilma articula negociação com caminhoneiros após discórdia sobre preço do diesel
Movimento Brasil Caminhoneiro diz que paralisação partiu de produtores rurais
BR-116 continua fechada por caminhoneiros no Ceará e lentidão já é de dois quilômetros
“Nossa expectativa é (uma resposta) no prazo mais curto possível. Interessa aos caminhoneiros, à sociedade, ao país uma retomada imediata da normalidade das atividades”, defendeu Rossetto. O ministro concedeu uma entrevista rápida à imprensa no início da noite no Palácio do Planalto, justificando estar em contato permanente com os representantes do movimento. Antes do anúncio, ele já havia comunicado algumas lideranças e governos estaduais sobre a proposta.

De acordo com o chefe de gabinete da Secretaria-Geral, Robinson Almeida, o representante do Comando Nacional do Transporte, Ivan Luiz Schimidt, será recebido ainda hoje por algum representante do governo. Ele não participou da primeira reunião do governo com o setor e por isso não pôde comparecer nas negociações da tarde com os empresários. Mais cedo, ele defendeu a redução do preço do diesel até que seja definido um valor de frete mínimo.

Centrais propõem, quarta, ações para conter rotatividade

As Centrais Sindicais vão defender propostas contra a alta rotatividade no mercado de trabalho do País e fortalecimento do Sistema Nacional de Emprego (Sine). Nessa quarta (25), haverá nova reunião com ministros e técnicos do governo, em Brasília.

Segundo o diretor-técnico do Dieese, Clemente Ganz, o movimento sindical pretende mostrar que é possível obter resultados positivos com a melhoria dos mecanismos já existentes. “É possível reduzir os custos e o tempo dos trabalhadores que buscam o seguro-desemprego”, disse. As Centrais defendem a integração de dados no momento das homologações, o que permitiria um cadastro único para aqueles que acessam o fundo de garantia e o seguro-desemprego.

MPs - Os sindicalistas adiantam que não farão nenhum tipo de concessão em relação às Medidas Provisórias 664 e 665, que alteram benefícios trabalhistas.

Mais informações: sites das Centrais

Rapidinha do Presidente

Justiça trabalhista realiza semana nacional da conciliação

Os Tribunais Regionais do Trabalho realizam entre os dias 16 e 20 de março a Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, promovida pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho. O evento será realizado nos órgãos de 1º e 2º Graus.
Os Tribunais já abriram as inscrições, com formulários disponibilizados em seus sites. Um dos objetivos é favorecer o diálogo, proporcionando às partes conciliação em seus processos.
No TRT-2 (São Paulo), serão realizadas 700 audiências conciliatórias. Mais de cinco mil processos foram inscritos.

Mais informações: www.csjt.jus.br

Movimentos sociais fizeram ato em defesa da Petrobras

Terça (24), sindicalistas, representantes dos movimentos sociais, advogados, jornalistas e intelectuais em um grande ato em defesa da Petrobras. O objetivo é defender a empresa, que representa mais de 13% do PIB brasileiro, contra qualquer tipo de interesse privatista ou do capital internacional.
O evento foi realizado às 18 horas, na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Centro do Rio de Janeiro. fizeram presença dos escritores Eric Nepomuceno e Fernando Morais, da jornalista Hildegard Angel, do cineasta Luiz Carlos Barreto, da filósofa Marilena Chauí, do economista Luiz Gonzaga Belluzzo, além dos dirigentes de várias Centrais Sindicais. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também participará.
Manifesto - Uma campanha em defesa da Petrobras está sendo realizada nas redes sociais, incluindo a coleta de assinaturas para o manifesto em defesa da companhia. Outra grande manifestação ocorrerá dia 13 de março na avenida Paulista, em São Paulo.

Mais informações: www.fup.org.br

Contraf-CUT reforça luta contra entrega da Caixa

Cresce a resistência sindical contra eventual abertura do capital da Caixa Econômica Federal ao setor privado. A instituição obteve lucro em 2014 e captou mais 6 milhões de novos correntistas. Uma das frentes de resistência é a Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro), ligada à CUT. A Agência Sindical entrevistou Carlos Cordeiro, presidente da entidade.

Cordeiro afirma: “Caixa, Banco do Brasil e Petrobras são esteios do desenvolvimento nacional. Em 2008, o presidente Lula instruiu Caixa e BB a adotar políticas anticrise, liberando crédito a custo acessível”. Foi uma atitude contra a orientação do mercado. “Mas o tempo mostrou que foi feito o certo, ajudando o Brasil a atravessar a fase difícil”, ele avalia.

Pressão - O sindicalista lembra que a Caixa Econômica Federal é 100% pública, o que lhe permite atuar na linha de frente das políticas sociais. “Tem lucro, emprega e ajuda a promover inclusão social. A Caixa dá certo. A pressão por sua partilha vem do mercado”, observa Cordeiro.

Dilma - Na campanha eleitoral, Dilma (PT) assinou carta se comprometendo com os bancos públicos e seus trabalhadores. “Queremos que a carta seja respeitada. Estamos tentando marcar audiência com a presidenta ou o ministro Nelson Barbosa, do Planejamento ”, afirma Cordeiro, que anuncia a realização de atos pró-Caixa 100% pública em todo o País, pelos Sindicatos de Bancários.

Paper - A Contraf publicará material mostrando a história, dimensão e papel da CEF. “Queremos que trabalhadores de outras categorias conheçam a importância de uma instituição centenária, que emprega mais de 100 mil trabalhadores, dá lucro e está presente nos grandes projetos do País”, diz.

PLR - Os funcionários da CEF receberam sexta (20) a segunda parcela da Participação nos Lucros e/ou Resultados. A antecipação atendeu reivindicação da Contraf e da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa) ao presidente Jorge Hereda.

Mais informações: www.contrafcut.org.br

sábado, 21 de fevereiro de 2015

STIMA Realiza Assembleia para Enfrentamento da Eminente Crise do Setor Siderurgico Maranhense

A Diretoria do STIMA realizou na manhã desse sábado 21, Assembléia Geral para tratar sobre a crise do setor siderúrgico Nacional é em caráter emergencial sobre as siderúrgicas do pólo industrial de Açailândia-MA.
O STIMA decidiu adiar a reunião com o sindicato patronal SIFEMA que estava marcado para o próximo dia 25, a tentativa do STIMA é conseguir marcar uma audiência com o Governador do Maranhão Flavio Dino, para expor a real situação que passa as empresas maranhenses do setor siderúrgico.
A Entidade sindical profissional elaborou uma carta para o governo do estado direcionada ao governador, essa mesma carta foi apresentada a Associação Comercial de Açailândia-MA, a referida entidade já se manifestou a favor do movimento dos trabalhadores metalúrgicos na tentativa de revitalizar o pólo siderúrgico a fim de beneficia toda a região.
O Presidente do STIMA Jarlis Adelino está organizando uma comissão de trabalhadores e empresários de empresas secundarias, que serão representadas pela Associação Empresarial de Açailândia para apresentar o problema é possíveis soluções em São Luís-MA, na tentativa de sensibilizar o poder Legislativo e Executivo do Estado do Maranhão perante a forte crise que passa o setor siderúrgico em busca de assegurar centenas de postos de trabalhos.

O Vice Presidente do STIMA Antonio Brito disse que desde 2008 os Trabalhadores já contribuem com o setor, já reduzimos o valor de horas extras e adicionais, já reduzimos cargas horarias de laboro por determinado tempo, agora chegou a hora dos governos se apresentar perante este problema que não é apenas financeiro mais social disse Antonio Brito Vice Presidente do STIMA.


Fonte: Secretaria de Imprensa do STIMA.

Rapidinha do Presidente

Lucro da Caixa cresce e reforça importância social do banco

O lucro da Caixa Econômica Federal (CEF) aumentou 5,5% no ano passado, chegando a R$ 7,1 bilhões.

Em 2014, graças principalmente à taxa de juros competitiva, a CEF conquistou 6 milhões de clientes, elevando a 78,3 milhões o número de correntistas e poupadores. As operações de crédito atingiram R$ 605 bilhões, quase R$ 340 bi na área habitacional.

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito (Contec), Lourenço Ferreira do Prado, avalia esse desempenho: “A Caixa tem uma função social importante, principalmente no financiamento habitacional da baixa renda”. Ele também destaca o papel da instituição “na gestão de fundos públicos”, lembrando que a CEF administra mais de 132 milhões de contas do Fundo de Garantia.

“A lucratividade se deve muito à competência dos funcionários, que se empenharam para reduzir a inadimplência, garantindo o retorno de créditos de difícil recebimento”, destaca Lourenço do Prado. Sobre rumores acerca da abertura do capital da Caixa, ele questiona: “Por que o governo abriria mão desse rendimento?”

Segunda (23) - A Agência Sindical repercute entrevista com Carlos Cordeiro, presidente da Contraf, filiada à CUT.

Pepsi é processada por terceirização ilegal

A PepsiCo do Brasil está sendo processada pelo Ministério Público do Trabalho em Sorocaba (SP) por terceirização ilegal na produção de salgadinhos da marca Elma Chips. O MPT pede a condenação da indústria e da prestadora de serviços Proficenter em R$ 1 milhão cada.

As empresas foram acionadas após fiscalização do Ministério do Trabalho, que flagrou terceirização ilegal na linha de produção. Os auditores verificaram que, dos 230 empregados da fábrica, 160 são terceirizados da Proficenter.

Mais problemas - A terceirizada também responde por manter funcionários em más condições. Foram encontradas irregularidades como a não concessão de intervalo de 11 horas entre duas jornadas, ausência de descanso semanal remunerado de 24 horas, e trabalho aos domingos sem autorização de Convenção ou acordo coletivo. A ação tramita na 2ª Vara do Trabalho da cidade.

Mais informações: www.prt15.mpt.gov.br

Acordo quitará dívida trabalhista na Karmann Ghia

O 350 funcionários da Karmann Ghia, em São Bernardo do Campo, cruzaram os braços quarta (18) em solidariedade aos 135 demitidos, que, devido a dificuldades da empresa em honrar o pagamento de salários e benefícios nos últimos anos, temiam não receber as verbas rescisórias.

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e uma comissão dos ex-funcionários se reuniram com a direção da empresa e conseguiram o acordo para a quitação dos direitos. A negociação abordou os pagamentos atrasados de férias, parte da segunda parcela do 13°, verbas rescisórias dos demitidos e FGTS, que não era depositado há mais de três anos. As dívidas serão quitadas em até 17 meses.

Mais informações: www.smabc.org.br


sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Trabalhador deve pagar honorários, diz STJ

O entendimento de que o trabalhador é quem deve pagar os honorários de seu advogado e não a empresa tem prevalecido no judiciário. Se o empregado vence, a taxa chega a 30% da indenização.
O último tribunal a se pronunciar nesse sentido foi o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em decisão envolvendo a antiga Telemig Celular, que foi incorporada pela Vivo. Na ação trabalhista, o ex-funcionário buscava obrigar a empresa a pagar as custas do advogado contratado por ele.
Contudo, o ministro Paulo de Tarso Sanseverino, relator do caso, acabou negando o pedido. Ele entendeu que a decisão de liberar a empresa do pagamento já estava em consonância com a visão predominante no STJ.
Segundo a sócia do Marcelo Tostes Advogados, Ana Clara Sokolnik de Oliveira, uma das razões para esse entendimento é que na Justiça do Trabalho não há a necessidade de contratação de advogado. O artigo 971 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), inclusive, que foi citado no caso julgado pelo STJ, traz a previsão.
Ela ainda acrescenta que, diferentemente do que ocorre em outras seções da Justiça, na Justiça do trabalho, via de regra, não há o pagamento de honorários. Na prática, contudo, o cenário é diferente.
Na maioria dos processos, cerca de 70% segundo a advogada, os trabalhadores acabam contratando advogados particulares. No restante, haveria auxílio dos sindicatos. Seriam raros os casos em que o trabalhador ingressa com ação de forma autônoma. Os honorários, por sua vez, são firmados por meio de contratos.
Mudança
O movimento para atribuir às empresas os custos advocatícios nos casos de derrota trabalhista teria surgido nos últimos anos. "De quatro anos para cá, todas as ações tinham esse pedido. Virou pedido de praxe, assim como é pedir horas extra", afirma.
Apesar de Ana Clara dizer que ainda existe espaço para divergências, na Justiça do Trabalho a questão também parece estar se consolidando.
No Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), que atende a Grande São Paulo, já há entendimento pacificado. A súmula 18 diz que "o pagamento de indenização por despesa com contratação de advogado não cabe no processo trabalhista, eis que inaplicável a regra dos artigos 389 e 404, ambos do Código Civil".
Exceção
O Tribunal Superior do Trabalho (TST) também possui entendimento sobre os honorários. A súmula 219 traz que o tipo de pagamento ocorre somente no caso em que o trabalhador é assistido pelo advogado do sindicato e, ao mesmo tempo, comprava não ter condições de pagar advogado.
Se cumpridos esses dois critérios, explica Ana Clara, a empresa pode sim ser condenada a pagar o advogado sindical. Os honorários, contudo, nunca superam 15% do valor da ação. "Se o advogado é do sindicato, o honorário é devido e tem que pagar. [A indenização] acaba saindo mais caro para a empresa", acrescenta.
Segundo ela, o advogado do sindicato acaba sendo a opção de muitos porque a homologação da rescisão do contrato ocorre no sindicato. "Pela facilidade, o trabalhador acaba contratando", afirma.

Nova molécula bloqueia infecção por HIV em macacos

Um grupo de cientistas desenvolveu uma molécula que, segundo eles, é capaz de bloquear em macacos a infecção pelo vírus HIV, que causa a aids. De acordo com os autores do estudo, publicado na quinta-feira, 19, na revista Nature, a descoberta tem potencial para gerar novas terapias e vacinas.
Os pesquisadores do Instituto de Pesquisa Scripps (Estados Unidos), em parceria com outras instituições, dizem ter identificado uma maneira de impedir que o HIV infecte as células, empregando a substância com uma abordagem semelhante a uma terapia genética.
Normalmente, o HIV invade as células por meio de dois receptores. A nova molécula - uma proteína chamada cD4-IG - bloqueia os pontos onde o vírus "ancora" nos dois receptores celulares, trancando suas portas de entrada. Como a proteína se liga a ambos os receptores, ela bloqueia mais linhagens do HIV que qualquer outro dos poderosos remédios que têm sido apresentados para incapacitar o vírus.
"A substância é 100% eficaz. É inquestionável que se trata, de longe, do mais amplo inibidor de entrada do vírus disponível", disse Michael Farzan, que coordenou o estudo. Mas a abordagem foi testada até agora apenas em macacos rhesus.
Os cientistas desenvolveram a nova proteína fundindo elementos dos dois receptores nos quais o HIV se liga. Eles injetaram, nos músculos dos braços de quatro macacos, material genético que codifica a proteína, estimulando assim a produção da nova molécula no próprio corpo dos animais. Os pesquisadores então injetaram nos macacos uma versão híbrida do HIV, administrando até quatro vezes a quantidade de vírus necessária para infectar um indivíduo. As proteínas protegeram os macacos por 40 semanas. De acordo com Farzan, os macacos permaneceram sem infecção mesmo depois de receber uma quantidade de vírus 16 vezes maior que a necessária para infectar um grupo de controle, em experimento realizados depois que o estudo foi finalizado.
Em humanos
De acordo com o cientista, a equipe tem a expectativa de que ensaios clínicos com humanos possam ter início dentro de um ano, depois de mais testes em animais, que já estão em curso. O primeiro passo, segundo Farzan, será fazer uma avaliação da capacidade da molécula para manter baixos os níveis virais em indivíduos soropositivos.
"Nosso objetivo agora é mostrar que a abordagem pode funcionar como terapia", disse ele. O passo seguinte seria testar a eficácia da substância como vacina, em indivíduos que ainda não têm o vírus.
O novo estudo se baseia em uma pesquisa realizada em 2009, que propôs o uso da transferência genética como alternativa a uma vacina convencional para o HIV.
De acordo com o cientista, com a abordagem de terapia genética, a molécula funciona melhor que as vacinas com base em anticorpos. "Nós desenvolvemos uma mimetização direta desses receptores, sem fornecer ao vírus muitas rotas para que ele possa escapar", disse.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

STIMA Convocará Entidades e Central Sindical para Enfrentamento da Crise no Setor Siderúrgico maranhense

O STIMA relatou a entidades orgânicas da CUT a situação vivenciada no Setor Siderúrgico em Açailândia, e articula a entrega desse documento junto ao Governo do Estado e Governo Federal, na tentativa de sensibilizar os Governos a tomarem atitudes preventivas para que o setor não fechem as portas definitivamente.

Açailândia (MA), 13 de fevereiro de 2015.
 Senhores,

Vimos, por meio deste, informá-lo sobre a possível extinção da atividade siderúrgica de ferro gusa no Estado do Maranhão, que impactará na demissão de 2.400 trabalhadores diretos e cerca de 15 mil indiretos, somente no município de Açailândia, onde estão instaladas cinco das sete indústrias presentes no estado.

A eminente ameaça desta tragédia para a classe trabalhadora maranhense é decorrente da grave crise financeira enfrentada pelas empresas desde 2008 – quando se deu a crise econômica mundial que atingiu principalmente os Estados Unidos, principal mercado comprador do gusa maranhense – e que tem seu ápice neste mês de fevereiro de 2015.

O agravamento da crise, que compromete definitivamente a sobrevivência das empresas, foi ocasionado pela baixa no valor de comercialização do gusa maranhense no mercado americano de U$ 388,00/ton para U$ 280,00/ton, o que acumulou um prejuízo de U$ 4 milhões, o maior da história do setor. Paralelamente, as empresas são submetidas à aquisição de um de seus maiores insumos – o minério de ferro – a preços maiores que os praticados para as siderúrgicas chinesas, o que demonstra insensibilidade da Companhia Vale com a indústria maranhense e, consequentemente, com os trabalhadores que sustentam suas famílias com o trabalho nesta atividade.

Vale destacar que, desde o início da situação de crise, as empresas já reduziram a cerca de 30% sua capacidade de produção, o que já refletiu em cerca de 1 mil demissões no setor nos últimos sete anos e mais de 5 mil demissões inderata.

 Destacamos também que a situação de crise não acontece isoladamente no estado do Maranhão. No Pará, onde a última empresa a permanecer em atuação, a SIDEPAR, encerrou suas atividades neste mês de fevereiro, foram demitidas mais de 800 pessoas que eram empregadas diretamente pela indústria. Em Minas Gerais, estado onde, das 17 indústrias que atuavam, quatro encerraram definitivamente as atividades e sete operam com capacidade mínima, já foram realizadas mais de 4 mil demissões desde 2008.

Importante ressaltar ainda que o município de Açailândia, no período de pleno funcionamento das indústrias de ferro gusa, ostentava o segundo maior PIB e o melhor IDH do estado do Maranhão, o que demonstra a  importância não apenas econômica, mas social, do setor siderúrgico para o desenvolvimento desta região.

Neste sentido iremos realizar ações de sensibilização e mobilização dos trabalhadores, associações e entidades de classe a fim de cobrar dos Governos Federal e do estado do Maranhão soluções que garantam a sobrevivência do setor e preservem os empregos dos milhares de trabalhadores que ora tem seus empregos ameaçados.     
      

          
Jarlis Adelino
Presidente do STIMA – Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Metalúrgica de Açailândia (MA).
  

Ramos da CUT - Entidades nacionais orgânicas e filiadas à CUT.

Entidades nacionais orgânicas

CNM - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
End.: Rua Antártico, 480, 3º andar - Jardim do Mar - Km 18 - SBC/SP - CEP 09726-150
Tel.: (55 11) 4122.7700 - www.cnmcut.org.br

CNQ - Confederação Nacional do Ramo Químico
End.: Rua Cel. Xavier de Toledo, 99, 6º andar, cj. 11, Centro, São Paulo/SP - CEP 01048-100
Tel.: (55 11) 3129.4989 - 3255.7843 / 9859 - www.cnq.org.br

CNTSS - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social
End.: Rua Caetano Pinto, 575 / 1º andar - Brás - São Paulo/SP - CEP 03041-000
Tel.: (55 11) 2108-9156 / 9301 - www.cntsscut.org.br

CNTT - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte
Endereço: SCS Q.01 Bloco 1, 6º Andar, Edifício Central
Tel.: 55 (61) 3105.4000 ramal 226 - www.cntt.org.br

CNTV - Confederação Nacional dos Trabalhadores do Vestuário
End.: Rua Caetano Pinto, 575, 1º andar, Brás, São Paulo/SP - CEP 03041-000
Tel.: (55 11) 2108.9219 - www.cntvcut.org.br

CONFETAM - Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal
End.: Rua Caetano Pinto, 575, 3º andar, Brás, São Paulo/SP - CEP 03041-000
Tel.: (55 11) 2108-9224 / 9271

CONTAC - Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação, Agroindústria, Cooperativas de Cereais e Assalariados Rurais
End.: Rua Caetano Pinto, 575, 1º andar, Brás, São Paulo/SP - CEP 03041-000
Tel.: (55 11) 2108.9196 / 9309- www.contacbrasil.org

CONTICOM - Confederação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores nas Indústrias da Construção e da Madeira
End.: Rua Caetano Pinto, 575, 1º andar, Brás, São Paulo/SP - CEP 03041-000
Tel.: (55 11) 2108.9191 / 9193 - www.conticom.org.br

CONTRACS - Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços
End.: Rua Caetano Pinto, 575, 1º andar - Brás - São Paulo/SP - CEP: 03041-000
Tel.: (55 11) 2108.9159 - 2108.9258 - www.contracs.org.br

CONTRAF - Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro
End.: Rua Líbero Badaró, 158, 1°andar - Centro - São Paulo/SP - CEP 01008-000
Tel.: (55 11) 3107.2767 - www.contrafcut.org.br

FENADADOS - Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Processamento de Dados, Serviços em Informática e Similares
End.: SHINCA 07, Bloco Y, lote 25, Ed. Benedito Zacarias, 2º andar, Lago Norte - Brasília/DF - CEP: 71503-507
Tel.: (55 61) 3244-4947 - www.fenadados.org.br

FENASEPE – FEDERAÇÃO DOS SERVIDORES ESTADUAIS
End.: SCS - QD.01 Bloco I, Ed. Central – 6º andar – Asa Sul - Brasília/DF – CEP: 70301-900
Tel.: (55 61) 3321-2627 – www.fenasepe.org.br
 
FITTEL - Federação Interestadual dos Trabalhadores em Empresas de Telecomunicações
End.: CLSW 104, Bloco C, Sala 157, Condomínio Portal Plaza, Sudoeste – Cruzeiro, CEP: 70670-533
Fone: (61) 3323-9400 Fax: (61) 3225-3878 - www.fittel.org.br

FNU - Federação Nacional dos Urbanitários
End.: Rua Visconde de Inhaúma, 134, sl. 727, Ed. Rio Paraná, Centro, Rio de Janeiro/RJ - CEP 20091-901
Tel.: (55 21) 2223.0822 - www.fnucut.org.br

Entidades nacionais filiadas

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação
End.: SDS - Ed. Venâncio III, Salas 101/106, Asa Sul, Brasília/DF - CEP 70393-902
Tel.: (55 61) 3225-1003 - www.cnte.org.br

CNTV-PS - Confederação Nacional dos Trabalhadores Vigilantes e Prestadores de Serviços
End.: SDS Ed. Venâncio Junior, lojas 9-11, Térreo - Asa Sul, Brasília/DF - CEP 70300-000
Tel.: (55 61) 3221.6143 /1658 - 3321-0041 / 3224-1658 / 3223-8423 - www.vigilantecntv.org.br

CONDSEF - Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal
End.: SDS, - Bloco L, nº30, 5º andar - Ed Miguel Badyas - Asa Sul - Brasília/DF - CEP 70394-901
Tel.: (55 61) 2103-7200 - www.condsef.org.br

FASER - Federação Nacional dos Trabalhadores da Assistência Técnica e Extensão Rural e do Setor Público Agrícola do Brasil
End.: SDS - Ed. Eldorado, sala 406, Bloco D, Asa Sul - Brasília/DF - CEP 70392-901
Tel.: (55 61) 3321.8246 - 3322.3661 - www.faser.org.br

FENAJ - Federação Nacional dos Jornalistas
End.: SCLRN 704 - Bloco F, loja 20, Asa Norte - Brasília/DF - CEP 70730-536
Tel.: (55 61) 3244.0650 - 3242.6616 - www.fenaj.org.br

FENASEMPE - Federação Nacional dos Servidores dos Ministérios Públicos Estaduais
End.: R. Coronel Machado, 226, Centro - Porto Alegre/RS - CEP 90010-320
Tel.: (55 51) 3024.3765 - 3024.3766 - www.simpe-rs.com.br

FENASERA - Federação Nacional dos Trabalhadores nas Autarquias de Fiscalização Profissional
End.: R. Florêncio de Abreu, 157, 1º and, Cj. 110, Centro, São Paulo/SP - CEP 01029-901
Tel.: (55 11)3228.8345 - www.fenasera.org.br

FENTECT - Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares
End.: SDS, Ed. Venâncio V, Bloco R, Loja 60, Brasília/DF - CEP 70393-900
Tel.: (55 61) 3321.8992 - www.fentect.org.br

FENAPEF - Federação Nacional dos Policiais Federais
End.: SEPS 712/912 – Bloco 01 – Conj. Pasteur – sala 101 a 107 – Asa Sul – Brasilia/DF – CEP 70390-125
Tel.: (55 61) 3445.5200 - www.fenapef.org.br

FISENGE - Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros
End.: Av. Rio Branco, 277, 17º andar, sala 1703, Centro, Rio de Janeiro/RJ - CEP 20040-009
Tel.: (55 21) 2533.0836 - www.fisenge.org.br

FITERT - Federação Interestadual dos Trabalhadores em Radiodifusão e Televisão
End.: SCS - Qd. 06, Bloco A, Edifício Presidente, sala 208, Setor Comercial Sul Brasília/DF - CEP 70327-900
Tel.: (55 61) 3963.1065 - www.fitert.org.br

FNA - Federação Nacional dos Arquitetos
End.: Av. Venezuela, 131 - salas 811 a 815, Saúde - Rio de Janeiro/RJ - CEP 20081-311
Tel.: (55 21) 2240.1181 - www.fna.org.br

SINTAPI - Sindicato Nacional dos Trabalhadores Aposentados, Pensionistas e Idosos
End.: Rua Caetano Pinto, 575 , 4º Andar, Brás - São Paulo/SP - CEP 03041-000
Tel.: ( 55 11 ) 2108.9175/9212 - www.sintapcut.org.br

SINPAF - Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Instituições de Pesquisa e desenvolvimento Agropecuario – Nacional
End.: SDS bloco J nº 38  sobreloja 12 a 15 – Ed. Boulevad Center – Asa Sul – Brasilia/DF – CEP 70391-900
Tel.: ( 55 61 ) 2101-0966 - www.sinpaf.org.br

SINAGENCIAS - Sindicato Nacional dos Servidores das Agencias Nacionais de Regulação
End.: SBS, Qd. 01, Bloco "K", Ed. Seguradoras, 7º andar, salas 708/714  - Brasília/DF  - CEP 70093-900
Tel.: ( 55 61 ) 3962-5000 / Fax: (61) 3962-5001  - www.sinagencias.org.br

FETRAF-SUL - Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul
End.: Rua das Acácias, 318-D - Bairro Palmital - Chapecó/SC - CEP 89814-230
Tel.: (55 49) 3329-8987- www.fetrafsul.org.br

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Rapidinha do Presidente

Câmara aprova mudanças na jornada dos caminhoneiros

A Câmara dos Deputados aprovou ontem (11) projeto de lei (PL 4.246/12) que disciplina a jornada e o tempo máximo de direção do motorista profissional, a chamada Lei dos Caminhoneiros.

Pela proposta, a jornada diária de trabalho foi fixada em oito horas, com possibilidade de duas horas extras. O texto diz ainda que, se for acordado em convenção ou acordo coletivo, a jornada poderá ser estendida por mais duas horas. A legislação aplica-se também aos motoristas que trabalham com transporte rodoviário de passageiros.

O projeto aumenta o tempo máximo que um caminhoneiro pode passar ao volante, que sobe de quatro para cinco horas e meia contínuas.

Denúncia - A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres postou nota em seu site, considerando as modificações um retrocesso. A CNTTT denuncia que as mudanças deturpam por completo a Lei 12.619/2012, legalizando o sistema anterior de transporte que mata milhares de motoristas profissionais e usuários de vias e rodovias.

Mais informações: www.cnttt.org.br

Cuiabá - CUT-MT condena aumento no transporte público

Para a Central, o aumento da tarifa na capital mato-grossense é abusivo. O valor subiu para R$ 3,10. O índice de reajuste da passagem é de 10,25%, percentual bem acima da inflação do período, de 6,4%. O aumento foi aprovado pela prefeitura a pedido dos empresários.

Centrais confiam em articulação para barrar pacote fiscal no Congresso
Sem abrir mão das mobilizações, as Centrais Sindicais vão concentrar no Congresso Nacional a articulação contra o pacote fiscal do governo e as Medidas Provisórias 664 e 665 – que restringem as regras para concessão de benefícios trabalhistas e previdenciários.

Na próxima semana, os dirigentes da CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB têm a expectativa de conseguir uma reunião com Eduardo Cunha (PMDB), novo presidente da Câmara dos Deputados. Na última terça (3), houve novo encontro com os ministros do Trabalho, Previdência, Planejamento e Secretaria-geral da Presidência.

Calixto - Para o presidente da Nova Central, José Calixto Ramos, “é um avanço incluir o Congresso na discussão”. Ele adianta: “Ficou definido que será um debate tripartite, com Centrais, governo e Congresso Nacional”.

O presidente da Nova Central aponta: “Vamos ter que trabalhar juntos no Congresso. Como as Medidas Provisórias têm de passar pelo crivo do Legislativo, esperamos que a discussão traga resultados efetivos para os trabalhadores”.

“Outro ponto positivo é que os ministros admitiram discutir a Pauta Unitária da Classe Trabalhadora, como também o combate à rotatividade e medidas contra o avanço das terceirizações”, declarou Calixto à Agência Sindical.

Neto - O presidente da CSB, Antonio Fernandes dos Santos Neto, segue na mesma linha: “Vamos discutir já a informalidade e a rotatividade, sempre de forma tripartite”. Segundo Neto, além da reunião com o presidente da Câmara, os ministros admitirem discutir a Pauta Trabalhista “é um ponto positivo, que eu considero como mais um resultado da nossa mobilização”.

Mais informações: site das Centrais.

Nove refinarias entram em greve nos EUA


As nove refinarias de petróleo, localizadas em quatro estados norte-americanos e responsáveis por 10% do combustível produzido, entraram em greve domingo (1º), após a Shell ter se retirado da mesa de negociações salariais. O movimento envolve 4 mil trabalhadores.

O contrato coletivo de três anos de duração no setor acaba de expirar, e as negociações vinham ocorrendo desde janeiro.
Trabalhador da Friboi tem mão decepada

Parana - Trabalhador sem treinamento para limpar equipamento de grande porte da Friboi teve a mão decepada na terça (3). O Sindicato da Alimentação da cidade paranaense denuncia que a empresa coloca a saúde e segurança dos trabalhadores em segundo plano.

Pedidos de falência caem 11,7%, mostra Serasa

Os requerimentos de falências somaram, em janeiro, 113 pedidos em todo o País, queda de 11,7% em relação a dezembro de 2014, mostra a Serasa Experian. Na comparação com janeiro de 2014, o número de pedidos caiu 8,9%. A empresa de consultoria diz que a queda é reflexo do impacto positivo das vendas do final do ano no caixa das empresas.

Pólo Siderurgico de Açailândia-MA

A situação macroeconômica produtiva das siderúrgicas brasileiras está desfavorável, passa por dificuldades comerciais que envolvem diretamente a China e a Ucrânia que baixaram consideravelmente o preço do Ferro Gusa Internacional, com tanta oferta no mercado a baixo custo fica inviável a produção desse produto no Brasil, isso afeta a comercialização final do produto. Em todo o país muitos altos fornos de ferro gusa já foram desativados nos últimos 30 dias. Estados como Mato Grosso do Sul, Pará e Minas Gerais foram os primeiros a paralisar suas atividades, em Marabá-PA a Siderúrgica SIDEPAR abriu falência é cerca de 800 trabalhadores foram demitidos. No Estado de Mato Grosso do Sul a Siderúrgica VETORIAL instalada em Ribas do Rio Pardo-MS a 103 km de Campo Grande-MS demitiu cerca de 200 Trabalhadores, a VETORIAL é um dos maiores grupos independentes de ferro-gusa do Brasil, com mineração própria e floresta auto-suficiente e mesmo assim não suportou o cenário econômico. No Maranhão a situação não está diferente as dificuldades Econômicas são as mesmas, as siderúrgicas do Pólo Siderúrgico de Açailândia tem um dos menores custos de produção por tonelada de gusa produzido devido o reaproveitamento de muitos materiais como os Gazes reaproveitados nas Termoelétricas, o Fino de Minério de Ferro reaproveitado na sinterização, o pó do carvão vegetal reaproveitado como energia nos altos fornos, e a fabricação de cimento com a escoria gerada pelos altos fornos, isso baixa consideravelmente o preço final na produção do Ferro Gusa, mesmo assim o preço para produzir a tonelada de ferro gusa está a cima do preço de venda do mercado internacional.  

Jarlis Adelino Presidente do STIMA
O STIMA luta para garantir os postos de trabalho, manter a escala da jornada Laboral do jeito que está com turnos de 08 hs diárias, vamos luta para garantir a manutenção salarial de 2015, o STIMA está realizando portas de fabricas dialogando diretamente com os trabalhadores na tentativa de assegurar aos trabalhadores seus direitos adquiridos, estamos formalizando um documento a ser entregue a CUT – Central Única dos Trabalhadores, CNM - Confederação Nacional dos Metalúrgicos e a FIMETAL - Federação Interestadual dos Metalúrgicos do Nordeste, para que nos ajude a intermediar uma conversa com o Governo do Estado, para que tome algumas medidas para que o município e o estado do Maranhão não faça parte dessa estatística de desemprego no ramo siderúrgico, o pólo siderúrgico de Açailândia emprega hoje cerca de 2.400 trabalhadores de forma direta e 10 empregos de forma indireta para cada trabalhador de carteira assinada. Solicitaremos ao Governo Estadual (Secretaria da Fazenda) a liberação dos Créditos de ICMS que estão retidos a nos, é a prorrogação de arrecadação de impostos pelo estado por certo prazo, sem essa carga tributaria neste momento podemos passar por esse momento turbulento até que o setor se recupere, em contra partida queremos a garantia da permanecia da escala de trabalho e a manutenção salarial. Já acertamos outra reunião com o SIFEMA nos dias 24 e 25 de fevereiro em Açailândia para finalizar as negociações salariais 2015 disse Jarlis Adelino Presidente do STIMA.

Fonte: Secretaria de IMprensa do STIMA

STIMA Edital 03/2015

Edital 03/2015

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLÉIA EXTRAORDINÁRIA  



O STIMA através de seu presidente Jarlis Adelino, no uso de suas atribuições legais, na forma da Lei e Estatuto Social da Entidade convoca Todos os trabalhadores da base sindical para participarem da Assembléia Geral do STIMA para retirada de delegado(s) para participar no 2º Congresso da Fimetal – Federação Interestadual dos Metalúrgicos do Nordeste que será realizado no Estado do Ceará entre os dias 27, 28 e 29 de Março de 2015.
  
Pauta do dia:
  
1.     Eleger e Nomear os Representantes do STIMA como Delegado, e Suplente da Entidade no 2º Congresso da FIMETAL.
  
Data: A assembléia será realizada no dia 27 de maio de 2014.
Horário: 17 horas
Local: Na Sede do STIMA, Rua Marly Sarney 1242, centro de Açailândia-MA.

A Assembléia será realizada em 1º convocação, com quórum de 50% mais 01 (um) dos Trabalhadores da base, ou na segunda convocação 30 minutos após com qualquer numero de trabalhadores presentes na forma da Lei.

Sem mais para o momento, desde já agradecemos.

Açailândia - MA, 16 de fevereiro de 2015


Jarlis Adelino

PRESIDENTE

Russa morre eletrocutada e carregador de seu iPhone pode ser falso

Um alimentador de energia falsificado do iPhone 4S, lançado em 2012, pode ter sido o causador da morte da russa Evgenia Sviridenko, de 24 anos de idade. Ela derrubou o aparelho dentro da banheira e o mesmo ainda estava conectado a tomada de energia carregando. Segundo as informações do jornal Daily Mail, a russa tomava banho e acessava a rede social da Rússia de maior popularidade naquele país, a Vkontakte. A conclusão de que a jovem ainda estava nesta rede social, se deu por conta de que, mesmo depois de mergulhado na água, o aparelho tinha uma publicação programada para ser postada na rede social.

Foi quando que, por acidente, a russa deixou cair o iPhone conectado a rede de energia dentro da banheira. Sua colega de quarto, outra russa de nome Yaroslav Dubinina, de 23 anos, estranhou o silêncio e o tempo em que Sviridenko permanecia no banho, quando decidiu entrar no banheiro e acabou se deparando com sua colega de quarto já sem consciência, mas tremendo muito, segundo disse Dubinina.

Uma das teorias investigadas pela polícia é de que Evgenia não estaria utilizando um carregador original da Apple e sim um falsificado, visto que, por segurança e para evitar tais tipos de acidentes, os dispositivos da marca da maça, possui mecanismo que corta a energia, quando em contato com líquidos, como a água por exemplo, como foi o caso da russa de 24 anos que acabou morrendo.

Por este motivo, caso a russa estivesse utlizando um carregador original da Apple, as chances de ser eletrocutada, seriam mínimas, por motivo de a empresa se preocupar com este item de segurança, em um mundo em que as pessoas vivem conectadas, inclusive na hora do banho.

Em entrevista a colega de quarto da russa Evgenia Sviridenko, contou que quando entrou no banheiro, ela já estava totalmente pálida e tremendo muito, chegando posteriormente ao óbito.

Com informações do Daily Mail e Agências Internacionais

STIMA Edital de Convocação 02/2015

Edital 02/2015

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLÉIA EXTRAORDINÁRIA  



O STIMA através de seu presidente Jarlis Adelino, no uso de suas atribuições legais, na forma da Lei e Estatuto Social da Entidade convoca Todos os trabalhadores da base sindical para participarem da Assembléia Geral do STIMA para retirada de delegado(s) para participar no 9º Congresso da CNM/CUT que será realizado no Estado de São Paulo.
  
Pauta do dia:
  
1.     Eleger e Nomear os Representantes do STIMA como Delegado, Observador e Suplente da Entidade no 9º Congresso da CNM/CUT.


Data: A assembléia será realizada no dia 27 de maio de 2014.
Horário: 09 horas
Local: Na Sede do STIMA, Rua Marly Sarney 1242, centro de Açailândia-MA.

A Assembléia será realizada em 1º convocação, com quórum de 50% mais 1 (um) dos Trabalhadores da base, ou na segunda convocação 30 minutos após com qualquer numero de trabalhadores presentes na forma da Lei.

Sem mais para o momento, desde já agradecemos.

Açailândia - MA, 13 de fevereiro de 2015

                                                  Jarlis Adelino
PRESIDENTE


Ato em Defesa da PETROBRÁS em Fevereiro

                     

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

China executa empresário acusado de corrupção

Autoridades chinesas executaram nesta segunda-feira (9) um ex-empresário do setor de mineração acusado de homicídio e corrupção. Liu Han, ex-presidente do Grupo Hanlong, era ligado ao filho mais velho do ex-chefe de segurança nacional Zhou Yongkang, que está no centro de uma importante investigação de corrupção, informou a mídia estatal. A Alta Corte do povo na província central de Hubei determinou a execução do ex-empresário, que foi condenado à morte em maio, de acordo com a agência de notícias oficial Xinhua.O caso contra Liu era um dos mais importantes envolvendo empresários privados desde que o presidente Xi Jinping assumiu o poder há dois anos e começou uma campanha contra a corrupção. Liu, que já foi a 230ª pessoa mais rica da China, foi julgado no ano passado, junto com outras 36 pessoas. O irmão mais novo do ex-empresário, Liu Wei, e outros três também foram executados, de acordo com a Xinhua. A China anunciou no ano passado que estava investigando Zhou Yongkang, um dos políticos mais influentes do país na última década, em um caso que tem suas origens em disputas internas de poder no Partido Comunista. Fontes disseram à Reuters que Liu era um empresário ligado ao filho mais velho de Zhou, Zhou Bin. A mídia estatal não ligou o caso de Liu a Zhou Yongkang diretamente, mas disse que o crescimento do empresário coincidiu com o período de Zhou como chefe do partido em Sichuan.

Mercado prevê crescimento zero do PIB e inflação de 7,15% em 2015

ESTIMATIVAS PARA O PIB 2015
Em %
10,80,80,80,770,730,690,550,550,50,40,380,130,030em %31/out7/nov14/nov21/nov28/nov5/dez12/dez19/dez26/dez2/jan9/jan16/jan23/jan30/jan6/fev01-0,250,250,50,751,25
Fonte: BC
As estimativas do mercado financeiro para este ano continuam piorando. Segundo pesquisa conduzida pelo Banco Central na semana passada com mais de 100 economistas de instituições financeiras, o crescimento da economia deve ser zero em 2015; e a inflação deve atingir a marca de 7,15% – a maior em 11 anos.
A expectativa do mercado para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano, que estava em 7,01% na semana retrasada, subiu para 7,15% na última semana. Foi a sexta alta seguida na estimativa para a inflação de 2015. Se confirmada, a taxa de 7,15% será a maior desde 2004, quando ficou em 7,6%. Para 2016, a previsão do mercado ficou estável em 5,60%.
Com isso, a estimativa do mercado para o IPCA de 2015 segue acima do teto do sistema de metas. A meta central de inflação para este ano e para 2016 é de 4,5%, com tolerância de dois pontos para mais ou para menos. O teto do sistema de metas, portanto, é de 6,5%. Em 2014, a inflação somou 6,41%, o maior valor desde 2011.
Na semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que a inflação oficial do país, medida pelo IPCA, ficou em 1,24% em janeiro, depois de avançar 0,78% em dezembro do ano passado. Essa foi a taxa mensal mais alta desde fevereiro de 2003, quando ficou em 1,57%. Em 12 meses, o indicador acumula alta de 7,14% – a maior desde setembro de 2011, quando o índice atingiu 7,31%.
  •  
ESTIMATIVAS PARA A ECONOMIA
Em %
7,15012,25InflaçãoPIBSelic02,557,51012,515
Fonte: BC
Cenário para a inflação em 2015
Segundo analistas, a alta do dólar e dos preços administrados (como telefonia, água, energia, combustíveis e tarifas de ônibus, entre outros) pressionam os preços em 2015. Além disso, a inflação de serviços, impulsionada pelos ganhos reais de salários, segue elevada.

O governo, para reorganizar as contas públicas, informou que não fará mais repasses para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) neste ano, antes estimados em R$ 9 bilhões. Com isso, a alta da energia elétrica neste ano pode chegar a até 40% em 2015.
Ao mesmo tempo, também anunciou o aumento da tributação sobre os combustíveis, o que pode gerar um aumento de mais de 8% na gasolina e de 6,5% no diesel nas próximas semanas. Com isso, os chamados "preços administrados", segundo o próprio Banco Central, devem subir pelo menos 9,3% em 2015, o maior aumento desde 2004 – quando avançaram 9,77%. O peso dos preços administrados no IPCA é de cerca de 25%.
PIB zero
Ao mesmo tempo em que elevaram sua estimativa de inflação para mais de 7% neste ano, os economistas do mercado financeiro também reduziram novamente sua previsão para o crescimento da economia brasileira em 2015.

Para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2015, os economistas baixaram a estimativa de alta de 0,03% para zero na última semana – na sexta queda consecutiva. Para 2016, a estimativa de expansão da economia permaneceu em 1,50% de alta na semana passada.
O PIB é a soma de todos os bens e serviços feitos em território brasileiro, independentemente da nacionalidade de quem os produz, e serve para medir o crescimento da economia.
No fim de outubro, o IBGE informou que a economia brasileira saiu por pouco da recessão técnica no terceiro trimestre de 2014 – quando o PIB cresceu 0,1% na comparação com o trimestre anterior. De janeiro a setembro, a economia teve expansão de 0,2% frente ao mesmo período do ano passado. Já no acumulado em quatro trimestres até setembro, a alta foi de 0,7%.
Em janeiro, durante encontro reunião do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que espera um PIB "flat" (próximo de zero) neste ano. Ele anunciou, nas últimas semanas, aumentos de tributos e medidas para conter gastos públicos com o objetivo de resgatar a confiança na economia brasileira.
  •  
Juros devem ficar em 12,5% (Foto: G1)
Taxa de juros
Para a taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, que avançou recentemente para 12,25% ao ano, a expectativa do mercado é de 12,5% ao ano no fim de 2015 – o que pressupõe um novo aumento na taxa Selic. Para o término de 2016, a previsão do mercado é de que juros somem 11,5% ao ano.

A taxa básica de juros é o principal instrumento do BC para tentar conter pressões inflacionárias. Pelo sistema de metas de inflação brasileiro, o BC tem de calibrar os juros para atingir objetivos pré-determinados. Em 2015 e 2016, a meta central é de 4,5% e o teto é de 6,5%.
Câmbio, balança comercial e investimentos estrangeiros
Nesta edição do relatório Focus, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2015 permaneceu em R$ 2,80 por dólar. Para o término de 2016, a previsão dos analistas para a taxa de câmbio ficou estável em R$ 2,90 por dólar.

A projeção para o resultado da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações) em 2015 ficou estável em US$ 5 bilhões. Para 2016, a previsão de superávit comercial avançou de US$ 10,5 bilhões para US$ 12 bilhões.
Para este ano, a projeção de entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil avançou de US$ 59,2 bilhões para US$ 60 bilhões. Para 2016, a estimativa dos analistas para o aporte ficou caiu de US$ 60 bilhões para US$ 59,5 bilhões.