.

.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Natura tem lucro líquido de R$ 90,9 milhões no 2º trimestre

Queda foi de 22% ante mesma etapa do ano passado.
Receita líquida das operações no Brasil caiu 2,3%, para R$ 1,376 bilhão.

A fabricante de produtos de beleza Natura teve lucro líquido de R$ 90,9 milhões no segundo trimestre, queda de 22% ante mesma etapa do ano passado.
As operações internacionais novamente responderam por contribuição crescente, com a receita líquida do segmento crescendo 24,9%, para R$ 649,5 milhões.
O vice-presidente de finanças da Natura, José Roberto Lettiere, destacou o resultado da receita bruta nas operações no Brasil, que quebrou uma série de seis quedas seguidas.
Em teleconferência com jornalistas, ele disse que junho foi o melhor mês do trimestre.
Apesar da alta de 1,2% da receita bruta, a receita líquida das operações no Brasil caiu 2,3 por cento, para R$ 1,376 bilhão.
O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) consolidado foi de 344,7 milhões de reais, queda de 3,5% ano a ano, pressionado pelas operações no Brasil.
Enquanto o Ebitda das operações internacionais (pró-forma) cresceu 43,3%, para R$ 73,8 milhões, o Ebitda das operações no país (pró-forma) caiu 11,4%, para R$ 270,9 milhões. A margem Ebitda passou de 18,5 para 17%, também na comparação anual.
A margem bruta ficou em 68,5% ante 69,4% um ano antes. Lettiere afirmou que o indicador foi impactado pela taxa de câmbio e a carga tributária.
As despesas operacionais no Brasil caíram 0,6% ante o segundo trimestre de 2015, mas subiram em relação à receita líquida, para 38,3% contra 37,7% um ano antes, conforme a empresa manteve investimentos em marketing.
Em relação à taxa de câmbio, o executivo afirmou que a premissa da empresa é de que o dólar fique na faixa de 3,40 a 3,50 até o final do ano.
Novas lojas
A Natura manteve previsão de investimento de R$ 350 milhões para o ano, mas a companhia tem sido mais seletiva nas decisões de alocação desses recursos, disse o executivo, focando principalmente na parte de vendas e abertura de lojas.
Segundo Lettiere, a Natura deve fechar o ano com 4 a 5 lojas físicas. Em abril, foi inaugurada a primeira unidade no Morumbi Shopping, na capital paulista. Em agosto está prevista a estreia de outra no shopping Villa Lobos, também em São Paulo.
Ele disse que outras três já foram mapeadas e estão em fase de conclusão, mas não deu detalhes sobre a localização. Em relação à primeira unidade, Lettiere disse que as vendas estão muito acima das expectativas.
A Natura também não descarta novas parcerias no canal farma, com o plano de expansão contemplando entrar em outras redes no próximo ano, de acordo com o executivo. "Estamos (indo) muito bem com a Raia Drogasil, mas não temos exclusividade", disse.
A empresa fechou junho com 1,86 milhão de consultoras contra 1,81 milhão um ano antes, enquanto as unidades de produtos para revenda diminuiu para 116,9 milhões ante 120,3 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário