.

.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Polícia Civil intima dois torcedores do Grêmio por ofensas a Aranha

Rio Grande do Sul - O cerco contra os racistas está se fechando. A Polícia Civil do Rio Grande do Sul intimou, nesta segunda-feira, dois torcedores do Grêmio, suspeitos de serem autores de injúrias raciais contra o goleiro Aranha, do Santos, quinta-feira, em jogo pela Copa do Brasil. Nesta segunda, dois gremistas compareceram à 4º Delegacia da capital para reconhecer suspeitos. Já Patrícia Moreira, flagrada pelas câmeras da ESPN, deve ser intimada ainda hoje.
Ela não havia sido intimada anteriormente porque a prioridade definida pela própria Polícia Civil era identificar primeiro todos os envolvidos. Assim, Patrícia Moreira ganhou tempo para contratar um advogado. Ela chegou a assinar procuração para Guilherme Abrão, conselheiro do Grêmio, defendê-la, mas o acordo foi logo desfeito por opção do advogado.
Patrícia Moreira deve ser intimada nesta terça-feira
Foto:  Divulgação
Segundo o delegado Herbert Ferreira três torcedores que foram flagrados por imagens de TV já identificados. Ele ainda busca mais torcedores e estuda imagens as que recebeu do Grêmio.
“A menina não deixa dúvidas no xingamento. Nem precisa de recurso labial. Mas há vários outros a serem responsabilizados. Se as imagens do clube e da arena não forem claras, vou recorrer à imprensa”, disse o delegado, que tem 30 dias para concluir o inquérito, mas pode prorrogar o prazo.
Em nota, a diretoria do Grêmio comunicou a suspensão da torcida ‘Geral’ por tempo indeterminado. Os torcedores da organizada também estão proibidos de utilizar a marca da facção nas partidas do clube. A ideia do Conselho de Administração é identificar todos os torcedores e sócios envolvidos no caso.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.