.

.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Musica da hora: Kel Smith - Era Uma Vez (letra)

Campanha da torcida do Corinthians por jogo na RedeTV! viraliza, e emissora se manifesta

A torcida do Corinthians combinou na véspera do jogo contra o Racing-ARG, pela Sul-Americana, subir a hashtag #CorinthiansNaRedeTV!. A campanha virou um dos assuntos mais falados das redes sociais e fez a emissora com sede em Osasco comemorar.

A campanha se deu, segundo os corintianos, porque no jogo de ida em Itaquera não houve repercussão e muitos torcedores deixaram de ver o Timão na TV aberta. Corinthians x Racing foi a estreia da RedeTV! com a Sul-Americana em parceria com a DAZN, plataforma de streaming que detém os direitos de transmissão da competição.

E mesmo com a baixa divulgação (o Corinthians só informa que a DAZN vai transmitir), a emissora chegou a ocupar o segundo lugar. Apenas atrás da Globo.
Desta vez os corintianos divulgaram para que a partir das 21h30 desta quarta-feira (27) mais corintianos possam estar atrás da telinha da RedeTV!. O canal, através de sua rede social, comemorou a manifestação dos alvinegros.
“A hashtag #CorinthiansNaRedeTV já está nos TTs (tranding topics) hoje! Mal posso esperar para ver bombar amanhã!”, escreveu a RedeTV.
Cabe lembrar que no mesmo horário de Racing x Corinthians, na RedeTV!, Palmeiras x Ituano vai estar sendo transmitido na Globo.

WhatsApp Beta para Android agora tem indícios do novo sistema de convite para grupos

O WhatsApp é um dos principais mensageiros instantâneos do mundo atualmente, e um dos mais expressivos do mercado brasileiro. O Facebook, após comprar o aplicativo, passou a receber mais atenção, com a introdução de novos recursos frequentemente.
Recentemente tivemos a adição dos stickers no aplicativo, e há algumas semanas vimos um novo sistema de convites para grupos aparecendo no app.
Agora, esse sistema começa a aparecer aos poucos também no Android, visto que a funcionalidade apareceu na versão beta 2.19.55, mesmo que ainda não esteja ativa.
Conforme o que vimos na versão para iOS, é possível gerenciar os convites de uma forma avançada, evitando que pessoas indesejadas sejam adicionadas em um grupo sem permissão. Para isso, uma nova opção foi fornecida nas configurações, possibilitando ajuste e gerenciamento de todos os convites.
Ou seja, do que parece ter vazado até o momento, será possível escolher quais contatos poderão adicionar automaticamente outros membros, indicando-os individualmente. Supostamente haverá ainda opções para dar permissão para todos ou nenhum contato.
Até o momento, não existe informações sobre quando o recurso serão habilitado. Provavelmente precisaremos aguardar por mais updates das versões beta para Android antes de podermos testá-las efetivamente na versão pública do app. Dessa maneira, precisaremos aguardar mais algumas semanas para mais novidades.

Receita Federal divulga regras para declaração do Imposto de Renda; Saiba como declarar criptoativos em 2019

Na semana passada, em 22 de fevereiro, a Receita Federal do Brasil divulgou as novas regras para a Declaração Anual de Imposto de Renda de 2019 (referente ao ano de 2018). A declaração deve ser apresentada de 07 de março até 30 de abril e pode ser feita de três formas:
– Computador. Por meio do PGD IRPF2019 disponível no site da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) neste endereço


– Dispositivos móveis, tais como tablets e smartphones. Mediante acesso ao serviço ao aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível nas lojas de aplicativos Google Play para o sistema operacional Android, ou App Store para o sistema operacional iOS;



– Computador. Mediante acesso ao serviço “Meu Imposto de Renda” disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC) no site da RFB, com o uso de certificado digital e que pode ser feito pelo contribuinte ou seu representante com procuração RFB ou procuração eletrônica de que trata a IN RFB nº 1.751, de 16 de outubro de 2017.

As novas regras estão dispostas na Instrução Normativa nº 1871 e, de acordo com especialistas ouvidos pelo Criptomoedas Fácil, elas devem elevar em, no mínimo, 4,5% o total de impostos a serem pagos ao Governo Federal. Além disso, haverá uma semana a menos (comparado com o prazo do ano passado) para entregar a declaração.
No caso do Bitcoin e outras criptomoedas, a situação permanece a mesma do ano passado. Embora não exista legislação específica sobre o tema no Brasil, a Receita Federal orienta que os criptoativos sejam informados no campo “Bens e Direitos”, código 99 (Outros Bens e Direitos), e além da informação também deve existir uma descrição detalhada da compra (onde foi adquirido, data, preço pago, etc).

Justiça arquiva processo contra Haddad por lavagem de dinheiro e corrupção em suposto pagamento de dívida de campanha

MP havia denunciado o ex-prefeito por suspeita de pedir R$ 2,6 milhões à construtora UTC Engenharia. Desembargador disse que é “descabido falar em ‘perspectiva’ de benefícios oriundos do executivo municipal."

O Tribunal de Justiça de São Paulo arquivou, nesta quarta (27), a ação penal contra o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e corrupção passiva.
Em setembro do ano passado, o Ministério Público havia denunciado Haddad por suspeita de pedir R$ 2,6 milhões à construtora UTC Engenharia para pagamento de dívidas de campanha.
Segundo a denúncia, o pedido de recursos ao ex-presidente da UTC Ricardo Pessoa, entre abril e maio de 2013, foi feito por meio do então tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, que pretendia obter inicialmente R$ 3 milhões para o pagamento de trabalhos feitos à campanha por uma gráfica que pertencia ao ex-deputado estadual Francisco Carlos de Souza, conhecido como “Chicão”.
De acordo com o voto do relator, o desembargador Vico Mañas, é “descabido falar em ‘perspectiva’ de benefícios oriundos do executivo municipal, ausência de notícias de favorecimento à empreiteira no período.”
Os advogados Igor Tamasauskas, Pierpaolo Botini e Leandro Raca pediram o trancamento da ação alegando que o ex-prefeito “sofre constrangimento ilegal em razão do indevido recebimento de denúncia por suposta incidência do artigo 317 do Código Penal.”
O relator explica ainda que Haddad cancelou “contrato de construção de túnel estipulado com a UTC, em fevereiro de 2013.”

Defesas de Haddad e Vaccari contestam

Em nota, a assessoria de imprensa de Haddad disse que “surpreende que uma narrativa do empresário Ricardo Pessoa, da UTC, sem qualquer prova, fundamente três ações propostas pelo Ministério Público de São Paulo, contra o ex-prefeito e candidato a vice-presidente da República, Fernando Haddad”.
Segundo a defesa de Haddad, “é notório que o empresário já teve sua delação rejeitada em quase uma dezena de casos e que ele conta suas histórias de acordo com seus interesses. Também é de conhecimento público que, na condição de prefeito, Haddad contrariou, no segundo mês de seu mandato, o principal interesse da UTC de Ricardo Pessoa na cidade: a obra confessadamente superfaturada do túnel da avenida Roberto Marinho”.
A defesa de Vaccari informou o que o delator fala "não procede". "O Sr. Vaccari jamais fez essa solicitação. Isso é somente palavra de delator, sem qualquer comprovação, pois não retrata a verdade. Até porque o Sr. Vaccari nunca foi tesoureiro de campanha de quem quer que seja, ele foi tesoureiro do partido", declarou o advogado Luiz Flávio D'Urso.

Promotor vai recorrer

Em nota, o promotor de Justiça, Marcelo Batlouni Mendroni, autor da ação, diz que vai recorrer: "Discordo, lamento, mas respeito a decisão do Tribunal de Justiça de SP. Realizei um trabalho absolutamente técnico com base em conceitos internacionalmente utilizados nos países que conseguem combater de forma eficiente os casos que envolvem corrupção e lavagem de dinheiro. É assim que, um dia, gostaria de ver o Brasil. A Procuradoria Geral de Justiça de São Paulo vai recorrer da decisão".

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Terça-feira de Carnaval agora é feriado Municipal em Açailândia, graças ao projeto de Lei de autoria do vereador Jarlis Adelino (PMN)

Vereador Jarlis Adelino ao Lado Publicação da Lei  Sancionada pelo Prefeito Juscelino Oliveira e publicada no Diario Oficial do Municipio no dia 12 de julho de 2016. 
Poucas pessoas sabem que carnaval não é feriado Nacional, porém em Açailândia desde 2016, por meio de Lei municipal essa data passou a ser feriado.
O Vereador Jarlis Adelino (PMN), é o autor da Lei municipal que reconhece a terça-feira de carnaval como feriado municipal, o Vereador apresentou o Requerimento Nº 120 no dia 07/10/2015, votado e aprovado na Câmara Municipal de Vereadores de Açailândia no dia 14/10/2015 e sancionado pelo prefeito municipal Juscelino Oliveira.
O projeto de Lei de autoria do Vereador Jarlis Adelino (PMN) foi sancionada e registrada como Lei Municipal Nº 473 de 11 de julho de 2016.

A Referida Lei benefia cerca de 8 mil trabalhadores em diversos ramos de atividades no municipio.

As controvérsias geradas em torno do “feriado de carnaval" em função da tradição em vários municípios de não haver expediente laboral nas empresas, bancos ou repartições públicas, nas terças-feiras de carnaval e até nas quartas-feiras de cinzas, até meio dia, ainda são motivos de discussões entre os trabalhadores e empresas.

Esta tradição induz muitas pessoas a acreditar que é feriado e que, portanto, não precisam exercer suas atividades nos seus locais de trabalho.

Esta confusão ocorre principalmente porque a maioria dos calendários aponta em vermelho a terça-feira de carnaval indicando, genericamente, que se trata de feriado nacional.

O carnaval em 2019 será dia 05/03/2019 (terça-feira), mas como se pode verificar abaixo, nem todo município ou estado considera esta data como feriado.

LEGISLAÇÃO

A Lei nº 9.093/95 que dispõe sobre feriados civis estabelece que sejam feriados somente aqueles declarados em Lei Federal ou Estadual, quando se tratar da data magna do Estado.

São considerados também feriados religiosos os dias de guarda conforme o costume ou tradição local declarados em Lei Municipal, os quais não poderão ser em número maior do que 4 (quatro) dias no ano, já incluso neste, a Sexta-Feira da Paixão de acordo com o art. 2º da referida lei.

Não obstante, a Lei nº 10.607/2002, que dispõe sobre os feriados nacionais, alterou o art. 1º da Lei nº 662/49, concomitante com a Lei 6.802/80, estabelecendo que sejam feriados nacionais os dias:

  • 1º de janeiro → (Confraternização Universal - Ano Novo);
  • 21 de abril → (Tiradentes);
  • 01º de maio → (Dia do Trabalho);
  • 07 de setembro → (Independência do Brasil);
  • 12 de outubro → (Nossa Senhora Aparecida);
  • 2 de novembro → (Finados);
  • 15 de novembro → (Proclamação da República); e
  • 25 de dezembro → (Natal).
 ENTENDIMENTO 
O Vereador Jarlis Adelino com base na legislação federal apresentou a proposta da criação do feriado de carnaval, uma vez que, havia muitas cobranças de trabalhadores, principalmente dos trabalhadores Metalurgicos da Construção Civil e dos trabalhadores do Comercio.

Fonte: Assessoria Vereador Jarlis Adelino

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

CSN tem lucro superior a R$ 5 bilhões em 2018



Lucro da CSN chega a mais de $ 5 bilhões em 2018
A CSN anunciou na quarta-feira (20) que teve um lucro líquido de R$ 5 ,2 bilhões em 2018. Apenas no quarto trimestre (outubro a dezembro) a siderúrgica teve ganhos de R$ 1,77 bilhão.

A empresa destacou ainda que reduziu seu nível de alavancagem (endividamento) de 5,66 vezes seu Ebitda (capacidade de geração de caixa) em 2017 para 4,55 vezes em 2018.

O Ebitda da Siderurgia atingiu R$2.645 bilhões, com aumento de 25% em relação a 2017 com evolução de cerca de21% no Ebitda por tonelada do segmento.

As vendas totais de aços planos da empresa no mercado interno cresceram 20% no ano passado em relação ao ano anterior, com aumento de 33% na comercialização de produtos galvanizados.

A receita líquida em totalizou R$22,969 bilhões em 2018 e R$6,051 bilhões no quarto trimestre do ano passado. Os valores são, respectivamente, 24% e 21% superiores aos auferidos em 2017 e quarto trimestre de 2017. A melhora no desempenho ocorreu pelos maiores preços e volumes realizados em minério de ferro e siderurgia.

Em 2018, o custo dos produtos vendidos somou R$16,106 bilhões, 18% superior a 2017, pelo maior preço de matérias primas, impacto da valorização do dólar frente ao real no período (+18,5%) e maiores volumes. No quarto trimestre de 2018, o custo dos produtos vendidos totalizou R$3,999 bilhões, 12% maior em comparação ao mesmo trimestre do ano anterior.

No ano de 2018, o lucro bruto totalizou R$6,863 bilhões, incremento de 39% em relação a 2017. No quarto trimestre de 2018, o lucro bruto somou R$2,052 bilhões.

Em 2018, as despesas com vendas, gerais e administrativas totalizaram R$2,758 bilhões, 23,6% superior ao registrado em 2017, levemente abaixo do crescimento da receita líquida na mesma base de comparação (+24%).

As despesas com vendas aumentaram 24,7% no ano, enquanto as despesas gerais e administrativas evoluíram 18,8% na mesma base comparativa, passando a representar 2,2% da receita líquida, patamar mais baixoalcançado desde 2009.

Em 2018, a conta de outras receitas e despesas operacionais atingiu valor positivo de R$2,705 bilhões, advindo principalmente da venda da planta Terra Haute nos EUA, reconhecimento da não inclusão do ICMS na base de cálculo do PIS/COFINS e marcação a preço justo das ações da Usiminas no resultado.


Roberto Avallone morre aos 72 anos em São Paulo.

Morreu hoje (25) o jornalista Roberto Avallone aos 72 anos de idade, na cidade de São Paulo, por problemas cardíacos. O hospital Santa Catarina confirmou a morte por volta das 9 horas da manhã. Ele foi blogueiro do UOL e apresentou um programa na TV UOL, além de ter passagens por Canais de Radio e TV como a TV Bandeirantes.
Ainda segundo o hospital Santa Catarina, Roberto Avallone sofreu um infarto agudo do miocárdio nesta manhã e não resistiu.
Avallone fez história na televisão brasileira como apresentador do programa "Mesa Redonda", da TV Gazeta. A irreverência e os bordões, como "no pique", "exclamação" e "interrogação", marcaram a forma como ele se comunicava com o público. Na televisão, o jornalista ainda passou por Rede TV! Band e CNT. As últimas participações foram como comentarista do SporTV.
Torcedor do Palmeiras, o jornalista também trabalhou nas rádios Eldorado, Globo, Jovem Pan, Bandeirantes, Capital, Record e Band News FM.
Nascido em 1947, Avallone começou a carreira na década de 1960, no jornal "Última Hora". Anos depois, ele virou chefe de reportagem do "Jornal da Tarde" e ganhou dois prêmios Esso. O jornalista deixa dois filhos: Caio e Carolina. 

Policiais civis e federais protestam contra mudanças propostas na reforma da Previdência


Entidades que representam policiais civis e federais vão procurar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para falar sobre a reforma da Previdência, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de Paulo.

O presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, Edvandir Felix de Paiva, na quarta-feira (20), antecipou ao diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, a insatisfação da categoria. 

“A aposentadoria é a única coisa palpável que o policial tem. O resto é dificuldade no orçamento, no trabalho, e morte”, afirmou.

Ainda na semana passada, Paiva levou recado semelhante à Casa Civil.

Globo alfineta Sergio Moro no Fantástico e divide opiniões

O quadro de humor, na noite de domingo (24), fez um 'antes e depois' e mostrou incoerências no discurso do superministro da Justiça

O quadro de humor Isso a Globo Não Mostra, exibido no Fantástico, segue provocando falatório nas redes sociais graças a pitadas de sátira política – um ingrediente pouco visto na programa jornalística da emissora. Na noite de domingo (24), o alvo foi Sergio Moro. Em um mix de imagens que misturou Ana Maria Braga, Louro José e declarações do superministro da Justiça, o programa fez um “antes e depois” irônico.
A esquete mostra Ana Maria revelando uma dessas transformações incríveis que aparecem a mil na internet. “Vamos ver o ‘antes de depois’? Vamos ver? Olha que delícia”, diz.  Neste momento, são exibidas duas manchetes do jornal O Globo. A primeira: “Nos EUA, Moro diz que Caixa 2 é pior que corrupção”. Ao lado dela, a segunda: “Caixa dois não é tão grave quanto corrupção, diz Moro”.

Bolsonaro: Patrão vai embolsar multa de 40% do FGTS de quem se aposentar e ficar no emprego

PEC da reforma da Previdência de Bolsonaro também isenta os patrões de continuar depositando o FGTS na conta dos trabalhadores que se aposentarem e continuarem na empresa

Os patrões estarão livres de pagar a multa de 40% sobre os depósitos efetuados no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) na conta do trabalhador ou trabalhadora que se aposentar e continuar trabalhando. Eles também não precisarão mais continuar recolhendo o FGTS dos empregados aposentados.
É isso que acontecerá se o Congresso Nacional aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 006/2019) de reforma da Previdência que o governo de Jair Bolsonaro (PSL) apresentou nesta quarta-feira (20). A PEC contém uma 'bondade' para os empresários e uma forte punição para os trabalhadores com idade e tempo de contribuição para se aposentar.
“É uma confusão entre dois sistemas, o direito a multa de 40% do FGTS decorre da relação de emprego e não do direito à aposentadoria”, diz o advogado trabalhista Eymard Loguercio.
A pessoa se aposenta porque reuniu as condições para requerer o benefício. Não pode ser punida por isso
- Eymard Loguercio
O advogado esclarece que a desoneração prevista na PEC só vale nos casos em que o trabalhador se aposentar e mantiver o vínculo com a mesma empresa. Se ele se aposentar, sair da empresa e conseguir emprego em outra, a nova empresa tem de continuar depositando o FGTS na conta individual que o trabalhador tem. E, quando este trabalhador aposentado for demitido, a empresa pagará a multa de 40% sobre o total depositado no fundo.
Hoje, o trabalhador se aposenta, recebe o valor que tem depositado em sua conta individual do FGTS e, se continuar trabalhando, o patrão continua depositando na sua conta porque a aposentadoria não encerra o contrato de trabalho. Quando a empresa demitir esse trabalhador, ele recebe todos os direitos trabalhistas e os 40% da multa do FGTS.
“O trabalhador que se aposenta pode, inclusive, decidir onde quer que o depósito seja feito, na conta do FGST ou na sua própria poupança”, lembra o comentarista político da TVT, José Lopez Feijóo, que foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.
Segundo Feijóo, o trabalhador pode sacar esse dinheiro todo mês, se quiser, ou deixar depositado. De qualquer forma, o dinheiro continua sendo contabilizado para o cálculo da multa de 40% do FGTS que ele poderá sacar quando ele for demitido.
“Se o trabalhador tinha R$ 100 mil na sua conta individual do FGTS quando se aposentou e, depois a empresa depositou R$ 10 mil em sua poupança, ele receberá 40% dos R$ 110 mil quando for demitido”, explica Feijóo.
Para Feijóo, “ao perder os 40% da multa do FGTS, o trabalhador perde o pé de meia que ele tem, seja para montar um negócio, seja para investir na compra de uma casinha”.
“E para que isso? Para desonerar os patrões que vão ficar com o dinheiro da multa de 40% do FGTS e parar de depositar no Fundo do trabalhador que se aposentou e continuou trabalhando. É a lógica de garantir o lucro patronal e ignorar as condições de vida da maioria dos trabalhadores e trabalhadoras do país,” concluiu Feijóo.
A técnica da subseção do Dieese da CUT, Adriana Marcolino, concorda com esta avaliação e acrescenta que esse item da PEC só serve para “retirar uma renda importante dos trabalhadores justo quando eles vão se aposentar e passar a ganhar menos”.
“E eles ainda fazem propaganda dizendo que a ‘nova previdência’ combate a desigualdade. É muita hipocrisia”.
Segundo ela, Bolsonaro e a equipe econômica tratam os trabalhadores brasileiros como se estivéssemos na Europa onde as condições de vida são mais iguais e a remuneração média mensal é maior. “No Brasil, a renda média é menor e os empregadores sonegam, não podemos esquecer isso”.
O fato de pagar um recurso extra quando a pessoa se aposenta e perde renda e benefícios é muito importante para manter um mínimo de segurança.
“O aumento da alíquota e do tempo de contribuição ao INSS de quem está na ativa e a redução do valor dos benefícios também são para garantir justiça e igualdade? Não sei de que justiça e igualdade eles estão falando”, conclui Adriana.

domingo, 24 de fevereiro de 2019

Ford fecha fábrica no Brasil e dá fim ao Fiesta e caminhões

Redução da linha de modelos e de fábricas segue a estratégia global da Ford para reduzir custos.

Assim como aconteceu nos EUA, a Ford decretou o fechamento de uma de suas fábricas no Brasil. A planta de São Bernardo do Campo é a mais antiga da marca no país e era responsável pela produção do New Fiesta hatch e dos caminhões Cargo, F-4000 e F-350. O encerramento das atividades da fábrica será feito ao longo de 2019 e os modelos continuarão a ser vendidos até o fim dos estoques.

A aposentadoria do New Fiesta se dá em um conturbado momento para a Ford. Em 2018 a marca havia anunciado que retiraria de linha no Brasil a família Focus ao mesmo tempo que anunciava o fim da produção do Fusion no México, país pelo qual o modelo é ainda exportado para cá. Vale lembrar que o New Fiesta Sedan já estava fora de linha desde janeiro desse ano, enquanto o hatch perdia as versões automatizadas. 

Apesar de ter argumentado durante o lançamento do Ka reestilizado que estava comprometida com o New Fiesta, a Ford retirou o hatch compacto de linha pouco depois de um ano de seu lançamento (ocorrido em novembro de 2017). A chegada do Ka com câmbio automático e motores mais modernos que seu irmão, além das vendas em queda antes mesmo da mudança, motivaram o fim da produção do Fiesta no Brasil.
Caminhões
Desaquecido no Brasil, o setor de caminhões também foi abandonado pela Ford com o anúncio do fechamento da fábrica. “A decisão de deixar o mercado de caminhões foi tomada após vários meses de busca por alternativas, que incluíram a possibilidade de parcerias e venda da operação. A manutenção do negócio teria exigido um volume expressivo de investimentos para atender às necessidades do mercado e aos crescentes custos com itens regulatórios sem, no entanto, apresentar um caminho viável para um negócio lucrativo e sustentável.”, relata o comunicado oficial da marca.
Custos
Segundo a Ford, o processo de reestruturação levará à redução de mais de 20% dos custos com funcionários e estrutura administrativa da região. A marca prevê aproximadamente R$ 1,71 bilhões de impacto com a decisão, sendo R$ 1,33 bilhões destinados somente a compensação de funcionários, concessionários e fornecedores. A fábrica de Camaçarí, na Bahia, responsável pela produção de Ka e EcoSport continuará na ativa, enquanto a marca se compromete em investir mais em SUVs e picapes. 

Reforma: cálculo torna quase impossível se aposentar pelo teto

Afirmação é da presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), Adriana Bramante: mudança diminui em até 30% valor dos benefícios

Quase nenhum trabalhador vai conseguir se aposentar recebendo o teto do INSS pelas regras da proposta de Reforma da Previdência. Essa é a conclusão da presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), Adriana Bramante. O motivo é a mudança do cálculo da contribuição, afirma a advogada.
Hoje, o cálculo da contribuição é resultado da média salarial das 80% maiores contribuições desde julho de 1994. São desprezadas as 20% menores contribuições e sobre esse resultado é aplicado o fator previdenciário, que, na prática, diminui o valor da aposentadoria de quem se aposenta mais jovem.
O valor final vai depender do tipo de aposentadoria (se por tempo de contribuição ou por idade, por exemplo). Quem consegue completar a fórmula 86/96 recebe 100% do valor do benefício.

Como fica a situação se a reforma for aprovada?

Getty Images

Partido do presidente Jair Bolsonaro não poderia disputar hoje as eleições municipais de 2020 os CNPJs dos diretórios ficaram inativos

PSL omitiu dados e está irregular em 53 cidades do Rio

O PSL, do presidente Jair Bolsonaro, está irregular com o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas em 53 das 73 cidades do estado onde tem representatividade. Ou seja: a legenda não poderia disputar as eleições de 2020 nesses municípios. Os CNPJs dos diretórios, que deveriam ser ao menos provisórios, estão inativos. Por isso, a sigla não é nem oficializada.
O cancelamento ocorreu nos maiores colégios eleitorais, como Duque de Caxias, Campos, São Gonçalo, e Niterói. O PSL omitiu informações nas declarações fiscais à Receita Federal indo de encontro com a resolução 23.571/2018, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que obriga diretórios provisórios constituírem órgãos definitivos até 29 de junho.
Entenda
Os diretórios provisórios comandam os partidos no âmbito estadual ou municipal. Têm validade limitada pelo TSE de 180 dias. Após o prazo, são feitas eleições para a constituição do diretório definitivo.
Por que provisórios?
Um partido só é considerado definitivo depois de eleitos os membros do diretório. O novo prazo previsto pelo TSE para o fim do provisório tem o objetivo de combater as “legendas de aluguel”, que são usadas apenas para negociatas entre os políticos.
Por falar em eleições...
Em 2018, cada um dos 30.454 eleitores que votaram no deputado estadual Marcos Vinícius Neskau (PTB), veja só, custou R$ 32, o mais caro entre todos os candidatos. Preso na Furna da Onça, ele arrecadou R$ 976,7 mil.
Segue...
Outro deputado preso, Anderson Alexandre (Solidariedade), gastou R$ 30 por eleitor e ficou em segundo lugar. Ele arrecadou R$ 777,9 mil e teve 25.384 votos.
Preço de banana
Já cada um dos 23.169 eleitores de Márcio Gualberto (PSL) teve uma despesa de apenas R$ 0,15, o mais barato. Mas tem explicação: o deputado só desembolsou R$ 3,5 mil na campanha.
CPI no horizonte
A Alerj publicou a composição da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigará isenções fiscais dadas pelo governo, principalmente nas gestões de Cabral e Pezão. Chamará CPI da Crise Fiscal.
Segue...
A presidência deverá ficar com o deputado Luiz Paulo (PSDB). Mas a briga mesmo será pela relatoria da CPI. Dos sete integrantes, apenas um é aliado dos dois ex-governadores: Max Lemos (MDB).
Meu garoto! Meu pai, pai!
O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), tem jogado pesado para fazer com que sua cria, Crivella Filho, assuma como deputado federal. O rapaz é o... quarto suplente!
O plano
A estratégia de Crivella é a seguinte: usa a desculpa da reforma do secretariado e convida deputados que estão na frente da suplência para assumirem pastas e, assim, abrir caminho para o filho.
A consequência
A manobra provoca desconforto e o clima dentro do PRB é de insatisfação.
Viva a natureza
O deputado federal Carlos Jordy (PSL) pedirá ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a inclusão das ilhas de Paquetá e de Brocoió na APA de Guapimirim.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Medo de barragem assombra moradores de Congonhas; alguns deixam a cidade

Pânico e medo têm ganhado espaço no semblante de pessoas que convivem nos entornos de barragens. Em Congonhas, na região Central de Minas, são 24 estruturas, mas uma gigante chama atenção: a Casa Pedra, da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). 
A barragem abriga aproximadamente 50 milhões de metros cúbicos - cerca de quatro vezes mais do que do Córrego do Feijão, que rompeu em 25 de janeiro – e, além do tamanho, chama atenção a localidade da estrutura, já que ela está a apenas 300 metros do perímetro urbano. Caso uma tragédia acontecesse, um piscar de olhos seria o tempo que separaria a vida e a lama. 
“São oito segundos. Não dá tempo de uma galinha bater asa”, desabafa dona Rita, moradora da cidade há vinte anos. “Vários moradores foram embora com medo porque ninguém dorme. A pessoa fica apreensiva. Nós precisamos de resposta, solução e ação. Não queremos briga, queremos só uma resposta”. 
A Casa Pedra possui um modelo de construção diferente das de Córrego do Feijão (Brumadinho) e Fundão (Mariana). Feita a jusante, o modelo é, teoricamente, mais seguro do que as à montante, que romperam. No entanto, o prefeito de Congonhas, José de Freitas Cordeiro, alerta: “Não existe barragem 100% segura. Eu quero que eles me deem um documento sobre a segurança da estrutura”.


José de Freitas destaca que entende a importância do dinheiro arrecadado pelo município, mas que não é a prioridade. “Ajuda muito a cidade (o dinheiro), mas a prioridade é a segurança. O que queremos é a mineradora com sustentabilidade e segurança. A vocação de Congonhas é o minério. Não tem como falar que vou abrir mão de uma mineradora que gera a maior receita da cidade. Qual cidade não gostaria de ter a mina que Congonhas tem?”, pergunta.
O secretário municipal do Meio Ambiente de Congonhas, Neilor Aarão, cobra da CSN, empresa responsável pela barragem, um plano de segurança que ainda não foi entregue. “Eu diria que o nível de atenção é máximo. Estamos desde o ano passado negociando uma série de medidas e ainda não encontramos um amparo”, destaca.

Homem queima partes íntimas da esposa por não aceitar fim do casamento

O delegado Marcos Frank Costa e Silva, titular da delegacia de Sena Madureira (AC), investiga o caso onde uma mulher queimada com água fervente nas partes íntimas pelo ex-companheiro.
A vítima é uma cuidadora de idosos, de 25 anos, que teve queimaduras de terceiro grau nas pernas e partes íntimas.
O caso ocorreu no último dia 12, mas nesta quinta-feira (21) ela ainda permanecia internada no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) sem previsão de alta.
De acordo com o inquérito policial, Jessé Saldanha Nogueira é acusado de jogar uma panela com água quente na ex-esposa. 
VERSÕES
A vítima contou que a agressão foi motivada por ciúmes. Um dia antes do crime, ela decidiu dar um ponto final na relação. Como o ex não trabalhava, ela arcava com todos os custos da casa. Ainda segundo ela, Jessé não aceitava o fim do relacionamento.
Na delegacia, o homem disse que estava em casa e a esposa passou a agredi-lo. Para se defender, acabou jogando nela uma panela com água quente.
Jessé se apresentou na delegacia da cidade acompanhado por um advogado, e depois de ouvido, foi liberado. As investigações continuam.
(DOL)