.

.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Com 5%, desemprego tem a menor taxa para agosto desde 2002, mostra IBGE

Instituto também divulgou índices atrasados devido a uma greve dos funcionários. Dados mostram estabilidade na taxa, em níveis históricos baixos. Renda teve aumento real de 2,5% em 12 meses.

A taxa média de desemprego medida em seis regiões metropolitanas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi de 5% em agosto, a menor para o mês em toda a série histórica da pesquisa, iniciada em 2002. A informação foi divulgada na manhã desta quinta-feira (25) e foi a primeira vez desde abril que o IBGE forneceu a taxa geral, depois de uma greve dos funcionários, encerrada em agosto, atrasar a coleta e levar a uma divulgação parcial dos dados. Durante a paralisação, que durou quase três meses, não foram divulgados os resultados de Porto Alegre e Salvador.
As taxas divulgadas hoje mostram estabilidade da taxa de desemprego, em níveis históricos baixos: 4,9% em maio, 4,8% em junho, 4,9% em julho e 5% no mês passado, ante 5,3% em agosto de 2013. O total de desempregados foi estimado em 1,221 milhão, estável tanto na comparação mensal como anual, enquanto o número de ocupados ficou em 23,139 milhões, com alta de 0,8% sobre julho (acréscimo de 178 mil) e leve recuo, de 0,4%, ante agosto de 2013 (-86 mil), resultado que os técnicos do instituto veem como estabilidade.
O IBGE também verificou estabilidade no universo de trabalhadores com carteira assinada no setor privado (11,750 milhões). Eles representam pouco mais da metade (50,8%) dos ocupados.
De julho para agosto, foram criadas 178 mil ocupações, variação de 0,8%, enquanto a PEA (população economicamente ativa) aumentou em 0,9%, com a entrada de 217 mil pessoas no mercado. Como a PEA cresceu mais que a ocupação, o número de desempregados aumentou 3,3% (39 mil). Mas todas as variações são identificadas como uma situação de estabilidade no mercado.
Na comparação com agosto do ano passado, a PEA recua 0,7% (menos 161 mil pessoas no mercado) e a ocupação cai 0,4% (menos 86 mil). Com isso, o total de desempregados também recua, -5,8% (75 mil a menos). Os dados também são vistos pelo IBGE como indicadores de estabilidade.
Renda
O rendimento médio dos ocupados (R$ 2.055,30), cresceu 1,7% ante julho e 2,5% na comparação com agosto de 2013.
Entre os setores de atividade, na comparação anual, a indústria tem queda de 3,1% na ocupação (112 mil pessoas a menos) e o emprego doméstico cai 7,2% (menos 103 mil). Os serviços prestados a empresa registra alta de 3,3%, com 122 mil a mais.
A taxa de desemprego na região metropolitana do Rio de Janeiro caiu de 3,6%, em julho, para 3%, a menor de toda a série histórica. Em relação a agosto de 2013, a queda foi de 1,5 ponto percentual. Na comparação mensal, a taxa não variou nas demais regiões. Ante agosto do ano passado, o IBGE apurou alta (de 3,4% para 4,8%) em Porto Alegre e estabilidade em Belo Horizonte (4,2%), Recife (7,1%), Salvador (9,3%) e São Paulo (5,1%).

(Fonte: Rede Brasil Atual)

Chevrolet lança a versão 2015 da picape S10 com 14 configurações

A Chevrolet, braço brasileiro da montadora General Motors (GM), lançou, na quarta-feira (24), em Puerto Iguazu, na Argentina, a versão 2015 da picape S10. Com preços entre R$ 69,8 mil (cabine simples, tração 2×2, motor 2.4 flex e câmbio manual de 5 velocidades) e R$ 142,4 mil (cabine dupla, motor 2.8 a diesel, tração 4×4 e câmbio automático de 6 velocidades), a nova S10 tem um total de 14 configurações possíveis.
Lançada há 19 anos pela Chevrolet, a versão atual da picape agora tem duas opções de carroceria (simples e dupla), duas de tração (4×2 e 4×4), três de transmissão (manual de 5 ou de 6 e automática de 6 marchas), três de acabamento (LS, LT e LTZ) e três de motorização (2.4 flex, 2.5 flex SIDI e 2.8 Turbodiesel).
Segundo Santiago Chamorro, presidente da GM do Brasil, a picape da Chevrolet atende aos mais variados propósitos. “A Chevrolet atendeu aos seus consumidores e está lançando a S10 2015 com mais potência, melhor desempenho e menor consumo de combustível. É um veículo que pode ser usado no dia a dia da família e, também, no trabalho pesado de uma fazenda”, disse Chamorro, durante a apresentação feita em um hotel próximo à Tríplice Fronteira entre Argentina, Brasil e Paraguai.

A principal novidade da linha 2015 é o novo motor flex equipado com injeção direta de combustível, o que proporciona mais economia ao consumidor.
De acordo com Samuel Russell, diretor de marketing da GM do Brasil, a nova S10 traz um design atrativo, excelente relação custo-benefício, baixo custo de manutenção e robustez, que são as razões de compra pelos consumidores do modelo.
“Como fazer um carro que é bom para todos e que transite na fronteira entre o urbano e o rural? Identificamos que 47% dos compradores são fazendeiros ou empresários, 46% usam a picape em estradas de terra pelo menos uma vez por semana e 46% fazem viagens uma vez a cada mês”, disse Russell.

Test-drive
O trabalho de engenharia de recalibração da suspensão dianteira e traseira da nova S10 faz com o que a direção do modelo 2015 se comporte de maneira mais direta e silenciosa, tanto para o motorista quanto para os passageiros. Segundo William Bertagni, vice-presidente de engenharia da GM brasileira, a S10 é perfeita para o consumidor que procura um utilitário versátil para o uso urbano e também confortável em pisos irregulares.
Durante o test-drive realizado entre Puerto Iguazu, na Argentina, e a usina hidrelétrica de Itaipu, no território binacional brasileiro e paraguaio, a reportagem do CORREIO de Uberlândia pode perceber que as mudanças feitas pela engenharia e o design da GM reforçaram o isolamento acústico da cabine e usaram novos materiais de acabamento no painel.
O resultado é uma direção confortável e estável, apesar de toda a potência da picape, em trechos urbanos e nos pisos irregulares.

Tecnologia
Na apresentação da versão 2015 da picape S10, os diretores da Chevrolet ressaltaram que o motor flex 2.5 Ecotec é completamente novo e reúne o que existe de mais moderno em tecnologia: injeção direta de combustível, duplo comando de válvulas continuamente variáveis e o bloco em alumínio com camisa em ferro fundido nodular, o que contribui positivamente na manutenção do veículo.
A injeção direta de combustível permite que o motor da S10 trabalhe com maior eficiência volumétrica, pois o combustível é injetado diretamente na câmara de combustão. O duplo comando de válvulas continuamente variável aumenta o torque e a potência conforme a necessidade do motorista, o que otimiza o consumo de combustível e reduz as emissões de gases poluentes.
Rodovias
Com o intuito de reduzir o consumo de combustível e os níveis de ruído, vibração e aspereza, principalmente em percursos rodoviários, as versões intermediárias (LT) e topo de linha (LTZ) da S10 flex ganharam uma transmissão com a sexta marcha.
Outra novidade da nova picape é a opção de tração 4×4, disponível apenas no modelo a diesel. O equipamento oferece estabilidade e dirigibilidade mesmo em pisos de pouca aderência ou acidentados.

Segundo os engenheiros da GM, é possível para a S10 carregar e rebocar grandes cargas com maior facilidade. A tração 4×4 é acionada por um seletor eletrônico posicionado no console central, o que tornam as alavancas desnecessárias e elimina a possibilidade do engate incorreto.
Configurações da S10 2015
Cabine Simples
Acabamento Motor Tração Transmissão
LS 2.4 Flexpower – Flex 4×2 Manual 5 Velocidades
LS 2.8 CTDI – Diesel 4×4 Manual 6 Velocidades

Cabine Dupla
Acabamento Motor Tração Transmissão
LS 2.4 Flexpower – Flex 4×2 Manual 5 Velocidades
LS 2.8 CTDI – Diesel 4×4 Manual 6 Velocidades
LT 2.5 ECOTEC SIDI – Flex 4×2 Manual 6 Velocidades
LT 2.8 CTDI – Diesel 4×2 Manual 6 Velocidades
LT 2.8 CTDI – Diesel 4×2 Automática 6 Velocidades
LT 2.5 ECOTEC SIDI – Flex 4×4 Manual 6 Velocidades
LT 2.8 CTDI – Diesel 4×4 Manual 6 Velocidades
LT 2.8 CTDI – Diesel 4×4 Automática 6 Velocidades
LTZ 2.5 ECOTEC SIDI – Flex 4×2 Manual 6 Velocidades
LTZ 2.8 CTDI – Diesel 4×2 Automática 6 Velocidades
LTZ 2.5 ECOTEC SIDI – Flex 4×4 Manual 6 Velocidades
LTZ 2.8 CTDI – Diesel 4×4 Automática 6 Velocidades

Preços
LS 2.4 CS Flex 4×2 MT5 – R$ 69,8 mil
LS 2.4 CD Flex 4×2 MT5 – R$ 78,2 mil
LT 2.5 CD ECOTEC SIDI Flex 4×2 MT6 – R$ 86,4 mil
LT 2.5 CD ECOTEC SIDI Flex 4×4 MT6 – R$ 92,4 mil
LTZ 2.5 ECOTEC SIDI Flex 4×2 MT6 – R$ 97,7 mil
LTZ 2.5 ECOTEC SIDI Flex 4×4 MT6 – R$ 103,7 mil
LS 2.8 CS CTDI 4×4 MT6 – R$ 98,3 mil
LS 2.8 CD CTDI 4×4 MT6 – R$ 108,3 mil
LT 2.8 CD CTDI 4×2 MT6 – R$ 111,5 mil
LT 2.8 CD CTDI 4×2 AT6 – R$ 115 mil
LT 2.8 CD CTDI 4×4 MT6 – R$ 121,8 mil
LT 2.8 CD CTDI 4×4 AT6 – R$ 124,9 mil
LTZ 2.8 CD CTDI 4×2 AT6 – R$ 131 mil
LTZ 2.8 CD CTDI 4×4 AT6 – R$ 142,4 mil


sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Ação arbitrária da PF contra Lobão Filho e Gastão Vieira em Imperatriz repercute na mídia de todo país

Ação arbitrária da PF contra Lobão Filho e Gastão Vieira em Imperatriz repercute na mídia de todo país

26/09/2014 às 10:22 em Geral
Lobao FilhoA revista de agentes da Polícia Federal no avião da comitiva do senador Edison Lobão Filho e do deputado federal e ex-ministro Gastão Vieira em Imperatriz é destaque em toda a imprensa nacional.
O Jornal da Globo, da TV Globo veiculou reportagem ontem à noite e o assunto deverá ter ainda mais repercussão no dia de hoje.
Mas o assunto foi destaque também no G1, Folha, Terra, Uol, Globo News, O Globo, Veja, R7 e Estadão, dentre outros.
Veja os destaques
Veja – Radar Online - Pente Fino em Lobão
Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Dançarina é morta pela rival após vencer concurso para gravar DVD de forró

Um caminhoneiro confessou ter matado a tiros uma dançarina, de 21 anos, em Nova Campo Grande, Cariacica, município da Grande Vitória. Dois acusados de matarem a dançarina Aline Gama, de 20 anos, foram condenados a 18 anos de prisão. Assista ao vídeo!


Foto: Reprodução/Rede Record

Momento MID BACK 2014 TOP DANCE "Melhores" 14 Músicas Completas anos 90! vem ai a nova Saveiro MID BACK 2015

Lembranças! Spectreman Transformações

Piauí realiza mais de 160 transplantes de órgãos

A Central de Transplantes do Estado do Piauí contabiliza que foram realizados 166 transplantes em 2014, de córnea e de rins. A informação foi concedida durante as atividades da Semana Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos e Tecidos, que ocorre até sábado (27), data em que se comemora o Dia Nacional do Doador. O objetivo da Semana é sensibilizar a população brasileira e piauiense da grande importância do processo de doação como um instrumento essencial para salvar vidas.
Neste mês de setembro, o secretário estadual de Saúde (Sesapi), Mirócles Veras, anunciou, no Hospital Getúlio Vargas (HGV), que serão iniciados, em um prazo de seis meses, os transplantes de fígado na rede capacitada para realizar o procedimento no Estado. Até o dia 22 deste mês, foram captados e encaminhados a outras Centrais de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDOs) oito fígados.
Uma equipe de profissionais piauienses está em formação no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para realizar o transplante de fígado no HGV. Maria de Lourdes Veras acredita que, logo nos primeiros meses de 2015, este tipo de transplante, “que está no topo da alta complexidade”, começará a ser realizado no Piauí.
Foto: Assis Fernandes/O Dia

Maria de Lourdes afirma que, no início de 2015, o Estado deve passar a realizar transplantes de fígado no HGV
“Além de sensibilizar a população para doação de órgãos, queremos agradecer a família dos doadores piauienses. A doação é um ato que salva vidas e a população precisa alertar para isso. Os pacientes que necessitam de órgãos não têm outra opção e a doação é a última tentativa para terem uma vida melhor”, comenta.
A Sesapi trabalha ainda para conseguir os requisitos necessários para a realização de transplantes de coração. Em maio do ano passado, o HGV fez sua primeira captação de coração. O procedimento, que durou cerca de três horas, foi realizado pela equipe da Organização de Procura de Órgãos e Tecidos.
“Estamos nos estruturando. O coração é um órgão sensível e o transplante é complicado. Precisamos estar bem preparados, com cirurgias cardíacas, unidades de hemodinâmica e a unidade coronariana”, pontua Maria de Lourdes Veras.
Somente no HGV foram realizadas 35 captações de múltiplos órgãos nos últimos dois anos, sendo 20 destas de fígado. O estado do Ceará, maior transplantador de fígado do país, recebeu 70% dos órgãos oriundos do Piauí.

Vasco lamenta empate sofrido nos acréscimos e Sampaio Comemora o Resultado

Sampaio Corrêa empatou aos 49 minutos do segundo tempo no Castelão. Joel Santana diz que arbitragem exagerou: "Foram cinco minutos de acréscimos"
O empate fora de casa sofrido aos 49 minutos do segundo tempo diante do Sampaio Corrêa foi um banho de água fria no VascoO placar de 2 a 2 frustrou os jogadores e a comissão técnica, que mostraram abatimento após a partida da última terça-feira no Castelão.
O técnico Joel Santana sentiu o gosto amargo dos minutos de acréscimo. Na semana passada Joel reclamou dos quatro minutos extras contra o Oeste, considerando pouco tempo. Desta vez Joel voltou a questionar a opção da arbitragem.
"Eles peitaram o bandeira, peitaram arbitragem. Estou reclamando dos acontecimentos. Foram cinco minutos de acréscimos, e eles fizeram o gol nos acréscimos. Minha indignação é pelo bom futebol, pelas coisas corretas. O Brasil todo viu lances de violência, de agressão, de atraso de jogo por parte deles. Nós vimos aqui para jogar futebol, e quem foi prejudicado foi o Vasco. O único prejudicado foi o Vasco", lamentou o técnico vascaíno.
Para o lateral direito Diego Renan o Vasco fez o que pôde, lutando bastante pelos três pontos.
"Infelizmente levamos o empate. No segundo tempo, buscamos a vitória, lutamos, pressionamos, mas cedemos o gol no último lance. Saímos decepcionados porque estávamos com o resultado nas mãos. Agora é olhar para a frente, para o próximo jogo e tentar vencer", disse Diego Renan, já visando a próxima rodada.
Já o volante Fabrício elogiou a força do adversário, mas admitiu o sabor de derrota para o Vasco.
"O Sampaio Corrêa é uma equipe muito forte aqui, estão acostumados com esse campo e com esse calor. Sabia que ia ser um jogo aberto, infelizmente o time jogo bem, conseguimos ficar na frente, que era o que a gente queria, mas infelizmente demos bobeira no fim e sofremos esse empate com sabor de derrota", disse Fabrício.
O Vasco só se mantém no G-4 da Série B por conta da punição sofrida pelo América-MG, que perdeu 21 pontos por decisão do STJD. A equipe cruzmaltina soma 11 vitórias, 11 empates e três derrotas.
O próximo compromisso do Vasco pela Série B será na sexta-feira (26), quando enfrenta em São Januário o líder Joinville, às 21h50.

Vivo, TIM e Claro apresentam propostas para o leilão da faixa de 700 MHz


As operadoras Vivo, TIM e Claro se cadastraram nessa terça-feira para participar do leilão da faixa de frequência de 700 MHz para telefonia móvel de quarta geração (4G). Já a Oi e Nextel ficaram de fora.
O leilão acontece em 30 de setembro. A faixa de 700 MHz é considerada importante para complementar a frequência de 2,5 GHz comprada pelas operadoras no leilão em 2012 e que arrecadou R$ 2,93 bilhões.
Após o fim do prazo para credenciamento das empresas interessadas no leilão, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) recebeu documentos e as propostas dos grupos que se cadastraram, que incluíram também a Algar Telecom.
A Oi, que fechou o primeiro semestre com dívida líquida de cerca de R$ 46 bilhões e está se fundindo com a Portugal Telecom, informou que optou não se credenciar para o leilão e que vai usar a faixa de 2,5 GHz.
“No 4G, a Oi possui a faixa 2,5 GHz para servir os seus clientes e atender às obrigações de cobertura até 2017, podendo no futuro vir também a utilizar a faixa de 1,8 GHz”, disse a companhia em comunicado ao mercado.
A Oi notificou ainda que decidiu manter a sua estratégia de investimento em projetos estruturantes de rede, considerando que a faixa leiloada só poderá ter uso pleno em 2019.

Edital do 700 MHz já está disponível para consulta

Já a Nextel, cujo controlador, o grupo norte-americano NII Holdings entrou com pedido de proteção judicial contra credores em 15 de setembro, comentou que “continuará atenta a toda oportunidade de investimento para crescimento e desenvolvimento do negócio”.
A Nextel anunciou em comunicado à imprensa a intenção da Anatel de realizar no próximo ano leilão de sobras frequência que incluiria, por exemplo, uma banda de 1,8 GHz, em São Paulo, que pertencia à operadora Unicel.

Preço de bebidas frias não subirá em 2014, dizem empresários

Até o fim do ano, empresários e governo discutirão um novo sistema que substitua o atual, no qual as alíquotas incidem não sobre os preços no varejo

cervejas, refrigerantes, refrescos, isotônicos e energéticos – não terão aumento de preço até o fim do ano.
Empresários do setor que se reuniram hoje (23) à tarde com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, asseguraram que os preços permanecerão inalterados até que um novo modelo tributário para o setor entre em vigor.
O novo sistema de tributação para as bebidas frias está previsto para valer a partir de 2015.
Até o fim do ano, empresários e governo discutirão um novo sistema que substitua o atual, no qual as alíquotas incidem não sobre os preços no varejo, mas sobre uma tabela de preços pesquisada pela Fundação Getulio Vargas e atualizada anualmente.
“Antes da Copa, foi assumido uma série de compromissos em que as empresas prometeram não subir preços e o governo prometeu não subir impostos. Havia uma possibilidade de os preços serem reajustados em setembro. Como estamos discutindo um novo modelo [de tributação], os preços continuam sem aumento até o fim do ano”, explicou o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci Júnior.
As alíquotas, na verdade, não incidem sobre os preços da tabela, mas sobre um multiplicador. Está previsto um aumento no multiplicador em outubro.
Segundo o presidente da Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras), Fernando Rodrigues, a medida terá impacto irrisório sobre os preços, o que evitará que ocorram aumentos até o fim do ano.
A discussão sobre o modelo tributário das bebidas frias opõe pequenas e grandes fabricantes.
Segundo Rodrigues, as pequenas indústrias defendem o cálculo dos tributos com base em uma alíquota que incide sobre preço final.
As maiores empresas, disse ele, defendem a cobrança de um tributo fixo por litro de bebida produzida, independentemente do preço para o consumidor.
De acordo com Rodrigues, o modelo defendido pelas grandes companhias prejudica as menores empresas, que pagam o mesmo tributo embora produzam bebidas mais baratas.
“Os grandes defendem uma linha que a gente considera ultrapassada. Os pequenos defendem a cobrança linear, que traz uma concorrência mais justa para o setor”, diz.
O presidente da Abrasel disse que o modelo atual de tributação alimenta a inflação porque os preços das bebidas sobe a cada vez em que a tabela de preços usada para o cálculo dos tributos é corrigida.
“Hoje, o preço sobe, o imposto sobe. Aí, o preço tem de subir, de novo, porque o imposto subiu. Precisamos encontrar um modelo que faça o cachorro parar de correr atrás do próprio rabo”, declarou.

Reta Final Dilma abre 9 (nove) pontos de vantagem sobre a segundo colocado

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (23/9) mostra recuperação da presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT). A petista aparece com 38% das intenções de voto, contra 29% da segunda colocada na corrida presidencial, a ex-senadora Marina Silva (PSB). Em relação ao último levantamento do instituto, a pessebista apresentou oscilação negativa de um ponto porcentual, enquanto Dilma cresceu dois pontos.
Já Aécio Neves (PSDB), que na última rodada da pesquisa subiu quatro pontos porcentuais, manteve o resultado do levantamento anterior, com 19%. Pastor Everaldo, do PSC, contou com 1% das intenções de voto e os demais candidatos somaram 2%.
No segundo turno, Marina Silva perdeu dois pontos e aparece empatada com Dilma. Agora, as duas estão com 41% das intenções de voto, sendo que, na última rodada, a ex-senadora estava numericamente à frente com 43% contra 41% da petista.
O Ibope ouviu 3.010 eleitores de 296 municípios entre os dias 20 e 22 de setembro. A margem de erro do levantamento é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Cliente passa duas horas em fila e terá direito a indenização


Um cliente passou duas horas para ser atendido numa agência bancária e terá direito a receber uma indenização a título de danos morais. A decisão foi proferida na 3ª Vara Cível de Imperatriz, e o Banco do Brasil terá que pagar a indenização ao cliente R.M.S, que alegou junto à vara os transtornos de ter passado mais de duas horas no banco até ser atendido.
De acordo com o autor, ele adentrou na agência bancária com o intuito de efetuar o saque de um alvará, tendo permanecido na fila no período de 15h19 até 17h19. Alegou, ainda, que o banco mesmo tendo conhecimento da demanda de clientes, nada fez no sentido de amenizar o tempo de espera.
“De fato, os documentos anexados ao processo denotam que o cliente permaneceu por exatas duas horas dentro da agência. A Lei Municipal 1.236/2008 determina que o tempo máximo para atendimento de clientes em instituições financeiras é de 30 minutos, em dias normais. A lei versa ainda que, em vésperas e após feriados, nos dias de pagamento dos funcionários públicos municipais, estaduais e federais, nos dias de vencimento das contas das concessionárias de serviços públicos e nos dias de pagamento dos pensionistas e aposentados do INS, o tempo passa a ser de 40 minutos”, diz a decisão.
A Justiça julgou procedente, em parte, o pedido da parte autora, nos termos do art. 269 do CPC, I, primeira parte, do Código de Processo Civil. Condeno o Requerido a pagar ao requerente a importância de R$ 2.000,00 (dois mil reais) a título de indenização pelos danos morais sofridos, corrigidos monetariamente pelo INPC – a partir da data da sentença (Súmula 362 do STJ) – e acrescidos de juros legais na proporção de 1% (um por cento) ao mês – a partir do evento danos.
Difusora.com

Vale abre estágio para 518 estudantes; 61 para o Maranhão

Vale abre estágio para 518 estudantes; 61 para o Maranhão
A Vale abriu 61 vagas para estudantes de ensino técnico e superior no Maranhão parao programa de estágio. As inscrições podem ser feitas a partir de hoje (19) até o dia 7 de outubro.
No total, o programa oferece 518 vagas também nos estados do Pará, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Bahia e São Paulo.
Para os universitários serão oferecidas vagas para cursos de diferentes áreas, como Engenharia, Administração de Empresas, Economia, Ciências Contábeis e Ciências da Computação, entre outros. Também terão a oportunidade de se inscrever estudantes de nível técnico de mais de 20 cursos, entre eles Metalurgia, Mecânica, Elétrica, Eletrotécnica, Eletromecânica, Mineração e Segurança do Trabalho.
Para participar do processo seletivo, os universitários devem ter a conclusão do curso prevista para o período entre dezembro de 2015 e dezembro de 2016.
Para os candidatos de nível técnico, a exigência é que tenham formatura prevista até dezembro de 2015 ou que sejam formados na parte teórica, desde que não tenham cumprido a carga horária de estágio obrigatório e ainda estejam matriculados na instituição de ensino.
Os selecionados iniciarão o estágio a partir de janeiro de 2015 e receberão bolsa-auxílio mensal de até R$ 1.118,00 (os valores variam dependendo do curso, técnico ou superior, e da carga horária), assistência médica e seguro de vida. Nas unidades onde a empresa não oferece transporte e restaurante, os estagiários também receberão vale-transporte e vale-refeição. A carga horária do estágio varia entre quatro e seis horas, dependendo das atividades a serem desenvolvidas.
O processo seletivo é composto das seguintes etapas: inscrição e análise curricular, prova online, dinâmica de grupo, painel com gestores e exames médicos.
 As inscrições podem ser feitas pelo site www.vale.com/oportunidades.  A lista completa e a divisão de cursos por estado estão disponíveis no site.
Publicado em 19-09-2014 11:42:43.

Cão abandonado fica obeso após virar ‘mascote’ de lanchonete

 O novo mascote da lanchonete e restaurante de um posto de combustíveis às margens da BR-364 em Mato Grosso, entre as cidades de Tangará da Serra e Campo Novo do Parecis, esta chamando a atenção por sua historia de Cão abandonado e agora pelo seu peso.
“Bolinha” é um cão vira lata (sem raça definida), que foi abandonado no meio da estrada, segundo Edson Souza, proprietário do local, quando “Bolinha” chegou estava muito magro e mal tratado, e logo virou mascote, “Chegou aqui magrinho e começamos a cuidar dele. Só que ele engordou muito depois que os clientes passaram a dar comida pra ele. E o Bolinha come tudo que o pessoal dá. Um pouco de comida, pedaços de salgado…”, disse o Edson.
Segundo o novo dono de “Bolinha”, o cão é muito dócil e não late para ninguém, mas o animal esta acima do peso (bem acima) e por causa disso esta com sérias dificuldades para andar, mas o seu novo dono já esta procurando ajuda para o novo amigo.
De acordo com as informações mais recentes do mundo da saúde dos animais, nunca houve um tempo em que tantos cães e gatos puderam ser considerados obesos como nos dias de hoje, sendo que até 40% dos pets que passam por consultas com veterinários já fazem parte desse grupo.
A primeira causa da obesidade é a superalimentação. É realmente necessário constatar que os cães obesos devem o seu peso excessivo, em gordura corporal, a uma alimentação muito energética, sem contar com as guloseimas que são oferecidas aos animais, como pão, frios e até chocolate, que é tóxico e pode matar.

Veja se seu animal esta obeso ou não :

As costelas do animal devem ser sentidas pelos dedos quando se acaricia a região;
Deve ser possível ver uma “cintura” no cachorro quando ele é olhado de cima;
A barriga do cão deve ser menor que a sua região peitoral quando o cão é olhado de perfil

http://mundoconectado.net/

Cura para a nossa Justiça?

Mais de 100 milhões de processos tramitando no Poder Judiciário até o final de 2014, aproximadamente 20 mil juízes para cuidar desses processos, e alguns tribunais com acúmulo de trabalho a ponto de um magistrado em São Paulo, por exemplo, ter 310 mil processos para julgar  esses e outros fatos sinalizam o quanto a Justiça brasileira tem deixado de atender a algumas prerrogativas inerentes a seus cidadãos, especialmente em se tratando da possibilidade de acesso ao Judiciário, da velocidade de sua prestação e da falta de segurança jurídica.
A Constituição federal determina que a lei não excluirá da apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça de direito (Princípio do Direito de Ação) e que a todos, no âmbito judicial e administrativo, são assegurados a razoável duração do processo e os meios que garantam a celeridade de sua tramitação (artigo 5º, XXXV e LXXVIII). Entretanto, a desorganização do sistema judiciário acaba por menosprezar o reconhecimento dos direitos de quem reclama na Justiça, consequentemente ofende o Estado Democrático e, pior, a insegurança jurídica, pendência que afeta diretamente a economia do país, ocasiona o atraso no desenvolvimento de toda a nação brasileira.
Diante dessa problemática falta de acesso à Justiça, morosidade e insegurança jurídica seria possível vislumbrar cura para nossa Justiça?
Infelizmente, a falta de estrutura administrativa e de pessoal qualificado para suportar o acesso de todos à Justiça acaba por resultar em morosidade na resolução das ações judiciais, apesar do trabalho esforçado do Estado-Juiz na tentativa de reestruturação do Judiciário.
Para complicar ainda mais, é lamentável testemunhar nos processos de grande vulto políticos influentes obtendo regalias que o cidadão comum não tem, ou grandes corporações postergando a solução dos litígios judiciais por longos anos. Essas e outras artimanhas que ofendem a instabilidade quanto ao princípio da segurança jurídica e da certeza do direito para que haja justiça, quando vitoriosas, causam desalento.
É certo, não basta sentenciar, executar e baixar os processos, mas é imprescindível haver justiça nos julgamentos respectivos, ou seja, existir a certeza do bom direito aplicado ao caso concreto a fim de que sejam atendidas as queixas, com retidão. Entregar a tempo e a cada um o que de fato é seu, esse é um valioso encargo em busca da cura da Justiça, e vai depender especialmente de juízes vocacionados e corajosos na missão de favorecer a melhor ordem jurídica em favor de toda a sociedade.
Assim, para o aperfeiçoamento da instituição judiciária é da maior relevância a valorização dos magistrados, homens e mulheres responsáveis por garantir o equilíbrio das instituições nacionais e preservar os direitos de todos ao distribuir justiça. Certo é, a cura da Justiça poderá existir quando a maioria da sociedade, inclusive quem não faz parte do Judiciário, estiver consciente, comprometida e lutando por seus direitos, sem armas, manifestando-se de acordo com as leis para solucionar seus conflitos.
Para essa renovação da cultura do país será importante que todos os cidadãos se informem sobre direitos e deveres. Para tanto, na internet é possível acessar sites do governo  www.acessoajustica.gov.br - e ler a Cartilha com o ABC dos seus direitos, ou o Atlas de acesso à Justiça com endereços dos órgãos que trabalham para garantir os direitos dos brasileiros. Também há a Ordem dos Advogados do Brasil que desenvolve o projeto A OAB vai à escola e pode ser contatada para prestar esse serviço de educação para a cidadania. Existem muitas instituições a oferecer esse tipo de informação de modo gratuito, simplesmente porque é muito importante o cidadão saber.
É o empenho de todos os cidadãos brasileiros na Cura da Justiça que poderá mobilizar julgadores motivados e em condições de contribuir significativamente para o desenvolvimento do país, cônscios das consequências de suas decisões na transformação de toda a sociedade.

Temos Vagas de Emprego em Açailândia Confira aqui!


quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Conheça Algumas Empresas que Oferecem Descontos aos Metalúrgicos de Açailândia













Mais de 30 Razões para você se Associar ao STIMA!

Em 2010 lutamos contra as demissões em massa! A luta foi contra a Mineradora “VALE” A CRISE DO MINERIO! a Fergumar e a Siderúrgica Pindaré haviam paralisados as atividades e demitiram cerca de mil trabalhadores pais de família, Açailândia entrava em colapso! Percorremos o Brasil e com ajuda de diversas entidades classistas conseguimos reverter o quadro, a VALE baixou o preço da tonelada de minério de ferro e viabilizamos a produção de gusa, as siderúrgicas recontrataram os trabalhadores e ate hoje o setor tem subsidio;

LUTAMOS CONTRA A JORNADA DE TRABALHO DE 06 HORAS diárias em 2011, reconquistamos o direito de trabalhar 08 horas diárias com acréscimo salarial de 35% de aumento para cada trabalhador, essa escala de trabalho esta garantida através da CCT até 28 de fevereiro de 2016;

CONQUISTAMOS O DIREITO ÀS 03 REFEIÇÕES DIÁRIAS NAS EMPRESAS: Café da Manhã, almoço e janta;

 Acabamos com a DOBRA DE JORNADA SEGUIDA no turno de revezamento;

Implantamos na base sindical, em todas as empresas do ramo o SALÁRIO SUBSTITUTO, onde o trabalhador passa a ter o mesmo salário e benefícios do substituído;

Implantamos o seguro CESTA BÁSICA, as empresas fornecem a cesta básica por 06 meses, quando o trabalhador fica de licença pelo INSS;

Implantamos o SEGURO SAÚDE! Os Trabalhadores demitidos das empresas que possuem o plano de saúde SAME continuam a utilizar o plano até 30 dias após sua demissão de qualquer natureza seja ela indenizada ou trabalhada.

Criamos o SEGURO MATERNIDADE! Para as mulheres que retornam ao trabalho após sua licença maternidade por 180 dias;

FIRMAMOS PARCERIA COM SENAI/MA já qualificamos mais de 280 trabalhadores em Açailândia;

CRIAMOS O DEPARTAMENTO JURÍDICO! Temos Advogados 24 horas para atender os associados em todas as áreas;

ATENDIMENTO SOLIDÁRIO! Atendemos trabalhadores que não possuem sindicatos que representam sua profissão e ramos de atividades em Açailândia e Região como por Exemplo Trabalhadores do FRISAMA JBS e Trabalhadores e trabalhadoras domesticas;

ATIVIDADE SINDICAL! Só nos últimos 04 anos já reintegramos 09 trabalhadores metalúrgicos ao trabalho, após terem sidos demitidos doentes ou com estabilidade, através de ações judiciais movidas pelo departamento jurídico;

DEPARTAMENTO JURÍDICO ATUANTE! Através de ações na Justiça do Trabalho já mudamos aproximadamente 30 Auxílios Doenças no INSS encaminhados pela empresa para Auxilio Acidente, que da ao trabalhador o direito a estabilidade no trabalho por 01 ano e direitos trabalhistas como deposito mensal do FGTS;

CARTÃO ALIMENTAÇÃO! Implantamos o cartão alimentação substituindo a antiga cesta básica por um cartão que da direito ao trabalhador escolher sua alimentação e realizar suas compras Supermercado de sua escolha! A Luta continua vamos em Busca de um cartão alimentação com valor maior, esse modelo de alimentação permite a entidade sindical junto aos trabalhadores negociar valores diferentemente do modelo anterior, onde a cesta básica já vinha pré definida pela empresa através do PAT Programa de Alimentação do Trabalhador;

CARTÃO VALE CARD! Implantamos o Cartão VALE CARD Convenio que oferece o segundo adiantamento salarial do Trabalhador com percentual de 30% para compra e consumo de qualquer natureza em todo o país;

COMPROMETIMENTO E LUTA! Implantamos a entrega de Cesta Básicas na Torneadora santa Barbara; Mecatrônica e FAB;

APLICAÇÃO DA CCT E CLT NAS EMPRESAS! Trabalhadores da FERROGIL passaram a receber horas extras

TAXA ASSISTENCIAL SINDICAL! Desde 2013 o STIMA não cobra mais a Taxa de 2% cobrado pelo sindicato após as negociações, os trabalhadores pediram a suspenção da cobrança e respeitamos a decisão dos trabalhadores, essa taxa era cobrada a mais de 12 anos;

PLANO ODONTOLÓGICO SINDICAL! O STIMA implantou o plano de saúde bucal para os associados e família dos trabalhadores associados à entidade sindical! Agora vamos mudar o modelo! O STIMA negociará com o Sindicato Patronal a Inclusão do Plano de Saúde Bucal para todos os trabalhadores de forma gratuita que seja implantado a partir de março de 2015;

ÓTICA GLOBAL! O STIMA trouxe para Açailândia a ÓTICA GLOBAL, especializada em lentes e armações, além de contar com uma equipe de médicos especializados do Estado do Pará, vendas de óculos a prazos especiais para todos os trabalhadores associados, óculos agregados a seguro de vida! na compra do óculos o trabalhador ganha uma apólice de segura de vida no valor de R$ 10 mil reais;

ATIVIDADE SOCIAIS!  O STIMA através de sua diretoria participa de conselhos importantes para o município de Açailândia como o Conselhos Municipal de Saúde e Conselho Municipal das pessoas com Deficiências Fisicas de Açailândia ADEFIA;

QUALIFICAÇÃO SINDICAL! Filiamos O STIMA na Principal Central dos Trabalhadores CUT, Somos Filiados a Confederação Nacional dos Metalúrgicos CNM, é também somos Filiados a FIMETAL Federação Interestadual dos Metalúrgicos do Nordeste a qual o Presidente do STIMA Jarlis Adelino e atualmente o Secretario Geral, a FIMETAL conta ainda com mais 03 dirigentes do STIMA no quadro de diretores da Federação;

ENTRETENIMENTO E PARTICIPAÇÃO!  Ao longo de 04 anos Realizamos diversos Show de prêmios para os trabalhadores associados em assembléias, já Bingamos uma MOTO 125 zero km, realizamos confraternizações entre os trabalhadores associados da base, realizamos porta de fabrica premiada com sorteios, criamos o visite o STIMA e ganhe prêmio mensal;

STIMA NO ESPORTE E NA CULTURA AÇAILÂNDENSE! ESPORTE: Contribuímos com o Esporte através de divisões de base de Açailândia com doações de bolas, equipagens e contribuições de forma em Geral para as Escolinhas Bola de Ouro e Pé do Atleta, CULTURA: Contribuímos com realizações de arraiais, contribuímos com a manutenção da Quadrilha Junina Cangaceiros de Açailândia e com a Quadrilha Flor de Mandacarú, buscamos na cultura e esporte a oportunidade de educar as crianças através do planejamento sócio-esportivo e cultural;

STIMA ASSISTENCIALISTA! Durante todo o ano contribuímos de forma direta com todos os trabalhadores que procuram na entidade sindical uma ajuda, seja ela social, esportiva, cultural, na área da saúde ou judicial esse e o papel da nossa entidade sindical desde quando assumimos a entidade sindical;

REFORMA SINDICAL! Reduzimos o quadro de diretores sindical do STIMA em 2011 de 32 para 20 diretores, para qualificar melhor nossa diretoria;

AMPLIAÇÃO DA BASE SINDICAL! . Ampliamos nossa base sindical de 02 municípios maranhenses Açailândia e Imperatriz para 09 municípios do Sul do Maranhão que passaram a ser representados pelo STIMA a partir de 2011: Vila nova dos Martírios, Itinga do Maranhão, São Pedro da Água Branca, São Francisco do Brejão, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu e Cinelândia;   

IMPLANTAMOS A CARTEIRINHA DO SÓCIO!  Implantamos a carteirinha do associado, uma carteira que oferece descontos especiais em mais de 20 empresas de diversas áreas em Açailândia;

AÇÃO DE INSALUBRIDADE! Essa Ação é uma das principais ações trabalhistas que está sendo tramitada no Maranhão, durante décadas o sindicato apenas observava as condições de trabalho nas siderúrgicas sem nem um tipo de atitude, em 2011 a diretoria do STIMA decidiu mover uma ação coletiva de Insalubridade Ação essa que Tramita na 16º vara do Trabalho do Maranhão confira os processos: GUSA 1381/2011; PINDARE 1383/2011; FERGUMAR 1380/2011; MOLIFER 1386/2011 e VIENA 1385/2011, confira através do site WWW.trt16.jus.br

CCT ELETRONICO! Colocamos a disposição de todos os trabalhadores um blog para pesquisa da CCT Convenção Coletiva do Trabalho, acesse a pagina e fique atento as normas trabalhistas através do http://www. cltstima.blogspot.com.br/

INFORMATIVO SINDICAL! Um canal de informação onde apresentamos todas as nossas aditividades através de jornais, panfletos, blog e canais sociais. O jornal dos trabalhadores.

ALÔ PRESIDENTE! Fale direto com presidente do STIMA através dos canais de comunicação criados para essa finalidade:

www.facebook.com/jarlis.adelino,
WWW.jarlisadelino.blogspot.com.br,
twitter.com/jarlisadelino1, 
Fone 99 3538-3786,
WhatsApp 99 8818-9584

Seja sócio você também!!!!!!!!

Fonte: Presidencia/Sec. Geral/Sec. Comunicação/Sec. ADM/Sec. Saúde do Trabalhador