.

.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Novidades na DIAMANTE Xerox e Variedade

Confira as novidades da DIAMANTE XEROS E VARIEDADES NA VILA CAPELOZA EM AÇAILÂNDIA!!! 

vários produtos para voçê e sua familia, bonés, pendrive, sintos, cartao de memória e muito mais, bonés por apenas R$ 10,00, várias marcas e modelos. venha conferir.

Entidades médicas alertam para sintomas do AVC

De acordo com a Santa Casa, 3 em cada 10 pessoas não sabem identificar qualquer sintoma ou sinal relacionados ao AVC
Agência Brasil

Entidades médicas estão aproveitando o Dia Mundial de Combate ao AVC, lembrado nesta quinta-feira (29), para alertar a população sobre os sintomas que podem ser sinais de um acidente vascular cerebral, popularmente conhecido como derrame. Quanto antes o problema for percebido, maiores as chances de recuperação sem sequelas.
Os principais sintomas de um AVC são a paralisia súbita de um lado do corpo, perda de sensibilidade, tontura e dificuldade de visão, fala e compreensão. Se acometido por um ou vários desses sintomas, o paciente deve ser submetido a um teste.
“De uma forma mais simplista, mundialmente a gente tem alertado que se a pessoa sorri e o sorriso não está normal, se levanta os braços e um braço tem fraqueza em relação ao outro e se você tenta repetir uma determinada frase e tem dificuldades, isso tudo pode ser sinal de um AVC”, disse Hideraldo Cabeça, neurologista membro do CFM (Conselho Federal de Medicina).
Além de perceber as três características, o especialista ressalta que é muito importante saber a que horas os sintomas começaram, para a administração do medicamento adequado. O atendimento médico prestado até quatro horas depois dos primeiros sintomas pode ser mais eficiente e o paciente pode ter menos sequelas. As vítimas de AVC podem ficar com sequelas como paralisia facial e de membros, dificuldades de falar, de andar, de segurar objetos, de compreensão, entre outras.  
Segundo estudo da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, 3 em cada 10 pessoas não sabem identificar qualquer sintoma ou sinal relacionados ao AVC. “Quanto mais pessoas souberem que é possível prevenir o AVC e que, na fase aguda, o serviço médico deve ser acionado imediatamente, menor o número de pessoas sequeladas”, ressaltou Hideraldo.
O Conselho Federal de Medicina e a Academia Brasileira de Neurologia começam hoje campanha informativa pelas das redes sociais para difundir estas informações à população.
Apesar da gravidade, Hideraldo Cabeça ressalta que o AVC é um transtorno que em muitos casos pode ser evitado com hábitos de vida saudáveis. “É preciso alertar que a maioria dos AVCs ocorre por fatores modificáveis. Uma alimentação inadequada, com muito sal e açúcar, aliada ao sedentarismo e à obesidade, são hábitos que propiciam o surgimento do AVC”.
Segundo o especialista, os hábitos de vida e alimentação têm levado pessoas cada vez mais jovens a sofrerem AVC. Considerada uma doença de idosos, o AVC tem atingido cada vez mais pessoas entre 35 e 45 anos. Dados do Ministério da Saúde mostram que em 2012, 4 mil pessoas entre 15 e 34 anos foram internadas no país por causa do problema.
O principal fator de risco para a ocorrência do AVC é a hipertensão arterial. Em seguida, vem arritmia cardíaca, diabetes, tabagismo, colesterol alto e obesidade. Além disso, segundo Hideraldo Cabeça, existem fatores genéticos que aumentam as chances de um AVC. Pessoas negras e asiáticas com mais de 55 anos de idade têm mais chances de passar por um derrame.
O AVC atinge 16 milhões de pessoas no mundo, todos os anos, causando 6 milhões de óbitos. No Brasil, são cerca de 190 mil casos por ano, com 68 mil mortes.
Existem duas causas para o AVC. O tipo mais comum, que responde por 85% dos casos, é o AVC isquêmico, acontece quando há entupimento da artéria por um coágulo. O outro é o hemorrágico, que ocorre com a ruptura de um vaso sanguíneo. Em ambos, a parte do cérebro afetada não recebe o oxigênio necessário e o paciente começa a comprometer neurônios.

Químico criador de droga contra o câncer defende eficácia no Senado


Rafael Castro
São Carlos, SP









O químico aposentado da USP que desenvolveu a substância fosfoetanolamina, usada no combate ao câncer, defendeu a eficácia do produto em uma comissão no Senado, na manhã desta quinta-feira (29).
A USP de São Carlos suspendeu a distribuição, mas está enfrentando uma enxurrada de liminares que obrigam a universidade a entregar o produto a pacientes que recorreram à justiça.
Na página da USP na internet, a universidade  ressalta que não é uma indústria química e não tem condições de produzir a substância em larga escala para atender a todos os pedidos.
Apesar de não ter sido testada cientificamente em seres humanos, as cápsulas foram entregues de graça por 23 anos. Em junho do ano passado, a USP interrompeu a distribuição e os pacientes começaram a recorrer à justiça.
A USP recebe, pelo menos, 60 novas liminares todos os dias,  mas apenas um funcionário produz a substância. Em função disso, a justiça em São Carlos está concedendo agora liminares com prazo maior para a entrega do produto: aumentou de cinco para 20 dias.
Segundo o cientista que desenvolveu a pílula, a substância é um marcador que deixa evidente a célula tumoral para o próprio sistema imunológico do paciente combatê-la.
A Anvisa é contra a distribuição, porque as capsulas não têm registro, o que demora de cinco a 15 anos, normalmente. "A nossa posição é de preocupação para que nós não comecemos a criar, do ponto de vista jurídico do país, brechas para que medicamentos possam estar sendo utilizados em larga escala sem que eles demonstrem cabalmente que são seguros e eficazes", explica o diretor-presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa.

A discussão chegou ao Senado. Em uma audiência, o químico aposentado Gilberto Orivaldo Chierice, que desenvolveu a fosfoetalolamina, defendeu a substância, disse que ela dá resultados e pediu que testes clínicos sejam feitos para comprovar a eficácia.
O ministro do STF que concedeu liminar para uma paciente do Rio, vê com bons olhos essa discussão. “Todo diálogo certamente é bem-vindo entre conhecimento e experiência, para que os protocolos científicos sejam respeitados e ao mesmo tempo a vida humana também seja protegida", afirmou Edson Fachin.

O Governo do Estado já contratou empresa para realizar o estudo de viabilidade de implantação do Parque Industrial, em Açailândia

Estado contrata estudo de viabilidade de implantação de Parque Industrial em Açailândia

Secretário Simplicio Araujo, Cleones Oliveira e Sininger Vidal
O Governo do Estado já contratou empresa para realizar o estudo de viabilidade de implantação do Parque Industrial, em Açailândia. O espaço, que será construído no Bairro Industrial da cidade, Pequiá, é destinado para instalação de empresas que pretendem funcionar na cidade. Atualmente, cerca de 15 empresas, já com a autorização da Secretaria de Meio Ambiente, pretendem se instalar no município, faltando somente a disponibilização da área para que isto ocorra.
O prefeito Juscelino Oliveira desde de janeiro deste ano busca a instalação do Parque Industrial. Ao assumir o Governo Municipal intensificou as negociações com o Governo do Maranhão. O Secretário Simplício Araujo já determinou que fosse dado prioridade na conclusão dos tramites legais do projeto de instalação do Parque Industrial e anunciou o investimento de R$ 20 milhões de reais. 
O valor, segundo o titular da  Indústria e Comércio, será utilizado para realizar a desapropriação da área e para construção de infraestrutura para criação do espaço, o que deve ocorrer até dezembro deste ano. “Açailândia tem potencial para possuir o maior parque industrial do interior do Maranhão, o município possui um potencial econômico grandioso, por isto temos pressa para que isto ocorra. Ao entrar em funcionamento, este parque industrial beneficiará toda a Região Sul do estado. Isto significa, sem dúvidas, um grande progresso para o Maranhão”, afirmou.
O próximo passo será o de realizar um levantamento das empresas interessadas em se instalar na cidade. “Agora o passo seguinte é a Secretaria de Indústria e Comércio de Açailândia realizar um levantamento das empresas interessadas. Já temos uma relação com nomes de indústrias interessadas em se instalar no município. Estamos falando de um investimento na cidade da ordem de 25 milhões de reais. Isto evidentemente beneficiará a população de Açailândia, trazendo geração de empregos e desenvolvimento para nossa cidade. Uma meta do prefeito Juscelino Oliveira”, pontuou.
Para o Prefeito Juscelino Oliveira, o projeto do Parque Industrial foi adequado a realidade do município e atende a todos os requisitos exigidos pela Lei Ambiental. “O projeto inclui a desapropriação da área e a determinação de que todas as empresas que se instalem se comprometam a garantir o bem estar do meio ambiente. A construção deste parque industrial é um marco histórico para nossa cidade e para todo o interior do nosso Estado e vai beneficiar não somente Açailândia como toda a região”, disse.
A Aciaria Aço Verde Brasil já anunciou, durante visita recente de Sininger, Cleones e Simplício Araujo, que iniciará suas atividades em novembro deste ano. O empreendimento é visto como uma saída para a crise que o setor siderúrgico do Maranhão vem enfrentando há cinco anos.
A ativação do empreendimento atrairá mais empresas, que prestarão serviços para a Aciaria. Por esta razão faz-se necessário a urgência implantação do Parque Industrial, o que tem sido buscado e viabilizado pelas autoridades responsáveis.


Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente Sininger Vidal o prefeito Juscelino determinou sua equipe que envide todos os esforços necessários para que o município ofereça o apoio necessário a este estudo a afim de que a vocação industrial de Açailândia possa florescer consolidando mais este ciclo da industrialização de transformação que se intensificará com a instalação do parque industrial.

Fonte: www.Rei12.com.br

domingo, 25 de outubro de 2015

Segundo Torneio Jarlis Adelino Foi Um Sucesso Confira!

Açailândia! Neste Domingo, 25 de outubro durante todo o dia foi realizado o segundo Torneio de Futebol Jarlis Adelino, que aconteceu no Campo de Futebol da Vila São Francisco, e contou com a participação de 12 equipes de Bairros do Município, pelo menos 150 atletas tiveram a oportunidade de praticar do esporte mais popular do Brasil.

O 2º Torneio de Futebol Jarlis Adelino foi um sucesso! Durante todo o dia varias equipes se enfrentaram em caráter de mata-mata, o Time da Capeloza se tornou a Segunda Equipe a ganhar essa competição em setembro o Time Atlético Vila da Vila Ildemar foi o campeão da primeira edição do Torneio.
Time Campeão Capeloza

Hoje foi realizado aqui na Vila São Francisco o segundo torneio de futebol que leva meu nome, quero aqui agradecer a todas as equipes que participaram desse torneio, jogando e representando suas equipes com muita dedicação, quero agradecer também todos a queles que vieram prestigiar esse belíssimo torneio. Fico muito feliz, já que a segunda edição conseguiu superar todas as nossas expectativas assim como o primeiro torneio, vejo que os atletas jogaram com determinação isso é muito bom para o desenvolvimento esportivo do município, esse torneio fomenta a pratica de esporte, quero parabenizar a todos os atletas que participaram desse evento, quero parabenizar o Sr. Zézim Sanfoneiro pela belissima organização, o Secretario de Esporte Glen que também contribui para a realização deste Torneio, é em especial quero parabenizar a Equipe Vencedora o Time da Capeloza, parabéns pelo Titulo disse o Vereador Jarlis Adelino (PT).


Veja Algumas Imagens do 2º Torneio de Futebol Jarlis Adelino realizado hoje na Vila São Francisco em Açailândia.










fonte: Acessoria do Vereador Jarlis Adelino

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Açailândia! Nosso Esporte Voltará a ser Forte diz Glen Soares

Secretário Glen Soares luta pelo desenvolvimento do Esporte em Açailândia


Secretário Glen Soares ao lado do Secretário Estadual Márcio Jardim.
Objetivo é revolucionar o Esporte de Açailândia.
O Secretário Municipal de Esporte do município, Glen Soares, não tem medido esforços para conseguir recursos que serão aplicados na melhorias das quadras e Ginásios da cidade. O mesmo já esteve reunido com o Secretário de Esporte do Estado, Márcio Jardim, onde tratou sobre as demandas esportivas da região. Com sua luta por apoio e incentivo do Estado aos desportistas, Glen Soares, consegui a garantia do Secretário Márcio Jardim de que visitará o município e também providenciará o fornecimento de material esportivo. 

Secretário Glen Soares inspecionando obras que visam transformar a
realidade de abandono em que vivia o Esporte municipal. 
Secretário Glen Soares inspecionando obras que visam transformar a 
realidade de abandono em que vivia o Esporte municipal. 
Além disto, o Secretário Municipal tem levado ao conhecimento de Deputados Federais e Estaduais a situação em que encontrou o Esporte de Açailândia e solicitado apoio. Glen Soares assumiu a pasta com os Ginásios totalmente destruídos. Os jogadores estavam totalmente abandonados e se quisesse praticar esporte tinham que arriscar a própria vida. Todos os campos encontravam-se totalmente inadequados. A dois meses a frente da Secretaria Municipal de Esporte, Glen Soares determinou a reforma total do principal Ginásio de Açailândia, o Pedro Maranhão, localizado no bairro do Jacu. 

De forma desesperada, algumas pessoas sem o prévio conhecimento e por possuir ligações com grupos políticos, passaram a criticar o fato do Secretário Municipal determinar o fechamento do Ginásio. Ocorre que tal ação precisava ocorrer, já que, conforme as fotos mostradas nesta matéria, os campos se encontravam totalmente inadequados, fruto de uma má gestão que pouco valorizou os desportistas. 

As arquibancadas, antes e depois. Com a reforma
determinada por Glen Soares.
Agora a realidade passa a ser outra. Glen Soares afirma que está buscando de todas as formas revolucionar a realidade vivida pelos desportistas de Açailândia. "O esporte estava totalmente abandonado, praticamente não havia. Nossa meta principal, em sintonia com o prefeito Juscelino Oliveira é valorizar o Esporte, pois o esporte é vida", finalizou. 

Na foto, como se encontrava a grama do Estadio Pedro Maranhão, quando Glen Soares assumiu e como a grama está
agora com a reforma determinada pelo Secretário. 
fonte: www.rei12.com.br

Prefeito Juscelino Oliveira e Secretário Sininger Vidal assinam adesão a parceria técnica do IBAM

Secretário Sininger Vidal e técnicos da SEMMA, durante encontro com
representantes do IBAM.
O prefeito municipal Juscelino Oliveira e o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Sininger Vidal, assinaram termo de adesão a parceria técnica com o Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM). 

Durante reunião ocorrida no gabinete do Secretário Sininger Vidal, os representantes do Instituto apresentaram as linhas de ações do IBAM e junto com técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente traçaram metas a ser batidas para transformação do meio ambiente pelos próximos cinco anos. 

Para o Secretário Sininger Vidal o encontro foi importante para troca de conhecimentos. "Os representantes do IBAM estiveram aqui conosco para conhecer de perto a nossa realidade. Juntos traçamos metas que visam melhorar a situação em que o meio ambiente vive atualmente. Entre as principais está a conscientização das pessoas de que cuidar do meio ambiente é importante e também da classe empresarial", finalizou. 
fonte: www.rei12.com.br

domingo, 18 de outubro de 2015

Vale terá produção recorde de minério de ferro no 3º trimestre


Vale terá produção recorde de minério de ferro no 3º trimestre
A Vale pode apresentar boas notícias para as siderúrgicas chinesas na próxima semana, quando divulga seus resultados do terceiro trimestre. Segundo estimativas de oito analistas consultados pela Bloomberg, a mineradora terá uma produção de cerca de 87,9 milhões de toneladas de minério de ferro, o que corresponde a um aumento de 2,6% na comparação anual e será recorde para um terceiro trimestre.
Assim, a mineradora brasileira se juntará a rival Rio Tinto Group no aumento da produção, em meio ao terceiro ano de declínio nos preços da commodity, usada na produção de aço. A Rio Tinto produziu 86,1 milhões de toneladas de minério de ferro no terceiro trimestre deste ano, alta de 12% na comparação com o mesmo período em 2014.
Vale, Rio e BHP Billiton, as três maiores mineradoras do mundo, foram aumentando a capacidade, deslocando produtores menos eficientes e levantando preocupações de excesso de oferta, a medida que diminui a demanda da China, o maior consumidor da commodity.
Os preços do minério de ferro de referência tem sido negociado abaixo de US$ 60 por tonelada neste segundo semestre de 2015, queda de mais de 70% de um pico visto em 2011.
A Vale está também aumentando a produção de três novos projetos em Minas Gerais, ao mesmo tempo em que termina a expansão de Carajás, o maior complexo de minério de ferro do mundo, no próximo ano.
De acordo com a previsão dos analistas, a mineradora divulgará também um aumento de produção de níquel e cobre em 4,9% no terceiro trimestre na comparação anual. Com esse aumento, o volume dos metais produzidos seria, respectivamente, de 75.600 toneladas e 109.900 toneladas.
A Vale divulgará o relatório de produção do terceiro trimestre na próxima segunda-feira (19) e o relatório de desempenho financeiro na quinta-feira (22). As informações são da Bloomberg.
Fonte: Notícias de Mineração Brasil | Foto: Anderson Souza

Ministério da Saúde destina R$ 87 milhões para hospitais universitários

Com o intuito de ampliar e melhorar o atendimento realizado em 49 hospitais universitários de todo o país, o Ministério da Saúde acaba de disponibilizar R$ 87 milhões. A medida vai beneficiar 35 municípios de 23 estados. O recurso faz parte das ações do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), desenvolvido e financiado em parceria com o Ministério da Educação. A Portaria nº 1.727, que autoriza o recurso, foi publicada nesta quinta-feira (15/10) no Diário Oficial da União (D.O.U.).
Os valores são definidos de acordo com indicadores e metas de desempenho de cada hospital. Os recursos deverão ser pagos em parcela única e irão reforçar o orçamento das instituições universitárias que comprovaram o cumprimento das metas de qualidade relacionadas a porte e perfil de atendimento, capacidade de gestão, desenvolvimento de pesquisa e ensino e integração à rede do Sistema Único de Saúde (SUS) local.
“Este repasse demonstra o compromisso do Ministério da Saúde em qualificar e ampliar cada vez mais a capacidade de atendimento dessas unidades tão importantes no cenário da atenção à saúde. Com este recurso, os hospitais beneficiados poderão promover melhorias de sua estrutura e também ampliar seu atendimento”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Castro.
Com o incentivo, os hospitais universitários poderão realizar reformas, adquirir materiais médico-hospitalares, entre outras ações, conforme a necessidade e planejamento da instituição. De 2010 a 2014, o Ministério da Saúde destinou mais de R$ 2,3 bilhões aos hospitais universitários de todo o país. Somente neste ano foram repassados mais de R$ 111 milhões.
Além dos recursos do REHUF para reestruturação e revitalização dos hospitais universitários, o Ministério da Saúde já repassou, somente em 2015, R$ 1,1 bilhão de incentivo para estes estabelecimentos. Os hospitais universitários são vinculados às instituições de ensino superior do Ministério da Educação – responsável pelo pagamento e contratação dos profissionais.

‘O câncer não deve ser encarado como um caminho direto pra morte’


‘O câncer não deve ser encarado como um caminho direto pra morte’
Ana Paula Hilária e Fátima Assis Dias lutam contra o câncer de mama e consideram a alegria e o pensamento positivo verdadeiros “remédios” para enfrentar a doença
Celebrado em todo o país como o mês de conscientização sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama, o Outubro Rosa levanta um alerta quanto à importância de orientação sobre a doença que atinge milhares de mulheres e também homens em todo o mundo. Em Franca, até o mês passado, o Hospital do Câncer realizou mais de 26 mil atendimentos. No ranking dos tipos mais comuns da doença estão o câncer de próstata, mama, cabeça e pescoço, neoplasias da medula óssea, colo do útero e pulmão. 
 
De acordo com Eliane Aparecida Bonini de Melo, fundadora do Instituto Iansa (Instituição de Apoio Nossa Senhora Aparecida), entre as mulheres que frequentam a casa de apoio, metade trata de câncer de mama. 
 
Em 2013, a dona de casa Ana Paula Hilária, 36, descobriu um nódulo no seio por acaso. Avessa a médicos, ela mudou de opinião depois que recebeu o diagnóstico ainda no início da doença. “Hoje eu faço questão de falar sobre a importância do diagnóstico precoce para o sucesso do tratamento”, disse. “Minha opinião foi reforçada ainda mais depois que a minha irmã descobriu um câncer no útero. Em apenas quatro meses ela acabou falecendo, pois descobriu o tumor muito tarde”, completou.
 
Com 48 anos, a diarista Fátima Aparecida de Assis Dias, descobriu o câncer no início do ano e teve que retirar uma das mamas. Para ela, campanhas como o Outubro Rosa são essenciais no trabalho de conscientização sobre a importância dos exames. “A campanha é um alerta muito importante, pois ajuda a orientar e informar sobre a doença”, disse.
 
Encarar o câncer com positividade, enxergando no diagnóstico uma nova oportunidade de viver, segundo as pacientes, é essencial para garantir o sucesso do tratamento. “Uma das grandes dificuldades que enfrentamos é conviver com a insegurança passada pelos outros que nos condenam antes mesmo de qualquer tratamento”, disse Ana Paula. “O câncer não deve ser encarado como um caminho direto para a morte e sim como uma nova chance de viver, enfrentar os obstáculos e ressurgir ainda mais forte. A minha fé me ajudou a chegar até aqui”, disse Fátima.
 
Autoestima
Perder os cabelos ou retirar toda a mama são consequências de tratamentos para milhares de vítimas do câncer de mama e vencer a tristeza que muitas vezes as assola não é fácil.
 
Segundo Ana Paula, que perdeu todos os pelos do corpo após a quimioterapia e retirou uma das mamas, a alegria de viver foi maior que qualquer perda e lhe garantiu manter uma boa autoestima. “No início imaginava como as pessoas me olhariam na rua já que estava careca. Não me adaptei a peruca e usava chapéus, que sempre me fizeram sentir bonita. Nunca deixei de ir ao clube, mesmo após a retirada da mama que não me impede de fazer nada. Estar viva e com saúde é o mais importante de tudo”, disse ela, emocionada.
 
O mesmo sentimento é ressaltado por Fátima. Para ela, que também teve que retirar uma mama, o mais importante é continuar viva. “Viver é uma dádiva de Deus, por isso essas questões, como a retirada da mama e a queda de cabelo, são menores. É lógico que, como mulheres, acabamos sentindo um pouco, mas nada comparado a sorte de continuarmos vivas e vencermos o câncer”, disse.
 
Prevenção
De acordo com a mastologista Maria Virgínia Thomazini, a prevenção é determinante para que as possibilidades de cura sejam maiores. “O estágio em que o câncer é descoberto é essencial para aumentar as chances de cura, por isso, ações como o Outubro Rosa são indispensáveis para estimular a população a realizar a mamografia e se prevenir”, disse.
 
De acordo com a médica, a indicação é que mulheres em geral realizem o exame de mamografia anualmente a partir dos 40 anos. Em casos de riscos mais significativos, como mulheres que possuem parentes próximos que já tiveram a doença, a indicação é realizar o exame a partir dos 25 anos. “A cura depende de muitos fatores, mas podemos dizer que o diagnóstico precoce é um dos mais importantes”, disse. 

Agricultura pode ajudar Brasil a erradicar pobreza, diz representante da FAO.


Nos dias 16 e 17 de outubro foram celebrados os dias Mundial da Alimentação e Internacional da Erradicação da Pobreza, respectivamente. Dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) indicam que o Brasil tem capacidade e condições de atingir a meta de erradicar a pobreza até 2030. Em 2013, o país saiu do Mapa da Fome da FAO, documento que revela que menos de 5% da população ainda vive na pobreza extrema.
Segundo o assistente do representante da FAO no Brasil, Gustavo Chianca, a agricultura pode ajudar o Brasil a cumprir a meta, mesmo com a crise econômica. “A capacidade que o Brasil tem de aumentar sua produção, dar emprego e melhorar as atividades econômicas na agricultura é muito grande”, disse Chianca.
De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), apesar dos avanços, quase 800 milhões de pessoas ainda passam fome no mundo.
A seguir, entrevista com o assistente da FAO no Brasil:
Como a FAO avalia as ações tomadas pelo Brasil para erradicar a fome e a pobreza?
Anualmente, fazemos a análise de todos os países. A queda do Brasil é constante desde a década dec90 e se acentuou muito nos anos 2000, até 2014, quando ficou abaixo da linha da fome. Uma das causas é a alimentação escolar, que é um fator muito importante para as crianças e jovens, porque complementa a alimentação da casa. Tamb[em é relevante o aumento do salário mínimo e a política de se chegar a um salário minino maior, ano a ano, além dos programas sociais de renda, como Bolsa Família. Isso tudo acelerou a diminuição da fome no Brasil.
O crescimento econômico teve algum papel nisso?
Sim. Tudo isso aliado ao crescimento econômico. Estamos falando de uma população de baixa renda e uma população que tem fome e fome também na área rural. Proteção social com todos esses programas, como alimentação escolar, salário mínimo, Bolsa Família, aliado ao crescimento econômico, ajudaram na redução da fome no Brasil.
Um relatório do Banco Mundial, lançado em abril, informa que a maior parte das pessoas em extrema pobreza estão na área urbana. Qual a avaliação da FAO?
A população urbana no Brasil é muito grande, mas a área rural, em porcentagem, tem uma pobreza maior, se comparado à pobreza da área urbana.
Como o Brasil pode manter esse ritmo de redução da pobreza apesar da crise econômica?
Como a FAO trabalha com agricultura e alimentação, podemos falar da área agrícola. O Brasil é um dos países com condições efetivas e atuais de aumentar muito sua produção agrícola e, com isso, aumentar sua capacidade de produção, alimentar o mundo e também exportar e trazer recursos para o país. A capacidade que o Brasil tem de aumentar sua produção para dar emprego e melhorara as atividades econômicas da agricultura é muito grande.
A meta da ONU é erradicar a pobreza até 2030. O Brasil tem capacidade de cumpri-la?
Sim, tanto que a meta da FAO é erradicar a fome no mundo até 2025. O Brasil tem mostrado capacidade e condições de redução de pobreza e atingir essa meta até antes.
EBC 

sábado, 17 de outubro de 2015

Coreia do Norte rejeita nova negociação nuclear e demanda tratado de paz com os EUA

A Coreia do Norte rejeitou neste sábado a ideia de retomar as conversas para encerrar seu programa nuclear, afirmando que as tentativas anteriores resultaram em fracassos e reiterando sua exigência de que Washington esteja presente na mesa de negociações para um tratado de paz.
O comunicado do Ministério das Relações Exteriores norte-coreano foi emitido um dia depois de o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a presidente sul-coreana, Park Geun-hye, terem dito em Washington estarem abertos a negociar com a Coreia do Norte sobre as sanções internacionais, mas que Pyongyang precisaria para isso demonstrar seu compromisso em abandonar suas ambições nucleares.
"Se os EUA insistirem em negociações numa direção diferente, a península da Coreia vai somente ver nosso ilimitado poderio nuclear fortalecido ainda mais", afirmou o Ministério das Relações Exteriores norte-coreano em seu comunicado.
As Coreias do Norte e Sul permanecem tecnicamente em guerra sob uma trégua assinada em 1953 com a participação dos EUA, que liderava as forças da ONU a favor do Sul, e da China, que lutava ao lado do Norte.
A Coreia do Norte disse que apenas um tratado de paz com Washington seria capaz de permanentemente resolver o conflito na península da Coreia.
Obama disse que os EUA estavam abertos a negociações que possam levar ao alívio das sanções impostas ao Norte, assim como foi feito em relação ao Irã, país que alcançou um acordo com outras potências mundiais em julho.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Vereador Jarlis Adelino e Claudio Queiroz São Convidados a Participar de Debate Sobre o Polo Siderúrgico de Marabá-PA

Claudio Queiroz, Ver. Leodato Marques e Ver. Jarlis Adelino

O Vereador Jarlis Adelino (PT) e o Sr. Claudio Queiroz, foram convidados a participarem de um debate na Câmara Municipal de Marabá no Estado do Pará na manhã dessa sexta-feira 16. 
O Convite partiu do Vereador Leodato Marques (PROS), Presidente da Comissão Permanente de Industria, Comercio e Desenvolvimento da Câmara Municipal de Marabá. A participação na audiencia de Jarlis Adelino e Claudio Queiroz, teve o objetivo de apresentar os trabalhos realizados pelas Entidades de Classe, Sociedade Civil Organizada, Trabalhadores e Governos em defesa do Setor Siderúrgico e principalmente pela defesa econômica e social de Açailândia no enfrentamento da crise no setor siderúrgico.
Estiveram presentes: Secretários Municipais, Vereadores de Marabá-PA, Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Marabá, Sindicato Patronal, Associação Comercial de Marabá, Secretaria de Industria e Comercio do Pará, Imprensa Local e Representantes da sociedade civil organizada.
A Audiência foi realizada na Câmara Municipal de Marabá-PA na manhã dessa sexta-feira. 
Os temas debatidos foram: Revitalização do Polo Siderúrgico de Marabá, Novas Tecnologias e Investimentos, Participação Popular em defesa do Emprego, Participação dos Governos Municipal, Estadual e Federal. 
O Idealizador do Projeto de Revitalização do Polo Siderúrgico tem como protagonista o Vereador Leodato Marques (PROS), que fez o convite ao Sindicalista e Vereador Jarlis Adelino e ao Empresário Claudio Queiroz.



Saio da audiência satisfeito! Pois aqui tivemos o reconhecimento do nosso trabalho realizado em Açailândia nos ultimos anos, em especial os anos de 2010 e 2015, anos de fortes crises no setor siderúrgico. Fomos convidados a realizarmos a palestra sobre as nossas atividades de enfrentamento dessas crises em Açailândia. Me senti muito avontade em falar sobre esse assunto, me dediquei ao maximo para expressar e transmitir a nossa experiência aos companheiros de Marabá. São mais de 15 anos como sindicalista e aproximadamente 05 anos como presidente do STIMA. Enquanto outros sindicatos do Brasil celebram acordos para reduzir carga horária e salários, o STIMA em Açailândia obtive um reajuste de 7,68%, graças as nossas articulações políticas e sociais, sempre de forma responsável e oportuna, a crises abalou o setor siderúrgico de Marabá porém a magnitude do problema pode até assustar mais não pode nos intimidar, percebi que o polo siderúrgico de Marabá pode voltar a ter nova chance operacional, uma vez que é um desejo de todos os atores presentes na audiência disse Jarlis Adelino.

CARNAVAL – É OU NÃO FERIADO? FOLGA AUTOMÁTICA PODE GERAR ALTERAÇÃO CONTRATUAL

LEGISLAÇÃO
Lei nº 9.093/95, que dispõe sobre feriados civis, estabelece que sejam feriados somente aqueles declarados em Lei Federal ou Estadual, quando se tratar da data magna do Estado. 
São considerados também feriados religiosos os dias de guarda conforme o costume ou tradição local declarados em Lei Municipal, os quais não poderão ser em número maior do que 4 (quatro) dias no ano, já incluso neste, a sexta-feira da paixão de acordo com o art. 2º da referida lei. 
Não obstante, a Lei nº 10.607/2002, que dispõe sobre os feriados nacionais, alterou o art. 1º da Lei nº 662/49, concomitante com a Lei 6.802/80, estabelecendo que sejam feriados nacionais os dias:
  • 1º de janeiro → (Confraternização Universal - Ano Novo);
  • Sexta-feira da Paixão → Data móvel (art. 2º da Lei nº 9.093/95)
  • 21 de abril → (Tiradentes);
  • 1º de maio → (Dia do Trabalho);
  • 7 de setembro → (Independência do Brasil);
  • 12 de outubro → (Nossa Senhora Aparecida);
  • 2 de novembro → (Finados);
  • 15 de novembro → (Proclamação da República); e
  • 25 de dezembro → (Natal). 
ENTENDIMENTO 
Com base na legislação não há dúvidas quanto aos feriados nacionais uma vez que estão expressos em Lei Federal. 
Quanto aos demais feriados que a Lei Federal outorga aos municípios, há que se verificar quais os feriados municipais estão expressos em lei, limitados ao total de 4 (quatro) feriados no ano. 
Partindo desse pressuposto, se não houver uma lei municipal estabelecendo que o carnaval seja feriado, o trabalho neste dia será normal e o não comparecimento ao trabalho, acarretará prejuízos salariais ao empregado. Haverá prejuízo da mesma forma no caso da quarta-feira de cinzas. 
Normalmente temos os possíveis feriados determinados por lei municipal, observado o limite acima, os quais podem variar dependendo dos respectivos costumes ou tradições de cada região: 
Corpus Christi                 → Data móvel
Aniversário da Cidade    → Data determinada pelo município
Carnaval                          → Data móvel
Padroeiro(a) da Cidade  → Data determinada pelo município
Outros                             → Data determinada pelo município

Com Base na Lei 9.093/95 o Vereador Jarlis Adelino (PT) apresentou o Requerimento nº 121/2015, que solicita que o poder Executivo reconheça a Terça-feira de Carnaval feriado municipal em Açailândia, esse decreto de Lei irá beneficiar 8 mil trabalhadores da área privada, gerando divisas para o municipio, o mesmo ocorre com o Requerimento 120/2015 que solicita o reconhecimento do Feriado de Corpus Crhisti.

Exemplo 
Feriados estabelecidos por lei Municipal nas cidades de Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro



CIDADE
FERIADOS MUNICIPAIS
DATA
BASE LEGAL
Curitiba - PR
Sexta-feira da Paixão
Data Móvel
Lei 3.015, de 24.8.1967
Corpus Christi

Data Móvel
Nossa Sra da Luz dos Pinhais (Padroeira)

08 de Setembro
São Paulo - SP
Aniversário da Cidade
25 de Janeiro
Lei 13.707, de 7.1.2004
Sexta-feira da Paixão
Data Móvel
Corpus Christi
Data Móvel

Dia da Consciência Negra

20 de Novembro
Rio de Janeiro - RJ
São Sebastião (Padroeiro)
20 de janeiro
Lei 1.271 de 27.06.1988
São Jorge
23 de Abril

Lei 3.302, de 13.11.2001
Dia da Consciência Negra
20 de Novembro

Lei 2.307, de 14.4.1995

NOTA: Nas repartições públicas, nas repartições públicas federais, estaduais ou municipais, poderá ser declarado, pelos respectivos órgãos competentes, ponto facultativo nesses dias.

Tenho consciência da importância desses requerimentos para os trabalhadores, para os religiosos e para os foliões, todos tem o direito sobre o feriado uma vez reconhecido pela Prefeitura Municipal de Açailândia, da forma que está a mais de 30 anos, apenas uma parte da população tem o direito ao beneficio, seja ela a folga ou a compensação através de horas extras, o decreto Lei irá beneficiar 100% de nossa população disse o Vereador Jarlis Adelino (PT).


Fonte: Acessória Vereador Jarlis Adelino