.

.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Regulação da venda de alimento industrializado é desafio no combate à obesidade

Um acordo internacional para restringir a venda de alimentos ultraprocessados pode ajudar a combater a obesidade e a hipertensão – associadas a problemas graves de saúde. A avaliação é de especialistas que se reuniram na Conferência Mundial de Promoção da Saúde, esta semana, em Curitiba. Inspirada nos marcos legais que impuseram restrições à venda de tabaco e de bebidas alcoólicas, uma convenção poderia colocar limites à publicidade – principal responsável pelo aumento do consumo produtos na América Latina, de acordo com os cientistas.
Os alimentos ultraprocessados são aqueles industrializados prontos ou quase prontos para comer, como pizzas, lasanhas, salgadinhos, biscoitos recheados, macarrão instantâneo, nuggets (frango empanado), embutidos e refrigerantes. Para que não estraguem e tenham boa aparência, passam por procedimentos que retiram nutrientes naturais e alteram a composição.
Uma das estratégias para diminuir a procura desses itens deve ser a restrição da publicidade, defende a coordenadora do Núcleo de Alimentação e Nutrição Escola da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Inês Rugani. Ela explica que as empresas concentram investimentos em marketing, para convencer as pessoas, principalmente as crianças, a consumir. Outro desafio, acrescenta, é incluir avisos de advertência na parte da frente dos rótulos, como ocorre com o cigarro.
“A parte da frente do rótulo é tida pelas empresas apenas como um espaço de comunicação com o cliente, para peças de publicidade, que ora confundem ora trazem mensagens enganosas. No caso de produtos infantis, bonequinhos, essas coisas encorajam o consumo”, alertou.
Segundo ela, na Inglaterra, pesquisas provam que as crianças chegam a afirmar que o sabor dos alimentos muda conforme o rótulo. Aqueles associados às grandes redes têm a preferência. “Quando você tem o Shrek em algum produto infantil, se o seu filho viu o filme do Shrek, ele quer aquele, mesmo sendo igual ao que não tem. E prova [o alimento] e acha mais gostoso porque o Shrek está ali na frente”, acrescentou Inês, ao relacionar os ultraprocessados à crescente obesidade infantil no país.
Lobby da indústria
A pesquisadora Ana Paula Bortolettto, do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), acrescenta que um marco internacional é instrumento com capacidade de ajudar os países a terem mais força diante do lobby da indústria de alimentos. Ela conta que empresas recorrem à Justiça e a organizações internacionais para evitar qualquer forma de regulamentação.
“Hoje, empresas têm mais poder que os países, impondo dificuldades para a implementação de políticas públicas que tenham como objetivo prevenir a obesidade e melhorar a alimentação”, disse ela, que também integra a Coalizão Latino-Americana Saudável.
Segundo Ana Paula, a coalização conversa com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e organizações da sociedade para discutir se a convenção pode se limitar à América Latina.
Como o consumo desses produtos chegou ao limite nos países mais ricos, as empresas se voltam para o Hemisfério Sul, com estratégias agressivas, como a publicidade e o lobby, disse o assessor de Nutrição e Atividades Físicas da Opas Fábio Gomes. Ele confirmou que vários países do bloco discutem os benefícios de um marco legal internacional e denunciam a interferência da indústria de alimentos nas políticas públicas.
Obesidade
Estimativas da Opas apontam que, em uma década, o consumo de ultraprocessados aumentou 30%, por pessoa, em países latino-americanos, enquanto cai na América do Norte.
A obesidade alcança 8,4% dos jovens brasileiros entre 12 e 17 anos. Além disso, 17% deles estão acima do peso ideal, segundo o Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes (Erica), do Ministério da Saúde. O levantamento também mostra que um em cada cinco adolescentes hipertensos, cerca de 200 mil, poderia não ter esse problema caso não fosse obeso. O levantamento foi feito de 2013 para 2014, com base em entrevistas a 85 mil adolescentes de escolas públicas e privadas de 124 municípios acima de 100 mil habitantes.
Indústria
Procurada pela Agência Brasil, Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia) informou que trabalha com o governo para “desenvolver iniciativas focadas na saudabilidade e no bem-estar da população”. Cita a participação no Plano Nacional de Vida Saudável, documento que orienta a população a não consumir ultraprocessados e que faz críticas à publicidade dos produtos.
“É preciso implantar programas educativos para que os consumidores possam escolher os alimentos e compreendam a importância de aliar nutrição equilibrada e prática de atividades físicas”, acrescenta a nota.

Eurico anuncia renovação no Vasco

Eurico anuncia renovação de contrato de Jorginho até 2017

O Vasco ainda não sabe o que é perder neste ano. Grande parte dessa invencibilidade se deve ao técnico Jorginho. Nesta segunda-feira, Eurico Miranda, presidente do Cruzmaltino, anunciou a renovação do contrato do treinador, assim como de seu assistente, Zinho. Em entrevista coletiva que não estava planejada, Eurico surpreendeu, de maneira positiva, a torcida vascaína.

O Vasco ainda não sabe o que é perder neste ano. Grande parte dessa invencibilidade se deve ao técnico Jorginho. Nesta segunda-feira, Eurico Miranda, presidente do Cruzmaltino, anunciou a renovação do contrato do treinador, assim como de seu assistente, Zinho. 

Em entrevista coletiva que não estava planejada, Eurico surpreendeu, de maneira positiva, a torcida vascaína. O novo vínculo da dupla estendeu-se até 2017. O mandatário elogiou o trabalho da comissão técnica.
“Na semana passada, eu estendi o contrato do Jorginho e do Zinho até o final de 2017. Para realizar isso é porque o trabalho deles está mais do que satisfatório. Não fujo daquilo que penso no futebol. Pode ser o mago das Arábias, mas duas coisas são fundamentais: condições de trabalho e cumprir rigorosamente com os compromissos assumidos com todo elenco de futebol e tudo aquilo que está assumido no futebol”, afirmou.
O trabalho, classificado pelo presidente como “mais do que satisfatório”, é um dos melhores do país na temporada. A última derrota sob o comando de Jorginho aconteceu no dia 01 de novembro de 2015, na 33ª rodada do Brasileirão Série A, diante o Fluminense pelo placar de 1 a 0. Desde então os cruzmaltinos colecionam bons resultados, apesar do rebaixamento para a segunda divisão da competição nacional. Já nesta temporada, o Vasco conquistou o Campeonato Carioca, levantando o 24º título estadual.
“Quero dizer que o Vasco, principalmente esse time que está aí atingiu uma marca histórica. É evidente que nós esperamos que isso não tenha interrupção, mas de qualquer forma, é bom que fique muito claro que essa marca foi batida. É o que me consta. Não há no Brasil uma sequência de jogos oficiais igual a essa atingida por esse time do Vasco. Faço questão de essa marca ficar absolutamente registrada”, exaltou o presidente.
O dirigente confirmou que o Vasco busca a contratação de um atacante no mercado, principalmente após a saída do colombiano Riascos, que retornou ao Cruzeiro. No entanto, Eurico Miranda ressaltou que não há qualquer nome em negociação no momento
“Eu tenho um objetivo único de trazer especificamente um atacante, mas tudo o que é falado é mera especulação. Uma coisa eu tenho que deixar muito claro em matéria de negociação é não extrapolar a orçamento do clube e isso será mantido”, acrescentou.
O presidente também falou sobre a saída do zagueiro Rafael Vaz, que não renovou contrato com o clube. Eurico Miranda afirmou que fez a proposta diretamente ao jogador, que não respondeu no prazo estipulado pela diretoria. 
“A proposta foi feita pessoalmente por mim. Não teve nenhum intermediário no assunto. Ele tinha o direito de pensar e responder: quero ou não quero. Não respondeu. E eu não estava preocupado se ele ia para o Flamengo, ou pra onde fosse. Disse: você tem prazo para responder até sábado. Ele não me respondeu, terminou minha proposta”, finalizou.

Operação do Ministério Público prende ex-presidente do PSDB-MG

A Direita Nárcio Rodrigues da Silva
O ex-presidente do PSDB de Minas Gerais Nárcio Rodrigues da Silveira foi preso hoje (30) sob suspeita de participar de um esquema de desvio de recursos públicos investigado pela Operação Aequalis (termo em latim que significa igual), deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). Secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior mineiro durante o governo Antonio Anastasia, Silveira é pai do deputado federal Caio Nárcio Nárcio (PSDB-MG).
Além do tucano, foram presos temporariamente Neif Chala, ex-servidor da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas; Alexandre Pereira Horta, engenheiro do Departamento de Obras Públicas do estado; Luciano Lourenço dos Reis, funcionário da CWP Engenharia Ltda; Maurílio Reis Bretãs, sócio administrador da CWP Engenharia Ltda; e o português Hugo Alexandre Timóteo Murcho, diretor no Brasil da multinacional portuguesa Yser e da empresa Biotev Biotecnologia Vegetal ltda.
De acordo com o Ministério Público mineiro, o grupo é suspeito de desviar, entre os anos de 2012 e 2014, mais de R$ 14 milhões em recursos públicos que deveriam ser destinados à construção e a projetos da Cidade das Águas, desenvolvida no município mineiro de Frutal pela Fundação Hidroex, vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas.
Os envolvidos responderão pela prática dos crimes de peculato, corrupção ativa e passiva, fraude a licitações, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Os presos foram levados para a Penitenciária Nelson Hungria, na região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o MP-MG, dois investigados foram presos em flagrante por posse de arma de fogo e munições. Ainda estão foragidos outros investigados, entre eles o presidente do grupo econômico multinacional português Yser, Bernardo Ernesto Simões Moniz da Maia.
Foram cumpridos ainda 27 mandados de busca e apreensão, sendo os alvos localizados nos municípios mineiros de Belo Horizonte, Frutal, Uberaba, Conselheiro Lafaiete e São João Del Rei e também em São Paulo. O material apreendido foi acondicionado em 84 sacos lacrados, contendo documentos, computadores, aparelhos celulares e mídias digitais.
Em nota, o Ministério Público de Minas Gerais informou que o objetivo da operação foi colher elementos de prova sobre a prática dos crimes de peculato, corrupção ativa e passiva, fraude a licitações, lavagem de dinheiro e organização criminosa. “As investigações foram intensificadas no segundo semestre de 2015, a partir da conjugação de esforços com a Controladoria-Geral do estado, que encaminhou ao Ministério Público relatórios conclusivos apontando o desvio de recursos públicos. Até o momento, não há indícios do envolvimento de autoridades com foro por prerrogativa de função”, diz trecho do documento.
As investigações foram conduzidas pela Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Frutal e pelo Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público.
Impeachment
Na votação da admissibilidade do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no plenário da Câmara, o deputado Caio Nárcio fez uma homenagem ao pai, preso hoje. Com a bandeira do Brasil nas mãos, ao votar favoravelmente pelo afastamento da petista, o deputado mineiro defendeu um país mais decente e mais honesto.
“Por um Brasil onde meu pai e meu avô diziam que decência e honestidade não eram possibilidade, era obrigação. Por um Brasil onde os brasileiros tenham decência e honestidade. Por Minas, pelo Brasil, para os jovens que estão lá fora nas ruas, verás que o filho teu não foge à luta, sim”, votou Caio Nárcio.
Outro lado
Por meio de nota, a assessoria do PSDB mineiro disse não ter detalhes sobre a operação. Segundo o texto, o partido “defende que, havendo indícios de irregularidades, elas sejam investigadas pelos órgãos competentes e, em havendo comprovação de crime, eles sejam punidos”.
Sobre o Instituto Hidroex, alvo das investigações, a legenda informou o projeto foi aprovado em 2007 pela Unesco e que as obras foram iniciadas em 2011. “Em 2014, as obras foram paralisadas e retomadas em 2016”, diz trecho da nota. A reportagem não localizou o deputado Caio Nárcio.

Com vaga para MS, Aeronáutica abre concurso para médicos Inscrições vão de 11 de julho a 9 de agosto, com taxa de R$ 120

A Aeronáutica abriu concurso público com 58 vagas para o Exame de Admissão ao Curso de Adaptação de Médicos da Aeronáutica do ano de 2017 (EA Camar 2017). Aberto para ambos os sexos, as oportunidades são para nove estados e o Distrito Federal, incluindo Mato Grosso do Sul.

O edital foi publicado no site da Força Aérea Brasileira (acesse aqui para conferir). As inscrições devem ser feitas de 11 de julho a 9 de agosto pelo site do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica, com taxa de R$ 120.

Entre os pré-requisitos para participar do concurso, o candidato não poderá ter completado 36 anos até 31 de dezembro de 2017, e possuir até a data de validade do exame, título de especialista (inclusive a especialidade de clínica médica), reconhecido por órgão competente, na área em que concorrerá às vagas.

As vagas são para as especialidades de anestesiologia (6), anatomia patológica (2), cancerologia (1), cardiologia (1), cirurgia geral (4), clínica médica (10), ginecologia e obstetrícia (6), medicina intensiva (2), hemoterapia (1), medicina da família e comunidade (7), oftalmologia (3), otorrinolaringologia (3), ortopedia (1), pediatria (1), psiquiatria (7) e radiologia (3).

O concurso terá prova escrita, em 25 de setembro, a partir das 9h40 (de Brasília), em Campo Grande e nas cidades de Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Um curso de adaptação será ministrado no Ciaar, em Belo Horizonte, com duração aproximada de 17 semanas, e abrangerá instruções nos campos geral, militar e técnico-especializado. O curso começa em 23 de janeiro de 2017.

Após a conclusão do curso, o aluno será nomeado primeiro-tenente e receberá um salário inicial bruto de R$ 8.877,60. Ainda haverá inspeção de saúde, de 24 a 27 de outubro; exame de aptidão psicológica, de 1 a 11 de novembro; prova prático-oral, de 1 a 11 de novembro; teste de avaliação do condicionamento físico, de 28 a 30 de novembro; habilitação à matrícula (análise e conferência dos critérios exigidos e da documentação prevista para a matrícula no curso).

'X-Men' e 'Alice' ficam aquém das estimativas de bilheteria nos EUA

Competição entre as duas superproduções prejudicou desempenho. Orçamento de 'Alice' foi de 170 milhões de dólares.Sacha Baron Cohen, Mia Wasikowska, Anne Hathaway e Johnny Depp participam de lançamento de filme 'Alice Através do Espelho' (Foto: Mario Anzuoni/Reuters)  Sacha Baron Cohen, Mia Wasikowska, Anne Hathaway e Johnny Depp participam de lançamento de filme 'Alice Através do Espelho' (Foto: Mario Anzuoni/Reuters)

"X-Men: Apocalipse”, da Fox, e “Alice Através do Espelho”, da Disney, estrearam neste fim de semana nos cinemas dos Estados Unidos sem brilho, uma vez que a competição entre ambas as superproduções prejudicou a receita nas bilheterias.
A mais recente aventura dos mutantes X-Men liderou o fim de semana, faturando estimados 65 milhões de dólares. Está em ritmo para superar os 76 milhões de dólares no período de quatro dias de feriado do Memorial Day.
saiba mais
Esse é um sólido começo, mas uma queda significativa frente aos 110,5 milhões de dólares vendidos nesse período pelo filme anterior da franquia, “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido”, na mesma época de 2014.
As coisas foram mais difíceis para “Alice Através do Espelho”. A sequência de “Alice no País das Maravilhas”, de 2010, que levou mais de 1 bilhão de dólares durante seu período no cinema, tropeçou logo de cara, com apenas 28 milhões de dólares de bilheteria e 35 milhões esperados para quatro dias. Esse é um início desastroso para um filme com um orçamento de produção de 170 milhões de dólares. 
A aventura de fantasia tentará reverter o cenário no mercado internacional, onde o filme foi melhor, com 65 milhões de dólares em lugares como Itália, Rússia, Reino Unido, Austrália e também o Brasil. O filme estreou por enquanto em 72 por cento do mercado internacional.
O resultado da estreia de “Alice” é má notícia para Johnny Depp, cuja figura de estrela tem minguado nos últimos anos, com fracassos como “Mortdecai: A Arte da Trapaça” e “Transcendence: A Revolução”. O ator esteve nas manchetes do fim de semana após sua esposa, Amber Heard, ter pedido divórcio, alegando sofrer agressão.
Ambas as estreias ficaram aquém das expectativas, após alguns analistas terem esperado que “X-Men” arrecadasse entre 80 milhões e 100 milhões de dólares, e colocado “Alice” na faixa de 55 milhões de dólares. A concorrência entre eles parece ter prejudicado essas estimativas.

Financiamento público de campanha não garante fim do caixa 2

Uma das principais alterações e também mais polêmica, trazidas pela Lei nº 13.165/2015, conhecida como minirreforma eleitoral, que mexe nas regras eleitorais das eleições deste ano, é o fim do financiamento de campanhas de pessoas jurídicas, que sempre foram os principais financiadores. A medida seria uma forma de evitar a influência do poder econômico, sobretudo das empreiteiras, sobre os novos gestores e legisladores no País.

Pela nova regra, as campanhas eleitorais deste ano serão financiadas exclusivamente por doações de pessoas físicas e pelos recursos do Fundo Partidário. Antes da aprovação da reforma, o Supremo Tribunal Federal (STF) já havia decidido pela inconstitucionalidade das doações de empresas a partidos e candidatos.

As denúncias apuradas pela Operação Lava Jato de corrupção no governo federal, sobretudo, as que envolvem empresas conhecidas por sua participação nos cenários eleitorais de todo o País, como a Odebrecht, motivaram a mudança na legislação. Mas isso não acalma os observadores do processo.

Se por um lado, a Justiça Eleitoral e as Ongs de acompanhamento legislativo entendem que o novo cenário impede o toma lá, dá cá entre candidatos e empresariado, para especialistas e lideranças políticas, a prática do "Caixa 2" deve se acentuar nesta eleição.

Isso porque, sem o financiamento privado ganham vantagem nas corridas eleitorais os detentores de mandatos. Neste sentido, prefeitos em busca de reeleição – que são um grande número no Estado, e todos da Região Metropolitana – ou os nomes que são apoiados pelos atuais gestores têm vantagem nessa corrida eleitoral.

Se por um lado os atuais prefeitos estão politicamente desgastados e com a popularidade em baixa devido à crise política que atinge todos os detentores de mandato no Brasil, por outro lado eles têm a estrutura para usar politicamente.

A estratégia também se estende à disputa proporcional, com a constituição de grandes chapas de vereadores, que atuariam como os cabos eleitorais, que antes eram contratados pelos comitês e recebiam um gordo cachê pelo trabalho. Os vereadores agora seriam os responsáveis pela captação de votos para a disputa majoritária e para a própria.

Para isso, contariam com as estruturas das secretarias, sobretudo aquelas que têm verbas compulsórias, como saúde e educação. Além disso, essas pastas têm muita influência sobre toda uma rede, em que se dá a repetição da campanha.

Para tentar equilibrar o jogo, caberá aos candidatos de oposição buscar recursos na iniciativa privada, recurso que deve entrar pelo chamado Caixa Dois, recursos não contabilizados nas campanhas e que sempre foram proibidos pela Justiça.

O que muda nessa eleição é que o esquema das empreiteiras parece ter se esgotado, o interesse de organizações sociais em administrar unidades públicas é que estaria tomando o lugar dos grandes financiadores em busca de compensações nos futuros governos.

Com essas expectativas, o trabalho de fiscalização da Justiça Eleitoral deve ficar ainda mais difícil, assim como o cuidado na análise das prestações de contas dos candidatos. Com uma campanha curta – serão apenas 45 dias de eleição – e com pouco dinheiro, qualquer movimentação diferente, como grandes comícios, superproduções de TV e excesso de material de campanha pode ser indício de que alguns recursos podem não estar sendo contabilizados.

Empresa chinesa pede desculpas por anúncio racista

Na propaganda, negro sai da máquina de lavar como atraente jovem asiático. Empresa afirmou que parou de transmitir o anúncio do detergente.

Fim de comercial com homem negro provocou polêmica (Foto: QIAOBI) 
Fim de comercial com homem negro provocou polêmica
Uma empresa chinesa acusada de racismo por um anúncio polêmico no qual um ator negro sai de uma máquina de lavar como um atraente jovem asiático pediu desculpas neste domingo (29) pelo dano causado aos africanos.
"Pedimos desculpas pelos danos causados aos africanos com a divulgação da publicidade e a exposição exagerada do assunto nos meios de comunicação", afirmou a companhia em um comunicado divulgado pela rede social oficial chinesa.
"Lamentamos que a publicidade tenha causado tanta controvérsia", acrescentou.
A empresa informou no comunicado enviado na noite de sábado que parou de transmitir este anúncio. Ela havia rejeitado as críticas na sexta-feira, argumentando que os meios de comunicação estrangeiros são "muito suscetíveis".
"Nós só queríamos promover nosso produto. Os meios de comunicação estrangeiros talvez sejam bastante suscetíveis", declarou um porta-voz do grupo de cosméticos Shanghai Leishang, citado pelo jornal oficial Global Times.
Este anúncio para a marca de detergente Qiaobi, divulgado nos últimos dias na internet, mostra um homem negro musculoso com uma camiseta branca manchada de tinta que se aproxima de uma jovem chinesa que está lavando roupas. A menina põe na boca do homem uma dose de detergente, antes de colocá-lo à força na máquina de lavar.
Instantes depois, um jovem asiático com uma camiseta branca imaculada sai da lavadora e deixa a garota fascinada.
A publicidade, que viralizou rapidamente, desencadeou uma onda de protestos nos sites de informação americanos, que criticaram os preconceitos e discriminações que as pessoas negras sofrem na China.
Leishang, que comercializa o detergente, não quis responder à AFP.
O anúncio foi gravado no início de 2016, mas acabou sendo utilizada uma versão reduzida "onde o (ator) negro não aparecia. Não entendemos como a versão completa foi repentinamente divulgada na internet", disse o porta-voz, segundo o Global Times.
As imagens não provocaram a mesma indignação na China, embora depois da polêmica internacional alguns internautas tenham expressado seu mal-estar na plataforma de microblogs Weibo.
A preferência tradicional na China pelas pessoas de pele branca, que constitui um critério de beleza tradicional, junto à pequena diversidade étnica nos meios de comunicação, contribuem para uma certa rejeição em relação às pessoas negras.
O aumento das relações comerciais com a África contribuiu para uma maior presença da população expatriada de origem africana na China, sobretudo em Cantão (sul).
http://g1.globo.com/

sábado, 28 de maio de 2016

Comercial chinês de sabão é acusado de ser o mais racista da história da Humanidade

No anúncio veiculado na TV, um homem negro se transforma em um chinês branco depois de consumir o produto e entrar na máquina de lavar


Propaganda do detergente Qiaobi na China
Propaganda do sabão Qiaobi, em que um negro se transforma em um chinês branco(YouTube/Reprodução)
Uma fabricante chinesa de sabão para lavar roupas produziu um comercial em que um homem negro é transformado em um chinês de pele branca depois de consumir o seu produto e ser colocado na máquina de lavar. O comercial viralizou na internet e está sendo classificado como a propaganda mais racista da história.
No anúncio, uma mulher chinesa chama um homem negro para perto de si e coloca um tablete de sabão na boca dele e, em seguida, o empurra para dentro da máquina de lavar. Depois que a máquina para de funcionar, sai dele um chinês de pele branca, para surpresa da consumidora, que não disfarça sua satisfação.
A empresa Shanghai Leishang, que fabrica o sabão da marca Qiaobi, disse por meio de um porta-voz que não viu conteúdo racista no comercial. "A imprensa estrangeira é muito sensível", disse outro representante do grupo, apontando para o fato de que o anúncio não foi avaliado como polêmico na sociedade chinesa.
video
http://veja.abril.com.br/

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Petróleo fecha em queda e se mantém abaixo de US$ 50

Plataformas de petróleo
Petróleo: influenciado pelo feriado do Memorial Day nos EUA na segunda-feira, o volume de negócios de hoje o mais baixo desde o Natal
Nova York - Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda nesta sexta-feira, 27,com os investidores realizando os lucros após a commodity ultrapassar, na quinta-feira, a barreira psicológica dos US$ 50 por barril pela primeira vez desde novembro do ano passado.
O contrato do WTI para julho caiu 0,30%, encerrando a US$ 49,33 por barril, na New York Mercantile Exchange. Já o barril Brent recuou 0,54%, a US$ 49,32 por barril, na Intercontinental Exchange (ICE).
Influenciado pelo feriado do Memorial Day nos EUA na segunda-feira, o volume de negócios de hoje o mais baixo desde o Natal. De acordo com algumas corretoras, muitos só queriam sair do mercado para limitar o risco de exposição a qualquer mudança imprevista, o que fez os preços caírem.
"Nós não vimos muitas atividades agressivas antes do fim de semana, o que já era esperado", disse o corretor Peter Donovan, da Liquidity Energy. Outros analistas, no entanto, questionam se a queda nesta sexta é uma retirada temporária ou um indício de que o mercado ainda tem de lidar com um problema de saturação.
"Especuladores estão muito cautelosos com os níveis de preço", disse David Hufton, da corretora PVM. Ele também ressaltou que a produção no Canadá pode ser retomada assim que os incêndios forem apagados e uma alta do dólar deve ser considerada, caso o Fed eleve os juros em junho.
Nesta sexta, houve também a divulgação do número de poços e plataformas de exploração de petróleo em atividade nos EUA, calculado pela Baker Hughes. De acordo com o relatório, a quantidade caiu de 318 para 316, o que reduziu as perdas da commodity, mas não o suficiente para reverter a queda. Fonte: Dow Jones Newswires.

Cientistas detectam em cometa dois ingredientes-chave para a vida

Glicina e fósforo foram detectados no cometa 'Chury'.
Elementos são essenciais para desenvolvimento de DNA.

Imagem do cometa 67P/Churyumov–Gerasimenko foi capturada pela câmera da Rosetta d euma distância de cerca de 170 km em julho de 2015 (Foto: ESA/Rosetta/MPS)Imagem do cometa 67P/Churyumov–Gerasimenko foi capturada pela câmera da sonda Rosetta de uma distância de cerca de 170 km em julho de 2015 (Foto: ESA/Rosetta/MPS)
Cientistas conseguiram detectar em um cometa a presença de dois ingredientes fundamentais para a vida: a glicina - um aminoácido - e o fósforo, segundo estudo de pesquisadores europeus, divulgado nesta sexta-feira (27).
O achado foi realizado no 67P/Churyumov-Gerasimenko (ou simplesmente 'Chury'), um cometa descoberto no fim dos anos 1960 por cientistas ucranianos, e que é investigado pela sonda europeia Rosetta.
Ainda que tenha sido detectada a presença de mais de 140 moléculas orgânicas diferentes no espaço, é a primeira vez que são encontrados "com total certeza" estes elementos, essenciais para o desenvolvimento do DNA e das membranas celulares.
Traços de glicina, necessários para formar proteínas, já haviam sido encontrados nos restos da cauda do cometa Wild 2, que a Nasa conseguiu obter em 2004.
Mas naquele momento, os cientistas não puderam descartar por completo a possibilidade de as amostras terem se contaminado de alguma maneira durante a análise feita na Terra.
O achado agora permite confirmar a existência de glicina e fósforo nos cometas. Os resultados desta investigação, obtidos graças a Rosina, espectrômetro da sonda Rosetta, foram publicados na revista americana Science Advances.
"Trata-se da primeira detecção com total certeza de glicina na atmosfera de um cometa", assinalou Kathrin Altwegg, da Universidade de Berna (Suíça), chefe do projeto Rosina e autora do trabalho.
Reservatórios
É muito difícil detectar a glicina, pois ela passa do estado sólido ao gasoso abaixo dos 150 graus Celsius, o que significa que este aminoácido se decompõe na forma gasosa na fria superfície do cometa.
Diferentemente de outros aminoácidos, a glicina é a única que pode se formar sem a necessidade da presença de água em estado líquido, assinalaram os cientistas.
A origem do fósforo detectado na fina atmosfera do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko não foi determinada, acrescentou a investigação.
"Demonstrar que os cometas são reservatórios de materiais primitivos do sistema solar e que eles podem transportar esses ingredientes-chave para a vida na Terra é um dos principais objetivos da Rosetta", assinalou o cientista encarregado desta missão da Agência Espacial Europeia, Matt Taylor.

Miami libera Adriano para voltar ao Brasil, mas exige atacante em amistosos

Reprodução
Adriano postou mensagem sobre o Flamengo no Instagram
Adriano postou mensagem sobre o Flamengo no Instagram
A relação entre Adriano e o Miami continua estremecida. Após o jogador manifestar, por meio de uma rede social, o interesse de voltar ao Flamengo e abandonar os treinos nos Estados Unidos para viajar ao Brasil, o clube norte-americano divulgou um comunicado oficial garantindo a permanência do brasileiro apenas em partidas amistosas.
Adriano, que é um dos sócios do Miami FC, foi apresentado pelo clube em 10 de março com status de craque. Em sua primeira entrevista como atleta da equipe, o atacante disse: "Espero dar muitas felicidades ao clube, poder realmente mostrar meu potencial e ser campeão com a camisa do Miami".
No dia 10 de abril, Adriano marcou seu primeiro gol com a camiseta dos norte-americanos, em um amistoso da pré-temporada. Já no dia 14 de maio, em amistoso contra o Las Vegas City, Adriano atuou contra outro craque do futebol brasileiro, o meia Ronaldinho Gaúcho, onde anotou um gol em cobrança de pênalti.
Durante seu período na equipe, Adriano realizou algumas viagens para o Brasil, deixando de treinar com seus companheiros, e adiando sua volta aos Estados Unidos. Segundo o Miami, a diretoria do clube autorizou as viagens do atacante.
VEJA A NOTA OFICIAL DO MIAMI FC:
O Miami United Football Club deseja informa através deste documento, o seguinte:
Adriano mantém as suas ações em nosso clube e é uma parte intrincada da nossa organização.
Também queremos garantir que Adriano estará em cada um dos nossos amistosos, dentro e fora dos Estados Unidos. A partir de agora, Adriano está de volta ao Brasil (em uma viagem autorizada pelo clube) e mantém um excelente relacionamento com o clube onde ele é proprietário de uma parte, mantendo seu firme compromisso conosco e seus fãs para continuar a formação onde quer que ele esteja.
Adriano tem sido tratado como jogador top desde sua chegada ao clube, e será sempre o Imperador de Miami.

4 coisas que você precisa saber sobre câncer e tabagismo


O tabagismo é considerado a principal causa de morte evitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS)
Fumo é responsável por mais de cinco milhões de mortes anuais
O tabagismo é considerado a principal causa de morte evitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Além de ser responsável pelo desenvolvimento de aproximadamente 80 doenças. Estimativas da OMS apontam que mais de 10 mil pessoas morrem todos os dias em consequência de doenças provocadas pelo cigarro.
“A fumaça do cigarro contém mais de 4000 substancias químicas, tóxicas na sua maioria e com potencial bem definido para causar vários tipos de câncer. Como causa de dependência está a nicotina, e quando tentam parar de fumar, os pacientes referem sofrer com os sintomas da síndrome de abstinência”, menciona o pneumologista do Hospital Santa Cruz, em Curitiba, João Daniel Carneiro Franca.
“Os Estados Unidos são um país com aproximadamente 320 milhões de habitantes e destes 19% são tabagistas. No Brasil somos 200 milhões e 16% da população total é fumante. Fazendo um paralelo entre os países uma vez que as características raciais e comportamentais são muito semelhantes entre os dois países, aqui deveriam ser feitos aproximadamente 130 mil diagnósticos de câncer de pulmão por ano”, completa.
Cenário mundial
Estima-se que existam mais de um bilhão de fumantes no mundo. Atualmente, mais de cinco milhões de pessoas são vítimas do tabagismo todos os anos. Se as tendências de aumento do consumo persistirem, alcançaremos a marca de dez milhões de mortes anuais em até quinze anos.
Potencial fatal
O fumo já é responsável por 30% das mortes por câncer. Este número é ainda mais expressivo nos casos das mortes por câncer de pulmão. Em 2014 foram diagnosticados 224.210 casos de câncer de pulmão nos Estados Unidos, no mesmo ano no Brasil foram feitos 27.330 novos diagnósticos da doença. Os dados encontram-se subestimados no Brasil por uma série de fatores: dificuldade de acesso à saúde por grande parcela da população, diagnósticos errados, preenchimento incorreto de atestados de óbito, etc.
Relação tempo x consequências
Pessoas que iniciam o hábito de fumar jovens, tem maior chance de desenvolver doenças relacionadas ao tabagismo. O usuário de uso mais leve – ou social – também pode ser impactado por males ligados ao fumo. O especialista lembra que a exposição regular ao cigarro é um risco, independentemente da quantidade consumida.
Fumantes passivos
O risco do desenvolvimento de doenças não se limita aos fumantes ativos, mas também aos passivos. Estima-se que, apenas no Brasil, mais de duas mil pessoas morrem todos os anos por causa do fumo passivo. Este tipo de tabagismo aumenta o risco de câncer de pulmão em até 30% e de infarto em até 25%. Se imaginarmos que as crianças podem ser expostas desde muito pequenas, o cenário é ainda mais perturbador.
Centro de Oncologia do Hospital Santa Cruz
Para combater os diversos tipos de câncer associados ao cigarro e oferecer o tratamento humanizado ao paciente, o Centro de Oncologia do HSC está conectado com os centros de referência no Brasil e um corpo clínico internacional. Além do acompanhamento de uma equipe multidisciplinar composta por médicos especializados, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas e psicólogos.
“A equipe multidisciplinar permite o sucesso do tratamento devido ao suporte integral ao paciente e também aos seus familiares, com maior adesão ao tratamento proposto, possibilitando assim melhores resultados”, explica a responsável pelo setor de oncologia do Hospital Santa Cruz, Ana Maria Oliveira dos Santos.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Prefeito Juscelino Oliveira garante local especial para cadeirantes no Açaí Folia


Comunicação
A população de Açailândia esta na expectativa para a chegada dos três dias de folia, o evento faz parte das comemorações dos 35 anos de Açailândia.
Esse ano o Açaí Folia terá espaço exclusivo para pessoa com deficiência.
A novidade foi anunciada pelo Prefeito Juscelino Oliveira, durante o aniversário de 27 anos do sindicato dos metalúrgicos, realizado no último domingo (22).

O prefeito Juscelino Oliveira falou da iniciativa. “Todos nós sabemos da discriminação que existe nesse país não só contra as mulheres, contra os negros, mas principalmente para os nossos cadeirantes e outras pessoas que tem deficiência física, e nada mais justo que arrumar um local especial no Açaí Folia exclusivo para eles, para que eles não sejam incomodados”, disse o prefeito.

O Açaí Folia vai ser um evento para todos os públicos. Prova disso é o local para pessoas com deficiência. O espaço vai promover a segurança dos deficientes, além de garantir que eles possam desfrutar do evento.

O cadeirante Wanderson Freitas agradeceu o prefeito Juscelino Oliveira pela ação e afirmou que o local vai garantir que eles aproveitem a festa tranquilamente.
“Nós ficamos muito felizes porque a gente não saia para festas, e agora vamos ter essa oportunidade e parabenizamos o prefeito pela resposta imediata em nós atender com esse benefício”, afirmou Wanderson Freitas.
Matéria publicada em: 25 de Maio de 2016

quarta-feira, 25 de maio de 2016

STIMA Comemora Aniversario de 27 Anos de Fundação Confira Algumas Imagens


















 



O STIMA – Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Açailândia – MA, comemorou junto aos seus associados e convidados o aniversario de 27 anos de fundação com muita alegria no ultimo domingo 22.

A festa dos metalúrgicos foi realizado na Área de Lazer Pontal Eventos próximo a praça da cultura na Vila Ildemar. Na oportunidade participaram o Prefeito Municipal Juscelino Oliveira e Paulo Lira Presidente do SIMPRA.
Os associados e família curtiram um dia de muita alegria, durante a confraternização o Prefeito Municipal de Açailândia Juscelino Oliveira se fez presente, em discurso o prefeito Juscelino falou da importância que é o ramo metalúrgico para a economia do município, lembrou que o ramo metalúrgico no Brasil e principalmente no Estado do Maranhão passa por dificuldades econômicas devido o mercado mundial. Juscelino Oliveira, lembrou das empresas que encerraram suas atividades nos municípios maranhenses e destacou a Luta do Sindicato dos Metalúrgicos em defesa dos direitos e empregos dos trabalhadores no município que não teve demissões em massa como ocorreu em outros lugares no país.
O Presidente do STIMA Jarlis Adelino em seu discurso relembrou a historia de luta da entidade desde sua chega ao comando da entidade, lembrou das crises econômicas presenciadas pela diretoria nos últimos 06 anos, como a crise do minério em 2010, a greve dos metalúrgicos em 2011, a crise econômica do setor em 2014, 2015 3 2016 que mesmo com dificuldades apresentadas pelo setor não tivemos demissões em massa no município, graças a união de todos em prol da categoria, mesmo com crises sobre crises os metalúrgicos ainda conseguiram avançar em conquistas importastes no setor em beneficio dos trabalhadores.

Prefeito Municipal de Açailândia-MA, Juscelino Oliveira, Assima Medida Provisória Que Estabelece Como Feriados Municipal Terça-Feira de Carnaval e Corpus Christi, a Medida beneficiará cerca de 12 mil Trabalhadores. O Requerimento Foi Apresentado Pelo Vereador Jarlis Adelino


O Prefeito Municipal de Açailândia Juscelino Oliveira assinou a medida provisória que beneficia os trabalhadores 

Conheça os Requerimentos do Vereador Jarlis Adelino (PMN) 

REQUERIMENTO Nº 120/2015                               Açailândia   14 de outubro de 2015
DO: Vereador Jarlis Adelino

            Pelo Presente o Vereador Jarlis Adelino Requer da Prefeitura Municipal o reconhecimento do feriado de Carnaval, nas terças-feiras, para que esta data móvel seja reconhecida através do Poder Executivo como feriado municipal permanente a partir de fevereiro de 2016.

JUSTIFICATIVA

O Carnaval é sinônimo de viagem e muita festa. No entanto, apesar da tradição, o carnaval legalmente não é feriado. As empresas podem exigir que o trabalhador cumpra o horário regular. Se o empregado se ausentar sem a permissão da empresa ele pode sofrer advertência verbal ou por escrito, suspensão de dias ou até mesmo a demissão por justa causa. Isso ocorre de forma explicita nas empresas de ordem privadas, existe a pratica de não haver expediente laboral nas empresas, bancos ou repartições públicas nas terças-feiras de carnaval e até nas quartas-feiras de cinzas, até meio dia, ainda são motivos de discussões entre os trabalhadores e empresas. Não e justo cobrar o laboro do trabalhador onde tradicionalmente se concede o dia de folga de forma tradicional no país, portanto sugerimos que este dia móvel de terças-feiras de Carnaval seja reconhecido pelo Poder Executivo como feriado municipal para que seja garantida a compensação do laboro dos trabalhadores neste dia no município.

 ENTENDIMENTO

Com base na legislação não há dúvidas quanto aos feriados nacionais uma vez que estão expressos em Lei Federal nº 9.093/95. 
Quanto aos demais feriados que a Lei Federal outorga aos municípios, verificamos que existe a possibilidade da criação deste feriado municipal.
De acordo com o que se dispõem a Lei Orgânica do município TÍTULO II Da competência municipal ART. 6º Compete ao Município: I Legisla sobre assuntos de interesse local; II Suplementar a legislação federal e estadual no que couber.

Este decreto de Lei irá gerar divisas para o município e compensará o laboro dos trabalhadores que estiverem em exercício de suas funções nessa data, não é justo que parte dos trabalhadores folguem nessa data e outros estejam trabalhando sem a justa compensação de horas trabalhadas, fiquei muito satisfeito com os colegas parlamentares que atenderam ao meu apelo e votaram a favor da criação desse Requerimento que irá beneficiar de forma direta cerca de 8 mil trabalhadores em Açailândia em diversas áreas de atividades como: os trabalhadores da industria, da Rede Hoteleira, do Comercio, Prestadores de Serviços, entre outros trabalhadores do município. (Vereador Jarlis Adelino).


Requerimento Nº 121/2015 apresentado no dia 07/10/2015, votado e aprovado em 14/10/2015.


Requer da Prefeitura municipal o reconhecimento do feriado municipal de  Corpus Christi, festa católica.

JUSTIFICATIVA

O dia em questão não é considerado dia útil para fins de operações no mercado financeiro, portanto, os bancos fecham na mencionada data. Os governos federal, estadual e municipal, podem também declarar o mencionado dia como ponto facultativo nas repartições públicas. O fato faz com que muitas empresas privadas cogitem a folga, de forma equivocada, facilmente percebida no comercio local, onde muitos estabelecimentos permanecem fechados, uma pequena parte e as indústrias que laboram em turnos interruptos realizam suas atividades normais sem a compensação das horas trabalhadas, sendo assim prejudicial aos trabalhadores açailandenses, por falta do reconhecimento municipal deste feriado, uma vez que os feriados nacionais estão expressamente previstos na Lei.

 ENTENDIMENTO

Segundo a Lei nº 9.093, de 12 de setembro de 1995, são considerados feriados religiosos os dias de guarda, declarados em lei municipal. Isso quer dizer que o referido feriado proposto “feriado de Corpus Christi”, só é considerado feriado se o respectivo município assim o declarar por lei.

Fonte: Gab. Vereador Jarlis Adelino

terça-feira, 24 de maio de 2016

LEI QUE OBRIGARÁ O USO DO FAROL BAIXO DURANTE O DIA ENTRA EM VIGOR EM 45 DIAS

Sancionada lei que obriga farol baixo durante o dia em rodovias

Medida entra em vigor daqui a 45 dias

O presidente em exercício, Michel Temer, sancionou a lei que torna obrigatório o uso de farol baixo durante o dia nas rodovias. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira. A medida entra em vigor daqui a 45 dias.
A lei 13.290, de 23 de maio de 2016, determina que o "condutor manterá acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias".
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, neste intervalo de 45 dias até vigorar a medida, a corporação vai orientar os motoristas durante as abordagens e "em ações educativas". A partir de julho, os veículos flagrados com o farol desligado durante o dia serão multados.

Em caso de descumprimento, o motorista será autuado por infração média, com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação.
O projeto de lei havia sido aprovado pelo Senado em abril. Atualmente, só é exigido o uso de farol durante a noite e em túneis, independentemente do horário do dia.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Em gravação, Jucá sugere 'pacto' para barrar a Lava Jato, diz jornal

Reportagem revela diálogo do ministro com o ex-presidente da Transpetro.
À TV Globo, Jucá disse que 'pacto' seria para destravar crise, e não Lava Jato.

Gravações obtidas pelo jornal "Folha de S.Paulo" mostram o novo ministro do Planejamento, Romero Jucá, sugerindo ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado um "pacto" para tentar barrar a Operação Lava Jato.
As conversas ocorreram em março deste ano, mas as datas dos diálogos não foram divulgadas (leia ao final desta reportagem trechos da conversa). A gravação, segundo informou o jornal, está em poder da Procuradoria Geral da República (PGR).
Romero Jucá confirmou à TV Globo que teve a conversa com o ex-presidente da Transpetro, subsidiária da Petrobras responsável pelo transporte de combustíveis. Segundo o ministro, Sérgio Machado o procurou em sua casa.
Senador licenciado e primeiro vice-presidente do PMDB, Jucá é alvo de dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) que investigam suspeita de que ele recebeu propina do esquema de corrupção que atuava na Petrobras.
Indicado pelo PMDB, Sérgio Machado presidiu a Transpetro entre 2003 e 2015. Ele se desligou da estatal do petróleo após denúncias de envolvimento no esquema de corrupção investigado na Lava Jato.
Machado foi citado nas delações premiadas do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e do senador cassado Delcício do Amaral (sem partido-MS). O Ministério Público Federal apurou que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), teria recebido propina de contratos da Transpetro na época em que a subsidiária era presidida por Machado.
No início da tarde, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que não tinha “nada a declarar”, ao ser questionado se Machado negocia um acordo de delação premiada. “Qual delação?”, respondeu, ao ser indagado por jornalistas, após participar de reunião do Conselho Superior do Ministério Público Federal.
De acordo com a reportagem da "Folha", Romero Jucá sugeriu na conversa com o ex-presidente da subsidiária da Petrobras que uma "mudança" no governo federal resultaria em um pacto para "estancar a sangria" representada pela Lava Jato. O peemedebista foi um dos dos principais articuladores do impeachment da presidente Dilma Rousseff.
No diálogo divulgado pela "Folha de S.Paulo", Sérgio Machado diz ao ministro que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, queria pegar Jucá e outros parlamentares do PMDB investigados na Lava Jato.
"O Janot está a fim de pegar vocês. E acha que eu sou o caminho. Ele acha que sou o caixa de vocês", ressalta Machado em um dos trechos da conversa.
Ainda conforme a reportagem, o ex-presidente da Transpetro fez uma ameaça velada e pediu que fosse montada uma estrutura para protegê-lo.

Em outro trecho, de acordo com a "Folha de S.Paulo", Sérgio Machado voltou a dizer: "Então, eu estou preocupado com o quê? Comigo e com vocês. A gente tem que encontrar uma saída".
O ex-dirigente da Transpetro disse que novas delações na Lava Jato não deixariam "pedra sobre pedra". E Jucá concordou que o caso de Sérgio Machado não poderia ficar nas mãos do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância.
Na gravação, ainda segundo o jornal, o ex-presidente da Transpetro afirma ao então senador do PMDB que, "a solução mais fácil" era colocar Michel Temer no comando da Presidência.
Jucá concorda com o interlocutor e ressalta que somente Renan Calheiros, que, segundo ele, "não gosta de Temer", é contra a proposta de afastar Dilma do Palácio do Planalto por meio de um processo de impeachment.
"Só o Renan que está contra essa porra. Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha. Gente, esquece o Eduardo Cunha, o Eduardo Cunha está morto, porra", diz Jucá ao ex-presidente da Transpetro.
Na sequência, Machado destaca que é preciso "botar o Michel num grande acordo nacional".
"Com o Supremo, com tudo", enfatiza o ministro.
"Com tudo, aí parava tudo", concorda Machado.
"É. Delimitava onde está, pronto", avalia Romero Jucá, sugerindo que quem já está sendo investigado continuaria alvo da Lava Jato, mas quem ainda não faz parte da apuração do esquema de corrupção ficaria blindado.
Juca também disse na gravação que havia mantido conversas com ministros do Supremo, mas ele não menciona o nome dos magistrados com os quais teria falado. Ele ressalta, entretanto, que são "poucos" os ministros da Suprema Corte aos quais ele não tem acesso.
O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, seria um desses ministros, destacou o peemedebista, que acrescentou que Teori é "um cara fechado.
Um dos investigadores da Lava Jato, o delegado da Polícia Federal Igor Romário de Paula comentou nesta segunda-feira, em uma entrevista coletiva em Curitiba, que a corporação foi "pega de surpresa" com o teor da conversa entre Romero Jucá e Sérgio Machado.
O delegado disse que a origem do áudio deve ser apurada no foro adequado. Ele também negou qualquer interferência no trabalho da Lava Jato por conta da troca de governo. "O trabalho segue normalmente", enfatizou.