.

.

sábado, 20 de agosto de 2016

Forças Armadas querem aumentar incentivo a paratletas

Nesta Olimpíada, o Brasil teve uma delegação recorde, com 462 atletas. Quase um terço deles está ligado a alguma Força Armada.
Os atletas militares superaram a expectativa inicial de 10 medalhas e chegaram ao último fim de semana dos Jogos Rio 2016 com 12 das 15 medalhas do Time Brasil.
A meta agora é incorporar paratletas à Aeronáutica, ao Exército e à Marinha.
De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungman, falta ainda adaptar as instalações e encontrar treinadores especializados para esses atletas.
A meta é impulsionar o desempenho na Paralimpíada, competição na qual o Brasil já é tradicionalmente melhor que na Olimpíada.
O projeto-piloto das Forças Armadas reúne 10 atletas com alguma deficiência.
A Paralimpíada do Rio começa no dia 7 de setembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário