.

.

quinta-feira, 31 de março de 2016

Esporte Interative alfineta Globo por suposto boicote ao Bahia

Esporte Interativo 
A Globo não transmitiu o jogo do Bahia pelo Baiano nem no Premiere, não mostrou seus gols no Fantástico e ontem não mostrou os gols de Bahia x Fortaleza no Jornal da Globo, embora tenha mostrado os gols de todos os outros jogos da Copa do Nordeste. O Bahia assinou com o Esporte Interativo a partir de 2019. O Vitória assinou com a Globo para 2019 e 2020. O Esporte Interativo cobrirá o Vitória com a mesma dedicação, paixão e espaço com que cobrirá o Bahia. Porque pra gente é uma questão de princípio, não de contrato. O torcedor do Vitória merece respeito. O do Bahia também.
As emissoras de televisão Esporte Interativo e Globo vêm protagonizando uma briga acirrada pelos direitos de transmissão de jogos do futebol brasileiro nos próximos anos.
E a disputa não se resume apenas aos bastidores do mundo dos negócios, não. Nesta quinta-feira, 31, o EI postou uma mensagem no perfil oficial do Facebook alfinetando a emissora carioca de um suposto boicote ao Bahia, clube que assinou com o canal da Turner a partir de 2019.
Segundo o EI, a Globo não transmitiu ou mostrou qualquer lance do jogo do Bahia contra o Fortaleza, válido pela Copa do Nordeste, em sua programação, como forma de retaliação pelo acerto contratual.
 

Clubes discutem criação de Liga Sul-Americana e cogitam Libertadores prolongada

Os principais clubes do continente se reuniram no Morumbi nesta quinta-feira para estudar as possibilidades

São Paulo, SP, 31 - Uma Copa Libertadores que seja disputada durante toda a temporada, nos moldes do que ocorre na Europa, mais especificamente na Liga dos Campeões. A ideia ainda é embrionária, mas já é discutida pelos dirigentes do futebol sul-americano, que estão reunidos nesta quinta feira no Morumbi. O encontro tem como objetivo principal discutir o Estatuto da Liga Sul-Americana de Clubes, mas questões como calendário e premiação também são abordadas.

Os principais clubes do continente estão reunidos pela terceira vez. São 32 agremiações de 10 países. Os dirigentes querem aproveitar o momento delicado por que passa a Conmebol para se fortalecerem e até tomar o poder, caso a entidade não passe a agir com mais transparência e também destinem mais dinheiro aos clubes que disputam suas competições.

Nesse caso, a Liga seria responsável por organizar a Libertadores ou torneio equivalente. "A gente quer formalizar neste momento a Liga, em seguida, lutaremos por mais transparência e melhor distribuição das cotas de TV", disse o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello.
Roberto de Andrade é um dos dirigentes envolvidos no debate.
Roberto de Andrade é um dos dirigentes envolvidos no debate.Ele, porém, ainda acha cedo para discutir um calendário com Libertadores anual. "Precisamos primeiro chegar a uma agenda comum", prefere o dirigente rubro-negro, embora seja simpático à ideia. Mas há defensores mais enfáticos, como Roberto Andrade, presidente do Corinthians. "Temos de fazer o que for melhor para todos", pondera.
Andrade, na verdade, está mais preocupado - como aliás todos os presidentes - em ganhar mais dinheiro dos torneios sul-americanos. O dinheiro das TVs, aliás, é uma das caixas pretas da Conmebol. Os dirigentes já pediram cópias dos contratos de transmissão das competições, mas até agora não receberam.
O máximo que a Conmebol fez diante da chiadeira foi dobrar a cota paga por jogo da Libertadores de US $ 300 mil para US $ 600 mil. "Bom não está, mas é melhor do que a gente tinha até então", diz Andrade.
Com a Conmebol enfraquecida por envolvimento de vários de seus dirigentes em escândalos de corrupção, os clubes acham que chegou a vez deles. "Temos de conduzir e não sermos conduzidos", defende o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior. "O mais importante é que a Liga está crescendo e temos de aproveitar que toda crise oferece uma oportunidade para resgatar a credibilidade do futebol", acrescentou Daniel Angelini, presidente do Boca Juniors.

.

 

Lucro das empresas de capital aberto cai 87,2% em 2015


Queda do lucro foi puxada pelos prejuízos de Petrobras, Vale e Eletrobras.
Setor bancário liderou ganhos, com lucro de R$ 70,5 bi, alta de 28,3%.

Os balanços das 297 empresas de capital aberto brasileiras acumularam um lucro líquido total de R$ 14 bilhões em 2015, segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica. O resultado representa uma queda de 87,2% contra os ganhos de R$ 109,8 bilhões em 2014.
O setor de bancos, com 25 instituições, foi novamente o que registrou o maior volume de lucros, com ganho de R$ 70,5 bilhões no ano passado, alta de 28,3% contra os R$ 54,9 bilhões no ano de 2014.
A queda do lucro foi puxada pelos prejuízos de Petrobras, Vale e Eletrobras - juntas, as três companhias tiveram prejuízo acumulado de R$ 93,4 bilhões em 2015, ontra prejuízo de R$ 23,6 bilhões em 2014.
O levantamento mostra que não considerando a Petrobras, Vale e Eletrobras no cálculo, a queda no resultado total das empresas de capital aberto seria bem menor, de 19,5% – um lucro total de R$ 107,4 bilhões em 2015 contra R$ 133,5 bilhões no ano de 2014.
Dos 24 setores listados, 10 setores tiveram prejuízo em 2015. O setor de mineração foi o que registrou a maior perda no período, com prejuízo R$ 45,1 bilhões.
Já entre os setores que tiveram crescimento no lucro, o Químico foi destaque com alta de 94,7%, para R$ 4,05 bilhões, puxado pelo resultado da Braskem, que em 2015 teve lucro
de R$ 3,1 bilhões contra R$ R$ 864,0 milhões em 2014.
O de Alimentos e Bebidas foi outro a se destacar, com um salto dos lucros, de R$ 16,3 bilhões em 2014 para R$ 20,2 bilhões em 2015.

Milhares de manifestantes saem às ruas contra o impeachment

Da Agência Brasil
Brasília - Manifestantes fazem ato contra impeachment em frente ao Congresso Nacional (Wilson Dias/Agência Brasill)
Brasília - Manifestantes fazem ato contra impeachment em frente ao Congresso Nacional Wilson Dias/Agência Brasil
Manifestantes contrários ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff participaram de atos a favor da democracia em todos os estados e no Distrito Federal.
Organizadas pela Frente Brasil Popular, as manifestações reuniuram milhares de pessoas que saíram às ruas gritando palavras de ordem como “Não vai ter golpe, vai ter luta”. Representantes de movimentos sociais, de estudantes e de trabalhadores estiveram presentes aos atos.
Em Brasília, manifestantes de todo o país aproveitaram a proximidade com o Congresso Nacional para mostrar aos parlamentares o descontentamento com o pedido de impeachment. Bandeiras da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag) e da União Nacional dos Estudantes (UNE) eram carregadas por manifestantes durante toda a caminhada. Faixas de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a Dilma Rousseff também puderam ser vistos.
A representante da CUT na Frente Brasil Popular, Janeslei Aparecida de Albuquerque, disse que o ato na capital federal é essencial para o movimento. “Brasília, por ser a capital do país, é fundamental para dar visibilidade à nossa insatisfação com o golpe que está sendo aplicado contra o Brasil. Motivo pelo qual entre 700 e mil ônibus vieram para cá, vindos de todos os estados brasileiros”, disse à Agência Brasil.
Cerca de 50 mil manifestantes, segundo a Polícia Militar, seguiram em marcha até o Congresso Nacional.
Brasília - Pais levam filhos menores de 10 anos à Esplanada dos Ministérios para ensinar o respeito à democracia e a diferentes opiniões. Eles fizeram cartazes dizendo que querem defender o Brasil (Ivan Richard/Ag
Brasília - Pais levam filhos menores de 10 anos à Esplanada dos Ministérios para ensinar o respeito à democracia e a diferentes opiniões. Eles fizeram cartazes dizendo que querem defender o Brasil Ivan Richard/Agência Brasil
Em frente ao Museu da República, várias crianças, que foram à manifestação com seus pais, prepararam cartazes em apoio à democracia e ao governo. As crianças, em sua maioria, tinham menos de 10 anos. “A gente veio defender o Brasil”, disse o pequeno Felipe Kitajima, de 4 anos, logo após pintar um cartaz de apoio à presidenta. Para a mãe dele, a enfermeira Adriana Kitajima, é fundamental que as crianças entendam a importância da democracia.
As mães se organizaram com antecedência para que as crianças pudessem fazer suas atividades em segurança.
São Paulo
São Paulo - Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo realizam ato em defesa da democracia e contra o impeachment (Rovena Rosa/Agência Brasil)
São Paulo - Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo realizam ato em defesa da democracia e contra o impeachment Rovena Rosa/Agência Brasil
Na capital paulista, as manifestações contra o impeachment e em defesa da presidenta Dilma Rousseff ocorreram na Praça da Sé. Milhares de pessoas se reuniram no local, onde foram instalados quatro carros de som com bandeiras de diversas entidades, entre elas a Frente Brasil Popular, Central de Movimentos Populares (CMP), a Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), a União da Juventude Socialista, além de sindicatos de diversas categorias.
Além da Praça da Sé, a multidão também ocupou a rua lateral da catedral, no centro da capital paulista. O ato foi batizado de “Em Defesa da Democracia, Golpe Nunca Mais”.
Os manifestantes carregavam balões gigantes, bexigas vermelhas e faixas com mensagens contra o impeachment. João Souza Neto, metalúrgico de 47 anos, disse que o motivo do protesto de hoje é contra o golpe e pela democracia. "O impeachment é dado quando há responsabilidade e não há nada que configure crime", afirmou.
O professor Daniel Eid Garcia, 41 anos, diz que participou de todas as manifestações contra o impeachment este ano. Ele disse que foi ao ato de hoje para reforçar a ideia de que a sociedade não pode aceitar o impedimento da presidenta. “O método [atual] configura golpe, não há sustentação jurídica para o impeachment”, disse.
O coordenador da Central de Movimentos Populares, Raimundo Bomfim, concorda com a avaliação. “Está claro que não tem embasamento jurídico [para o impeachment], a presidenta Dilma não cometeu crime de responsabilidade, será um golpe se isso ocorrer. Nós estamos confiantes que não vai ocorrer. E se ocorrer, o [vice-presidente] Michel Temer já começa um governo deslegitimado”, disse.
Chico Buarque no Rio
Rio de Janeiro - Manifestantes fazem ato no Largo da Carioca contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff e em apoio ao ex-presidente Lula (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Rio de Janeiro - Manifestantes fazem ato no Largo da Carioca contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff e em apoio ao ex-presidente LulaFernando Frazão/Agência Brasil
No Largo da Carioca, onde milhares de manifestantes se juntaram para fazer a manifestação em favor do governo, a estrela da noite foi o cantor e compositor Chico Buarque que foi ovacionado por gritos de “Chico, guerreiro do povo brasileiro”.
“Eu vim aqui dar um abraço nas pessoas das mais variadas tribos, das mais variadas convicções políticas. Gente que votou no PT, gente que não gosta do PT, gente que foi do PT, que se desiludiu com o partido, gente que votou na Dilma, mas sobretudo, gente que não pode pôr em dúvida a integridade da presidente Dilma Rousseff.”
Segundo Chico, todas as pessoas estavam reunidas em uma “defesa intransigente” da democracia. “Eu vejo gente aqui na praça, da minha geração, que viveu o 31 de março de 1964. Mas vejo, sobretudo, a imensa juventude que não era nem nascida, mas que conhece a história do Brasil.”
Mais cedo, o presidente da Federação das Associações de Favelas do Estado do Rio de Janeiro (Faferj), Rossino Castro Diniz, disse que a população favelada do país, as camadas mais pobres, beneficiários dos principais programas sociais do governo, é contrária ao que chamou de tentativa de golpe contra a presidenta Dilma.
“Isto que está acontecendo aqui é só o início, porque o povo ainda está se conscientizando e o pessoal de favela demora mais para entender o que está ocorrendo. Quando eles forem botar [o impeachment] em votação, nós vamos colocar mais de um milhão de pessoas em Brasília. Os programas do governo beneficiaram a classe menos favorecida, o povo da favela. Quando eles entenderem que podem perder isso, o caldo vai engrossar. E você pode ter certeza, não vai ter golpe”, disse Diniz.
Porto Alegre
Porto Alegre - Manifestantes contrários ao processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff se reúnem na Esquina Democrática (Daniel Isaia/Agência Brasil)
Porto Alegre - Manifestantes contrários ao processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff se reúnem na Esquina DemocráticaDaniel Isaia/Agência Brasil
Na capital gaúcha, manifestantes contrários ao impeachment da presidenta Dilma voltaram à Esquina Democrática no fim da tarde. 
Os movimentos sociais marcam presença. Bandeiras do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de movimentos feministas, de negros e da população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e transgêneros) se misturam às faixas de protesto.
Presidenta da União de Negros pela Igualdade no Rio Grande do Sul, Elisa Regina Vargas, afirmou que os protestos contra o governo são de brancos e ricos que não representam o povo. "Se tu vires as manifestações do povo da direita, tu não vais nos encontrar lá. Nós somos a maioria da população brasileira, e nós elegemos a Dilma", ressaltou Elisa.
Salvador
Salvador - Ato contra o impeachment em Salvador reúne cerca de 12 mil pessoas, segundo a PM (Sayonara Moreno/Agência Brasil)
Salvador - Ato contra o impeachment em Salvador reúne cerca de 12 mil pessoas, segundo a PM Sayonara Moreno/Agência Brasil
Ao som de músicas como Cálice, de autoria de Chico Buarque e Gilberto Gil, e de gritos como "Não vai ter golpe", representantes de centrais sindicais, movimentos sociais e da sociedade civil fizeram uma caminhada no centro de Salvador contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.
Um trio elétrico acompanhou o percurso, onde representantes discursaram em apoio à presidenta Dilma. Uma banda em um microtrio elétrico cantou músicas de resistência à ditadura, ao som da guitarra baiana. Segundo a Polícia Militar, cerca de 12 mil pessoas estiveram no ato.
Manifestantes que saíram do Campo Grande, região central de Salvador, se uniram ao grupo que saiu do centro. Com a união dos dois grupos, participavam da passeata, além de partidos políticos, movimentos sociais, centrais sindicais e representantes de grupos minoritários, como pessoas da comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros) e indígenas da etnia Pataxó, da região sul da Bahia. 
Fortaleza
Fortaleza - Manifestantes realizam ato pró-governo (Edwirges Nogueira/Agência Brasil)
Fortaleza - Manifestantes realizam ato pró-governo Edwirges Nogueira/Agência Brasil
Na capital cearense, a concentração do ato contra o impeachment começou na Praça da Bandeira. Cerca de 10 mil manifestantes seguiram em caminhada até a praça do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, na Praia de Iracema, próximo à orla da Beira Mar. A passeata relembrou ainda as consequências do golpe militar de 1964.
Presente ao ato, o médico Manoel Fonseca, 70 anos, conta que foi vítima do regime militar. Ele e a esposa passaram 2 anos presos, foram torturados e os filhos sequestrados.
"Existe uma similaridade entre o golpe militar e o momento que vivemos hoje, porque querem quebrar a legalidade. Não queremos que as novas gerações passem por isso também. Estamos lutando de novo pela liberdade e pela democracia", afirmou.
Recife
Recife - Ato em defesa da democracia contra o impeachment da presidenta Dilma (Sumaia Villela/Agência Brasil)
Recife - Ato em defesa da democracia contra o impeachment da presidenta Dilma Sumaia Villela/Agência Brasil
Na capital pernambucana, as faixas e cartazes pediam a saída do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP). Outras mensagens defendiam políticas públicas criadas pelo governo do PT, como o Minha Casa, Minha Vida, e afirmavam que não era preciso ser petista para "lutar pela democracia". A maior parte dos manifestantes vestia vermelho, mas muita gente compareceu ao ato de branco e com bandeiras do Brasil. Durante o trajeto, da Praça do Derby até a Avenida Conde da Boa Vista, muitas pessoas demonstraram apoio das janelas dos prédios e dos veículos parados no trânsito.

quarta-feira, 30 de março de 2016

Prefeito Juscelino Oliveira vistoria obras de asfaltamento de ruas do Laranjeira e anuncia mais benefícios…

Prefeito Juscelino vistoriando asfalto já concluído
Na manhã desta quarta-feira (30), o prefeito Juscelino Oliveira (PCdoB) esteve vistoriando o trabalho de afastamento da Rua 13 de Junho, no Bairro Laranjeiras que está sendo executada com recursos próprios. Além da rua 13 de Junho, o prefeito confirmou também o asfaltamento das ruas 13 de maio (já concluída), Raimundo Pimentel, Claudino Galdino e São Francisco inteira, com extensão de mais dois Km no Bairro Nova Açailandia.
Juscelino Oliveira estava acompanhado do secretario de Infraestrutura Edivaldo Mendonça e dos vereadores Márcio Aníbal, Fábio Pereira e Aluisio Sousa, além do Secretário de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Whostington dos Santos Carvalho.
Juscelino 3
Prefeito Juscelino Oliveira conversou com moradores
Durante a visita o prefeito conversou com os moradores da rua e concedeu entrevista a emissoras de rádio e televisão. Na oportunidade Juscelino anunciou mais obras, com recursos próprios. “Já na próxima semana iremos iniciar o asfaltamento da Av. Ribamar Fiquene, na Vila Ildemar que será uma das avenidas mais bonitas da região. Iremos asfaltar a ruas Piauí, no Bairro Laranjeiras, ruas do Jardim Glória, Jardim de Alah e Av. JK”, disse o prefeito.
Ainda durante a visita, Juscelino falou da construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que está sendo concluída com recursos do município e da Praça da Esperança que será construída em frente à UPA. Quando perguntado sobre as dificuldades enfrentadas por conta das chuvas, o prefeito disse que atrapalha um pouco, más que não lhe impede de continuar tocando as obras, que há anos vinham sendo aguardadas pela população.
Juscelino 2
Máquinas trabalhando
Acompanhe o Blog do Antonio Marcos

Você pode conversar em negrito, itálico e riscado no WhatsApp; veja como

O mensageiro WhatsApp adicionou oficialmente um recurso bem interessante capaz de deixar as mensagens mais complexas e os recados mais diretos. Trata-se da formatação básica de texto, que dá direito ao uso de negrito, itálico e riscado.
Vale lembrar que, para que a novidade seja visualizada de forma correta, o destinatário já precisa ter um WhatsApp com a função ativada (veja a seguir o que é necessário para ter isso antes de todos). Quem envia o recado não precisa seguir o pré-requisito. Aos poucos, usuários de diferentes plataformas e sistemas operacionais estão recebendo a função.

Como usar
Para mandar mensagens formatadas, você precisa colocar a palavra, a letra ou a frase entre símbolos especiais. Veja a imagem abaixo:

Como funciona o novo recurso no iOS.

O negrito é ativado entre asteriscos (*), o itálico surge entre o subtraço (_) e o riscado aparece em termos entre dois sinais de til (~). Aparentemente e ao menos por enquanto, a formatação precisa ser separada por um espaço de outros caracteres (como vírgulas ou pontos finais, por exemplo).
Quem já tem?
No iOS, a novidade está habilitada para todos a partir da mais recente versão do app, a 2.12.17. No Android, o recurso não foi adicionado até agora. Porém, quem é testador das versões em Beta do WhatsApp já pode aproveitar a formatação antes dos outros usuários. Para fazer parte do grupo, clique aqui e vá no botão para tornar-se um testador. Em seguida, atualize o app ou faça o download dele pela primeira vez para já receber os recursos.

Clique no botão para virar testador do WhatsApp na Google Play.

Por enquanto, o WhatsApp Web e a versão para Windows Phone não apresentam a formatação e não possuem previsão de adição.

Conselho da Petrobras reduz em 43% cargos de gerentes da estatal

A nova estrutura da diretoria e gerências da Petrobras terá uma redução de 43% nas cerca de 5,3 mil funções gerenciais em áreas não operacionais da estatal, superando a meta inicial da estatal fixada em 30%. A decisão foi tomada hoje (30) pelo Conselho de Administração da Petrobras, que aprovou os nomes dos diretores e dos gerentes executivos da companhia, seguindo a nova estrutura da companhia, apresentada em janeiro.
A nova estrutura também prevê a redistribuição de atividades e a fusão de áreas. Com essas medidas estima-se uma redução de custos na companhia de até R$ 1,8 bilhão por ano.
As competências técnicas e as unidades de projeto serão centralizadas na área de Desenvolvimento da Produção e Tecnologia; e as áreas de Abastecimento e Gás e Energia passam a compor a nova diretoria de Refino e Gás Natural.
A área de Exploração e Refino será organizada por classes de ativos, com a criação de estruturas para Águas Profundas, Ultraprofundas, Terrestre e Águas Rasas, possibilitando melhor gestão do valor agregado pelos ativos e otimização da produção de óleo e gás.
As áreas da Presidência, Recursos Humanos , Saúde, Meio Ambiente e Segurança (SMS)  e Serviços também vão passar por mudanças. As funções corporativas e de serviços serão centralizadas, trazendo as atividades, antes dispersas na companhia, para suas respectivas unidades.
Os nomes dos seis diretores da Petrobras aprovados pelo Conselho de Administração são: Roberto Moro, Desenvolvimento da Produção e Tecnologia; Solange Guedes, Exploração e Produção; Jorge Celestino Ramos, Refino e Gás Natural; Ivan de Souza Monteiro, Financeira e de Relacionamento com Investidores; Hugo Repsold Júnior, Recursos Humanos, Saúde, Meio Ambiente, Segurança e Serviços; além de João Adalberto Júnior, que responderá pela diretoria de Governança, Risco e Conformidade.

Kátia Abreu diz no Twitter que permanecerá no governo e no PMDB

Kátia Abreu diz no Twitter que permanecerá no governo e no PMDB
A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, sinalizou hoje (30), em sua conta no Twitter, que permanecerá no PMDB  e no governo. O PMDB rompeu ontem (29) com o governo e estabeleceu 12 de abril como data limite para que políticos da legenda entreguem os cargos.
"Continuaremos no governo e no PMDB. Ao lado do Brasil, enfrentaremos a crise", afirmou a ministra na rede social. Ela disse, no entanto, que o grupo de ministros do partido deixa a presidenta Dilma Rousseff  "à vontade" para recompor sua base. "O importante é que na tempestade estaremos juntos", finalizou Kátia Abreu.
Até o momento, somente Henrique Eduardo Alves, do Turismo, pediu  demissão. Ele entregou o pedido de desligamento na véspera da reunião do PMDB que sacramentou o rompimento com Dilma.
Além de Kátia Abreu, mais cinco peemedebistas permanecem em cargos na Esplanada: Mauro Lopes, da Secretaria de Aviação Civil; Helder Barbalho, da Secretaria dos Portos; Eduardo Braga, do Ministério de Minas e Energia; Marcelo Castro, do Ministério da Saúde; e Celso Pansera, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

segunda-feira, 28 de março de 2016

BNDES tem lucro de R$ 6,2 bilhões em 2015

Resultado foi 29,7% menor do que o registrado em 2014. Banco de fomento atribui queda à "forte depreciação do mercado de capitais" e à participação na Petrobras

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro líquido de 6,19 bilhões de reais em 2015. O resultado é 29,7% menor do que o alcançado em 2014, quando lucrou 8,59 bilhões de reais. Segundo o banco, o resultado negativo de 5,4 bilhões de reais do Sistema BNDES com participações societárias foi "determinante" para a queda do lucro líquido no ano de 2015, "em função da forte depreciação do mercado de capitais".
No ano passado, a BNDESPar, empresa de participações do banco, teve prejuízo de 7,64 bilhões de reais. Em contrapartida, o resultado de intermediação financeira alcançou 18,69 bilhões de reais - 39,6% superior ao registrado em 2014, ajudando a compensar o prejuízo da BNDESPar.
Relatório da BNDESPar entregue à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) mostra que a receita com dividendos e juros sobre capital próprio reduziu em 2,1 bilhões de reais na passagem de 2014 para 2015, mas o principal fator para explicar o prejuízo foi a baixa contábil (impairment) de 12,6 bilhões de reais por causa da participação na Petrobras.
"Em 31/12/15, motivado pela constatação de evidências objetivas de perda em sua participação na Petrobras, a BNDESPAR realizou teste de impairment no investimento e concluiu pela redução do seu valor esperado de recuperação a um patamar inferior ao respectivo custo de aquisição", diz o relatório da BNDESPar.
Segundo os informes do banco de fomento, não fosse pelo impairment por causa da Petrobras, a BNDESPar teria registrado lucro de 692 milhões de reais e o BNDES teria tido lucro de 10,68 bilhões de reais.
Uma resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) permite que o BNDES não transfira para seu balanço as baixas contábeis com participações na Petrobras, entre outras empresas.
O banco de fomento informou ainda que seu índice de Basileia encerrou 2015 em 14,7%, "situação confortável diante dos 11,0% exigidos pelo Banco Central".
(Com Estadão Conteúdo)

 

Quase 40% dos professores no Brasil não têm formação adequada

Nas escolas públicas do Brasil, 200.816 professores dão aulas em disciplinas nas quais não são formados, isso equivale a 38,7% do total de 518.313 professores na rede. Os dados estão no Censo Escolar de 2015 e foram divulgados hoje (28) pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante.
Em alguns casos, um mesmo professor dá aula em mais de uma disciplina para a qual não tem formação, com isso, o número daqueles que dão aula com formação inadequada sobre para 374.829, o que equivale a 52,8% do total de 709.546 posições ocupadas por professores.
Na outra ponta, 334.717 mil posições, 47,2%, são ocupadas por docentes com a formação ideal, ou seja, com licenciatura ou bacharelado com complementação pedagógica na mesma disciplina que lecionam. Mais 90.204 (12,7%) posições são ocupadas por professores que não têm sequer formação superior.
Disciplinas
Brasília - O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, apresenta o diagnóstico e medidas relativas à formação de professores (Wilson Dias/Agência Brasil)
O ministro Aloizio Mercadante disse que o MEC tomará medidas para melhorar a formação dos professoresWilson Dias/Agência Brasil
A maior lacuna está em física. Do total de 27.886 professores que lecionam física, 19.161 não tem licenciatura na disciplina, o que equivale a 68,7% do total. A formação de novos professores, de acordo com Mercadante, não acompanha a demanda, de 1,8 mil por ano. Seriam necessários, então, 11 anos para que todos os professores de física tivessem a formação adequada.
"A gente forma muito pouca gente em física por ano e é muito difícil reverter isso porque o professor que está lá para motivar o aluno não é formado, não tem licenciataura e dá aula improvisada para preencher carga horária sem formação específica", diz Mercadante.
A falta de formação adequada atinge também duas disciplinas chave para formação dos estudantes, matemática e português. Em matemática, 73.251 do total de 142.749 não tem a formação específica para lecionar a disciplina, ou seja, 51,3%. Em língua portuguesa, do total de 161.568 professores em exercício, 67.886 não têm licenciatura em português, o equivalente a 42%.
Português e matemática são as disciplinas cobradas em avaliações nacionais como a Prova Brasil e internacionais, como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), e são usadas para medir a qualidade da educação. "Matemática e português são as duas pernas para o estudante caminhar na educação. Sem essas duas ferramentas não tem como prosseguir", diz Mercadante.
Biologia tem os melhores índices, 78,4% dos professores têm a formação adequada. Em química, são 53,7%; em ciências, 40,1%; em história, 39,9%; e em geografia, 37,7% professores são formados na área em que atuam. Os demais ou são formados em outras áreas, afins ou não, ou não têm formação superior.
Formação docente
O Ministério da Educação (MEC) anunciou que tomará medidas para melhorar a formação dos professores. Entre elas, a oferta de 105 mil vagas para formação de professores no segundo semestre deste ano. Serão 20 mil vagas em universidades federais e 4 mil vagas em institutos federais. Além disso, a Universidade Aberta do Brasil vai ofertar 81 mil vagas de formação à distância.
"Nenhum professor efetivo, que está em sala de aula, deixará de ter a formação. Se faltar, vamos procurar instituições privadas", diz Mercadante. "Se quisermos ter qualidade na educação, temos que melhorar a formação do professor".
Aqueles que já têm alguma formação em área afim a que leciona poderá aproveitar os conhecimentos em um curso de licenciatura, tendo a carga horária reduzida. A experiência em sala de aula, também contará para reduzir o tempo de estágio obrigatório. A reconfiguração das licenciaturas está prevista em parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovado no ano passado.
O Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), destinado a complementar a formação dos professores também será reconfigurado no ano que vem. O professor só poderá se inscrever para o curso correspondente à disciplina que leciona. O curso será oferecido apenas nas férias escolares para que os professores se dediquem mais.
Edição: Fábio Massalli

domingo, 27 de março de 2016

Portugal teme que Lava Jato chegue a Dom Pedro I (kkkk)


O avanço das investigações da Lava Jato está deixando o governo português preocupado. Portugal teme que a família real acabe sendo envolvida no escândalo. “Acho que se continuar investigando de verdade vão chegar a Cabral”, disse um analista.

Queda de produção de aço chinês deve ajudar siderúrgicas

Siderúrgicas: após aumento dos preços, volume recorde de exportações da China pode cair, ampliando atratividade das vendas locais. 

A ajuda pode estar à mão para as siderúrgicas internacionais atingidas pela concorrência da China.
O volume recorde de exportações do maior país produtor provavelmente cairá após o aumento dos preços, ampliando a atratividade das vendas locais para as usinas em relação aos embarques ao exterior, segundo o Noble Group.
“A principal razão pela qual teremos exportações menores de aço chinês, pelo menos nos próximos meses, é que de dezembro para cá os preços do aço chinês têm apresentado um desempenho muito melhor que os preços do aço de outras regiões”, disse Gueorgui Pirinski, analista de materiais de aço-carbono da trader de commodities, em uma conferência em Cingapura na quarta-feira. “Tivemos uma alta enorme, de 30 a 40 por cento”.
As exportações da China, país que responde por cerca de metade da produção global, atingiram uma alta histórica no ano passado em um momento em que as produtoras lidavam com a queda dos preços locais e com a abundância de material.
O excesso ampliou a concorrência na Ásia, na Europa e nos EUA, reduzindo os lucros das usinas de todo o mundo e gerando um aumento nas tensões comerciais em meio às acusações de que os volumes crescentes da China estavam sendo vendidos baratos demais.
Neste ano, os preços do aço da China se recuperaram, em uma mudança que, segundo Pirinski, foi impulsionada pela produção mais baixa.

‘Bastante agressivo’

“O principal motor dessa inversão de tendência foi o corte bastante agressivo da produção doméstica de aço da China”, disse Pirinski, que levantou a possibilidade de que a produção possa aumentar agora, colocando em perigo a recuperação dos preços do aço.
“Veremos uma aceleração material da produção doméstica de aço na China -- e isso colocará em dúvida a sustentabilidade do preço do aço”.
Os volumes mais baixos da China poderão diminuir a pressão sobre siderúrgicas como a ArcelorMittal, com sede em Luxemburgo, e a U.S. Steel Corp.
A produtora europeia registrou prejuízo anual em 2015, enquanto a segunda maior fabricante de aço dos EUA se colocou na vanguarda dos esforços para resistir às importações, descrevendo a situação como uma “grande guerra”.
Na China, as barras de reforço de aço, usadas na construção, deram um salto de cerca de 24 por cento em 2016 após cinco anos de prejuízos.
Na Bolsa de Futuros de Xangai, o contrato subiu para 2.240 yuans (US$ 345) a tonelada na quarta- feira, nível mais alto desde junho. O piso chegou a 1.618 yuans em dezembro.
As exportações de aço da China tiveram uma expansão de quase 20 por cento em 2015, para um recorde de 112,4 milhões de toneladas, segundo dados aduaneiros divulgados em janeiro.
Em fevereiro, as vendas de produtos de aço caíram 17 por cento, para 8,11 milhões de toneladas, nível mais baixo desde março do ano passado, mostram dados do governo.

Tendência sem precedentes

A tendência sem precedentes de exportações baratas da China provocou uma reação negativa na Europa, na Índia e nos EUA, que se movimentaram para elevar as tarifas após queixas das siderúrgicas locais.
Contudo, não foi a propagação de regras comerciais protetoras o que forçou a queda das exportações, segundo Pirinski. O motivo pelo qual “as exportações de aço da China estão caindo não são as tarifas antidumping, não é por toda essa postura”.
As exportações da China poderão não aumentar neste ano, mas ainda assim as siderúrgicas do país tentarão vender o máximo que puderem, disse N. C. Mathur, presidente da Associação Indiana de Desenvolvimento do Aço Inoxidável, em entrevista, em Cingapura.
“A China é uma grande ameaça”, disse Mathur, que trabalha há mais de 40 anos no setor, inclusive na Jindal Stainless. “Mas ao mesmo tempo os traders estão interessados em comprar material chinês devido ao seu custo e para ganhar dinheiro”.

Sesma investiga casos suspeitos de H1N1 em Belém

Foram notificados 16 casos Síndrome Respiratória Aguda Grave à Sesma.
Dois casos já foram confirmados como Influenza A/H1N1 no ano de 2016.

A Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) investiga casos suspeitos de contágio pelo vírus de Influenza A/H1N1 na capital. Segundo a Sesma, 16 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) já foram notificados à secretaria e dois deles foram confirmados como Influenza A/H1N1. Uma ocorrência de metapneumovirus também foi confirmada.

Ainda segundo a secretaria, o aumento de casos de SRAG já é esperado durante o período de intensificação de chuvas na região. Os principais sintomas são febre súbita acompanhada de tosse, dor de garganta, dor de cabeça ou dor nas articulações. Casos em que há dificuldade para respirar já são considerados graves.

"A partir do momento que recebemos a notificação, a equipe de Vigilância Epidemiológica aciona o Laboratório Central (Lacen) para a coleta de secreção, que é encaminhada ao Instituto Evandro Chagas para análise e pesquisa de vírus, entre os quais pode estar o vírus H1N1", explica a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde da Sesma,Leila Flores.

Imediatamente, o paciente começa a receber a medicação antiviral. "Cabe ao paciente fazer o tratamento completo, não circular em locais com aglomeração de pessoas e manter as regras básicas de higiene, como limpeza constante das mãos e proteção da boca ao tossir ou espirrar", reforça a diretora.

'Batman vs Superman' estreia com US$ 170 milhões e bate recorde da DC

Arrecadação nos EUA foi a melhor de um filme baseado em heróis da editora.
Longa fez a sexta melhor abertura de todos os tempos. 

Da Reuters
"Batman vs Superman: A origem da Justiça" arrecadou US$ 170,1 milhões nas bilheterias dos Estados Unidos e Canadá (o chamado "mercado doméstico") ao longo do fim de semana da Páscoa.
O longa se tornou a melhor estreia de todos os tempos de um filme da DC Comics, deixando para trás "Batman: O cavaleiro das trevas ressurge" (2012, que tinha feito US$ 160,8 milhões.
Além disso, foi a melhor melhor abertura em um mês de março e a sexta melhor abertura de todos os tempos no mercado doméstico.
O resultado serve de inspiração para a Warner Bros, que tem sofrido com uma série de fracassos em filmes caros como "O destino de Júpiter" e "Peter Pan", e agora põe expectativa no duelo entre o Cavaleiro das Trevas e o Homem de Aço para dar início a uma série de filmes de HQs interconectados.
A Warner já anunciou datas de estreia de sequências e spin-offs para os próximos cinco anos, com a primeira dessas aventuras de superheróis, "Esquadrão suicida", programada para sair em agosto.
"Isso levanta nossa moral", disse Jeff Goldstein, vice-presidente executivo de distribuição da Warner. "Estamos muito orgulhosos do que já fizemos no mundo DC e o que temos por vir é muito animador."
O estúdio não poupou investimentos, ao colocar Ben Affleck para vestir a capa e a máscara do Batman e trazer de volta o diretor de "Homem de Aço" Zack Snyder e a estrela de Super-Homem Henry Cavill. Foram gastos US$ 250 milhões em despesas com a produção e outros milhões em material promocional.
Mas a aposta parece ter sido válida, colocando a DC e a Warner no epicentro do universo do cinema de super-heróis com o qual a rival Marvel obteve enormes lucros.
Os recordes também reduzem o peso dos principais críticos de cinema norte-americanos. As resenhas de "Batman vs Superman: A origem da justiça" foram implacáveis.
A. O. Scott, do jornal "The New York Times", escreveu que assistir ao filme é "tão divertido quanto ter uma louça de porcelana quebrando em sua cabeça". Mas o público não se importou e ainda foi bem mais gentil com o filme, avaliando-o com nota B no CinemScore.
"São os fãs que falam mais alto", disse Jeff Bock, analista de bilheterias na Exhibitor Relations. "Isso prova o quão fortes esses personagens são".
A audiência do filme é, em sua maioria, masculina (66%), e os públicos tendem a ser mais jovens, com 63% dos espectadores com entre 18 e 34 anos.
As exibições do filme em tela Imax representaram US$ 18 milhões em bilheteria, ao passo que outras exibições especiais em tela premium acrescentaram mais US$ 17 milhões à quantia total arrecadada.
Já as bilheterias em cinemas 3D representaram 40% dos resultados do fim de semana de estreia.
"Os responsáveis pelo filme fizeram um produto que deve ser visto nas grandes salas de cinema", afirmou Greg Foster, CEO da Imax Entertainment. "Esse não é o filme que as pessoas vão querer assistir em pequenas salas."
 

 

Lutando contra o alcoolismo, filha de Michael Jackson desabafa: "grata por estar viva"

A filha adolescente do cantor Michael Jackson, a jovem Paris Jackson, fez um desabafo emocionante no Instagram falando sobre as suas conquistas desde que iniciou uma batalha contra o alcoolismo. Com apenas 17 anos, Paris também sofre de depressão e chegou a tentar o suicídio em 2013, mas vem se recuperando aos poucos e lutando para se sentir melhor. 
Em tratamento contra o alcoolismo, filha de Michael Jackson desabafa: "grata por estar viva"
(Foto: AFP)
Neste domingo (27), ela publicou uma série de vídeos onde agradece o apoio de todos durante este processo. "Estou muito grata por estar viva, muito grata por ter todas as oportunidades que eu tenho na vida. E eu amo todos vocês. Quero que todos que estejam vendo isso saibam o quanto me importo com cada um, o quanto vocês significam para mim e o quanto estou agradecida por tudo que têm feito", disse.
"Tenho certeza que meu pai também pensa assim e toda a minha família, do fundo dos nossos corações. Eu desejo a todos uma ótima noite e uma bela vida. Me desculpem por esse momento super emocional, mas eu queria compartilhá-lo com vocês. É isso. Paz", finalizou Paris.
O desabafo da adolescente foi retribuído com belas mensagens dos fãs. "Saiba que amamos você", "Espero que você perceba o quanto é bonita, maravilhosa e inspiradora", "Você tem um bom coração" e "Feliz Páscoa, Paris. Muito obrigada por dividir o que você está sentindo", foram alguns dos recados deixados pelos internautas nas publicações.

Mais de 5 mi de brasileiros já declararam o Imposto de Renda

Imposto de Renda Pessoa Física 2016 já foram entregues, segundo o último balanço da Receita Federal.
Mais de 5 milhões de declarações do
Os contribuintes podem entregar as informações até o dia 29 de abril e a expectativa do governo é receber 28,5 milhões de declarações, número 2,1% maior do que as 27,9 milhões entregues no ano passado.
O programa gerador da declaração para ser usado no computador pode ser baixado no site da Receita Federal. O aplicativo para dispositivos móveis (tablets e smartphones) na versão Android para a Google Play também foi liberado na loja virtual da empresa, assim como a versão iOS para a Apple.
Para esclarecer dúvidas em relação ao preenchimento da declaração do imposto referente ao exercício de 2016, ano-calendário de 2015, a Receita também liberou para download um perguntão com respostas para as dúvidas mais frequentes. Outra ajuda para os contribuintes está sendo oferecida por universitários de cursos de Contabilidade de instituições de Ensino Superior que possuem Núcleos de Apoio Contábil e Fiscal (NAF). Os plantões seguem até o final de abril nos 44 núcleos espalhados pelo país.

sábado, 26 de março de 2016

Grave incêndio na CSN deixa pelo menos quatro metalúrgicos feridos

Rio - Um grave acidente na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda, no Sul Fluminense, teria deixado pelo menos quatro metalúrgicos feridos. As vítimas são Dênis da Silva, Aluênio Alves, Renan Castro e Wanderlei dos Santos, este último em estado muito grave. Os metalúrgicos tiveram queimaduras quando trabalhavam no topo do forno da Linha 1 da área de Zincagem. Eles foram socorridos e internados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), no Hospital Vita, em Volta Redonda. 
Fogo teve início por volta das 23h de sexta-feira no setor de Zincagem 1
Foto: WhatsApp O DIA (98762-8248)
O fogo teve início por volta das 23h de sexta-feira e foi combatido pela brigada de incêndio da CSN e pelo Corpo de Bombeiros, mas até às 8h deste sábado, rolos de fumaça ainda ainda eram avistados no interior da usina. O equipamento está parado e não se sabe a extensão dos danos. 
Em nota, a CSN lamentou o acidente e garantiu que está acompanhando os atendimentos prestados pelo hospital. A empresa aguarda, ainda, o boletim médico do estado de saúde dos funcionários. A siderúrgica destacou também que as causas do acidente estão sendo apuradas. 
"O Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense lamenta o acidente ocorrido na noite desta sexta-feira, dia 25, na Usina Presidente Vargas, na CSN, na área de Zincagem I. O acidente deixou quatro trabalhadores feridos. O diretor do sindicato Carlos Santana está acompanhando de perto e afirmou que a apuração do caso já foi iniciada. Carlinhos está neste momento no Hospital Vita, em Volta Redonda, dando apoio aos familiares"
Mais informações sobre o quadro clínico dos feridos: 
Wanderlei Vieira dos Santos - teve em torno de 70% do corpo queimado - 37 anos - será transferido ainda hoje para o Hospital do Andaraí, no Rio de Janeiro. Ele tem três anos de empresa.
Dênis da Silva - entre 20 a 30% do corpo queimado - 38 anos. Tem três anos de empresa.
Aluenio Francisco Alves, 32 anos - 20 a 30% do corpo queimado. Tem 8 anos de empresa.
Renan Martins de Castro - 20 a 30% do corpo queimado - 29 anos - 11 anos de empresa
Quatro acidentes em um ano
Este é o quarto acidente na CSN em apenas um ano. No dia 19 de março de 2015, uma metalúrgica morreu atingida por uma empilhadeira; Em 31 de julho, um operário de 45 anos também morreu. Já em janeiro deste ano, outro trabalhador de uma prestadora de serviços ficou feridos.

Internautas pedem fim do limite de dados em banda larga

Recentemente, operadoras como Vivo e NET anunciaram que irão limitar o consumo de dados em planos de internet banda larga. Nesta semana, consumidores insatisfeitos criaram uma petição online contra a medida – e mais de 25.000 pessoas já a assinaram. 
Quando o limite de consumo de internet é excedido, o que acontece é que os consumidores terão a velocidade da conexão reduzida. A medida, que a Anatel avalia como benéfica, visa oferecer a mesma qualidade de serviço para todos os clientes, segundo as operadoras de internet banda larga. 
Já na visão da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), citada na petição, esse tipo de controle é um "retrocesso".  
"Nós entendemos que a Anatel não pode se omitir e aceitar essa mudança, porque o consumidor é quem vai sair perdendo. Uma mudança como essa precisa passar por uma ampla discussão antes de ser aprovada", segundo Maria Inês, coordenadora institucional da Proteste. 
A operadora Vivo oferece planos de internet com velocidades que variam entre 4 Mbps a 25 Mbps, enquanto a franquia de dados vai de 50 GB a 130 GB. A banda larga popular tem franquia de 10 GB. A Net tem velocidades de 2 Mbps a 500 Mbps com limites de consumo de 30 GB a 500 GB.  
A GVT, que deve ter sua marca absorvida pela Vivo em breve, não tem franquia de internet, assim como a Live Tim.  
O controle de dados, por enquanto, não afeta os clientes de internet banda larga com planos de fibra óptica. Planos com restrição de tráfego são via rede telefônica (ADSL). 
Vale notar que os planos existentes podem ser afetados, caso haja limite de consumo no contrato. Isso acontece com a Oi desde 2008, com a Vivo desde janeiro deste ano e com a NET desde sempre. As operadoras terão páginas online que mostram o consumo de dados do plano contratado. 

EUA orientam infectadas pelo Zika a esperar ao menos 8 semanas para engravidar

As autoridades de saúde dos Estados Unidos orientam as mulheres infectadas com o vírus ZiKa a esperar pelo menos oito semanas, após o aparecimento da doença, para tentar engravidar. 
O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos recomenta ainda que os homens infectados com o vírus Zika ou com sintomas da doença não tenham relações sexuais sem uso de preservativo durante pelo menos seis meses. A Zika é uma doenças infecciosa transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.
O organismo recomenda os mesmos períodos de tempo de prevenção para os casais sexualmente ativos que não estão tentando ter um filho.
Essa orientações têm por base o período mais longo de resistência do vírus conhecido até agora, multiplicado por três.
O Zika foi detetado no sêmen de um homem 62 dias após os primeiros sintomas, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças.
Os homens com parceiras sexuais grávidas são aconselhados a usar preservativos em caso de sexo vaginal, anal e oral ou a se abster de sexo durante toda a gravidez.
O vírus Zika tem sido relacionado ao nascimento de bebês com microcefalia.
O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos registrou seis casos de transmissão sexual do Zika por homens que haviam sido infectados durante viagens a países da América Latina.

quinta-feira, 24 de março de 2016

Pref. Juscelino Oliveira concede aumento salarial de 11,36 % a servidores concursados


Coletiva-4
Os Servidores concursados têm muito a comemorar e celebrar na atual gestão Municipal. A notícia foi recebida com satisfação, alegria e em um momento mais que oportuno, se considerarmos e observarmos a situação que todos os segmentos atravessam, com um ano difícil em todos os setores, recessão e de graves dificuldades financeiras para todo o País.
Contudo, é enfrentando os problemas e adversidades que se mostra, encontram-se novas maneiras de governar, gerir com seriedade e transparência. Trabalhando e administrando dessa forma, foi concedida uma nova adequação salarial para os colaboradores do nosso município, pois ao contrário e diferente dos anos anteriores, sob gestões passadas, em que o reajuste só era conquistado depois da realização de greve, nesta nova administração, com uma nova mentalidade, compromissada, atenta para todas as necessidades e prioridades que se fazem necessárias para um governo sério e com propostas concretas, dessa forma, o Prefeito Juscelino Oliveira concedeu o aumento sem nenhum problema, sempre amparado e respaldado para efetuar as devidas mudanças e alterações pontuais.
Segundo o Secretário de Administração, Dr. Rocha Neto, a negociação com o Sindicato aconteceu de forma tranquila. “Dessa vez nós não tivemos nenhum tipo de greve, o que houve com o Sintrassema foi uma negociação na maior harmonia, no nível dos debates, tudo aconteceu de forma calma e tranquila”, informou o Secretário de Administração.
O reajuste salarial é de 11,36 %%, passando a vigorar a partir de março, em relação ao salário anterior. “O Prefeito está encaminhando para a Câmara Municipal, o Projeto de Lei para que seja votado e possa garantir esse reajuste ainda para o mês de março, pois Açailândia é um dos poucos e raros Municípios que estão enquadrados no piso salarial”, afirmou Rocha Neto.
Da Assessoria
Publicado por http://www.amarcosnoticias.com.br/

terça-feira, 22 de março de 2016

Metalúrgicos de Açailândia Fecham Acordo Com o SIFEMA e Negociação Salarial 2016 Chega ao Fim

Nessa terça-feira 22, os Metalúrgicos convocados pelo STIMA realizaram assembleia geral para decidir e deliberar sobre as negociações salariais e econômicas. A assembleia foi conduzida pelo Vice-presidente do STIMA Antonio Brito na sede do STIMA na Rua Marly Sarney 1242, no centro de Açailândia-MA. as assembleias foram realizadas as 9h e as 17h em dois períodos.

Vice-presidente Antonio Brito e Luzanira de Jesus Sec. Geral do STIMA
Em 2016 o STIMA deliberado pelos trabalhadores em Assembleia apresentou 69 (sessenta e nove) cláusulas, entre econômicas e sociais, entre elas algumas polêmicas nesse momento econômico que passa o país e principalmente o setor produtor de ferro gusa .
 Entre as cláusulas mais polêmicas estava a escala de trabalho, o Sindicato apresentou e defendeu o pedido da extinção da cláusula que trata da jornada de trabalho de 06hs em 05 turmas sem a realização das horas extras que estava com data marcada pra voltar conforme a CCT 2015 representada na CCT como JORNADA DE TRABALHO - DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE E FALTAS DURAÇÃO E HORÁRIO. O STIMA lutou pela permanecia da escala de trabalho atual jornada de 08 horas diárias com inclusão de 2 horas extras por dia que aumenta o salário do trabalhador em cerca de 35%. após reunião entre os sindicatos a cláusula das 6h foi tirada de pauta e extinta da CCT conforme o pedido do STIMA.  
   
Outro ponto polêmico vencido pelo trabalhadores através do STIMA foi o reajuste do valor da cesta básica que será reajustada em 65% a partir de 25 de março do corrente ano, conseguimos reajustar o valor da cesta básica de R$ 50,00 para R$ 80,00.e tiramos essa cláusula que estava nas cláusulas sociais e incluímos nas cláusulas econômicas.
O STIMA apresentou a proposta junto ao SIFEMA e as empresas concordaram com o pedido do sindicato dos trabalhadores. As empresas siderúrgicas que ainda não adotaram o sistema de refeitório terão até o dia 30 junho de 2016, para se regularizarem. fica “proibido” vetado a alimentação em sistema de MARMITEX (conhecidas como quentinhas), todos os funcionários a partir do dia 01 de julho de 2016 terão o direito garantido de alimentação no refeitório com comida fornecida pela empresa sem discriminação da função. isso representa uma mudança administrava que já durava por mais de duas décadas.
Hoje os metalúrgicos que participaram da assembleia geral deliberativa aprovaram por maioria total o piso salarial da categoria em R$ 900,00 com reajuste dividido em duas parcelas sendo que a partir de 01 de março o piso salarial será reajustado de R$ 880,00 para R$ 890,00 em primeiro de setembro passara para R$ 900,00. A manutenção salarial foi aprovado em 7% também divididos em duas etapas da mesma forma que o piso.
devido as dificuldades econômicas vivenciadas hoje pelo Brasil e grandes recessões econômicas pelo mundo no mercado internacional em relação ao ferro gusa e aço o STIMA e os trabalhadores tem o entendimento que a negociação esse ano foi feita no limite máximo dos dois lados, mais que no final mesmo com dificuldades a tentativa sempre foi preservar os empregos e recompor os salários e benefícios dos trabalhadores, essa assembleia foi conduzida e deliberada pelos companheiros metalúrgicos que compareceram na assembleia devidamente convocada pelo sindicato profissional hoje fechamos a pauta final das negociações com o SIFEMA fecharemos a CCT com 69 cláusulas aprovadas pelos trabalhadores e celebradas pelos sindicatos, disse Antonio Brito  Vice Presidente do STIMA.      

fonte: STIMA

“Se juiz quiser fazer passeata, basta pedir demissão, mas não use a toga para fazer política” Diz Flavio Dino Governador do Maranhão

Flávio Dino, ex-presidente da Associação dos Juízes Federais e governador do Maranhão, durante Encontro com Juristas pela Legalidade e em Defesa da Democracia. Foto: Blog do Planalto
Flávio Dino, ex-presidente da Associação dos Juízes Federais e governador do Maranhão, durante Encontro com Juristas pela Legalidade e em Defesa da Democracia. Foto: Blog do Planalto
O governador do Maranhão, Flávio Dino, criticou, nesta terça-feira (22), a conduta política no Judiciário brasileiro e as arbitrariedades na condução da Operação Lava Jato. Como ex-juiz federal e ex-presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Dino participou de Encontro com Juristas pela Legalidade e em Defesa da Democracia, no Palácio do Planalto, que contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff.
“Judiciário não pode mandar carta para passeata. E se o juiz, o procurador quiser fazer passeata: há um caminho. Basta pedir demissão do cargo. Aliás, quero dizer que adoro fazer passeata. Mas não use a toga para fazer política porque isso destrói o Poder Judiciário”, afirmou em referência à divulgação de interceptações telefônicas envolvendo a presidenta Dilma, sem a autorização do Supremo Tribunal Federal.
Dino comparou a atuação de juízes à participação das Forças Armadas no golpe de 1964, que pôs o Brasil sob o regime militar até 1985. “Impeachment que muitas querem transformar nos tempos da ditadura: primeiro se culpa, depois se prova”, disse antes de complementar. “Ontem as Forças Armadas, hoje a toga supostamente democrática e imparcial”.
O governador lembrou que a estratégia utilizada hoje contra a presidenta Dilma é a mesma que “1% da população que usa há várias décadas essa estratégia para proteger seus interesses”. “A maior corrupção que pode existir em uma sociedade é a desigualdade, é a injustiça social. E aqueles que pretendem situar a corrupção nos estados, eles querem proteger seus privilégios de casta”, criticou.