.

.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Em Açailândia, “Restaurante Popular” garante alimentação de qualidade e economia no bolso do trabalhador.

Reaberto no último dia 05 de junho, ocasião em que a administração pública realizou as festividades em comemoração ao aniversário de 36 anos de Açailândia, o restaurante popular serve hoje mais de 500 refeições, que atende, principalmente, aos trabalhadores, comerciantes e comerciários que exercem suas funções no grande centro comercial da cidade.
Diante da crise que vem assolando todo o país, as ações sociais praticadas pelos gestores públicos municipais tem sido uma das saídas para garantir o mínimo da economia do salário do trabalhador, bem como aposentados e pensionistas que no dia-a-dia sentem na pele e no estômago a falta do alimento de primeira necessidade.

Em Açailândia esta realidade não é diferente. Foi pensando nesta situação que o prefeito Juscelino Oliveira (PCdoB) procurou viabilizar a reabertura do restaurante popular do Centro da cidade, que em virtude das dificuldades encontradas no município e alguns trâmites burocráticos ficou um longo período fechado, o que desagradou as pessoas que buscavam no restaurante a sua alimentação diária e a economia certa no final do mês.
O restaurante popular é tão importante para a população em geral que para se ter uma ideia, um prato de comida, o “PF” como é mais chamado, custa nos restaurantes mais baratos de Açailândia, em média 10 reais e no restaurante mantido pelo governo municipal custa apenas 2 reais por pessoa.

A população de Açailândia beneficiada com essa ferramenta pública reconhece a ação do prefeito Juscelino Oliveira em reabrir e voltar a funcionar a todo vapor o restaurante popular do centro da cidade que vem contribuindo muito para a alimentação das comunidades e, principalmente, as famílias mais carentes. Além também, de um grande número transeuntes que se deslocam da zona rural do município para centro comercial pra fazer suas compras no comércio local.

De acordo com o chefe de cozinha Josiel Martins, cerca de 500 refeições são servidas diariamente. “O nosso cardápio segue de forma variada com acompanhamento de nutricionistas. Além do almoço reforçado, as pessoas ainda tem o direito à sobremesa e um suco de fruta”, reforça Josiel.

Para manter o funcionamento e atender a população com um serviço de boa qualidade, a prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social disponibiliza 13 servidores públicos para atuarem nas funções de cozinheira e ajudante de cozinha. O espaço recebe o acompanhamento da equipe da Vigilância Sanitária que é responsável pela inspeção do restaurante no que diz respeito à higienização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário