.

.

sábado, 3 de setembro de 2016

Ministério disponibiliza R$ 26 milhões para combate à seca no Piauí

Dinheiro está disponível, mas precisa de planos de trabalho para liberação.
Verba será aplicada em construção de adutoras e operação carro-pipa.

Seca no Piauí agrava situação de dificuldade pela falta de água (Foto: Gustavo Almeida/G1) 
 
Seca no Piauí agrava situação de dificuldade pela falta de água (Foto: Gustavo Almeida/G1)
O Ministério da Integração Nacional destinou R$ 26 milhões para combater os impactos da seca no estado do Piauí. As ações serão executadas pelo Ministério em parceria com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) para socorro, assistência e restabelecimento de serviços essenciais em municípios piauienses. Em todo o Brasil, as unidades atingidas pela estiagem estão recebendo R$ 260 milhões.
A execução nos estados do Piauí e Sergipe ficarão sob responsabilidade da Codevasf, que vais usar a verba para a construção de adutoras para o abastecimento de água e ainda implementação da operação carro-pipa.

A seca tem castigado cidades do sul do Piauí e já provoca falta de água para consumo humano na área urbana e zona rural de algumas cidades. Segundo a secretaria de Defesa Civil, as regiões mais castigadas pela estiagem são as de Picos, Paulistana e São Raimundo Nonato. Por conta dessa situação, o governo do Piauí decretou estado de emergência em 117 municípios.

Apesar de o dinheiro estar disponível, o montante será liberado apenas mediante a elaboração dos planos de trabalho para a aplicação da verba. Para isso agilizar esse processo, o Ministério da Integração disponibilizou técnicos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil(Sedec) para apoiar o governo estadual nesse processo.

Ainda de acordo com o ministério, os governos estaduais continuarão a ser responsáveis pela execução de outros programas de mitigação à seca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário